Aconselhamento

(VÁ AO FINAL DA PÁGINA. ) Conte-nos  a sua história. Caso não queira que seja publicada, avise-nos. Procure usar um “pseudônimo” (apelido). O importante para os nossos leitores não é a pessoa , mas o fato em si. Alguns aconselhamentos serão gravados em vídeo e publicados no blog Casados em Cristo na página ” Esta pode ser a tua história “. REPITO, caso não queira não publicaremos a sua história, então, avise no texto.

189 Respostas para “Aconselhamento

  1. ola me chamo rosiane tenho 9 anos de casada vou pra 10 anos no final do ano,desde quando casei meu marido tinha relaçoes poucas comigo agora de uns 5 anos pra ca ele so me procura sabado e domingo durante a semana ele ne,m quer saber de mim,isso e coisa do inimigo,,me ajudem.

    Irmã, você deve analisar o todo de sua relação, como vai a vida financeira, a saúde emocional de ambos, o trabalho se é cansativo ou não, a idade, o ritmo sexual dele e analisar o que pode
    estar interferindo. Agora, saiba que cada pessoa tem uma frequência sexual, talvez esteja faltando vocês passarem mais tempo junto, quem sabe um pouco mais de carinho e ternura, diferente de
    sexo, mas importante na afirmação do amor. Procure também fazer a sua parte, ser carinhosa e atraente, além de uma boa companhia, riam juntos, se alegrem um na presença do outro.Para você ter uma ideia um casal normal transa duas a três vezes por semana, uns mais e outros menos. Uma pessoa deve ser amada de modo perceptível, de um jeito tal que ela se sinta amada, talvez isso esteja em falta também. Mas nada me parece grave no seu caso, então converse com ele, abra seu coração num momento oportuno para isso. Abcs

  2. Cris

    Pastor, meu namorado me falou que qndo casarmos um dia, se tivermos uma filha, ele não vai dar banho nela, porqe ele diz qe não teria coragem e por respeito não faria isso.
    Fiquei muito brava porqe eu sou uma menina muito complicada… eu não aceito que a mulher tem que cuidar da casa sozinha, por isso também qero trabalhar.. eu também nunca limpei bumbum de criança, e não aceito essa idéia de esse tipo de responsabilidade ser só minha um dia.. Afinal, ele acha que não vai ser estranho pra mim? Que eu vou achar super normal limpar meus filhos.. eu também não vou gostar de fazer e mesmo assim terei que fazer porqe vao ser meus filhos, e porqe só eu qe sou obrigada? Afinal, não vou fazer filhos sozinha… o que você acha pastor? Se é errado pai dar banho em filha, limpar filha, também deveria ser errado a mãe dar banho no filho.

    RESPOSTA:

    Querida, não fique brava comigo, mas acho que você não está preparada para um casamento quanto mais para ter filhos. Você deve estudar biblicamente qual o papel da mulher
    e qual o papel do homem na relação. É óbvio que um pode ajudar o outro no seu afazer e compromisso, mas a responsabilidade é bem definida biblicamente. Eu também nunca dei banho
    em minhas filhas, não por preguiça ou desamor, mas por uma coisa pessoal, íntima, mas nem por isso minha esposa também deixou de assumir o papel de mãe que lhe incumbe na relação.
    Sabe , a gente pode transferir, delegar tarefas, mas a responsabilidade não é transferível. Um pai pode e deve dar banho na filha, no filho, arrumar cozinha, lavar roupa, não
    há problemas quanto a isso, mas o problema maior é que me parece que você não quer assumir o seu papel e viver somente o papel de ajudadora que trabalha fora. Eu vejo minhas filhas,
    crianças de sete anos, elas são loucas por crianças, dão banho nos irmãozinhos, nas bonecas, e fazem isso com uma alegria incrível, e não precisei estar falando, ensinando, é natural.
    Pense bem, não se casem sem ter resolvido algumas coisas desse tipo.

  3. ines

    ines…
    mim separei de meu marido por causas de bruxaria.não sei o que faço,nós se davamos muito bem….so depois que isso aconteceu com nós se separamos,por causas de bruxarias…

    RESPOSTA: Você me parece acreditar mais no poder dos bruxos do que no poder de Deus. Mude isso, aceite Jesus, deixe Ele operar as transformações que se fazem necessárias
    em suas vidas. Eu não me preocupo com Satanás rondando a minha vida, eu tenho medo é de estar longe de Deus. A presença do diabo não me assusta, o que me assusta é a ausência
    de Deus. Fique tranquila, e não jogue a culpa toda de seu fracasso no diabo, ele apenas sugere, quem vai para o pecado é o ser humano, ele prepara o barquinho para quem está
    desejo de ir para longe de Deus, só isso.

  4. Quel

    Olá…
    Bom, eu nasci em um berço cristão, não me separei de Deus apesar de não ir mais a igreja frequentemente desde a morte do meu avô, há 10 anos.
    Eu e meus esposo estamos juntos a pouco mais de 5 anos e casados a 2, mas a questão é que nós não temos nos dado bem de um anos para cá, são muitas brigas, pequenas discussões, principalmente porque ele quase não me ajuda na rotina de limpeza da casa e cuidados com nosso filho de um ano e exige atenção (que em consequência de tantos afazeres tem mesmo sido quase inexistente)…
    Ele tem um vício que me irrita muito, o cigarro – mas penso que ele fuma mais por causa dos colegas (que ele chama de amigos) do que pela própria vontade – e todas as vezes em que não estamos bem ele chega em casa fedendo a cigarro, o que me deixa ainda mais irritada.
    Quando esses “amigos” estão afastados, discutimos mas conseguimos nos entender, mas se eles estão próximos ai já era (próximo que eu quero dizer é que estão na nossa cidade, pois eles moram fora).
    Este fim de semana fomos a uma festa com minha família, ele bebeu muito e fumou, não tomou conta do nosso bebê hora nenhuma durante a festa; ele flertou algumas garotas, e não tenho certeza, mas desconfio que tenha me traido, apesar de meus familiares afirmarem que não.
    Eu tenho vontade de me separar dele por muitas coisas, mas por outro lado tenho medo de como será, pois terei que voltar a morar na casa da minha mãe se isso acontecer e eu e ela não concordamos muito em relação a educação do meu filho, pois ela dá salgadinhos ou mamadeira a qualquer hora em que ele a peça ao envés de respeitar os horários de alimentação dele e dar almoço e janta.
    Ando muito nervosa, penso que estou entre o que fui ensinada desde a infância (que quando se constrói uma família ela é para a vida toda) e o meu desamor por tantos desentendimentos.
    Paço sempre orientação a Deus, mas às vezes sou impaciente e não consigo entender o que Ele fala comigo se não for rasgando o verbo.
    Pastor, me dê uma opinião, avalie a situação e diga o que o senhor faria.

    Respostas: Minha querida, existem muitas coisas que se possa fazer para melhorar ou curar uma relação, como a comunicação que deve ser trabalhada, o companheirismo, a busca de valores morais em ambos,
    o respeito e a fidelidade, mas penso que você está tentando levar a vida espiritual com algumas coisas que aprendeu no passado. Deus quer de nós relacionamento, enquanto você não priorizar Deus como
    a pessoa mais importante de sua vida, as coisas continuaram desse jeito, porque só Deus pode mudar o coração de um homem viciado, adultero e descompromissado com a relação. Lembra da oração de Jesus:
    O Pão Nosso de Cada dia”…é isso, é um encontro diário com Deus,você por aquilo que diz está sendo religiosa mas não alguém que dependa de Deus. Conserte a vida espiritual de sua família, comece por você e irá virá para mais perto e as coisas melhorarão.

  5. maria

    olá,

    eu e meu esposo somos jovens, somos cristãos e meu esposo é um obreiro e eu também auxilio na igreja. Tenho uma duvida é errôneo da minha parte incentivar meu esposo a fazer academia(ele acha que é pecado crente fazer musculação, ainda mais um obreiro),gostaria que ele ficasse com o corpo mais definido.Não penso em outras pessoas, e nem tenho desejos ou fantasias deste tipo, apenas gostaria que ele procurasse cuidar um pouco mais dele nesta área já que eu cuido de mim nesta parte.
    Obrigada pela atenção, Maria.

    RESPOSTA: Cuidar da saúde física não é pecado, mas talvez fosse melhor vocês fazerem alguma coisa juntos, caminhadas e outras atividades que você já faz. Use a sabedoria mulher, vai mandar o marido
    para a academia, ao menos dê uma olhada na frequência certo?

  6. joelma

    Boa tarde Pastor….
    Sou casada a 1 ano e 5 meses. Deveria ainda estar na fase lua de mel. Mora eu meu esposo e minha sogra. Eles sao bolivianos e moram no brasil a muitos anos porém nao tem familia nenhuma mais aqui no Brasil. Ela minha sogra tem 61 anos. Teoricamente ainda nova, mais fisicamente ela nao aparenta e sim mais d 80. Trabalhou a vida toda e nunca cuidou d sua saúde. Entao ele esta começando a ter dificuldade de enxergar, devido a catarata. Sou cristã a 7 anos entre fidelidade para com Deus e momentos afastada. Mais afastada nao ir mais a igreja. Enfim… conheci meu esposo quando estava afastada dos caminhos e mesmo nao frequentando a igreja consegui convence-lo q existe um unico caminho 1 mes antes de nos casarmos ele se batizou. Mais nunca se firmou d verdade. Basta agente ter uma discussão q ele quer inventar de fumar. E eu perco a cabeça com isso e digo q ele é um falso crente e ai vai. Como disse minha sogra mora com a gente, entao ela acaba se intrometendo. No final sempre saio errada da história. Ja pedi para arrumar um lugarzinho onde ela fique na casa dela e agente na nossa, pois moramos d aluguel. Tipo morar nem q seja no msm quintal mais em casas diferentes. Ele diz q jamais vai abandonar a mae dele. Q eu ja dabia q ela iria morar com a gente por nao ter familia etc e tal. Ai eu falo q na biblia esta escrito q o homem deixara pai e mae e se unira com sua esposa e tals. Ai ele vem dizendo q tbm esta escrito q nao deve abandonar idoso. Mais pastor nao peço q abandone peço apenas nossa individualidade. Ela tem um poder tao grande de domina lo. Q ainda q eu tenha razao d algo ela sempre consegue dobrar ele pra se virar contra mim. Nós no meio de tantas brigas feias q tivemos, acabamos agredindo um ao outro verbalmente e feio mesmo.
    A 2 dias eu queria q uma cachorra q vive dentro d cada q a mae dele criou na rua durante um bom tempo colocasse no quintal. Mais so pq essa cachorra é dela ele disse q nao. Acordo as 4 da manha pra trabalhar em hospital, um dia estressante chego em casa e a casa alem d feder a cachorro tenho q ver merda da cachorra por tudo quanto é lugar da sala. Pq a mae dele nao abriu a porta pra cachorra sair. Enfim. .. ele fala q quem manda e da a ultima palavra na casa é ele. Por tanto a cachorra nao sai d casa. Se eu quiser q saia eu. Ele diz q ele é cabeça por isso manda e eu submissa tenho q aceitar tudo o q ele fala. Afinal Deus constituiu assim. Ele é muito machista e muito me intristesse ver q a mae dele tem 50 por cento de culpa de nossas brigas e so ele nao inxerga. Ele vem falar d ex dele. E isso me deixa irritada. Nao gosto. Sabe ele so ve o lado dela como mae e nao ve o meu de esposa. Nao quero competir com ela. Como ele joga na minha cara. Cheguei a um ponto de dizer pra ele na frente dela q ele só será feliz com uma mulher o dia q rla morrer. So assim o cadal ira se intender e tomar decisões entre si. Mais tudo q camos fazer tem primeiro q ver opinião dela. Pra dai ele resolver algo. Queria me mudar pra perto d minha mae. Ele tava até decidido a ir. Mais ela falo q se for morar no bairro onde minha mae mora ela nao itia conosco ai ele logo desiste alegando q vai pra onde a mae dele se sente bem… ai pergunto e eu como fico?
    Pastor estou tao errada assim? Gostaria q ela fosse pra bolivia vivet com resto fos familiares ( irmã, irmãos sobrinhos e ate o proprio pai q esta com ausaimer).
    Mais quanto mais ela sabe q quero fistancia mais ela quer ficar. Um fia ela me disse. Vou dizer pra vc o mesmo q disse pra todas q tentaram me afastar do meu filho, é mais fácil vc sair d casa do q eu. Vcs nunca vao intender o carinho q eu tenho pelo meu filho. Quando fui dizer isso pra ver se ele abre os olhos sabe o q eu ouvi? Q mal vc viu nisso. Ela fisse uma vdd. Se tiver q uma mulher sair d casa q seja vc do q ela. Mae e mae. Ex mulher posso ter varias. Me sinto muito humilhada vejo q nunca ele soube qual era o papel de homem e de mulher dentro d um casamento. Ja fiz minhas malas pra ir embora. Mais ele pede pra ficar q sera tudo diferente. Mais basta eu ficar uma semana e começa tudo d novo. Por favor o q eu faço?

    RESPOSTA: A Bíblia tem a resposta. Deixará pai e mãe e se unirá a sua mulher e ambos serão uma só carne. Nada disso está acontecendo em seu casamento. Ele não deixou pai e mãe e você não são um. Vocês podem ter relações sexuais, entretanto, não tem acordo mesmo nas questões pequenas como a presença de um cachorro. Respeitar, cuidar, honrar, são coisas que filhos devem fazer para com os pais, mas para que o casamento dê certo, é preciso deixá-los emocionalmente, fisicamente, geograficamente e financeiramente. E veja, deixar não significa abandonar. Você fala quais são os seus pensamentos com relação a sogra, fala em arrumar um “lugarzinho” , que gostaria que fosse para a Bolívia, mas não me parece que isso possa resolver o problema, seu marido é apegado com a mãe, e ela sabe disso, e sabe também que ele sempre vai estar do lado dela. Então o que fazer? Humanamente analisando, não vejo outra alternativa a não ser arrumar um lugar digno para ela morar, tendo o carinho e cuidado de vocês dois.Mas isso ainda não me parece suficiente. Eu li que seu marido fala em botar você para fora de casa ou cousa assim, então dá para imaginar que tipo de relacionamento vocês estão vivendo, qual a importância que ele dá para você. Diante disso, penso que você deve se voltar para Deus, se apegar definitivamente a Ele, para que aconteça uma visitação do Espírito de Deus nessa casa, de maneira que o amor derramado possa ser tão grande que a presença de uma cachorra já não vai incomodar mais. Vocês todos precisam de mudanças no seu viver, é preciso diminuir os conflitos , aumentar o prazer de se estar juntos, é preciso celebrar a vida, celebrar Deus. Amor gera amor, generosidade gera generosidade, e assim por diante, é preciso que as virtudes de Deus em nós estejam presentes no seu dia a dia, dentro de casa, na relação com a sogra, com o marido e assim as coisas começam a mudar. Seja compromissada com Deus, com o evangelho, participe ativamente de uma igreja , vá com a família aos cultos, é assim que se começam as mudanças. Mudar a sogra, o marido, não é boa proposta. É preciso que mudanças ocorram em nós primeiro e aí, pelo exemplo e pelas atitudes, as pessoas ao nosso redor começam a mudar também. E de tudo que falei, aquilo que não der para fazer com todos vocês, faça acontecer em sua vida, e esteja pedindo a Deus uma ajuda. Quem está cheio do Espirito de Deus tem mais sabedoria, mais graça no relacionamento, mais paciência, mas carinho, tudo muda para melhor.

  7. MARIA

    meu nome é maria, estou aflita,deprimida, pois meu marido e eu somos casados a 20 anos e a cerca de 1 ano descobri uma traiçao a qual me deixou completamente sem chão, penso em tirar minha propria vida, sou pastora. MAS ESTOU NUM abismo sem fim. e vejo que a cada dia fico pior, ele ja me pediu perdão, mas dentro de mim sangra muito.estou confusa pois eu o amo de verdade.Mas toda vez que me lembro me dá uma revolta e eu fico em depressão, tenho vontade de sumir e nunca mais aparecer, mas tenho uma filha adolescente sinto muita pena dela. MAS NÃO SEI O QUE FAZER .Pois ele me traiu e me falou tudo nos minimos detalhes. e a cada dia que passa não consigo me recuperar pois so sei chorar. ME AJUDEM POR FAVOR PRECISO DE UMA PALAVRA DE AMIGOS QUE POSSAM ME AJUDAR ,ESTOU COMO UMA BOMBA PRESTE A EXPLODIR DE TANTA TRISTEZA E DECEPÇÃO .TUDO QUE ELE FEZ FOI PREMEDITADO E DEPOIS DISSE QUE FOI O DIABO QUE USOU ELE. Pois eu não acredito ,o homem só comete o aduterio se ele quizer. me ajudem por favor. AGRADEÇO A TODOS QUE ME RESPONDEREM .FIQUE NA PAZ.

    RESPOSTA:

    Irmã,eu consigo imaginar sua dor. A traição, o adultério é uma das dores emocionais mais terríveis que se possa ter, pois parte exatamente da pessoa que amamos , que escolhemos para ser nosso companheiro para toda uma vida. Você precisa ajustar seu sentimentos, talvez uma terapia pudesse te ajudar nesse sentido, mas de qualquer forma deixa-me dizer algumas coisas: Quando se é vitima de um adultério, a pessoa terá que fazer uma escolha, perdoar ou separar, isso é ponto pacífico, não tem jeito de fugir disso. Feito a escolha, e no seu caso, você decidiu perdoar, isso é bom, é o melhor a ser feito. Porém, você não consegue administrar seu coração confiar novamente, aliás, você não consegue nem esquecer o ocorrido. Vocês cometeram , ao meu modo de pensar, um erro , que foi o de querer saber detalhes da traição, acho isso desnecessário e causa de maior sofrimento. SAbe minha irmã, tenho muita coisa a lhe dizer, mas vou fazer o seguinte , vou te mandar um livro que escrevi exatamente sobre isso, chama-se “Mais forte que o adultério”, e está disponível para download gratuito em nosso blog Casados em Cristo, mas no seu caso, mandarei pelo email. Tudo que você está passando, nós tratamos no livro. Olhe o seu email. Abcs.

  8. jaqueline

    Boa tarde, gostaria muito de uma orientaçaõ mas creio que sei exatamente o que vou ouvir. Mas mesmo assim vou contar brevemente. Fui casada por 10 anos com um homem ciumento, um pouco possessivo, inseguro, controlador. Por outro lado sempre fez tudo por mim, acho que me amava mas de uma maneira que era descontrolada. Brigavamos muito pois eu nao aceitava aquele tipo de desconfiança e também aceitava tudo que ele me impunha. Sempre respeitei e fui fiel mas ele nao enxergava. Chegou ao ponto de a falta de respeito parar nas agressoes fisicas. Perdoei todas as vezes, mas acho que não totalmente pois sempre jogava na cara dele as agressoes, mas queria continuar casada, apesar do sentimento estar balançado. A bagunça que me coloquei é a seguinte: expus minha vida para meu chefe que sempre foi um confidente e amigo e chegou ao ponto que não sei se confundi as coisas ou o que: me envolvi com ele no processo de crise e acabei saindo de casa achando ser o certo. Hoje me arrependo pois estou vendo que meu marido está disposto a mudar e continuar comigo ( ele não sabe o que aconteceu ), voltei pra igreja mas continuo tendo este caso as escondidas com meu chefe, mas quero parar e estou fraca, Fico pensando no meu marido, no meu lar que deixei pra tras por falta de sabedoria mas ainda estou presa nesta relação doentia. E o pior ele se apaixonou por mim ( ele diz mas não acredito ) e ainda por cima sou amiga da esposa dele pois ele é casado, olha estou numa sujeira só e sofrendo as consequencias. Mas preciso tomar uma atitude pois sei que Deus quer mudar minha história só depende de mim. Me aconselhe por favor pastor, não tenho coragem de contar pra ninguem essa sujeira que estou fazendo. Sera que ainda amo meu marido ou é só arrependimento de ter errado? Estou na casa de minha mae e nada feliz. Aguardo uma resposta e desde já agradeço. Quero ser feliz novamente, perdi 10 kilos neste processo.

    RESPOSTA:

    Irmã, você disse bem, você sabe a verdade, sabe o que não só eu penso, mas o que a Bíblia ensina. Continuar com esse caso adúltero é morrer aos poucos, é estar caminhando a passos largos para a destruição. Olha, a família é algo assim que Deus prima, que Deus tem o maior carinho, então, não brinque com isso, você está destruindo uma família, você e seu amante, na verdade hoje você está à serviço do Diabo. Mas nem por isso, merece ser desprezada, não, pelo contrário, você escreveu porque o Espírito Santo ainda tem compromisso contigo, o Senhor ainda não desistiu de você, pois é Ele quem nos convence dos nossos erros. Então, aproveite esse chance, abandone esse adultério porque você morrerá se continuar nele ( é Palavra de Deus, não minha). Não vou trazer aqui grandes aconselhamentos porque você não precisa disso, você precisa se arrepender. Abraços, no amor de Cristo.

  9. Querido pastor
    Não falo pra que o senhor fique com “pena de mim”,mas choro muito ao ler sua resposta.Ao contrário do que o senhor pensa,ainda assim,agradeço demais a atenção.Não esperava afago no ego.Quero ajuda.
    O senhor diz:ele era inculto,mas você o amava.Não foi o que eu lhe disse,e eis a razão de minha infelicidade.Eu via sim qualidades nele,e achei que o amor nasceria com o tempo.
    Lamento que tenha parecido que sou meu próprio ídolo. É por isso que me calo há tanto tempo,porque as pessoas não compreendem que quando falo que sou mais culta que ele,estou sendo realista a fim de obter ajuda,só isso.Não é orgulho nenhum pra mim.
    Quando o senhor fala em motel…meu Deus!Acho que o senhor não me entendeu mesmo!Se eu sofro por saber que divórcio está fora de cogitação porque fere os princípios bíblicos…quanto mais trair levianamente desse jeito??????Eu disse que o prazer não era sexual.Era o prazer de alguém que encontra alguém pra conversar,sobre DEUS.Sim,eu disse sobre
    teologia…e sabe por que?Porque até nesse momento quis poupar meu marido pra não dizer que ele não se interessa pela palavra de Deus.
    Então deixe-me dizer:meu marido é um bom homem.mas não tem o mesmo interesse nas coisas de Deus que eu.Enquanto leio (não para parecer seja o que for,mas porque tenho “paixão” pela Palavra),ele nunca leu um livro cristão sequer e mal sabe localizar os livros da bíblia depois de tantos anos. É um desinteressado!!!Ele tem uma dificuldade de compreensão, é verdade.Ele tem o raciocínio mais fechado (só estou sendo sincera)mas há
    quanto tempo o incentivo com carinho???Eu não levava isso em consideração quando casei com ele justamente porque achei que ele poderia evoluir.Mas ele não quer!!!O senhor não imagina o que é esperar anos pra poder conversar sobre um livro que leu em comum com seu marido,ter alguém que se interesse em ouvir e dividir com você!Sendo assim,me sinto só!Só!!!
    Eu não tenho qualquer vontade de traí-lo com quem quer que seja;não converso em off com esses rapazes jamais. É tudo às claras e não é no nível pessoal.Eu nem os conheço,só falamos de estudos bíblicos.

    No demais,agradeço.De qualquer forma,ouvirei os conselhos,embora tudo isso eu já tenha feito há anos:investir,passear,olhar com bons olhos,ser compreensiva.Parece que nesse momento quem queria um pouco de compreensão aqui seria eu porque estou tão cansada…Mas não sei o que fazer mais…o que mais de dói é que eu não “sinto” amor por ele no sentido romântico.Não sei me expressar no que tange a isso.Me perdoe.

    Agradeço.

    Minha irmã, você tem razão, eu não percebi esse detalhe muito claramente. Você não o amava quando se casou, mas tinha esperança que isso acontecesse. Me perdoe. Contudo, querida, ainda assim acredito que essa sua escolha de se relacionar com outros homens, amigos, no qual você nem neles prazer ( não sexual) revela suas carências afetivo sexuais. Sabe, eu não sei se estou certo, mas tenho dificuldades de acreditar na amizade sincero e honesta de um homem com uma mulher, especialmente se ela for casada, parece que isso aumenta o “fetiche”. Reconheço, contudo, que em alguns casos é possível se ter amizades verdadeiras. De qualquer forma o seu prazer deve estar direcionado ao seu marido e vice e versa. Na prática, o que tenho visto, é que quem mantém muito relacionamento com o sexo oposto via facebook, acaba falando de afetividade, intimidade conjugal, e as estatísticas mostram que 40 % se comportam assim e 14% acabam no motel. Oro por você, para que se fortaleça no Senhor, e enquanto não desperta o amor romântico entre você e seu marido ( acredito nisso) que você use o tempo com utilidades para o Reino de Deus. Abcs, no amor de Cristo.

  10. Estou sofrendo.Estou muito deprimida.Sou uma cristã sincera.Casei há 11 anos,todos dizem que meu casamento é lindo,mas eu nunca amei meu marido no sentido romântico.Depois que conheci pessoas de um nível cultural compatível com o meu,me dei conta do que estou perdendo.Gosto muito de estudar teologia,mas meu marido é um homem bem simples,sem cultura alguma. É um bom homem,mas somos completamente incompatíveis intelectualmente.Quando nos casamos,eu achava que bastava sermos cristãos e daria certo.O amor nasceria com a convivência.Não quis ver as diferenças porque queria sair logo de casa.Hoje,olho pra ele e não vejo um homem a quem eu admire,não posso conversar com ele,porque ele não acompanha meu raciocínio.Lamento dizer.Gosto de homens inteligentes,observadores,mas acabei casando com um homem tão pouco instruído…me dói muito dizer isso,mas precisava desabafar.

    Me sinto tão só!Fiz amizades com rapazes no Face que gostam de debater assuntos teológicos e isso tem me alegrado,muito mais do que conversar com ele.Me sinto tão culpada! Será que é pecado eu sentir mais prazer com outros amigos,quando o que sinto ao lado dele é tédio??Estou pecando?Mas o que faço? É pecado admirar e ter afinidade com pessoas do sexo oposto,se meu marido não atende às minhas expectativas? Sentir mais prazer ao conversar com outro rapaz seria alguma espécie de traição?

    Isso está acabando comigo !Não sou feliz com ele. Sinto-me mais contente ao tratar com outros amigos,os quais me atraem, não no nível sexual, mas emocional. Parece que meu coração “não é dele”,.Sinto-me presa a alguém que nunca terá as características que mais admiro:liderança,inteligência…Sem querer parecer pretensiosa, mas é como se ele não estivesse no meu nível.E penso que nunca estará.

    Sofro muito.pois sei que o divórcio seria um escândalo,e contra o que aprendi na Palavra de Deus. Meu coração está despedaçado.

    RESPOSTA:

    Irmã, paz sobre sua vida emocional.

    Acho preocupante o seu relato, creio que é verdadeiro o seu sentimento , porém é preciso colocar alguns pingos nos “i”. Antes de qualquer coisa quero lembrar que o casamento antes de atender um propósito de alegria e prazer para o ser humano, ele deve atender um propósito Divino. Todas as coisas devem e irão se convergir a Cristo ( Ef 1.19) e o casamento não será diferente. Quando você escolheu se casar certamente havia atrativos no seu homem que a levaram a tal decisão, não é mesmo ? Certamente ele era um inculto, indouto, sem cultura, ou coisa que o valha. Mas você o amava,
    por isso, entendeu que uma coisa compensaria a outra, e isso deveria estar ocorrendo. É verdade que as diferenças podem levar a um desencanto, mas não necessariamente. A primeira coisa que você deve pensar é o seguinte: Não tenho motivos ou razões que justifiquem um divórcio. Isso é compromisso com Deus, com você mesma, e com o seu marido. Qualquer coisa diferente disso, vai revelar um caráter
    deformado de sua parte. Fico imaginando quantas mulheres quem sabe não desejariam ter um homem simples, mas uma pessoa de bem, alguém de Deus, e isso você reconhece e te incomoda. Tenho aprendido com gente mais sábia do que eu que quando temos um problema conjugal, é preciso ter cuidado até com os aconselhamentos, porque as dificuldades conjugais pode ser uma estrada que leva a pessoa a se aproximar mais de Deus. Jesus é o caminho para uma mudança de vida. Será que Deus não está querendo fazer algo em sua vida? Será que não é o caso de você trazer este homem para perto de você e promove-lo, levá-lo a um crescimento? Porque você não acredita que ele possa ser alguém mais instruído? Isso denuncia falta de fé, mostra que os muitos estudos teológicos não estão te ajudando a resolver este problema. Minha irmã, eu não acredito na incompatibilidade de gênio entre cristãos, se estiver ocorrendo, então alguém não está na verdade. Gênio significa espírito, e espírito é Deus quem sopra dentro do homem, como então poderia Deus soprar espíritos incompatíveis se todos procedem dele. Olha, você gosta muito de conversar com rapazes sobre teologia, mas e sobre Deus, sobre o que a Bíblia fala quando diz que a “mulher deve respeitar o seu marido”, que a “mulher seja submissa ao seu próprio marido”, percebe? Uma coisa é gostar de conversar sobre teologia, outra coisa é amar a Palavra de Deus, porque essa última sim, pode mudar seu coração, pode trazer de volta a admiração pelo seu marido.Outro dia, minha querida, eu disse algo que foi dito anteriormente por Billy Grahn, o evangelista do século: ” Quando alguém quer ganhar o mar aberto afastando-se de Deus, fique tranquilo, pois o Diabo logo mandará um barquinho”. E olha, eu sinto em dizer isso, mas se continuar a trair emocionalmente seu marido, logo este bate papo acabará num motel qualquer, e não sou profeta do mal, não, nada disso. Mas é o caminho que você está trilhando que deixa claro que o rumo que sua vida está tomando levará a isso. O amor tudo suporta, tudo crê, tudo espera, o amor nunca morre, o amor nunca falha, ou será que isso tudo é conversa mole? Não, isso é evangelho, é poder de Deus para transformar situações e corações. Você talvez não tenha percebido mas por aquilo que escreveu dá ares de que você se tornou seu próprio ídolo, você se coloca muito acima de seu marido, mais culta, mais articulada, mais sábia, mais intelectualizada, inatingível a ele, isso não é bom . Minha irmã, o orgulho precede a ruína, a humildade é virtude da alma, é uma das necessidades mais prementes para os seres humanos. Eu sei que você deve estar com raiva de mim, mas creia, eu falo com amor, porque o papel do aconselhamento não é mudar o outro, não é determinar o que se deve fazer, oferecer estratégias psicológicas, não. O papel do conselheiro é levar os necessitados a um confronto com a Palavra de Deus e consigo mesmo. Quando reconhecemos nossos erros, é o início da mudança. Eu até entendo, talvez você nunca amou o seu marido, mas depois de 11 anos de casados é que você descobre isso? Você e seu marido precisam de um sopro de Deus no relacionamento, mas enquanto você estiver “amando” falar com os rapazes, teólogos do facebook, minha irmã, tenho dúvidas se Deus irá fazê-lo. Mas mude isso, abrace seu marido, trate ele com carinho, vá a igreja juntinhos, de mãos dadas, participem do culto, peça a Deus para falar contigo. Arrumem tempo para intimidade, façam passeios , divirtam-se, arrependa-se desse sentimento que nutre por outros homem, isso é adultério emocional.Aconselho que lei a livro “A batalha de toda mulher” e descubra o poder maligno que há na fantasia sexual com estranhos. Estude a Palavra de Deus e encontre nela as respostas que busca em outras pessoas. Faça da sua crise um motivo para se aproximar mais de Deus. Comece a prestar atenção no seu marido e irá descobrir muitas coisas boas, virtudes que estão passando sem serem percebidas. Quem sabe com seu jeito carinhoso você consiga trazer ele para sua estatura intelectual, não menospreze os pequenos começos, existe dentro de todos nós um potencial para o crescimento, pois somos participantes da natureza divina, é como se houvesse dentro de nós um centelha, uma fagulha de Deus. O Espírito Santo é aquele que nos leva a toda verdade, não nos deixa confundidos. Talvez você esteja desperdiçando o amor, então, dê uma chance para ele, e para o seu marido, mas faça tudo diferente, coloque alegria na relação, divirtam-se mais, façam amor, pare com fantasias , alimente-se da verdade de Deus. É o que tenho para dizer a você, fique com Deus, fique em família. Abraços, com carinho, Pastor Ismael

  11. Marla

    A Paz
    Pastor eu tenho 24 anos e sou casada a 5, mas sinto dentro de mim que o meu casamento pode estar por um fiz, somos evangélicos temos dois filhos,mas o meu esposo é um homem muito difícil de se conviver ele tem um gênio muito forte, ele tem suas convicções baseadas na palavra mas somente na parte que interessa a ele, ele é muito machista ele quer que eu o obedeça, mas ele impõe tudo,tudo mesmo eu não vejo problema em obedecer a palavra de Deus onde diz que eu devo submissão ao meu esposo,o que significa me submeter em amor,mas quando eu vejo como ele me trata e trata os nossos filhos, sem amor algum,não nos dá atenção,não se preocupa conosco,para ele basta colocar comida na mesa e pronto ele não luta pelo nosso casamento,pelos nossos filhos, ele é arrogante, isso machuca, e ele mesmo diz pra mim que tudo isso que eu digo a ele quando tento conversar,porque ele mesmo disse que não gosta de conversar comigo, eu começo a perceber que tudo tem sido em vão as minhas renuncias que eu fiz em prol da nossa família é tudo em vão, e isso machuca muito porque eu me casei pra ficar casada eu luto todos os dias com esse gênio dele que tem prejudicado até mesmo Pastor o ministério que Deus tem colocado em suas mãos, ele é líder de um ministério de louvor, e ele não está sabendo como lidar com isso, aconteceu uma situação de um liderado do ministério se levantar contra uma atitude que ele havia tomado, e ele não esta sabendo como lidar com a situação que aconteceu, ele não quer perdoar o irmão, não quer ao menos conversar pra resolver a situação,tem cogitado em abandonar o liderança do ministério dizendo que ele o irmão tem que ser disciplinado e como o nosso pastor não irá fazer isso,pois é uma situação da qual uma boa conversa se resolve tudo, infelizmente ele não aceita o meus conselhos ele é muito radical e isso tudo tem prejudicado até mesmo as nossas amizades Pastor porque ele é irredutível,uma pedra, e eu sofro os nossos filhos sofrem, eu fico pelos cantos sozinha chorando a minha pequena de dois anos me pergunta ao me ver chorando mamãe é o papa? sabe isso doí muito,porque nem assim ele muda,ele nem se esforça, em tentar nos agradar,Pastor eu sou mulher eu gosto de romantismo de carinho,atenção de conversar,de ajudar o ministério dele que ele tem cogitado em abandonar, eu disse a ele que aquilo que Deus nos dá,agente não deve largar de mão, ele tem promessa desde criança de ser Pastor,mas eu fico vendo as atitudes dele em casa,na igreja e fico com muito medo do futuro dele e de estar nesse futuro sofrendo.
    Pastor me perdoe o longo texto mas eu não tenho ninguém pra desabafar, eu amo o meu marido mas eu não sei se eu tenho forças pra lutar por uma pessoa que não aceita que está errado,que quando me machuca não me pede perdão, e que na cabeça dele eu sou a errada de tudo, e que só me procura quando quer sexo, eu estou cansada,hoje eu pensei seriamente em me separar desse homem que quando penso nele meu coração dispara,mas viver sofrendo todos os dias,vivo infeliz,em uma relação que se tornou insustentável,somente eu que me preocupo com nosso casamento com a nossa felicidade,sinto que sou desvalorizada todos os dias, Pastor vale a pena,eu ainda lutar pela minha família, por favor me de uma luz, eu estou desesperada escrevendo em lágrimas todo a minha angustia que sinto dentro de mim,eu só quero um marido atencioso,carinhoso,amoroso será que pra ele é tão dificil assim lutar pelo nosso casamento se esforçar por nós,eu vivo infeliz pelos cantos,por favor me ajude!!!

    RESPOSTA:

    Irmã, paz vos seja multiplicada ( e muito multiplicada messsssmo, em nome de Jesus). Lendo a sua carta, é de se ficar entristecido de saber que homens da igreja de Deus estão maltratando suas famílias, mulher e filhos. Tenho pregado às meninas que o melhor homem para se casar é um homem de dentro da igreja, que professa Cristo, e lendo sua história fico muito triste. Sabe o que me lembra a sua história? A história de Nabal e Abgail. Ela um mulher linda, sábia, ativa, honesta, preocupada com a família. Seu marido, Nabal, era um louco ( Nabal significa louco). Só queria saber de beber e festejar, não tinha olhos e ouvidos para a esposa, não lhe dava atenção, de modo que ela não conseguia se aproximar dele. Um dia veio uma ameaça sobre a família, e ele lá, bebendo e festejando com os amigos. Ela, em defesa da família, foi ao encontro daquele que ameaçava sua casa, alguém tinha que ir, mas ele não lhe daria ouvidos , então , ela mesmo foi. O perigo que se aproximava chamava DAvi, o Rei de Israel a caminho do trono. DEus olhou do alto céu e decidiu por um ponto final na infelicidade daquela mulher, nem Deus aguentou esperar pela mudança do marido Nabal, e assim, o fulminou com um infarto fatal. Nabal morreu, e a bela Abigail , viúva,foi tomada como esposa do Rei Davi. Um jovem, poeta, guerreiro, galanteador, temente a Deus e outras coisinhas mais. Olha,não estou a desejar a morte de seu marido, apenas creio que Deus intervém na vida pessoal de seus filhos que sofrem, de uma maneira ou de outra Ele irá resolver o seu caso. Sabe irmã,outro dia fui visitar uma família cristã. Eles são gente de Deus, mas estavam vivendo um eterno conflito dentro de casa, os irmãos não se falavam, os pais não conseguiam atingir o coração dos filhos, não havia alegria entre eles, e a coisa era de tempos. O individualismo era a marca da família. Eu costumeiramente os aconselhava, mas a coisa não se resolvia. Um dia, eles decidiram fazer um culto à Deus no lar. Foi lá o pregador, um homem de Deus. E naquele dia, houve um mover de Deus, o Espírito do Senhor se apoderou daquela família, e quando deram por si, estavam todos chorando e se abraçando, pai abraçando filho, filho abraçando mãe, irmão com irmão chorando juntos. Aquele culto mudou a história da família. Minha irmã, você não tem razões bíblicas para uma separação, mas ao mesmo tempo , tem o direito de ter uma família saudável, então , algo tem que acontecer. Continuar assim, seus filhos estão sendo contaminados, e podem dar problemas lá na frente quando de seus casamentos. Existe um transtorno de comportamento chamado “misogenia”, que é quando o homem, como se não gostasse de mulher, passa a maltratar a esposa, e é muito comum em homens cujos pais eram maus maridos. E você tem que proteger seus filhos disso. Então, quero te aconselhar. Provavelmente você não consiga falar com seu marido, então, escreva tudo que vai ao teu coração, sem acusá-lo, mas falando dos seus sentimentos, e dos sentimentos dos seus filhos, conte toda a verdade. Fale de sua vida sentimental, do seu amor, de suas necessidades enquanto mulher. Fale do risco que seus filhos estão correndo nesse momento em que a personalidade e o caráter deles estão sendo firmados. Fale da mudança que o seu lar precisa experimentar, e o desafie para que vocês, sejam mais de Deus, que a casa de vocês se aperceba da presença Dele, e assim, façam cultos semanalmente em suas casas. Tragam alguém para ministrar, de preferência alguém que não saiba nada sobre o momento que vocês estão vivendo, deixe Deus falar com vocês. Não caia na tentação de fazer “encomendas” ao pregador, não é preciso. Coloque Deus como Aquele que pode , quer e vai resolver seus conflitos. Para te encorajar, leia o texto de I Cr 14.14 e conhecerás a história de um homem chamado Obede Edom, que trouxe a Arca de Deus para dentro de sua casa, e a presença Dela ali no lar, provocou profundas mudanças, eles prosperam muito, tudo que eram e tudo que tinham foi tocado por Deus. Este é o conselho que,creio, Deus manda te entregar. Um abraço ao seu marido, aos seus filhos e a você, fiquem com Deus, fiquem em família, fique Casados em Cristo. Pr Ismael.

  12. Amanda

    A Paz Pr.
    Ha alguns meses atras escrevi a vcs, mas não obtive resposta.
    Vou resumir minha história
    Conheci meu marido ha 7 anos atrás, começamos a namorar e como morava sozinha ele logo foi morar comigo, nosso relacionamento não ia muito bem porque ele tinha um ciume doentil. Engravidei e numa dessas brigas ele chegou bebado em casa e me agrediu, nos separamos mas ele me procurava pra pedir perdão e queria reatar, depois de um mês voltei com ele, mas ficamos cada um morando em sua casa. Continuavamos brigando dessa vez por outro motivo, ele gostava de sair e me deixava em casa, decobri uma traição dele e me separei, ficamos alguns meses separados, nesse tempo ele conheceu uma moça e começou se relacionar com ela. Fiquei desempregada e ele arrumou emprego pra mim na mesma firma dele. Ele pediu pra voltar comigo, disse que ia ser diferente que tinha mudado, voltei com ele novamente, e novamente descubro que ele me traia com essa moça que morava do lado do nosso serviço. Terminei com ele de novo e ficamos quase dois anos separados, foi ai que me converti, nesse tempo ele sempre dizia que me amava, que nunca tinha me esquecido, só ele teve uma filha com ela, mas acabou terminando o relacionamento com ela. Ele veio me procurar conversamos e meu coração bateu forte voltei com ele, falei pra ele que não podia ser igual antes, eu não ia ter relação com ele antes do casamento pois já era batizada. Ele concordou com isso e depois de alguns meses me pediu em casamento, eu aceitei pois ele até estava indo comigo a igreja, já tinha aceitado Jesus. Essa moça começou atormentar minha vida, descobriu meu celular, mandava msg, ela só parou depois que descobriu que já tinhamos marcado o casamento. Nos casamos faz um mês e descobri que ele está me traindo com ela, ele nega só que descobri a senha do facebook dele e li algumas msg, ele mente pra ela diz que não tem mais nada comigo, ele não vai mais a igreja, voltou a beber, e eu descobri que ele é usuario de droga e ela dá dinheiro pra ele, ela mesma compra bebida e droga pra ele usar na casa dela, ela também frequenta centro espirita, e quando nos casamos falou que não duraria dois meses. Não sei o que fazer, minha vontade é de acabar com toda essa palhaçada e por ele pra fora de casa, mas nas minhas orações o Senhor fala pra eu esperar que ele vai me honrar e que ele sabe da minha angustia e do meu sofrimento. Pastor me ajuda, preciso de um conselho, preciso saber como agir nessa situação, além de orar e orar o que mais devo fazer?????
    Deus abençoe!!!

    RESPOSTA.

    Minha irmã, penso que você deve se separar, porém, você diz que Deus disse para você esperar que Ele vai te honrar. Então querida, se você tem certeza de que Deus é quem falou, Ele tem a última palavra, não tem nem sentido aconselhar sobre isso, espere.

  13. Tatiane

    Paz Pr°! Se possível gostaria de uma orientação da sua parte.
    Estou casada a 1 mês e meio, estamos em fase de adaptação, de ajustes, somos completamente diferentes em algumas questões, nos damos bem, servimos ao Senhor, porém, existe algo q parece tão insignificante, mas q tira a minha paz, eu vim de um lar onde não tínhamos tanto costume de assistir televisão, assistíamos jornal, uma coisa ou outra, já o meu esposo, se deixar passa o dia em frente a TV até aí tudo bm, mas o que realmente me incomoda são esses programas de TV onde tm mulheres seminuas, eu perco a minha paz e já falei q me incomoda, eu não acho saudavel, sem contar que (pode parecer bobeira) me sinto humilhada, fico imaginando o que ele pensa a respeito dessas mulheres, eu não sei me sinto como sendo traída…Quando ainda estavamos noivos, peguei o celular dele e uma vez e vi q ele havia entrado em um site de pornografia conversamos e ele disse q não era um costume, q viu somente aquela vez, então depois desse dia eu sempre fico imaginando coisas… Pr° preciso da sua opinião, o Senhor acha q estou exagerando? Acha q é normal eu me sentir assim?
    Desde já agradeço a atenção!
    Deus o abençoe!

    RESPOSTA:

    Você tem razão, ele gosta de pornografia e é um pecado que separa casais.Pergunte a ele , como se sentiria se você se sentasse à frente da TV e passasse o dia vendo homens pelados, que ficasse trocando de canais em busca disso. Você tem que conversar mais a respeito, não aceite isso dentro de sua casa não, isso é maldição. Existe uma pornografia que é quase obrigatória, até na hora do jornal ela aparece, e isso já é mal, agora, procurar por ela é ainda pior. Ele precisa se arrepender e perdir perdão para você pois está em adultério emocional.

  14. mirian

    Bom, tenho vivido dias muito dificeis e preciso de um aconselhamento pois me encontro perdida, ja fui casada no total por 10 anos uma relação totalmente atribulada nos dois nunca fomos felizes junto e tivemos dois filhos que ele abandonou desde março do ano passdo tenho criado sozinha é muito dificil pra mim isso.
    vinha clamando a Deus por um homem bom que me amasse e aos meus filhos que cuidasse de nos ja que me sinto muito so e infeliz.
    Acontece que em setembro em meio a muitas coisas ruins acontecendo em minha vida tinha acabado de perder meu carro roubado sem seguro, enfim estava mal, fui convidada para ir na casa de um amigo de longa data onde conheci um homem, que me pediu em namoro no mesmo dia e começamos a nos relacionar, muito bom e atencioso aos meus filhos e a mim, fui muito feliz e acreditei que era a resposta das minhas orações tinhamos planos de formar a nossa familia ele ate queria fum filho comigo estavamos procurando uma casa ele me deu um carro e de repente de uma semana pra outra ele desistiu de tudo terminou comigo por uma mensagem, fui ate ele , que acabou voltando atras, dois dias depois no dia 28 de dezembro mandou outra mensagem terminando tudo, não sei o que eu faço minha vida esta um verdadeiro desespero ele vinha mantendo tudo ja que estou desempregada então como posso saber se Deus me deu ele e depois tirou não sei o que pensar pois ele diz que gosta muito de mim e sente por nãqo estar mais comigo. o fato que peço a Deus forças pois sei que preciso criar meus filhos mais minha vida esta um cemiterio sabe tudo sem cor sem graça so lembro dele e dos sonhos que tinhamos o tempo todo me ajude, não estou mais suportando isso, ouvi de uma amiga pastora que ele ainda vai me procurar que tenho que esperar e perceverar, mais meus pensamentos se confundem o tempo todo não sei se devo continuar orando por nos ou não creio que Deus ressucita os sonhos e restaura eu creio muito nisso so não consigo saber se e essa a vontade de Deus essa pessoa que eu amo não tem fe em Deus o que dificulta muito sabe ele esta totalmente instavel emocionalmente hr esta de um jeito e hr de outro, me ajude por favor eu preciso muito minha alma esta totalemtne abatida.

    RESPOSTA.

    Você estava num problema e arrumou outro maior ainda. Você está fora dos princípios de Deus para o casamento ou seja, casou-se com alguém que não crê em Deus. O Senhor de fato pode tudo, entretanto, Ele não prometeu salvar o seu marido. Você é uma mulher livre em Cristo, porém, aprisionada por um relacionamento ruim, um homem problema. Você não falou sobre a fé dele, não falou sobre casamento. Vocês se casaram ou se ajuntaram, ele é cristão ou não? Esse tipo de homem é o que mais as mulheres pedem aconselhamento aqui, acho que deve pensar se vale a pena ou não. Casamento requer segurança, o que ele não passa para você. Deus pode ressucitar seu casamento, mas não creio que Deus ressuscita pecado. Se vai lutar pelo casamento, então faça a coisa certa. Deus tem cuidado do seu povo, tem compromisso com sua gente , mas casamento misto, marido que ainda está nas trevas, como pode dar certo isso?

  15. Maria

    Pastor,
    Estou aflita! Peço sua orientação, vou tentar relatar brevemente minha história. Sou crista, casada há 9 anos, meu esposo também é evangélico. Vivemos sucessivas crises ao longo de 2013, inclusive nos separamos fisicamente por alguns dias a ponto dele sair de casa. Sempre sou eu que perdoou, não sou a esposa perfeita, mas é visivel a todos que eu sustento nossa relação. Enfim, em meio a uma dessas crises, comecei a receber elogios de um homem, não que isso não acontecia antes, mas com esse foi diferente, me senti completamente envolvida, talvez pela maneira como ele conduziu, estava sempre chamando me atenção, com muitos elogios e sempre, sempre presente. Pelo fato de trabalharmos na mesma empresa e termos amigos em comum, acabamos nos encontrando e instantaneamente sentimos diversas sensações. Ele está desviado, eu não, tinha plena convicção de quem eu era em Deus e pedi muita ajuda pra me livrar disso, mas infelizmente não consegui. Marcamos um encontro, depois outro, depois mais outro e com a carne ninguem se brinca…acabamos adulterando (ele tbm é casado). Pastor, meu casamento já foi restaurado várias vezes, uma inclusive por causa de traição por parte do meu marido, veja, não estou querendo justificar a minha, quero apenas tentar relatar a história. Com um mês que estavamos nos encontrando, decidimos parar, pq sabiamos que não estavamos certos, mas era uma coisa tão intensa, chegamos a falar em casamento, planejamos tantas coisas juntos. O tempo passou, e mais uma vez estavamos juntos. Parece coisa de doido, mas oramos juntos, nos perdoamos, profeticamente nos libertamos emocionalmente e tentamos ser amigos, mas não tem sido fácil.Eu não paro de pensar nele, ele disse que quer resgatar a familia dele…enfim. Nesse tempo inteiro, estava brigada com meu esposo, pedi perdão a ele, mas ainda não consegui ter relações com ele, pq o outro não sai da minha cabeça;. Sei que tudo deve ser levado a luz, quero me livrar desse sofrimento e não sei como agir, já pedi perdão a Deus, já clamei, mas me sinto suja, perdida. Por favor, aguardo uma orientação sua.
    Fica na paz!

    RESPOSTA.

    Querida irmã, é com pesar que lhe digo, e eu não posso me omitir de uma verdade que você também conhece. Esse outro homem não é teu, ele tem uma dona, uma família, tem filhos a espera dele em casa.
    Você diz ao final de seu email que se sente suja e perdida, e eu lhe afirmo segundo a Palavra, é realmente esse o seu estado. Pode ser que você nem queira ler o restante desta resposta, em virtude
    de eu lhe parecer rude e duro demais. Você tem razão, estou sendo severo, e isso é porque amo o que Deus ama que é família fortalecida e não a família destruída. Além de mais, estou aqui para falar
    na direção de Deus, e isso eu tenho que fazer, e ai de mim se não o fizer, pois ai daqueles que ao bem chamam mal e ao mal chamam bem.Adultério é uma fraude, e o castigo para essa fraude é a morte, se não fisicamente, mas emocionalmente e espiritualmente. Você está apaixonada por esse “homem” ( ou lobo, não sei) e essa orientação pode servir apenas para sua consciência lhe alfinetar ainda mais, entretanto, se você quer saber como sair dessa relação começe a ver as coisas como elas realmente são. Veja , este teu “amado” é tão boa gente que está traindo a esposa, ora faz planos com você, claro , não perder essa aventura, carne nova, entende? e logo após diz que quer reconstruir a família, ora, tenha pacicência, só mesmo uma apaixonada não vê que ele é mais um canalha que vive entre os crentes mas que não se converter e fica contaminando quem se aproxima dele. Você pode ter uma história cheia de conflitos, carências e necessidades, porém, nada justifica um adultério, você jogou a sua dignidade, sua condição de filha amada na lata de lixo, no ralo do esgoto, é isso que fez. Se você continuar com esse homem que não é teu , vai descobrir daqui há algum tempo que errou, pois ele não era nada daquilo que parecia ser. Basta ele saciar sua sede de sexo, estar com você no dia a dia, cheirando perfume ou a suor de quem lavou e passou roupa o dia inteiro, ou quem sabe, quando ele olhar para as contas que começarão a se amontoar, afinal, manter duas famílias, pensão alimetícia, não é fácil. Sem contar aqueles momentos em que ele olhar para você e perguntar: “Em quem você pensou ontem a noite quando estávamos transando?”, e sabe porque ele faria isso? Porque também não confia em você, pois não foi digna com o verdadeiro marido, porque seria com ele. Mas há uma esperança, existe uma pessoa que te olha com olhos de bondade, de amor verdadeiro, alguém que não está interessado no seu corpo, mas na sua alma, no seu bem, e esse Homem Divino chama-se Jesus Cristo, ele pode te perdoar, mudar tua história, apagar a tua lista de pecados, e te orientar para começar tudo de novo. Quer um conselho? Pare com isso já. Fuja desse pecado. É isso, e que Deus seja contigo. E pra finalizar, quero te dizer que se eu não ti amasse, não me daria ao trabalho de responder sua carta, só o fiz por amor. Abraços, no amor de Cristo. Fique com Deus, fique em família, fique Casados em Cristo.

  16. maria

    A paz,

    Me chamo Maria tenho 26 anos, já faz 2 anos que estou casada. Seguimos os princípios bíblicos de nos casarmos virgens e durante este tempo de casada foram algumas decepções.Descobri depois de irmos no urologista, no psicólogo e orações em casa que o meu esposo era viciado em pornografia. Isso só foi descoberto depois que meus pais me tiraram de casa e me mandaram pra outra cidade, onde meu marido percebeu que tinha que falar o que era, pois eu já tinha emagrecido quase 20 quilos e já até tinha pensado em suicídio, porque não entendia porque não conseguíamos tem uma relação plena, e teve investimentos, muitas coisas pra ver se a relação melhorava, tentava de tudo, mas ele sempre com pudor e receio . Mas durante esse tempo me aproximei muito do ministério de louvor, já que sou levita, e ai entra o problema, me envolvi com o outro líder do nosso ministério o outro levita que também passava por crise no casamento e nos envolvemos e nos apaixonamos.Percebemos as afinidades e as cumplicidades que temos.Sei que é errado e por isso nos afastamos e não mais tivemos nada.Porem fazemos parte do ministério temos que conviver.Ele é casado e tem 2 filhos e diz que me ama e eu também sinto o mesmo, mas sei que isso é errado.Meu marido é um homem bom, mas não o amo mais.Às vezes penso em ir embora, fugir, deixar meu esposo para que ele encontre uma mulher que o faça feliz e também não destruir essa família do levita que me envolvi. Não sou coitada, sei do meu erro, adulterei sim e me arrependo disso, mas eu amo o homem que me envolvi. Só não quero expor ele, nem sua família, nem meu esposo e nem a minha família, já que meus pais e familiares são da mesma igreja.As vezes desejo a morte!!! Me ajudem, vocês acham que devo ir embora? Ja tentei falar e confessar, mas envolve muita gente que sofrera muito, penso muito nos filhos dele. Me orientem por favor!!!

    Irmã, paz. A Pastora Cleire costuma dizer que “geralmente, o segundo erro , é pior do que o primeiro”, e parece que é isso mesmo. Seu marido é viciado em pornografia e o pecado dele encorajou você a adulterar. Você diz que ama o seu amante e que é amada por ele. Também relata que ambos são crentes do ministério de louvor, onde tudo começou. Olha, quero ser paciente e amistoso com você, entretanto, sou intolerante com o pecado, ainda mais quando esse pecado destrói uma família. Sabe como eu vejo a família na criação de Deus? A família é o “xodó de Deus”. Por aí você já pode imaginar o que está por vir sobre a tua vida. Sabe esse sentimento, desejo de morte, então, isso é o prenúncio de uma colheita que se aproxima. E será que eu não estou sendo duro demais, podendo inclusive piorar o seu estado emocional? Vamos à Palavra de Deus: “Também o homem que adulterar com a mulher de outro, havendo adulterado com a mulher do seu próximo, certamente morrerá o adúltero e a adúltera.” Levítico 20:10. Então, minha querida, há uma morte espiritual que se aproxima de vocês dois, e este pedido de aconselhamento é a chance que o Senhor está te dando para se arrepender e acabar com esse relacionamento. Volte para Jesus, e não se engane, você pode cantar no púlpito da igreja, pode fazer isso muito bem , pode gostar de Jesus, pode ter um linguajar evangélico, pode ter cara de crente, mas não vai escapar do juízo de Deus. Deus não vai destruir a família desse homem para atender o seu desejo, isso pode até acontecer, mas não será feito pelas mãos de Deus, e sim , pelas mãos do outro. Ainda dá tempo, pare com tudo isso, se arrependa e volte para Jesus. Corte todo laço d alma com esse homem que não é teu, e compreenda o seguinte, quando se deseja o que Deus não deu, perde-se o que Ele já deu. Então, antes que você perca tudo, arrume sua vida. Conheci um homem que mantinha duas família, um dia ele teve um sonho e nele o Senhor lhe apareceu e disse : “Arruma tua casa, porque morrerás”, ele creu no sonho, pediu perdão para as famílias e dias depois morreu de forma inesperada. Então, creio que o Senhor trata com misericórdia aqueles a quem ele ama, ainda que não mereçam, e você não pode desperdiçar essa oportunidade, arrependa-se, reconcilia-te com Deus, e a paz voltará para tua vida. Você tem 26 anos, 02 anos de casada, e diz não amar o seu marido, talvez ame sim, apenas estaria esse coração ocupado por um outro homem. As mulheres tem uma forma de se relacionar diferente dos homens. Quando um homem adultera , geralmente, é sexo por sexo, tão somente uma questão fisiológica, e na maioria das vezes não se envolve emocionalmente a ponto de abandonar a família. Claro, há casos e casos, estou falando de uma regra geral. A mulher, por sua vez, se envolve com outro e se apaixona, e já vai logo pensando que é amor, e pode ser apenas desejo sexual. Você quer esquecer esse homem? Pense comigo, ele é um baita de um mau caráter, casado, com dois filhos, crente, hipócrita, mentiroso, enganador, adultero, e que está indo para o inferno e arrastando alguém com ele, e que se você se unir a ele, verá que ele não era nada do que você pensou, a grama do vizinho, de fato, não era mais verde. Por acaso você já viu alguém contar que tinha uma amante e que falava para a amante que não gostava dela? Não minha querida, esse homem quer sexo, e para ter sexo ele vai precisar oferecer romance, vai precisar parecer apaixonado. Ele não é uma opção para você, é morte espiritual. Então, seria melhor abandonar tudo, ir embora? Também não. Volta para casa, para o teu marido, converse com Deus, se arrependa, e comece a namorar o seu marido de novo, se ele ainda tem problemas faça de tudo para ajudá-lo, ame as crianças, cuide bem delas. E se lá na frente a situação do seu casamento estiver insuportável, não houver como continuar então faça a coisa menos errada, saia do relacionamento com dignidade e vá refazer sua vida juntamente com seus filhos. Mudar de endereço não resolve seu problema, é preciso mudar a mente, mudar o caráter e acreditar que “quando eu mudo, o mundo ao meu redor muda comigo”. É o que penso, não quero o teu mal, quero o teu bem, que seja salva em Cristo, que tenha uma família bonita, com este marido ou não, mas sempre com dignidade. Deus te abençoe.

  17. Gabi

    Que a paz do Senhor esteja com todos.
    Venho aqui com muita tristeza no coração e sem esperanças. Espero como um último ato desesperado poder receber um conselho para minhas esperanças se renovarem. Sou casada, sou cristã (quadrangular) e conheço o meu marido à 12 anos. Sempre nos amamos mas a vida nos separava , tive câncer, quase morri, depois disso resolvemos casar e ficarmos juntos pela vida toda. Estamos casados à 4 anos e confesso que depois que eu descobri o segredo dele, oro para Deus ter misericórdia de mim todos os dias. Meu marido é viciado em sexo virtual, salas de bate papo, sites pornôs. O mais grave disso tudo, além do óbvio, é que ele parou de se relacionar sexualmente comigo já nos primeiros meses de casados, a frequência de nossa intimidade era absurda…Ele chegou a ficar 3 meses sem me tocar. Eu não entendia, achava que a culpa era minha, que ele estava doente…Sou uma mulher muito atraente, sou nova, sou inteligente, tenho 3 faculdades…Ele sempre disse que eu sou linda, e que o problema não era eu. Mas não me contava o que era…até que um dia eu acordei no meio da noite e percebi sua ausência, fui até a sala e vi o que ele fazia…estava se mostrando para uma mulher na câmera. Meu mundo desabou…eu realmente estava me culpando e ele deixando que eu pouco a pouco me deprimisse! Conversei com ele e ele me confessou, disse que era só fantasia, que não achava nada demais, que para ele era normal. Eu expliquei como me sentia em relação a isso, como isso me chocava e me magoava. Ele disse que entendeu e que não faria mais. Mais 3 anos se passaram e eu sofrendo com a mesma coisa, nada mudava e as brigas só aumentavam…até que em fevereiro desde ano perdi minha mãe (no qual mora a 700 km de distância de mim) de uma maneira muito trágica e cruel. Ele se negou a me acompanhar ao enterro, fui sozinha, perdida de dor , de ônibus… Quando retornei achei a conta do celular, no dia que estava enterrando minha mãe, no pior dia da minha vida, sozinha, ele estava fazendo ligações para prostitutas de site. Foi a gota d´água. Naquele momento ajoelhei e perguntei para Deus pq eu tinha que sofrer tanto e pq minhas orações não eram suficientes…Não consegui, perdia fé por um momento e pedi o divórcio. Fui embora, sem nada. Voltei para minha cidade natal e fiquei na casa de amigos até conseguir um emprego. Trabalhei, procurei ajuda médica (pois a depressão estava perigosa, a ponto de eu ter pensamentos suicidas) e me tratei. Durante esse tempo ele ficou muito doente, deprimido, me ligava sempre pedindo perdão. Eu aguentei firme por 7 meses, mas irmãos…eu o amo. E amo muito. Se não for com ele, não quero ter uma família com mais ninguém. E eu quero muito essa família. Acabei restaurando meu casamento a 3 meses, e tal a minha surpresa quando descubro a dois dias atrás que ele está fazendo tudo de novo. Ou seja, as brigas recomeçaram, minha depressão está piorando e eu estou destruída. Ele sempre frequentou a igreja, até antes de mim. Me converti depois. Peço por Deus que me dêem um conselho, uma luz, pq não aguento mais sofrer. Sou uma pessoa justa, honesta, mereço ser feliz, não mereço? Por favor, imploro que me digam mais do que “ore” pq isso eu já faço…me ajudem, o que posso fazer para esse inferno sair das nossas vidas? Desde já, agradeço muito.

    Que a paz do Senhor esteja com todos.
    Venho aqui com muita tristeza no coração e sem esperanças. Espero como um último ato desesperado poder receber um conselho para minhas esperanças se renovarem. Sou casada, sou cristã (quadrangular) e conheço o meu marido à 12 anos. Sempre nos amamos mas a vida nos separava , tive câncer, quase morri, depois disso resolvemos casar e ficarmos juntos pela vida toda. Estamos casados à 4 anos e confesso que depois que eu descobri o segredo dele, oro para Deus ter misericórdia de mim todos os dias. Meu marido é viciado em sexo virtual, salas de bate papo, sites pornôs. O mais grave disso tudo, além do óbvio, é que ele parou de se relacionar sexualmente comigo já nos primeiros meses de casados, a frequência de nossa intimidade era absurda…Ele chegou a ficar 3 meses sem me tocar. Eu não entendia, achava que a culpa era minha, que ele estava doente…Sou uma mulher muito atraente, sou nova, sou inteligente, tenho 3 faculdades…Ele sempre disse que eu sou linda, e que o problema não era eu. Mas não me contava o que era…até que um dia eu acordei no meio da noite e percebi sua ausência, fui até a sala e vi o que ele fazia…estava se mostrando para uma mulher na câmera. Meu mundo desabou…eu realmente estava me culpando e ele deixando que eu pouco a pouco me deprimisse! Conversei com ele e ele me confessou, disse que era só fantasia, que não achava nada demais, que para ele era normal. Eu expliquei como me sentia em relação a isso, como isso me chocava e me magoava. Ele disse que entendeu e que não faria mais. Mais 3 anos se passaram e eu sofrendo com a mesma coisa, nada mudava e as brigas só aumentavam…até que em fevereiro desde ano perdi minha mãe (no qual mora a 700 km de distância de mim) de uma maneira muito trágica e cruel. Ele se negou a me acompanhar ao enterro, fui sozinha, perdida de dor , de ônibus… Quando retornei achei a conta do celular, no dia que estava enterrando minha mãe, no pior dia da minha vida, sozinha, ele estava fazendo ligações para prostitutas de site. Foi a gota d´água. Naquele momento ajoelhei e perguntei para Deus pq eu tinha que sofrer tanto e pq minhas orações não eram suficientes…Não consegui, perdia fé por um momento e pedi o divórcio. Fui embora, sem nada. Voltei para minha cidade natal e fiquei na casa de amigos até conseguir um emprego. Trabalhei, procurei ajuda médica (pois a depressão estava perigosa, a ponto de eu ter pensamentos suicidas) e me tratei. Durante esse tempo ele ficou muito doente, deprimido, me ligava sempre pedindo perdão. Eu aguentei firme por 7 meses, mas irmãos…eu o amo. E amo muito. Se não for com ele, não quero ter uma família com mais ninguém. E eu quero muito essa família. Acabei restaurando meu casamento a 3 meses, e tal a minha surpresa quando descubro a dois dias atrás que ele está fazendo tudo de novo. Ou seja, as brigas recomeçaram, minha depressão está piorando e eu estou destruída. Ele sempre frequentou a igreja, até antes de mim. Me converti depois. Peço por Deus que me dêem um conselho, uma luz, pq não aguento mais sofrer. Sou uma pessoa justa, honesta, mereço ser feliz, não mereço? Por favor, imploro que me digam mais do que “ore” pq isso eu já faço…me ajudem, o que posso fazer para esse inferno sair das nossas vidas? Desde já, agradeço muito.

    Irmã, paz.

    Querida, sua situação é realmente bastante difícil, mas é possível vencê-la. Quero aqui considerar , inicialmente, uma resposta espiritual, e depois uma meramente humana, comportamental.
    O seu marido é um viciado em droga. Não se espante é exatamente isso. A pornografia provoca no cérebro dele os mesmos efeitos que a cocaína, por exemplo. Dessa forma, ele precisa cada dia mais e mais dela e não vai se saciar nunca, a próxima dose tem que ser mais forte. A diferença é que a cocaína é uma droga ilícita, de acesso complicado, já a pornografia é algo que está em todo os lugares. Está na TV, no jornal , no “outdoor”, na revista esportiva, na propaganda estatal, e chega a tal ponto que agora tem a pornografia gospel. É isso, pornografia gospel, onde os atores são casais legitimamente casados e são “cristãos”. Até anos anteriores a indústria pornográfica era dominada pelos homens e agora estão descobrindo que a pornografia deve atender também as mulheres e elas estão assumindo a direção dessa industria e fazendo uma pornografia mais interessante aos olhos femininos. Bom, estou dizendo isso para você perceber o poder do mal contra o qual você está lutando. Para quem está do lado de fora do problema, a coisa parece mais fácil, mas para quem está dentro do problema, é um desespero mesmo. Vamos ajustar algumas coisas. Estarei considerando que você o ama e está disposta a lutar por ele. Então, lembre-se das palavras de Jesus que disse um dia: “ se ti obrigarem a caminhar uma milha, vai com ele duas” . Entenda, os judeus estavam debaixo do domínio romano e havia uma lei que um romano poderia mandar um judeu carregar um peso, um fardo, uma mala , alguma coisa assim, por uma distancia de uma milha. E o judeu, envergonhado tinha o dever de fazer. Certamente reclamaram disso a Jesus, esperando dele uma solução, e ele disse que deveriam caminhar uma milha a mais, a segunda milha. O ensino é o seguinte, a primeira milha você faz por dever, mas a segunda milha você o faz por amor. Irmã, você , quem sabe já fez o que era preciso, já conversou, brigou, discutiu, separou, voltou, chorou, mas agora é a hora de caminhar a segunda milha. Então encha o seu coração de amor, de esperança e de fé. Não faça nada enquanto você não tiver certeza de que você está cheia de Deus, “apega-te a Deus e te sobrevirá o bem”. Mantenha uma relação de amor com Jesus, independente de sua história, de sua circunstância ( “ainda que a figueira não dê os seus frutos, que a terra minta, que não aja gado no curral, ainda assim, esperarei no Deus da minha salvação). Irma querida, quando temos um problema crônico, deixamos de acreditar que algo vai acontecer no plano espiritual, a nossa fé é emotiva, não se sustenta. É fé que não gera milagres. A fé que faz acontecer, que muda circunstancias é a que Jesus falou em Marcos 11, “Se disseres aquele monte, …monte transporte daqui para acolá, e não duvidar no seu coração, mas crer que fará o que diz, então, aquilo que disser será teu”. Você só deve voltar a orar por ele quando alcançar esse nível de fé, quando estiver pronta para crer. Sei que você orou e recebeu oração muitas vezes, mas ao longo dessas anos, está agora fazendo roleta russa com a oração, tipo assim: “vou tentar, quem sabe…” Quero que você creia que não importa como o Senhor fará , mas sim , que Ele fará algo sobrenatural”. Tenho aconselhado pessoas com o melhor dos meus conselhos, e de repente, eles se mostram inúteis, não surtem efeitos, porque eles são a parte humana, quem sabe meras mudanças de comportamentos ( “as armas da nossa milicias não são carnais, mas poderosas em Deus..”). Alimente-se da Palavra, estude sobre fé, e busque o enchimento do Espírito de Deus, talvez isso , de imediato, provoque mudanças em você, mas o problema continue lá. Calma. .Seu marido vai perceber essa mudança. As pessoas perceberão, mas mais importante, Deus vai ver isso, e não vai te frustar. Deus ama ter um filho dependendo confiadamente Nele, tendo Ele como uma “tábua de salvação”. Quando estiver pronta, quando estiver ouvindo Deus, sendo orientada por Ele, então estará na hora de falar com Ele sobre o teu marido. O prolema não é Deus, mas é a oração sem fé , aquela em que há dúvida se ouvirá ou não, ela se torná inócua, sem efeito. Só ore quando de fato estiver crendo na cura e libertação, veja que Jesus disse: “ Diga ao monte ( vicio) saía daqui e transporte se para acolá, e tudo o que disser , não duvidando, mas crendo que se fará aquilo que diz, então, recebereis e te-lo-eis”. Vou te contar uma história. Um grupo de homens da igreja foram trabalhar num terreno que acabaram de ganhar para a construção do templo. Estava ali o pastor, os irmãos e no meio deles um novato na fé, um moço. E quando ele chegou no local, uma montanha de pedras, muita pedra. Os irmãos desanimados, começaram a trabalhar com a picaretas, as pás, um esforço terrível, pouco avanço. E quando deram por conta, o moço estava lá em cima daquela montanha de pedras, e reclamaram com o pastor, ele não estava ajudando. O pastor falou com o moço, e ele distante, aos gritos respondeu: “ Pastor, Deus vai tirar este monte daí, já orei”, então , estabeleceu um minutos constrangedor, pois o Pastor tinha pregado no domingo sobre isso, e o moço creu. Aí o pastor tentou argumentar, “olha querido não e bem assim”, ao que o jovem respondeu: “Pastor , está escrito, e isso mesmo, é só orar e confiar que acontecerá e será assim”. Enquanto os irmãos batiam com as ferramentas nas pedras, ele estava lá em cima, e já ao final da tarde, alguns caminhões e máquinas da Prefeitura estavam se recolhendo, e um dos operários se compadeceu dos crentes, parou a máquina e também os caminhões e disse: “ coitados , vamos dar um jeito nesse monte de pedras, será rapidinho”. E assim o monte começou a se transportar dali, e o moço lá em cima gritou: “Pastor, Deus transporta montes ainda hoje.” Essa é a primeira parte. A parte humana, é conversar com ele, cheia do Espirito, falar do seu amor por ele, e principalmente, dizer a ele que está se destruindo e precisa de ajuda, dê um jeito de aproximá-lo de Deus, busque ajuda profissional, médico, terapeutas, enfim, faça o que for possível ou disponível. Irmã, a facilidade de acesso a droga dificulta o tratamento, por isso é que isolam o viciado. Nesse caso é a mesma coisa, tire de dentro de casa as fontes de pornografia, seja computador, internet, enfim, dê um jeito, parta para o sacrifício, mas faça o que for possível para manté-lo longe dessas fontes. Irmã, ele vai precisar se satisfazer sexualmente. E como um pornógrafo se satisfaz? Com masturbação. Então, esteja disposta para ir para a cama com ele, e de vez em quando pratique a masturbação a dois, isso será a dose sendo ministrada, poderíamos chamar de “desmame”. Faça com que os olhos dele se volte para você e não para as imagens pornô.
    Estude o assunto, pesquisa, traga exemplos de lares desfeitos por causa da pornografia, mostre a ele, falem sobre o assunto, mas lembre-se, você estará caminhando a segunda milha, em amor. Vamos orar também, e crer que Deu fará o que dissermos na oração.
    Abraços, Pr Ismael

  18. poli

    A minha mãe pega no meu pé. Na realidade não consigo entender o motivo. enfim… sei que ela é mãe e tem o cuidado em preservar seus filhos….
    Tenho 22 anos… sou Supervisora em um call-center, tranquei a faculdade de RH.
    Namoro há 1 ano, embora esteja conhecendo ele há 3 anos.
    A minha mãe nunca aprovou, pelo menos é o que ela demonstra. Ele é um rapaz inteligente, esforçado, sonhador, trabalha na obra do Senhor…
    Primeiro:: nunca fomos á uma pizzaria juntos sozinhos, ou num shopping, ou na nossa igreja matriz… eu tenho certeza absoluta de que não dei nem dou motivos para tal.
    estamos planejando noivar no fim do ano.e parece que tem sido bem mais difícil a convivência com ela, mas determinamos que vamos esperar na vontade de Deus. sempre fomos um casal que conversa muito sobre a vida, sobre o trabalho, sobre Deus e suas maravilhas, trocamos conselhos… mas a minha mãe diz que quando casarmos não teremos mais assunto. isso me entristece muito. ela me machuca com palavras.
    Eu me vejo uma pessoa madura, fiel e temente a Deus e responsável. porém, as palavras usadas por ela, parecem flechas inflamadas que me causam grande dor.
    Por várias vezes pensei em acabar tudo, mas lembro que foram dois anos de oração para começarmos o namoro.
    tá difícil e eu preciso de um conselho.
    hoje, ela me disse que nos veremos apenas duas vezes por semana, durante duas horas..
    vale lembrar que estamos negociando um terreno para construirmos a nossa casa – Em nome de Jesus – , montando um noivado,fazendo contas e economias juntos. resta 1 mês para o noivado.o que faço???

    Irmã, paz. Olha se tudo isso que disse realmente acontece e que não outros motivos para isso, então o problema está com sua mãe que não quer perdê-la. Cuidado porque quando se casar terá que “deixar pai e mãe e ser um só com eu marido”, casamento não aceita intruso. Você também precisa crescer, amadurecer, sua mãe se comporta assim porque você está desde antes admitindo. É hora de cortar o cordão umbilical, pois isso não faz bem para você e nem tão pouco para ela.

    Abcs Pr Ismael

  19. elaine

    ola , ajude por favor . preciso muito de um conselho , estou namorando a quase 5 meses . a uns 3 meses mais ou menos meu namorado mudou comigo , começou a me tratar com pouco caso , ser aspero e o ramantismo que avisa de desapareceu . o namoro foi se arrastando , perguntei se ele queria terminar , ai ele dizia que nao queria me perder pois me amava , e dizia que iria mudar , mas nao mudou so piorou. chegando a dizer que tinha dias que preferia ficar sozinho .entao resolvi terminar , porem quando estavamos conversando para acabar com o namoro, ele disse o porque estava daquele jeito, pois quando estavamos com 2 meses de namoro tivemos uma briga feia e ele com a cabeça quente , beijou uma conhecida dele , ele me disse que foi impúlso , era como se tivesse beijado alguem no rosto . e ele começou a metratar mal .pois queria que eu terminasse com ele pois se sentia indigno de mim , e isso o ate o prejudicou na igreja , so vivia triste e sem vontade de cultuar e nao conseguia mais sentir a presença de Deus e nem orar , pois sempre a cena do beijo nesta menina o corroia. entao depois que ele me contou resolvi o perdoar e dei uma channse a ele . depois disso ele mudou completa,mente esta me tratando como uma princesa e ja queria marcar a data do noivado . sera que agi certo em perdoar? me ajude .pois ele e crente e eu tambem , e eu quero um homem de Deus pra mim , pois sou ministra da palavra de Deus e preciso de alguem que me ajude . nao sei o que fazer. se continuou realmene nos dando essa chanse ou se termino com ele.

    Reposta:

    Olha, já pensou se isso virar moda, ou se cada vez que vocês tiverem um problema ele sair por aí procurando alguém para beijar!!! Vou ser bastante honesto, acho melhor dar uma olhada melhor, casamento é coisa séria, para toda uma vida, é feito em aliança. Vou explicar o que é um casamento em aliança e suas características:
    1- Mutualidade – Ele deve cuidar dela em todos os sentidos , mesmo o emocional. E Ela deve retribuir esse zelo dele com amor e respeito. Seria assim, eu cuido de você e você cuida de mim”.
    2- Compromisso – Isso fala de algo firme, constante, com lealdade. Não se trata de algo superficial, descartável, não, é coisa de gente madura.
    3-Sacralidade- Deus está no casamento, por isso é santo, e o homem não pode tratar algo santo como coisa comum.
    4-Permanência- O que Deus uniu, não separe o homem É para toda a vida, por isso escolha bem.
    5- Intimidade- Significa proximidade a tal ponto que posso ver até o que esta dentro do coração do outro, é vida sexual em total confiança.
    6- Exclusividade – Um pertence ao outro, com exclusividade. Papai e mamãe não podem mandar neles. Intruso não tem vez.Eles são jardim fechado, um para o deleito do outro.

    Não acredito que um homem beija uma outra mulher e depois fica quatro meses tratando mal a sua predileta, sua escolhida. Alguma coisa está fora de contexto, talvez esteja fazendo algum tipo de chantagem, querendo algo, se vingando, não sei, mas você pode saber. Pense nisso, quem sabe esperar um pouco mais. Já me cansei de abençoar alianças de compromisso, de noivado, e tudo nao passava de meninice, ao menor problema cada um foi para o seu lado.

  20. Perminia

    busco ajuda para uma amiga minha,ela mora ha algum tempo com um rapaz e ele sempre a maltratou e bateu nela,ai eles se separavam e voltavam constantemente,só que agora ela esta grávida de 4 meses,ela engravidou nesta última vez que voltaram,agora ele esta lá maltratando ela mandando ela ir embora,procurar a família. o que ela deve fazer? quando ele a mandar ir embora ela deve ir? ou ela deve ficar e lutar pelo seu casamento?será que isto é seguro visto que ele ainda é um homem violento? ela esta buscando a DEUS ore por ela o seu nome é Angélica . me ajudem

    Irmã homem que bate em mulher não merece ser marido de ninguém. Ser marido é uma posição honrosa, algo especial para quem sabe cuidar de uma mulher e receber dela cuidados também. Casamento que começa errado, tem pouca chances de dar certo, aliás, nesse caso não houve casamento, mas somente se ajuntaram. É só observar e ver que Deus na vida dela é alguém maravilhoso, porém, distante e cujas leis já envelheceram. Mas não estou aqui para condenar, mas orientar.Ela deve sair fora desse relacionamento, assumir o filho, cuidar bem dele. E acima de tudo, ter vida com Deus para que o bem lhe sobrevenha, caso contrário, vai passar a vida precisando de aconselhamento pois a vida será um constante conflito. Infelizmente tem mulher que prefere apanhar do que acabar com um relacionamento ruim desse, penso que isso e a dependência colocada na pessoa errada. Todos nós , seres humanos, temos como uma necessidade , a dependência. Acontece que quando andamos à luz do evangelho, então dependemos de Deus como uma fonte de proteção, segurança e provisão, e dependemos do marido como um instrumento que Deus usa para operacionalizar , para nos alcançar e assim dar um resposta positiva à nossa dependência. Mas a resposta é está, liberte-se.

  21. Jessica viviane

    PR.SMAEL,sou casada a dois anos.somos cristãos.De um tempo pra cà meu marido vem recebendo conselhos de amigos pra jogar no computador um jogo online,desde então,ele começou a jogar,vive me maltratando com palavras,não liga pra mim,passei a minha gravidez inteira sozinha.Tinha dia que eu levantava com minha barriga dura de madrugada,com o susto que eu levava dos gritos dele no jogo,minha vida ta um inferno…Sou uma mulher que coloca Deus acima de qualquer coisa,sempre dei conta de me arrumar,sempre dei um jeito de ele chegar e encontrar a casa arrumadinha,me encontrar cheirosa…Sou muito bonita.ja me sentei com ele varias vezes pra falar desse assunto,mais ele não me escuta.Ele virou um poço de ignorância,qualquer coisa è ele quem manda,não aceita ninguem dizer que ele ta errado,não ta indo a igreja,por que pra ele o jogo se tornou a peça fundamental da vida dele.Ele queria muito ser pai,antes desse jogo,eu fiz a vontade dele,parei de tomar remedios,engravidei…minha filha tem 6 mesinhos de vida,e ele nunca me ajudou a trocar uma fralda,nunca deu atenção pra nenem,a primeira coisa que ele faz quando chega do trabalho è ligar o computador,Pr.Smael,se deixar ele dorme sem tomar banho,ele sai de manhã pro trabalho e nem os dentes ele escova mais.Ele ja me disse que ta pensando em sair do serviço.Sabe Pr,ele perdeu a faculdade que ganhou pelo governo do estado em primeiro lugar por causa desse jogo.Ele não fala mais com a mãe dele,so por que ela deu conselhos pra ele largar esse jogo e dar mais valor a familia.ele perdeu todos os seus amigos de trabalho,pra falar a verdade ele ja ate me agrediu por que eu tava passando mal em cima de uma cama,e pedi um copo de agua,disse que eu tinha mão e pè…ele nunca me ajudou a lavar um copo,nem mesmo a dar um banho na minha filha,não sei o que è um jantar a dois,não sei o que è uma lua de mel.Sou muito triste por isso,pois eu pedi a Deus confirmação pro meu casamento quando eu nem gostava dele,e deus confirmou,sò que ele disse tambem que nunca era pra deixar o mundo entrar de tal maneira na nossa casa,pois o inimigo iria fazer de tudo pra destruir a nossa vida.Me ajude!!!o que eu faço???

    PR.ISMAEL, sou casada a dois anos somos cristãos. De um tempo pra cá meu marido vem recebendo conselhos de amigos pra jogar no computador um jogo online, desde então, ele começou a jogar, vive me maltratando com palavras, não liga pra mim, passei a minha gravidez inteira sozinha. Tinha dia que eu levantava com minha barriga dura de madrugada, com o susto que eu levava dos gritos dele no jogo, minha vida está um inferno…Sou uma mulher que coloca Deus acima de qualquer coisa, sempre dei conta de me arrumar, sempre dei um jeito de ele chegar e encontrar a casa arrumadinha, me encontrar cheirosa…Sou muito bonita. Já me sentei com ele varias vezes pra falar desse assunto, mais ele não me escuta. Ele virou um poço de ignorância, qualquer coisa è ele quem manda, não aceita ninguém dizer que ele está errado, não está indo a igreja, por que pra ele o jogo se tornou a peça fundamental da vida dele. Ele queria muito ser pai, antes desse jogo, eu fiz a vontade dele, parei de tomar remédios, engravidei…minha filha tem 6 mesinhos de vida, e ele nunca me ajudou a trocar uma fralda, nunca deu atenção pra neném, a primeira coisa que ele faz quando chega do trabalho è ligar o computador, Pr.Ismael, se deixar ele dorme sem tomar banho, ele sai de manhã para o trabalho e nem os dentes ele escova mais. Ele já me disse que está pensando em sair do serviço. Sabe Pastor, ele perdeu a faculdade que ganhou pelo governo do estado em primeiro lugar por causa desse jogo. Ele não fala mais com a mãe dele, só por que ela deu conselhos pra ele largar esse jogo e dar mais valor a família. ele perdeu todos os seus amigos de trabalho, pra falar a verdade ele já ate me agrediu por que eu estava passando mal em cima de uma cama, e pedi um copo de agua, disse que eu tinha mão e pé…ele nunca me ajudou a lavar um copo, nem mesmo a dar um banho na minha filha, não sei o que è um jantar a dois, não sei o que è uma lua de mel. Sou muito triste por isso, pois eu pedi a Deus confirmação pro meu casamento quando eu nem gostava dele, e deus confirmou, só que ele disse também que nunca era pra deixar o mundo entrar de tal maneira na nossa casa, pois o inimigo iria fazer de tudo pra destruir a nossa vida. Me ajude!!!o que eu faço???

    Irmã, paz seja convosco. Puxa vida, lendo sua carta dá vontade de ser pai desse rapaz e dar uma surra nele ( desculpa, isso não é aconselhamento, é ira mesmo, e ira santa, pois não se acomoda com a injustiça).
    Bom, os amigos dele o levaram para o jogo, isso é verdade, entretanto, somos nós que escolhemos nossos amigos e Davi escreveu um salmo que orientador para os casais de hoje, salmo 101, e diz assim:

    “Seguirei o caminho da integridade; quando virás ao meu encontro? Em minha casa viverei de coração íntegro.Repudiarei todo mal. Odeio a conduta dos infiéis; jamais me dominará! Longe estou dos perversos de coração; não quero envolver-me com o mal.
    Farei calar ao que difama o próximo às ocultas. Não vou tolerar o homem de olhos arrogantes e de coração orgulhoso. Meus olhos aprovam os fiéis da terra, e eles habitarão comigo. Somente quem tem vida íntegra me servirá.” (Salmos 101:2-6).

    Você deve se fortalecer e tomar atitudes, saia do choramingo, e bote os amigos dele para correr daí, se houver brigas… depois você administra, mas deixe claro isso para ele se tocar.
    Irmã, o cavaleiro vai passando a mão do lombo do cavalo, vai acostumando ele com o peso da sua mão, depois joga um bacheiro, uma sela, e monta, e ainda, cutuca com a espora. E veja, tudo começou com um passar de mão no lombo que o cavalo aceitou. Isso fala das fases e consequentes quedas que o seu relacionamento vem enfrentando. E agora, é hora de ser firme, endurecer o rosto e falar a verdade com amor , mas amor exigente. Diga a ele que o ama, mas que não o aceita como está (e vai piorar um pouco mais quando sair do trabalho.) Faça um rol, coloque os quesitos que te trazem descontentamento, esteja preparada para não brigar, não se exaltar, mas ser dura com ele. Caminhe dentro daqueles quesitos para não se perder ou deixar a coisa descambar. Ele deverá gritar com você, sair do ambiente, ou mesmo te ameaçar, mas continue firme, porém com uma aparente serenidade ( por dentro tremores). Trate as coisas com racionalidade, não fique com chantagem emocional, ou falando de sentimentos, fale com razão, com verdade e justiça. Ele tentará cortar você para não ouvir suas queixas, mas de forma educada diga que antes de qualquer coisa ele vai te ouvir, demonstre estar consciente do que está fazendo e decida com suas escolhas. Diga a ele que se casou porque queria um homem do seu lado e não um menino crescido, queria alguém que lhe oferecesse amor e segurança, e se ele não quer fazer o papel dele, você já está abandonada emocionalmente, então, não tem porque continuar essa relação ( isso é uma pressão, mas que você esteja pronta para cumprir com o que falar), mostra para ele I Co 7, fala para ele que a mulher crente abandonada pelo ímpio do marido pode se divorciar e se casar de novo, reconstruir a vida. Fala para ele que qualquer pessoa que não está sendo amada num ambiente, irá buscar amor em outro, e que na verdade ele está dando uma sorte, marido de mulher bonita que não cuida, está pedindo para dividir com outro. Você é uma mulher digna, por temor a Deus, não vai fazer isso, mas é uma realidade. A mulher cristã trai ou se separa quando não é amada, permanece abandonada, sem expectativas de mudanças, quando lhe falta sexo e afetividade, ou por falha no caráter, no seu caso, faltou tudo, mas o seu caráter está solido no bem. Olha você pode estar dizendo assim: “Ele é crente, não ímpio”, mas eu lhe digo que ele é pior do que um ímpio qualquer, dê uma olhada em I Tm 5, e lá vai confirmar o que estou dizendo. Quem não cuida da família negou a fé, e é pior do que o incrédulo, ele teria que melhorar um pouco para se comparar com o ímpio. Eu não estou querendo destruir teu marido, mas quero mostrar que ele está errado e se não se consertar vai perder a mulher, a família, e Deus. Uma menina precisa demais do pai, ela vai buscar nele segurança, afeto, amor e isso irá refletir no seu futuro, no seu modo de se relacionar com os homens, poderá determinar inclusive se ela será feliz ou infeliz no casamento, na sua vida sexual. E você não tem direito de colocar em risco o futuro dela, então, seja dura com seu marido. Faça como Jesus fez com as igrejas da Ásia, primeiro elogia, demonstra amor, mas depois fala a verdade e coloca uma condição. Você deve colocar um limite nisso aí, uma condição para que haja continuidade no casamento. Ou será que você vai aceitar viver com um menino mal cheiroso, que não toma banha, não trabalha, não transa, não é pai, o resto de sua vida. A hora é agora e lembre-se não é possível fazer omeletes sem quebrar alguns ovos. A Bíblia diz que o ferro com o ferro se afia, assim o homem ao seu irmão. É no atrito que haverá movimento. Você pode mudar a história de seu casamento. Levante-se com ousadia, na força e no poder de Deus. Pode ser que seja preciso passar uns dias longe dele, separados mesmo, se for o caso , faça, pois isso cura muito marmanjo que pensa que pode fazer o que quer com a esposa. Querida, é o que eu penso, e se você fosse minha filha, eu daria o mesmo conselho e ainda, a ajudaria dando respaldo e suporte nas suas decisões.

  22. jeeh

    Boa tarde, achei esse site por acaso.
    Estou casada há 2 anos e 3 meses, estou gravida de 4 meses. Eu e meu esposo brigamos muito, e normalmente são pelos mesmos motivos, ele gosta muito de beber bebidas alcoólicas, sempre gosta de fazer churrasco na nossa casa , chama os nossos familiares, as vezes quando sai do trabalho vai para os bares com uns amigos do trabalho…O problema é que ele sempre TEM que beber e quando bebe só para quando esta muito bêbado, e quando ele fica bêbado ele só pensa em brigar, fala coisas que machuca os outros e a mim também, diz que vai morrer com 30 anos pois o vó dele morreu alcoólatra , ai ele fala que vai morrer assim também, chama por o satanás…é HORRIVEL, só vai dormi quando esta caindo de bêbado, no outro dia não lembra de nada e fica me perguntando o que fez e fica todo desconcertado por uma horas e depois volta ao normal, é como ele já esta acostumado com o que faz. Algumas pessoas se afastou da gente por causa dele. Ele sempre foi assim, só que depois que agente casou teve mais nossa privacidade, ele piorou, agente vive brigando por essas bebidas dele e por as ignorâncias dele, estou ficando muito fria com ele, as vezes ate eu mesmo sinto, mais estou exalta de brigar e no outro dia conversar, nunca passamos mais de um dia brigados, mais nunca funcionou a conversa. E ele só tem amizade com pessoas que não prestam, dois amigos dele do trabalho vivem bebendo e traindo as mulheres, fico pensando que ele faz o mesmo, apesar de mim não ter nenhuma prova, eu só acho que ele deveria andar com pessoas decentes, que seja mais família, que possa sair só nos casais.E agora estou com medo, meu primeiro filho vem ai, morro de medo, com as irresponsabilidades do meu esposo, ele dirigi bebado em alta velocidade, não quer saber de nada, e depois ainda diz que esse filho é o sonho dele.
    Estou cansada, já fiz promessas, já dei remédio indicados para ele parar de beber mais mesmo ele com alergiua a bebida ele bebe , oro todos dias, o que faço?

    Irmã, paz. A sua resposta é a mesma que fizemos para o caso da mulher que foi trocada pelo video game, leia : http://casadosemcristo.blogspot.com.br/2013/10/sou-uma-mulher-bonita-mas-fui-trocada.html

  23. ricardo

    Pr. me converti à 10 meses durante um momento dificil da minha vida.Estava começando a buscar o Senhor Jesus junto com a minha noiva quando veio a tona traições e outras coisas, nos separamos e passando 3 meses reatamos o nosso relacionamento.
    sempre busquei a Deus estudei a palavra assim como venho fazendo até hoje, porém sempre tive uma vida sexual com a minha noiva com quem estou junto Há 6 anos. Ficamos um tempo sem nos relacionar porém há uns 4 meses a carne falou mais que o espirito e caímos mais nos arrependemos e de um mês e meio pra cá não nos relacionamos mais.
    mas ai que vem a nosso problema ela descobriu que está grávida de 1 Mês e meio, e ja estou com a abra da nossa casa em andamento e íamos marcar o nosso casamento esse mês, estou com medo de ser expulso da igreja pois lá estão meus irmão que me apresentaram Esse Deus que eu amo…
    o que faço?

    Irmão, paz no teu coração. Sabe querido, uma das coisas mais impressionantes em Cristo é a sua capacidade de nos entender, de nos perdoar e dar uma nova chance por pior que tenha sido o nosso pecado. Nada pega Jesus de surpresa, Ele não se assombra como nós humanos quando algo dá errado, quando falhamos feio. Ele já sabia e ainda assim continuou e ainda continua a nos querer bem. Obviamente, Ele quer mudanças, e elas são importantes porque faz com que voltemos a um estado de integridade, deixamos de ser vasos rachados. Nós humanos temos por hábito valorizar mais um pecado do que o outro, achando que ele é o pior, o mais feio, o quase imperdoável, e dentre eles está não a gravidez ( que não é pecado , é vida), mas sim, o relacionamento sexual antes do casamento. Olha, uma relação sexual antes do casamento é tão pecado quanto uma fofoca, com uma diferença, a fofoca fere outros, pode levar a destruição de vidas, já a fornicação fere o casal na sua relação com Deus, então, o seu estrago me parece, que na maioria da vezes , é menor.E veja, é quase certo que você já pecou fazendo um fofoca aqui e outra ali, pensando mal de alguém, e no entanto, você não ficou tão tenso quanto agora, não escreveu pedindo aconselhamento, quem sabe nem orou pedindo perdão a Deus. OLha aqui, pecado é pecado e pronto, peça a perdão a Deus, assuma essa gravidez, ame ainda mais sua “noiva” ou esposa, não sei bem, mas ame. Aproveite para corrigir alguns desvios de conduta, vocês agora serão pais e serão imitados por um filho ou filha, agora é a hora de se tornar um herói para um menino ou o primeiro amor de uma menina, esteja pronto para o desafio, não fique olhando para a barriga dela e vendo o pecado, não. Veja seu filho ali, e ame-o com intensidade , com profundidade. Quanto aos irmãos, a igreja, não se preocupe, se te expulsarem o Senhor te acolherá, fique tranquilo. Lembra-se do que disse Jesus à mulher adultera, Magdalena?” Vá e não peque mais”, é isso. Para não ser mais traumatizante essa experiência, acelere dentro do possível esse casamento, sem contudo colocar a esposa para morar em casa inacabada. Desafiem-se mutuamente a serem mais de Deus e isso será a manifestação do Deus que transforma o mal em bem, vergonha em honra, é assim que Ele faz. Creio que o casal deve juntos se ajoelharem diante de Deus, pedir perdão. Feito isso imponham a mão sobre a barrigda dela e declare que ele será alguém grande diante de Deus e do homens, alguém poderoso na face da terra ( sl 112.2). E tem mais, não demonstre vergonha dela, abrace-a gostosamente quando estiver em público, ajude-a a carregar o desconforto dos olhares e comentários indelicados que virão. Um abração, fique com Deus, fique em família.

  24. Confusa26

    Ola tenho 26 anos cresci em um lar evangélico porém não sou evangélica ,porém leio a biblia e acredito muito em Deus e que ele sempre tem o melhor para nós .Sou virgem e tem me incomodado esse fato ,pq tenho que omitir das pessoas isso ,sempre fico sem graça quando me perguntam ,mas não digo nem que sim nem que não .Tem um rapaz que conheço a muito tempo ele vem a minha casa e já se mostrou interessado em mim e ele quer fazer sexo comigo ele sempre deixou isso claro ,porém ele tem namorada ,jamais pensei em me envolver com um homem comprometido ,mas de uns tempos pra cá isso não sai da minha cabeça ,sempre me imagino transando com ele ,mas tenho muito medo do castigo de Deus e de perder as minhas bênçãos ,o que eu faço estou muito confusa.

    RESPOSTA. Minha querida, ter desejo sexual, querer estar com alguém está dentro de um quadro de normalidade, mas você entregar sua virgindade para alguém qualquer, isso é que é triste. Você não deve pular etapas, precisaria conhecer alguém, ter um propósito de vida, se preparar para um casamento bem estruturado, com alguém que a ama, e depois sim, satisfaça seus desejos sexuais. Fora disso, sexo é só sexo, pode oferecer prazer momentaneo, mas passou o momento, acabou. Não há satisfação nisso, não preenche sua necessidade de amor.Não faça isso não, busque a Deus, Ele é o caminho da felicidade e do contentamento.

  25. carola

    A paz do Senhor Jesus Cristo.Estou com muitas duvidas, nao sei que caminho seguir. Vou contar rapidamente o meu sofrimento, inquietudes. No mes de maio do ano passado conheci um rapaz e fui me apaixonando e mes seguinte passamos a namorar, tudo bom, otimo, perfeito, sempre nos demos muito bem. Ele eh batizado e eu nao,frequentava a Igreja e vivia no caminho deCristo em setembro engravidei,e no fim de novembro perdi o bebe, abortei. Sofremos muito com essa perda ele tambem,mas demonstrava ser forte. iria vir morar om ele em janeiro deste ano, so que nas nossas familias tivemos 3 perdas de familiares. Fui em medico que declarou infertilidade mina, e nao contei a ele e sofri calada. Morava com minha avo, ela era contra o meu namoro pois o namorado eh negro. Os meses passaram, cada menstruacao era sofrimento para ambos. Veio a pascoa, tivemos relacao, tudo perfeito, detalhe ele ja quase nao ia mais na Igreja e sempre o incentivei a ir. Tres dias apos a pascoa estava com minh avo internada no hospital passei mal fiz teste de gravidez de farmacia e deu ositivo,contei a ele,ficou muito feliz.No final de semana vim na casa dele, tudo normal, muito amor e carinho com relacao sexual ena tarde de domingo estavamos juntinho aproveitando e virou a cara e disse q estava confuso nao sabia o que queria e pediu um tempo. Eu assei a frequentar Igeja, orar e ele parou. passamos o mes brigando oras dizia que me amava ora me culpava por tudo e duvidava da gravidez. Perdi o emprego, contei da gravidez pra minha avo que expulsou de casa.e vim morar com ele. tivemos uns dias bons os planos continuaram , ate q inicio de maio passamos a brigar e desandou tudo. Tive varios sangramentos e gravidez se tornou de risco.Brigas e brigas aconteceram, onde ambos soltaram a raiva, ofenderam e inclusive ele chegou a me dizer que ficou comigo por pena, que nunca me amou, foi o pior erro da vida dele.. Ele passou a me criticar, me deixando passando mal em casa e ate falava mal de mim pro primo dele que se meteu no nosso problema e a confuso foi adiante. esse primo se afastou e as coisas ate melhoraram de agosto pra ca.. dividimos a mesma casa, mesma cama, ele passou a dormir virado pra mim, durante a noite as vezes se abraca em mim, me segura, e ate coloca a mao em partes mai intimas, outas vezes se me encosto nele ja s’ele fica a noite no nnne afasta. Horas brincamo e rimos muito vemos filme e tudo mais, outras discutimos brigamos de leve. esse mes finamente disse que ama o filho e passou a brincar em alguns momentos. Falo pra irmos a igreja sempre da um jeito de nao ir.Nessa sexta briguei com ele que acabou indo dormir na casa a frente e levou o notebook junto e eu fechei a porta. sabado passamos dia tranquilo, a noite ele usou o note pouco tempo, veio de banho tomado, fechou as duas casas e veio dormir ao meu lado e ontem trouxe o note pra casa dos fundos onde moramos.Conversamos e ja discutimos sem ofencas de boa e ele afirma que nao estamos juntos e que eu vou morar com o bebe na casa da frente, pos quer liberdade e disse q nao era para trazer mulheres. estou orando por nos dois mas na tenho respostas de deus, nao vejo manifestacao dele. Detalhe ele quando ta no note fica s no facebook,adiciona gurias novinhas que nao conhece e fica comentando as fotos delas com lindas, bonitas gata e puxa papo com eas, so que nao respondem e ou fica vendo fotos e videos porno. posso afirmar que sou a unica pessoa que ele pode contar e confiar e sempre pede a minha opiniao e me liga para contar o que esta acontecendo co ele. Ele sabe que o amo e fasso tudo pelo nosso bem. Algumas pessoas ja me disseram que assim que o beber nascer ele voltara a ser o que era pois esta com nojo de mim devido a gravidez. Tenho esperanca e fe de que vamos ficar juntos, outra hora ja nao acredito que isso seje possivel. estou confusa se continuo aturando tudo, fico aqui ou eu vou embora. nao sei mai so que fazer e o que pensar, oro a Deus, ele te falou em voltar a Deus, mas parece que algo o tranca.estou perdida. Me questiono, se nao me quer mais nao me ama, e tem 2 camas sobrando, pq ele vem dormir comigo e nao vai ter a liberdade dele. Tento ocnversar mas ele nao responde fica quieto e as vezes so responde pq sim e alegou que por nao ter falado a ele que minha avo era racista, mas me falou que uma ex do passado voltou mas nao se falam nao tem contato e ele nao a quer e nao tem ninguem mas ja disse que ela nao foi motivo de nos seprarmos. e ajude.Obrigada.

    RESPOSTA: Minha filha, deixa-me dizer uma coisa. Você consegue imaginar uma casa toda desarrumada, sujeira e bagunça por todo lado. Os ambiente estão carregados de coisas fora do lugar e aí alguém tenta viver ali e não consegue ser feliz. Assim está a sua vida, toda desarrumada, desfuncional.Você precisa começar pelo seu interior, firmar seus valores morais que parecem estar sendo desconsiderados. Olha essas expressões: “ele é negro”, “minha vó é racista”, filme pornô”, “vim na casa dele,…com relaçao sexual” , “conheci um rapaz e no mês seguinte fomos morar juntos”, Ele era da igreja, eu não”, “ele falava mal de mim para o primo”, “ele falou que uma ex voltou”, “ele voltará a ser o que era, pois tem nojo de mim por causa da gravidez”. Me perdoe, mas você precisa passar por uma transformação, precisa se educar para a vida, se quer construir algo sério. Vou te dar um conselho, volte-se para Cristo, aprenda com a Palavra, vai observando tudo que está fazendo de errado, coloque as coisas cada uma no seu devido lugar, aprenda sobre a santidade do casamento, valorize-se enquanto mulher, pare de brincar com Deus, leia muito a Palavra sobre os mandamentos, as cartas de Paulo, enfim, decida-se a mudar para melhor. Depois que Deus abrir os seus olhos ficará admirada ao olhar para seus erros do passado. Deus te ama, sim, claro que sim, mas não aceita que você leve a vida no erro achando que é tudo normal, que basta ir na igreja de vez em quando, fazer uma orações quando as coisas dão errado. Não isso não basta. É preciso se alicerçar na verdade, conhecer os caminhos pelos quais Deu quer que você caminhe porque são eles que te levarão ao sucesso. Vida desregrada, só em busca do prazer sexual, isso tudo não te leva a lugar nenhum, é só olhar, aborto você teve dois, isso é brincar com a vida. Deus tem coisas melhores para você.

  26. LAÍS

    FUI CASADA DURANTE 25 ANOS. MEU MARIDO BEBIA MUITO, ME BATIA, MAS SEMPRE O PERDOEI, POIS FOI ASSIM Q APRENDI, QUE DEVEMOS PERDOAR 70 VZS 7 NÃO É?
    AGORA ELE SAIU DE CASA E ESTÁ VIVENDO COM UMA MOÇA QUE É MAIS NOVA DO QUE SUA FILHA, COM QUAL JA TEM UM FILHO.
    VI UM RELATO SEMELHANTE ACIMA EM QUE VC DIZ PARA A MULHER QUE NÃO TEM MAIS JEITO PORUQE ELE JA ESTÁ CASADO COM OUTRA E DEUS NÃO VAI ATENDER O PEDIDO PARA O ESPOSO VOLTAR PORQUE ELE JA TEM OUTRA FAMÍLIA.
    JÁ O MEU PASTOR DISSE QUE DEVO ORAR PORQUE PERANTE DEUS EU SOU A VERDADEIRA ESPOSA, A OUTRA É A OUTRA, FRUTO DE ADULTÉRIO.
    COMO O SENHOR EXPLICA ISSO?

    RESPOSTA: Cada caso é um caso…não faça juízo de valor olhando o caso dos outros na sua integra , use apenas o que couber e te servir. Veja, eu não sei se você é casada, divorciada ou separada de seu ex marido. Contudo você diz que ele tem outra mulher e já tem um filho com ela. Também diz que ele bebia muito, te batia, isso coloca você como a parte inocente nessa relação. Vamos considerar que vocês não estejam divorciados, então de fato ele é teu marido, se ele voltar vocês podem continuar juntos.Agora irmã, eu não consigo imaginar que amor é esse que vive com um alcoólatra, que te bate, que tem amante, que tem filho com a amante, que te desprezou, e você ainda espera por ele. Eu me questiono, será que é isso que Deus reservou para você, será que a separação dele não foi uma libertação, será que você não se tornou uma codependente do alcoolismo dele. Perdoar é uma virtude cristã, mas desejar viver com alguém nessas condições carece de uma reflexão. Vou falar biblicamente, você é uma mulher crente e tem o respaldo da Palavra em I Corintios 7, foi abandonada pelo incrédulo, foi vitima de adultério, você pode perdoar e fazer vida com ele, mas pode também escolher não viver juntos mais, então, a escolha é sua, você decide, olha que coisa boa. Caso decida esperar por ele, todos devem dizer amém, porém, lembro-te, poderás receber um homem alcoólatra, violento, que já te desprezou, trocou por outro mais jovem, e que agora voltará para você mais pobre, porque terá que dividir o que ganha com a ex-amante, pagar pensão para o filho com ela, e ainda , mais pobre de afetividade e com um monte de problemas porque terá o amor dividido com a outra “família”, ou você acha que vai conseguir separar ele do filho. Pense bem, abra o coração para o novo, para outras possibilidades dadas por Deus, mas saiba que o Senhor não te dá garantias que ele se converterá, e nem te pede esse sacrifício, tanto é que deixou a previsão de um divorcio e novo casamento em casos como o seu. Contudo, respeito e admiro o seu amor.

  27. atecao e neim carinho tinha que fica pedido sempre pocha queria ele de novo mais mudado nao desse jeito me ajuda pasto oq eu fasso se ele se separa de mim posso casa de novo…

  28. Confusa

    Olá pastor
    Gostaria de ter um conselho.
    Sou casada há 11 meses, pouco tempo, porém, depois das primeiras semanas, meu marido foi ficando afastado de mim e não me procurando para fazer sexo, etc.
    O tempo foi passando e fui descobrindo, mensagens no celular de mulheres conversando com ele e sobre sexo e mostrando que ele ligava para ela. A uns 2 meses atras, descobri que ele estava entrando em sites de batepapo da uol, a procura de mulheres e falando sobre sexo, etc e entrando em site de porno. Conversei com ele e ele prometeu que iria mudar e deixar de entrar.

    Porém, ontem, peguei o celular dele e acabei encontrando mensagem de uma mulher, falando de sexo, a moça falando que queria transar com ele e ele disse que ela casado e além disso, continua entrando em sites de pornografia e bate-papo.

    Eu já perdoei, mas não sei mais o que fazer. Quando pergunto sobre alguma mensagem que vi, ele fala que não é nada.

    Eu o amo muito e não trairia ele; não entendo porque ele faz isso… Queria um conselho.

    RESPOSTA:

    Irmã, todo homem sabe o “pau que lenha”, ou seja, ele se comporta assim porque sabe que você irá ficar brava uns dias e depois tudo voltará ao normal. Certamente ele faz imaginando que não vai dar errado.Mas se der errado, ele administra. Você tem que escolher entre as opções: Divórcio, Continuar as coisas como estão ou então endurecer o jogo e não aceitar mais. Para essa última possibilidade, você deve avisá-lo com antecedência, dizer o que você fará se acontecer de novo, e se acontecer fazer mesmo. Para isso é preciso ele saiba que você tem condições de cumprir com o que diz. Por exemplo, você o avisa que se acontecer algo adultero, você o deixará. Ele tem que receber essa mensagem acreditando que você é capaz disso.Nesse caso é preciso ir até as últimas consequências, se for para a separação, esteja pronta para isso. Quando ele repensar a vida, então vocês se reconciliem. Isso é o lado humano da relação. Por outro lado, o lado do sobrenatural, Deus pode mudar o coração dele, você deve se fortalecer no Senhor e buscar a cura do seu relacionamento. É preciso tapar todas as arestas, você deve perguntar ao seu travesseiro se você é uma boa companhia, se você o satisfaz sexualmente,
    enfim, um exame de consciência.

  29. MIh

    Olá pastor,
    Preciso de um conselho…namoro a dois anos e três meses…tenho um namoro abençoado, mas tem uma questão que tem nos preocupado que é o fato de sermos de religiões diferentes…ele gosta de igreja pentecostal, na verdade ele não tem igreja certa, cada dia da semana se encontra em uma e eu sou de igreja protestante e sou uma fiel participante ativa dos cultos da igreja a muitos anos…ele acha que minha igreja é fria e eu não concordo com muitas doutrinas pentecostais que faz com que eu não me sinta completamente bem, mas eu sempre o acompanho nos cultos e não vejo problema nenhum em acompanhá-lo, pois sempre disse desde começo do namoro que eu sempre o a companharia à igreja desde que ele escolhesse uma…na minha opinião eu gostaria que os dois entrássemos num acordo e que os dois escolhessem uma única denominação e ao entrarmos nesse contexto ele começou a pesquisar tudo sobre a minha igreja, para me fazer ver que ali não é o meu lugar e eu comecei a orar e ler a palavra de Deus para me dar sabedoria para saber a vontade de Deus e sei que ele não aconselha o casamento sobre um jugo desigual. Depois de meu namorado ver minha atitude começou a estudar mais a bíblia, só que o problema dele é que ele tem um sonho que é ser batizado com o espírito santo com línguas e ele tem buscado isso incessantemente e como na minha igreja nós não cremos no batismo do espírito santo da mesma forma que os pentecostais nós temos encontrado divergências nesse sentido…não concordo no fato dele ir em igrejas longes buscando profetas para que esse sonho dele se realize, penso que ele tem que orar e que Deus vai realizar no momento certo, mas eu respeito a crença dele e gostaria que ele respeitasse mais a minha…apesar disso a gente nunca teve um discussão e nunca brigamos, mas essas atitudes dele me estristesse, pois Deus me deu um dom que é o dom do louvor e não é somente porque eu não falo em línguas que eu não tenho o espírito santo, pois muitos são os dons, mas o espírito é o mesmo como diz a palavra…quero muito me casar com ele, sei que um dos dois tem que renunciar, mas eu não seria feliz se eu fosse para outra igreja, já tentei, mas não deu certo…queremos ser felizes juntos independente de que igreja frequentarmos, será que é possível sermos felizes no casamento, mesmo que eu continue indo na minha igreja, mas acompanhando ele nas igrejas que ele vai? Temos temor a Deus e os dois estamos orando pra saber a vontade de Deus, mas quero saber sua opinião pastor…devo ou não me casar? Deus é um só independente de religião, o Senhor acha que se um passar a respeitar a crença um do outro é possível um casamento feliz?

    RESPOSTA:

    Bom, irmã, primeiro quero dizer que ele está errado. Certamente ele já é batizado com o Espírito Santo, e se não fala em línguas estranhas isso não nega que tenha sido batizado no Espírito, o falar é apenas uma evidência de que aconteceu, e é um dom assim como o dom da cura, dom do discernimento de espírito, etc.Deus dá àquele que lhe apraz, para quem ele quer e com uma finalidade. Pare de correr atrás de profeta e corra para perto de Jesus, isso é que deve ser feito. Outra coisa, quem fica “pulando de galho em galho”, cada dia em uma igreja,não cria raiz e sem raiz logo tomba. Devemos participar de uma igreja, ter comunhão, contribuir, servir, enfim, viver ali com os demais, caso contrário, ele se torna um “sangue suga espiritual”, cada dia vai em busca de alguma coisa boa em uma igreja diferente, sem , no entanto, se envolver com ela. É preciso ter compromisso com a igreja onde participa, é preciso dizimar, ofertar, conhecer as doutrinas principais. Preste atenção na vida dele como um todo, como ele é com relação ao trabalho, é firme ou cada dia está numa empresa diferente? Os projetos pessoais, ele leva adiante ou deixa tudo inacabado, veja isso. Quanto a ser feliz ou não, depende do quanto você quer fazê-lo feliz e o quanto ele quer te fazer feliz, mas este entrave espiritual pode ser a ponta do iceberg de que alguma coisa precisa ser melhor ajustada na área da comunicação do casal. Outra coisa, o fato de um ser pentecostal e o outro não, em sendo apenas isso, não considero jugo desigual, porque maior é Aquele que os une do que aquilo que os divide.

  30. Adriana Melo

    Boa noite, pastor!
    Eu achei esse blog por acaso e ele está me ajudando a solucionar algumas dúvidas, no entanto, pairam outras dúvidas que eu imagino que o senhor possa me orientar a respeito.
    Eu tenho 30 anos e meu “namorido” 53 anos e estamos juntos há mais de 05 anos. Ele foi casado durante 22 anos com uma outra mulher com quem teve 03 filhos (todos adultos).
    Gostaria de ressaltar que ele era apenas casado no civil e que quando nos conhecemos ele já estava separado de fato e desejando divorciar-se.
    Quando nos conhecemos iniciamos uma amizade e posteriormente um namoro. Em seguida ele divorciou-se e passamos a morar juntos.
    Gostaria de ressaltar que somos muito felizes juntos, ele é maravilhoso, me ama, me respeita, me apóia e eu a ele, agradeço a Deus por tê-lo colocado em minha vida, inclusive eu tenho um relacionamento ótimo com a família dele, inclusive com seus filhos.
    Ocorre que estamos juntos há mais de 05 anos, ele está divorciado e pretendemos nos casar, no entanto, eu acho que gastos com casamento (festa) um certo desperdício e prefiro que gastemos com uma viagem interessante, no entanto, devido aos compromissos profissionais temos adiado, principalmente por minha causa, mas não que eu não queira. Acho que isso se deve ao fato de eu ser advogada e ter uma ideia de negócio jurídico em relação ao matrimônio, porém , a parte religiosa, de certa forma me incomoda no sentido de não fazer a vontade de Deus.
    A minha dúvida é a seguinte: Um casamento apenas no cartório é considerado casamento aos olhos de Deus? O fato dele ter se divorciado (de casamento no civil) quando estava comigo, embora separado, me torna indigna de casar com ele?
    Em relação à diferença de idade, a bíblia menciona algo sobre isso?
    Ademais, esqueci de mencionar que fui criada em lar cristão desde cedo, amo a Deus, Ele é a luz da minha vida, meu maior refúgio, quero muito agradá-lo e o meu amor (namorido) que é uma pessoa sem vícios e de boa índole, embora católico de nascimento, já frequentou igreja evangélica comigo e ficou muito feliz, sentiu-se muito à vontade, todavia, não permanecemos a frequentar o templo porque, durante 02 anos fomos tratados como visitantes pela referida igreja.
    Tentamos marcar um horário com o pastor para nos aconselharmos mas isso nunca foi possível e um dia um amigo dele que frequenta o templo nos convidou para participarmos de um encontro de casais, mas como nós não éramos casados, nem no civil, a nossa participação não foi possível.
    Eu não sei se foi impressão minha, mas será que esse “desprezo” conosco foi porque temos uma diferença de idade significativa?
    Será que mesmo sendo felizes, nos amando, nos respeitando não será possível a nossa união?
    O que senhor nos aconselha?
    Desde já obrigada pela atenção e fique com Deus.

    Cordialmente,…

    Irmã, paz. Vou falar o conceito bíblico de casamento. Casamento se dá quando duas pessoas, homem e mulher, deixam suas respectivas famílias, para se unir, em amor, formando assim um novo lar.Devendo ser algo com propósito de gerar filhos como uma benção do Senhor, dentro das possibilidades, e que seja para sempre. A união deve ser em aliança e não em contrato. Aliança pressupõe , mutualidade, permanência,intimidade, sacralidade e compromisso. O casamento no cartório deve ser entendido como um complemento da benção de Deus, visto que devemos ser obediente as leis humanas, entretanto, a lei do casamento está tão permissiva que chega a contrariar a vontade de Deus. Você é solteira e ele é divorciado, uma relação que começou assim. Vocês estão livres para se casarem, e façam isso em cartório e também na igreja, ainda que seja sem nenhuma pompa, ostentação, pois o que importa é a benção de Deus. Quanto a idade, não vejo grandes problemas, ambo maduros, em boa idade. A igreja que você mencionou precisa ser mais acolhedora , mais inclusiva, talvez falte entendimento, acho que perderam a chance de ajudá-los a vencer as barreiras espirituais tanto para a salvação quanto para o casamento de vocês.

  31. Divaldo Santos

    Sou casado e a uns dois anos me envolvi com uma ex namorada que sabe que eu tenho esposa e me procurou falando que ainda gostava de mim e que me aceitava e queria ficar comigo e não se importava que eu fosse casado, tudo no inicio são flores e estava tudo bem, más só que agora ela passou a me cobrar mais atenção ela quer que eu durma na casa dela e que passe os fins de semana com ela e deu pra me ligar a qualquer hora e fica me ameaçando de vir a minha residência e fazer escândalos, eu estou muito preocúlpado com isso e quero me livrar dela da melhor maneira possível, gostaria que voces me ajudassem.

    RESPOSTA: Você quer ajuda para se livrar da sua amante? Você precisa de ajuda para se livrar do fogo eterno. Precisa se arrepender do seu adultério, pedir perdão a Deus e a sua esposa e filhos, precisa
    se converter a Jesus, aí haverá esperança para você.

  32. Fernanda

    Pastor Ismael bom dia
    Sou cristã estou conhecendo um rapaz da minha igreja, temos conversado já há algum tempo e tenho percebido nele um pessoa que tem um compromisso e uma vida seria com Deus, porém ele e 5 anos mais novo que eu, confesso que no início isso e me assustou um pouco mas mesmo assim dei a mim mesmo a oportunidade de conhece-lo, e percebi que ele e uma pessoa bastante madura e hoje essa diferença não me assusta mais, ele não tem uma formação acadêmica mais trabalha no ramo imobiliário, com vendas e tem tido a oportunidade de crescer dentro da sua área de trabalho.A questão pela qual estou escrevendo e pedindo uma orientação e que pelo fato dele ser mais novo que eu e não ter uma formação acadêmica, apesar de trabalhar, e algo com a qual meus país tem se preocupado bastante, eles não me proíbem de conhece-lo mas sinto que existe m receio por parte deles quanto a essas questões, acredito que isso seja algo que devemos analisar, porém vejo nele um pessoa dedicada ao que faz. Pastor ele mesmo se propôs a estar conversando com meus país para que eles estejam conhecendo ele de uma maneira mais a fundo, porém estou bastante confusa em como lidar com essa situação com relação aos meus país, em como agir o que falar. Gostaria de um aconselhamento a respeito disso. Desde já agradeço em cristo.
    Fernanda

    RESPOSTA:

    Irmã, se ele é tudo isso que você está dizendo, eu te digo: “cavalo arriado passa uma vez na vida, e quando passar , monte”. Acho bonito a preocupação de seus pais, é uma segurança, uma proteção, entretanto, precisa também de limites mais claros. Será que não estão procurando uma razão para não deixar você viver a sua vida? A preocupação com a formação e a idade me parece incabida, ele é trabalhador, com chances de ser bem sucedido no ramo de atividades dele, pessoa madura embora mais jovem que você, e acima de tudo, alguém que é sério com Deus. Vá em frente….e preste atenção na questão do “deixaras pai e mãe”.

  33. A paz pastor Ismael, a minha história e a seguinte: A minha mãe havia me mandado embora de casa e passei a viver com uma senhora que me acolheu e eu ia à igreja com ela ate que decidi me juntar com o meu marido se amor, mas por que ele dar-me-ia abrigo, era maneira de ter uma casa para morar e isso faz 12 anos. Durante esse tempo o meu marido começou a me trair com vizinhas e desde que estamos juntos dorme fora todas as sexta. Quando pergunto ele diz que é porque se casou cedo e não teve tempo para curtir. Me violenta verbalmente, já me violentou fisicamente vive uma vida singular e tudo que construímos juntos diz que é dele porque eu nunca trabalhei, mas lhe encontrei sem nada. Entrei sem amar na esperança de vir a ama-lo, mas não me deixou fazer assim, pois no primeiro ano já me traia com a vizinha, dormia fora e não era carinhoso. Com as traições dele eu passei a rejeitá-lo quando me procurasse e não aceitava conversar, fazia sexo à força. E agora está difícil de aguentar. Estou para me separar porque me prejudica Espiritualmente. Estou com o coração magoado. Quando o perdoo volta a me ferir de novo e o coração volta a doer. Ate tenho sintomas físicos por causa da pressão diária. Ele diz que não pode se casar comigo por que ainda esta a me conhecer, mas já passa de 12 anos que estamos juntos e eu também nunca desejei casar com ele, estou com ele por que ainda não tenho condições para me sustentar e medo de não estar a fazer a vontade de Deus. Ele até vai a igreja nos domingo, mas não esta totalmente convertido, e eu sei que Deus quer me usar por que tenho o dom de profecia, mas a nossa relação me atrapalha muito, pois caminhamos em caminhos diferentes. Estou sofrendo muito com isso, e ele é muito arrogante. Ajude-me. Tenho 2 filhos. Pastor, até apanho roupas de mulher no carro e outros objetos, incluindo preservativos. Socorro.

    Resposta:
    Minha irmã, você é mais uma daquelas mulheres que amam a Deus, mas ainda não amadureceu com relação a obediência na Palavra, deixando a vida pessoal, conjugal toda desorganizada. Veja você se casou por interesse, não quis se casar, assim como o seu companheiro também.
    Sabe querida, casamento é uma aliança que exige algumas características como:
    Amor,
    Mutualidade ( eu cuido de você, e você cuida de mim),
    Permanência (para sempre),
    Intimidade (sexo, proximidade),
    Sacralidade ( é santo, Deus nele está),
    Exclusividade ( compromisso de fidelidade, lealdade)
    Percebe que tudo o que se exige numa aliança conjugal está em falta no seu relacionamento, de forma que seu “casamento” é totalmente desfigurado, então, se for para viver assim é melhor a separação.
    Mas antes de tudo, tenha uma boa e quem sabe última conversa com ele, fale sobre seus sentimentos, seu temor à Deus e a necessidade de mudanças e consertos. É possível que você já tenha feito isso, mas faça com mais seriedade. Deixe claro para ele que se as coisas não mudarem você irá se separar. Dê razões para que ele creia que você não está brincando, nem blefando, muito pelo contrário, está decidida a fazer o que esta falando.
    Como você não está preparada para a saída, é bom que se prepare. Economize recursos, procure emprego, coloque as crianças na creche ou em escola em tempo integral, enfim, tome providências. E tem mais, pode ficar tranquila que Deus irá cuidar de você e das crianças. Firme a sua raiz na igreja, faça parte de tudo o for necessário.
    Arrependa-se de seus pecados com relação ao assunto, peça força de Deus para uma separação ou então que Ele complete a obra na vida de vocês.
    Deixa-me dizer uma coisa, eu creio que Jesus é restaurador de todas as coisas, os planos dele não podem falhar, e quando vejo a sua situação penso primeiro que o milagre deve ser buscado, mas considero os anos de busca e não houve mudanças, antes , houve adultério, violência física e verbal, então, ao meu ver está chegando a hora de as coisas se resolverem de um jeito ou do outro, é preciso tomar atitudes. Penso até que continuar não pode ser a vontade de Deus, pois falta tudo nessa relação. O próprio Deus quando viu sua mulher, Israel, pecando, se prostituindo com Deuses estranhos, deu um ultimato e a abandonou, só a aceitando de volta quando ela se arrependeu e tornou o seu coração para Ele.
    Pode até acontecer que quando ele se der conta que você está firme no propósito de separação, ele melhore e mude de vida, mas lembre, a mudança deve incluir o Reino de Deus, ele tem que se converter verdadeiramente, caso contrário, é só por um tempo e as coisas voltam ao costume anterior, violência, adultério, ameaças, vida independente e outras coisas.
    Quanto a você, fico na verdade indignado, como pode alguém não amar, não ser amada, não ser a única, ser violentada a ainda assim aguentar doze anos. Para mim é sinal que existe amor, mas está sem vida, e que se as coisas mudarem, o amor pode brilhar de novo.
    Busque conselhos de pessoas sérias de sua igreja, seus líderes, peça ajuda, e de tudo, tire suas próprias conclusões, mas de antemão digo, você tem amparo bíblico para não continuar com essa relação.
    Abraços, Pr ismael

  34. patricia

    Trai meu marido com o marido da irmã dele mais tudo ta si tornando um pesadelo ele joga na minha cara todos os dias o que faço ele era acostumado ir todos os finais de semana na casa deles pra churrasco agora não vai mais. Era o único lugar que tínhamos pra ir sera que um dia volta tudo normal? Nao temos mais ninguem .

    RESPOSTA: Minha querida, você frequentava as festinhas de família, aproveitou e traiu o seu marido com o cunhado dele e agora não tem mais festinhas. Seu marido está enciumado, não é isso. Olha,
    estou impressionado e como pena de seu marido. Você quer saber se tudo voltará ao normal. Mas, tudo o que? Você não se dá conta que ali não há mais ambiente para vocês, ou você acha que embora seu marido olhe para o cunhado e veja não o amigo, mas o amante de sua esposa, e ainda assim ficar feliz, se alegrar num ambiente assim. Você precisa é se arrepender diante de Deus, pedir perdão pelo adultério,
    pedir perdão para o seu marido, trazer Deus para sua vida.

  35. MARIETA MORAES

    PEÇO ACONSELHAMENTO FUI CASADA 24 ANOS E MEU EX FOI EMBORA CASOU-SE COM OUTRA TEM 1 FILHA COM ELA DIVORCIOU-SE DE MIM TENHO 2 FILHOS COM ELE QUE JÁ SAO CASADOS E COMO DEVO ORAR SE A PALAVRA FALA O QUE DEUS UNIU O HOMEM NÃO SEPARA.

    RESPOSTA: Me perdoe querida, vocês tiveram a chance de vocês, agora ele é um homem que tem um família. Deus não irá jamais destruir a família dele para atender o seu desejo. Um novo erro não consertaria
    o primeiro. Você poderia ter se casado novamente, ele foi embora, te abandonou, então, repense a vida. Só tem uma possibilidade, se a esposa dele morrer.

  36. Marii

    Pastor, eu namoro a 4 anos e 6 meses, e sou noiva a 5 meses !
    Bom nosso namoro sempre foi um pouco conturbado porém, depois do noivado, o negocio ficou pior, eu sou uma pessoa muito eletrica e ele uma pessoa mais calma.. e agente ta sofrendo alguns tipos de desentendimentos, na area de projetos para o casamento, ou no dia dia mesmo, ele e compulsivo por comprar coisas, e eu venho trabalhando isso com ele, porque ele diz que quer muito se casar comigo, mais eu sinto que ele nao faz muito esforço, alias, ele se esforça pra comprar coisas do seu interesse, e pra gente parece que ele sempre quer deixar pra segundo plano, pois ai nao sei se isso e algo dele ou e porque ele ainda nao ta preparado pra casar, quando digo pra ele, que se ele quer um tempo pra pensar, ou as vezes falo com ele as coisas que ele faz que me deixa chateada, ele briga e diz que e isso que ele quer, porque se nao fosse ele nao teria noivado, ele diz que tudo tem o tempo certo, realmente eu acredito nisso, porem acho que agente tb tem que correr atras, tempos atras agt tinha combinado que ambos nao iria fazer faculdade por agora, so dps do casamento, porque a nossa meta era casar, ai tempos depois ele coloco na cabeça dele que iria fazer faculdade sim, pq iria aumentar a renda dele, eu fico muito frustada, com a mudança de comportamento, ele fico preso ao cartao de credito, ele sempre disse que no proximo mes vai ter como juntar dinheiro porem, nunca dá, agente tinha terminado 1 vez no começo do namoro, depois que agente noivo ja terminamos 2 vezes, brigamos direto, somos cristãos porem estrapolamos na briga, isso fico desgastante, as vezes sinto falta de confiança nele, que eu saiba ele nunca me traiu, porem nao sei o que ta acontecendo, as vezes tenho atitudes de falta de confiança sabe ? coisas que nunca aconteceu, comigo antes, insegurança, depois de um episodio de uma pomba giria que mando msg pra ele, foi comprovado que ele nao fez nada, porem sinto falta de confiança, eu nao sei que faço, eu amo ele muito, a familia dele e apaixonada comigo, me liga o dia inteiro todos, primas , tias, sogra, e meus pais ama ele tb.. agente nunca pecou contra carne somos virgens, andamos conforme Deus quer, temos tudo pra da certo, mais nao sei o que acontece com nós, tem hora que parece que ele quer viver vida de solteiro, comprar coisas so do interesse dele, jogando bola todo dia, ele gosta de video game tb.. sei la Pastor, ja procuramos o pastor da Igreja, e de outras pra curso de casais, estamos lendo juntos um livro, e orando juntos, uma vez na semana, fazendo propositos juntos.. porem ta muito dificil essa situaçao… Por favor me ajude ! aguardo resposta !

    Irmã, por tudo que me disse, me parece que ele não está maduro para se casar. Ele está na verdade, desesperado para transar com você. Ele quer acelerar o processo. Você não disse a idade de vocês , mas
    a idade boa para tal é quando o homem tem 28 anos e a mulher 24 anos, claro que isso seria o ideal, uma questão de maturidade. Casar-se sem estar estruturado e pedir o divórcio. Salomão, no livro de Provérbio diz: “acerta os teus negócios lá fora, planta um campo, depois constrói uma casa”, ele está falando da preparação para o casamento. Primeiro administra os negócios, dívidas, estudos,etc, depois
    arrume um trabalho firme para ter com que prover para o novo lar, e só depois se case. Outra coisa, cuidado com pessoas extremamente egoístas e que não crescem nunca, tem a sindrome de “Peter Pan”, permanece sempre meninos. O descontrole financeiro sufoca o amor , provoca discussões e desespero, tudo que era lindo passa a ser cinza, cuidado.Fazer faculdade depois, talvez consigam , mas não será fácil, isso vai afastar um do outro no ínicio do casamento, veja o texto: Dt 24.5. Abcs.

  37. Ninna

    Olá querida!, Boa tarde!!
    Preciso de conselhos somente por uma coisa; é porque eu já namoro a 4 anos e sou noiva a 1 ano e 5 meses, e estou confusa sobre algo; não sei o que está acontecendo; eu achava que amava meu noivo, até que um menino dentro do ônibus tão carinhosamente pegou em minha mão com tanto carinho e apertou e não deu uma palavra, meu coração começou a bater forte, tão forte como nunca o vi antes; e então eu o olhei e desci; daí em diante não paro de pensar nesse menino, e quanto mais penso mais meu coração bate e não entendo porque isso; já vários homens (meninos) procuraram ousadia, ja falaram coisas, tocaram em mim e nada disso aconteceu antes e agora estou completamente sem entender, uma pessoa que eu nunca vi antes a primeira vez qe o vi isso tudo aconteceu; e o pior que nem sei o nome dele nem nada, ele entrou isso aconteceu e chegou meu ponto tive que descer; e nem consigo mais ficar com meu noivo direito; ele me liga e quase sempre me pego falando grosso com ele e fria; por favor me ajude, estou sem entender. E sempre que saio, vem aquela vontade de o encontrar novamente, para vê-lo e sentir-se em mim. :(

    PELO AMOR DE DEUS AJUDE-ME, Garota confusa.

    Resposta: Querida, isso se chama desejo , atração, e é coisa meramente física. Quem sabe você estava na sua ovulação, organicamente pronta para o sexo, e de repente um toque e você já ficou confusa.
    Mas por outro lado, você deve repensar esse namoro, porque já pensou se o tal menino tivesse endereço? Você já teria ido atras dele. Então cuidado, não faça o seu namorado sofrer.

  38. A paz do Senhor pastor. Eu sou casada a 13 anos, tenho dois filhos e gostaria muito de um conselho seu. Eu não sou uma pessoa que gosto muito de fazer sexo e eu vejo que meu esposo sofre muito com isso, e toda vez que eu fassso é só para satisfaze-lo e não por vontade minha. Assim se passar por exemplo um mês ou mais sem fazer ai que eu sinto falta mas nao gosto de fazer direto… Pastor sei que não estou fazendo certo mas eu não consigo e é assim no momento eu penço em fazer depois vem uma tristeza e eu até espero meu marido dormir para que eu vá dormir. Ele fica muito irritado comigo me fala um monte de coisas e eu fico com raiva dele como se eu o culpasse por ele não me entender, e não sei no que ele deve me entender. porque nem eu sei porque eu sou assim. Uma vez ele até me disse que eu não gostava de homens, eu pensei muito e nada a vê porque nós temos momentos bons na cama, mas eu estou travada qualquer coizinha é um motivo para eu me guardar me fechar pra ele. Pastor eu sei que Deus tem tantas coisas boas para nossa vida, mas isso nos atrapalha muito nos deixa longe um do outro. Obrigada aguardo sua resposta.

    Resposta:

    Irmã, em nome da fidelidade do seu marido e em nome da continuidade do casamento, sugiro que você procure ajuda médica. Você deve ser uma mulher de trinta e poucos anos, momento em que a mulher está mais pronta para o sexo. Homem se casa por causa de sexo e não por causa de romance ou coisa parecida, e ele ama mais quando recebe sexo.

    E sexo é assim, quanto mais se faz, mas se quer fazer, quanto menos se faz, menos se quer fazer. Mas há tratamento em 95% dos casos. Seja com medicação, com mudança de comportamento ou terapia.

    A Bíblia prevendo isso traz uma recomendação na Primeira epístola de Paulo aos Corintios Capítulo 7, e diz que o casal não deve deixar de ter vida sexual, pois isso os coloca em tentação e pode levar ao adultério.

    Se o seu marido não tivesse desejo, então, estaria mais ou menos tranquila a situação, pois diríamos que a frequência sexual de vocês era essa, mas acontece que ele tem se aborrecido e isso é preocupante.

    Eu acho impressionante algumas mulheres, elas não se interessam , não se cuidam, não estimulam o marido para o sexo, e acham que isso vai ficar sem castigo, então, me perdoe, minha querida, mas o seu marido está prontinho para arrumar uma amante e ainda ter a culpa diminuída porque você tem dado motivos.

    Muitos maridos cristãos vivem isso, e muitos caem na tentação e depois se arrependem e deixam o adultério, outros se apaixonam pelo bom sexo fora de casa e acabam abandonando a família , a igreja e assim, se afastam de Deus. Mais tarde, envelhecem, a libido diminui e alguns deles procuram se reconciliar com Deus, outros não.

    Então preste atenção nisso, vá ao médico para saber se é algum problema orgânico. Muitas vezes um polivitamínico já ajuda e você está aí pondo em risco seu casamento. Mas seja qual for o problema, há tratamento.

    Vou te provocar um pouco. Você acha que seu marido se masturba ou não? Ele vê pornografia escondido de você? Ele tem olhado para outras mulheres, especialmente no local de trabalho? O que você acha?

    Eu tinha um comandante que dizia assim: “Soldado laranjeira ( nome que se dá aos soldados que ficam aquartelados e não vão para casa) quando começa prestar atenção demais na senhorinha que serve o café, é o sinal que está na hora de mandá-lo para casa, ele precisa de folga, para não fazer besteira.

    Pois te digo que tudo isso pode estar acontecendo com vocês e não adianta ficar brava e brigar com ele, você cura isso fazendo amor. Pense em fazer um amor diferente, mais elaborado, mais descansados, quem sabe incrementando a relação com uma massagem gostosa.

    Você não o ama, então, faça massagem nele, brinque um pouco e de repente a libido entra em ação.

    Sabe irmã, outro dia , vi uma terapeuta de casais fazer algo assim com uma esposa que estava sexualmente desinteressada: Ele arrumou uma atriz e gravou algumas imagens com o marido dela, insinuando um caso. Olha, a mulher acordou na hora, ela não suportou ver outra nos braços dele. Ainda bem que era só uma simulação.

    Vocês estão precisando é namorar mais, passar mais tempo juntos, ter um tempo para os dois. Será , irmã, que você não está cuidando só dos filhos e esquecendo-se do pai das crianças. Seus filhos devem estar na pré adolescência então, está na hora de dar uma fugidinhas com seu marido.

    Com carinho, Pr ismael e Pra Cleire.

    Fique com Deus, fique em família, fique Casados em Cristo.

  39. Greicy

    A paz do Senhor, pastor…
    Meu nome é Gre…
    Gostaria de pedir um aconselhamento pois tenho recebido muitas críticas…
    Fui casada por 5 anos, e meu casamento foi uma desobediência minha pelos meus pais, meu marido foi embora de casa, arrumou outra mulher e por várias vezes tentei o trazer de volta, inclusive engravidei do meu filho já separada dele, mesmo assim ele não voltou pra casa.
    Então permaneci sozinha por 3 anos. Conheci um rapaz na igreja, que também foi casado, mas sua esposa o traiu e saiu de casa e não quer mais saber dele há muito tempo. Ele ficou sozinho por um ano, até que nos conhecemos.
    Ele é uma benção na obra.
    E estamos namorando há 2 meses, ficamos noivos semana passada.
    Mas está muito difícil, mesmo porque já caímos em pecado algumas vezes, mas já nos consertamos e não estamos mais tendo intimidade.Embora esteja sendo muito difícil, mas Deus está nos sustentando.
    Queremos casar, mas as pessoas acham cedo demais, acabam criticando, inclusive a família dele, pois ele os sustenta, já que ninguém tem interesse em trabalhar na casa dele.
    Eu tenho 29 anos e moro sozinha com meus filhos.
    Ele tem 33 anos, mas não tem filhos, mora com a mãe.
    Estamos aflitos, pois não queremos levar uma vida longe do Senhor, acreditamos que quando nos casarmos, nossa vida com Deus voltará a ser o que era antes de nos conhecermos. Ele é a resposta das minhas orações, e Deus me deu a ele no momento que ele fazia um jejum de 21 dias sem se alimentar, por uma esposa de Deus.Por favor, nos aconselhe, ele tem muito receio com a opinião dos outros.
    Minha família é totalmente de acordo, inclusive meu pai nos ajudará a fazer uma festinha de casamento.Obrigada desde já pastor…
    Graça e paz.

    REsposta:

    Querida, creio que você tem mesmo que se casar novamente, é jovem, foi abandonada e por isso tem que reconstruir a vida. Porém , seria de bom alvitre, vocês comerem um pouco mais de sal juntos, entende?
    Penso que em dois meses não éo possível se conhecer a tal ponto de entender que é hora de se casar. Você estão apaixonados, cheios de máscaras, cheios de histórias pessoais de relacionamentos fracassados, enfim, é preciso vocês sentirem um ao outro, como vão se comportar diante de alguns quadros que a vida pode oferecer. Quer ver uma coisa, se eu te perguntar como ele reaje na falta de dinheiro, ou na doença, ou com relação aos choros da mãe, veja, dificilmente você teria condições de responder neste exato momento. Outro coisa, porque a esposa o abandonou? Não digo que seja o caso, mas já respondi aqui mesmo para irmãs que se casaram muito rapidamente e descobriram que o marido não gostava muito de sexo, outros que não eram príncipes e sim cinderelas, outros que não saiam mais da casa da mãe, enfim. Devemos ser prudentes, foi Jesus quem disse para sermos simples como as pombas , mas astutos ou prudentes como a serpente. Ser prudente é não se expor a perigos desnecessários. Caminhe um pouco mais juntos, conheçam-se, passeiem juntos, façam coisas para Deus, arrumem prazeres a dois sem ser o sexo. Vocês vão morar onde? Na casa dele? A mãe dele vai ingerir na sua relação.Vai morar na sua casa? Ele não se sentirá chefe de família, o homem da casa. Para finalizar, a resposta para você é prudencia. Abcs

  40. Alane

    A paz Pastor, por favor mim ajude com uma orientação desde março eu pedir e senhor ainda não mim respondeu, tô sofrendo muito,eu moro a 12 anos com meu marido, e quando nos conhecemos ele já tinha uma mulher, mim parece que ele morava com ela pra ter liberdade, a qual aceitava varias traições dele, e nos conhecemos ele se relacionava com varias mulheres e ficamos amigos era nova nem tinha muita noção de tudo isso, acabamos ficando juntos nos envolviamos a cada dia até que depois de 6 meses engravidei….E ele prontamente resolveu morar comigo, foi muito rápido e a mulher q ele morava conversou comigo e tudo. Moro com ele até hoje e temos dois filhos ha três anos mim convertir e mim batizei, DEUS havia usado pessoas pra dizer que ele iria atraves de mim pra igreja.Mas pedindo a DEUS restauração do meu casamento que eu comecei a perceber muitas mudanças, passei a desconfiar de traição dele, ele estava muito ausente, nada estava bem em casa, reclamava de tudo, eu também reclamava muito, chorava, e pedia perdão a DEUS, será que tudo isso é consequências dos meus erros, meu DEUS só quero meu marido pra mim.Nos casamos no mês de Fevereiro no religioso e civil, ele até chorou recebeu o toque do espirito santo, mas descobrir a pouco um numero que enviava recados pedindo para que ele fosse vê-la, meu DEUS meu chão desabou até comentei com ele ele desconversou, ai tenho tanta vontade de ligar, mas não quero fazer nada de errado DEUS sempre falou que era pra mim esperar, não quero estragar tudo!Meu Deus pastor tô numa situação muito difícil ele faz muitas dividas não tem controle gosta muito de farra, as sextas – feiras ele saia muito era quando eu dirigia os cultos de libertação o diabo mim afrontava!Ele continua ligando pra esta mulher e engraçado ele coloca numero de homem.Tô orando pela vida dela e muito pela libertação dele. Mim ajude em oração e mim aconselhe pastor.

    RESPOSTA:

    Irmã, já faz doze anos que você está nessa luta, parece-me que você já está calejada com tudo isso e no entanto, não tomou a decisão de separar-se dele. Há pessoas que dizem para você que deve lutar pelo seu casamento, eu também digo que deve, mas tudo deve ter um limite. Você disse que Deus mandou você esperar, ora, se isso é verdade porque pediria aconselhamento se Deus já falou? Veja como você está confusa, e não é de hoje, está sempre esperando, esperando, e de vez em quando ele faz algo que renova sua esperança , como foi o casamento. Ele chorou e você achou que ele foi tocado pelo Espírito de Deus, se isso fosse real, ele teria sido transformado em outro homem, teria buscado Deus, a igreja, se arrependido, pedido perdão, coisas assim. Ao invés disso ele passou a ligar para ela, receber ligação , e coloca o número dela como se fosse o número de um homem, um amigo qualquer. SE não bastasse, ele gosta de farra, gasta desordenadamente. Oh, irmã, é esse homem que está ensinando o filho de vocês, já pensou nisso. O seu filho pode , lá na frente, reproduzir o que o pai era. O Diabo sugere, propõe, cria oportunidade, fala ao ouvido, mas não obriga, não força ninguém a adulterar, não culpe só o Diabo, mas culpe o diabo do seu marido. Deus pode fazer um milagre, pode sim, mas também pode ser que você viva essa situação por mais doze ou mais anos. Analise bem e escolha um caminho, não vou dizer para você o que fazer, pois só Deus save o dia de amanhã, mas creio que Deus não seria contra um divórcio diante da situação que você vive. Uma mulher abandonada, vitima de adultério, que apanha do marido, que vive privada de uma vida melhor porque o marido gasta na farra. A minha vontade é dizer para você, deixe de ser inocente, separa desse homem, mas seu pastor , nem seu pai, então não tenho esse direito. O que posso fazer, isso farei, orarei por você para Deus salvar seu casamento ou então tirar ele de sua vida.

  41. Luiza helena

    Segunda vez que lhe peço conselhos, não entendo porque nunca me respondeu, mas vou tentar novamente pois estou certa de Deus na sua vida e da sua coerência nas respostas. Sou esposa de pastor de uma igreja que fica na periferia de uma grande cidade, há 07 anos ele tem essa igreja e uma casa de recuperação. É um homem temente a Deus mas não vive a palavra como eu pensava, Somos de um nível cultural e social diferente mas ao me casar estava muito apaixonada, projetei meu primeiro amor a Cristo nele, aceitei Jesus com ele, me batizei com ele e em seguida fui batizada no Espírito, uma experiência linda. Estava muito ingenua em achar que não iria ter problemas que os ímpios possuíam no casamento, afinal estava me casando com um pastor. com ele achei estar me casando com um pastor, um homem de Deus. Logo na primeira semana de casada ele jogou a bíblia em mim porque falei que sabia que ele tinha casado comigo por interesse, me agredia com palavras e me chamava de pomba gira se eu não fizesse exatamente o que ele ordenava. fui buscando mais a Deus, achando sempre que a culpa era minha, como ele sempre coloca, todo agressor é assim. Sempre me achei bonita, inteligente, vitoriosa mas agora ele vem fazendo eu acreditar que nas coisas de Deus eu tenho que descer e descer para ele é me ver calada, sem voz, oprimida, subjugada a tudo. Muito tempo pra mim, 5 anos, venho tentando, orando, fazendo propósito, lutando achando que são potestades, principados porque ele foi pai de santo eu espírita e a luta é essa. Contudo não penso que seja esssa a explicação, tudo parte de nós, eu atribuo a ele pois a responsabilidade maior deveria ser dele. Como um pastor se ira tanto, é violento, agressivo, dissimulado não honra a esposa? O pior que ele mesmo acha que esta servindo a Deus que Deus não toca em ungidos e se ele estivesse errado Deus não abençoava sua igreja que está crescendo em número de pessoas que vão a igreja mais dia de domingo,. Tenho apenas 05 anos de cristã mas percebo que há algo errado nele e meu ser conhece muito bem quem ele é quando sai da igreja, porque pastor então Deus abençoa? até quando ele vai continuar enganando e manipulando, o pior é que acho que o amo. Ele quer que eu seja um trofeu ir para igreja porque as pessoas perguntam pela a esposa acham que não quero fazer a obra de Deus mas quando estou na obra piora, todas as coisas ele engole mas descarrega tudo em mim, vivo com medo dele explodir, me agredir e lutando com os problemas das irmãs, da igreja e na hora h ele não cobre meu trabalho mas me desonrra e a igreja, principalmente, a família dele não me respeita. A família dele é crente de tempos mas são iguais a ele, dentro de casa, nos negócios uma coisa na igreja outra. Acho que um cobre o outro e ainda querem que eu fique calada, infeliz e se falo ou questiono algo sou rebelada é um negócio sério, preciso ter coragem de romper porque não vejo saída pastor apesar de nutrir sentimento por ele. O pior que ele não tem como me dar filhos, 10% apenas e é impotente, só Deus vem me mantendo em pé, fiel a aliança porque ele já está no segundo casamento. Me ajude pelo menos com uma palavra.

    RESPOSTA:

    Querida, que a paz chegue até sua vida. Me perdoe por não ter respondido, são muitos os pedidos e o tempo é curto, não consigo responder a todos.
    Olha querida, vou considerar que tudo que disse é a verdade dos fatos, não apenas a tua verdade, por não estar tendo a oportunidade de conhecer a versão dele. Infelizmente temos muitos casos mesmo de pastor que maltrata a esposa. Isso vem de desde os tempos primórdios, dos patriarcas , quando a mulher era um patrimônio do homem. Claro que não era essa a vontade de Deus, mas o Diabo foi destilando seu veneno no relacionamento fazendo com que a mulher se levantasse contra o marido e o marido subjugasse violentamente a mulher, num verdadeiro espírito de competição. Creio que por causa da truculência masculina, de sua agressividade para com as mulheres é que se abriu um espaço para o nascimento do movimento feminista, o que é um outro extremo, outro erro.
    Boa parte dos pastores acha que sabe tudo de família, que não precisa ser ministrado nesse sentido, e essa não é a verdade, todos precisamos aprender “a tratar nossa família com amor” ( REgis Danese).
    Olha, é possível ser temente a Deus e não enxergar o mal que faz aos filhos amados de Deus. Penso que nós homens, por nossa falta de sensibilidade, achamos que estamos sempre certos ( ainda mais se for cheio de “otoridade” pastoral), o que na verdade faz mentirosa a afirmação de que é temente a Deus, percebe? Quem teme a Deus, ama e cuida daquilo que Deus ama. Quer ver isso na Palavra:
    “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.” 1 Timóteo 5:8.
    Cuidar é antecipar as necessidades de alguém, e cuidar integralmente, é prever tudo o que o outro pode precisar para ter uma vida digna e assim procurar proporcionar-lhe. Não é só arroz e feijão, mas envolve tudo, corpo , alma e espírito. O grande marido pensa sobre isso tudo, ele gera facilidades para a esposa, ele promove a segurança física dela, ele olha para os sentimentos dela, e procura fazer o papel de provisão e proteção.
    Eu sou pastor, e muitas vezes, há um desespero , uma insegurança, com relação a igreja, ao ministério, achamos que a igreja é nossa, e que o sucesso dela depende de nós. Infelizmente, um pastor é reconhecido quando ele consegue juntar muita gente, quando ele impressiona as pessoas. Então, de repente, ele vive a igreja 24 horas por dia, veja bem, vive a igreja e não vive Cristo vinte e quatro horas por dia, e assim, ele vai se afastando daquilo que ele tem certeza que já conquistou, e nisso está a sua esposa. Tenho pensado sobre isso, entendo que existem no funcionamento da igreja duas coisas importantes , o conteúdo e a forma. Na igreja primitiva o que era mais importante era o conteúdo, líderes cheios de Deus, Palavra poderosa, ensinamentos com exemplo, mas hoje, parece-me, posso estar enganado, que a forma tornou-se mais importante do que o conteúdo, as pessoas querem espetáculos, shows gospel, querem “reboliço santo” na igreja, como se a Palavra já não bastasse. E olha, está cheio de “grandes” homens de Deus que conduzem a igreja através da forma e não através do conteúdo. Agora, você me pergunta, como pode Deus aprovar isso? O silêncio não é aprovação de Deus, e nem tampouco o sucesso é garantia de que Deus está aceitando. Se há engano, hipocrisia, em algum momento isso tudo vai ruir como um castelo de areia.Deus dá um tempo para o arrependimento. Basta você olhar para sua vida, será que o castelo não está começando a ruir? Será que você vão continuar casados, espero que sim, mas mudanças terão que ocorrer.
    Decididamente, nós pastores sabemos lidar com a situação dos outros , mas tratamos muito mal nossa família, nossas esposas, especialmente.Precisamos nos arrependir disso o quanto antes. E com isso nos tornamos piores do que os incrédulos.
    Nós fizemos uma enquete aqui no Ministério através do blog Casados em Cristo, onde pedimos para as pessoas apontarem as três grandes dificuldades do casamento e o resultado foi esse: Falta de carinho, agressividade verbal e falta de fidelidade sexual. Não é impressisosnante isso, tratando-se de pessoas crentes em Jesus. Não teríamos que ser educados, gentís, cortezes e fiéis um com o outro. Seria razoável apontar a falta de dinheiro como o grande problema, mas não foi, e sim a falta de carinho com o cônjuge, isso é uma vergonha para nós. É para aprendermos a parar de falar dos erros e pecados de outras crenças e cuidarmos mais de nossa própria báia (lugar onde se guarda cavalos).
    Desculpa, parece que sou eu que estava precisando desabafar. Mas sabe irmã, você acha que eu e outros pastores também não temos crises , inseguranças, quando tentamos levar uma vida mais próximo da santidade e de repente isso não se reflete no número de membros em nossa igreja, e de repente, vem um vida torta e abre uma igreja perto da nossa e em pouco tempo está cheia, até que um dia o pastor dali foge com a diaconisa e as portas se fecham. Eu já passei por isso, cheguei a dizer a Deus que se eu não tivesse ministério ou se havia algo em mim que eu não soubesse que ele me avisasse disso.
    Não creio que o inimigo seja o culpado exclusivo de tudo o que está acontecendo com você, acho na verdade que o grande culpado é o diabo do seu marido, que é impotente e vive cheio de medos, que ao invés de procurar a cura para sua impotência, prefere subjugar a esposa para que ela não se afaste muito, que procura cortar as asas dela no ministério para que ela não faça sombras ou pense que é importante num reino que é só dele. Quanto menos valor você tiver para você mesma, melhor, assim, você fica quieta, aceita sua também impotência e inutilidade, e não pensa besteiras, não é mesmo?
    Contudo, penso que não é o fim. O que está acontecendo não é da vontade de Deus, mas o divórcio também não. Só que eu acho que está acontecendo porque você aceitou um dia. Tenho aprendido que não podemos reclamar daquilo que nós mesmos toleramos.
    Para reverter esse quadro é preciso conversar, avisar antes e tomar medidas quando os fatos acontecerem.
    Vou tentar explicar. Converse com ele, sem gritos, sem briga, com seriedade. Fale, não dos erros dele, mas dos seus sentimentos, diga o quanto está triste e infeliz, e como se sente quando as coisas acontecem. Depois diga, que decidiu que não irá mais viver assim, que não irá mais tolerar ser espezinhada e que irá tomar as seguintes providências quando tais coisas acontecerem. Nesse momento deve saber falar o que irá fazer quando acontecer uma determinada coisa que te ofenda. Aí você vai graduando as “penalidades” com relação as “faltas cometidas”, entende. Quando ele te desonrar você vai deixar ele falando sozinho seja onde for, inclusive no púlpito, se for o caso. Se ele gritar com você, irá admoestá-lo com educação , mas com veemência, e assim por diante, só estou dando um exemplo.
    Compre um livro chamado “Limites para o casamento”, encontre-o pela internet, leia e pratique com seu marido. Se tudo isso for infrutífero, avise-o que o próximo passo será separar-se dele. Tudo que você disser que fará, acontecendo a falta, faça o que prometeu. Isso não quer dizer que irá se divorciar, mas sim, separar para corrigir , pois foi assim que Deus fez com Israel adúltera.
    Mantenha sua fidelidade e integridade, e num próximo passe leve este teimoso ao médico, pois impotência tem cura.
    Deus te abençoe e te guarde. Fique com Deus , fique em família.
    Com carinho, um pastor pecador que precisa do perdão de Deus e da esposa, Ismael.

  42. Andreia

    Boa tarde.
    Não sou evangélica, sou católica ( não praticante) e meu marido é espírita. Achei o seu blog e achei os seus conselhos tão iluminados, e pensei: porque não compartilhar minha aflição e ver se ele me ajuda.
    Enfim, vivo com o meu companheiro há 4 anos.
    Com seis meses de namoro engravidei, essa gravidez não foi bem aceita por mim nem por ele, ele não queira que eu tivesse meu filho, mas eu bati o pé, disse que o teria e ponto final. Acabou que tivemos o nosso príncipe. O período da gravidez foi terrível, muitas brigas. Depois que tive meu filho meu companheiro se mostrou o melhor pai do mundo( e assim é até hoje)mas, logo na primeira semana após o parto, meu companheiro caiu de cama e foi diagnosticado que ele estava com uma doença sexualmente transmitida . Meu mundo caiu, pois isso é a prova que ela havia me traído quando estava grávida, tentei relevar esse acontecimento e levamos o nosso relacionamento adiante. (Essa foi minha primeira grande decepção)
    Tirando o nosso período de namoro, depois q tivemos o meu filho meu marido perdeu o seu interesse sexual por mim, briguei muito com ele, cansei e hoje temos uma média de no máximo 5 relações por ano. ( Essa é a segunda das minhas decepção- aflicão).
    Voltando um pouco atrás, no início do nosso namoro, Como morava em outro estado, e só depois que fiquei grávida me mudei e fui morar com meu companheiro, não conhecia o seu passado. Com o tempo fui descobrindo que antes de me conhecer ele sempre “pegava” garotas de programa, que eles as levava pra casa dele e etc. Soube Que ele chegou até a namorar com uma delas. Descobri que ele via muitos vídeos eróticos com transsexuais e que sempre que tínhamos relações sexuais ele gostava de ser acariciado por trás. Hoje tenho minhas dúvidas se eram garotas ou garotos de programa.
    Essa é a minha terceira aflição-decepção (Hoje esse é o menor dos meus problemas pois como malmente temos relações isso não mais vem à tona nos meus pensamentos. Minhas preocupações são outras).
    Quando meu filho tinha aproximadamente 8 meses descobri que meu companheiro tinha uma amante, uma mulher do candomblé, (membro mesmo da casa de candomblé – aquelas fanáticas) a qual ela havia se relacionado antes de me namorar. Tivemos uma briga muito séria, O nosso relacionamento quase acabou, primeiro ele negou , depois ele não afirmou nem negou, enfim, ele ligou pra ela na minha frente e pediu para não mais o procurar e mudou número de telefone. Resolvi continuar o nosso relacionamento pois, como sempre, coloco o meu filho em primeiro lugar nas minhas decisões. ( minha quarta decepção-aflição)
    acredito que isso seja um trauma meu pois meu pai, sempre foi a pessoa mais importante na minha vida, uma pai maravilhoso, e sofria muito pois o via basicamente uma vez ao mês pois ele trabalhava em outro estado. O meu companheiro, acima de tudo, é um pai muito bom, meu filho é louco por ele, se acabasse o meu relacionamento, iria acontecer com o meu filho o que aconteceu comigo, ver o pai, com sorte, uma vez ao mês.
    E outro ponto também me aflige, nunca, sequer por um dia fiquei sem meu filho, e por lei ele teria direito de passar final de semana, férias c ele. Não sei o que seria de mim sem o meu pequeno.
    Hoje vivemos um relacionamento de aparências, como dito anteriormente ,mal nos relacionamos intimamente, mas somos bons amigos, gosto dele, não o amo, mas tenho um carinho enorme por ele e acredito que o sentimento dele para comigo seja recíproco.
    Enfim, ontem, como a muito tempo não acontecia, tivemos uma briga feia, e acabou que expomos os nossos sentimentos um para o outro. E chegamos a conclusão q não nos amamos e que estamos juntos por causa do nosso filho.
    A minha pegunta pastor é: o que devemos fazer? Vale a pena insistir nesse relacionamento ou ele está falido?
    Por mim, tentaria sim que esse relacionamento desse certo até o fim, tentaria uma, duas, mil vezes…pelo meu filho, pela felicidade dele. Pois ele estando feliz eu estou plena.
    Ontem, quando discutimos o meu filho gritava, gritava muito pedindo que parássemos. É tão visível, chega a ser gritante a felicidade dele quando estamos juntos, quando estamos brincado, quando estamos bem…
    Por favor, não pense, pobre mulher.. não sou perfeita… Longe disso… Sei que tenho uma parcela de culpa no porquê da minha união está a beira de um abismo…Hoje sou uma mulher seca, que perdeu o brilho, estou largada, não me cuido. Quando estou chateada com ele evito até tocá-lo, que temos discussões por qualquer coisa ( e na maioria das vezes eu que começo) . Mas confesso, sou fiel a ele e nunca o traí.

    O fato de escrever tudo isso me alivia um pouco pois nunca,
    Nunca contei essa minha história a ninguém, mas realmente preciso tomar um rumo na minha vida. Preciso que alguém me oriente, me guie, ilumine meus pensamentos e me ajude a tomar a decisão mais acertada.
    Peço desculpas por importuná=lo com minhas lamúrias uma vez que não sigo a sua religião, mas preciso da orientação de alguém de Deus.
    Obrigada.

    Irmã, que a paz vos alcance.

    Bom, para mim tentar ajudá-la faz parte de uma missão e de uma vontade de ser útil a alguém sem pedir nada em troca, mas tudo isso por causa Dele, Jesus Cristo, que um dia decidiu se entregar à morte para que pudéssemos ter uma chance de ser feliz nesta vida e um vida completamente feliz na eternidade.
    Querida, há um relato bíblico onde alguém declara: ” Jesus faz tudo esplendidamente bem” e isso é incrível e verdadeiro, eu não sei como Ele vai fazer, como Ele pode fazer, mas sei que se você abrir o seu coração para Ele entrar, então Ele fará coisas esplendidamente bem na sua vida. Talvez você precisa mais de um arrependimento pelo distanciamento que tem tido para com Deus do que de um aconselhamento. Ele é a resposta que você precisa.

    Você deixa claro que, no seu entendimento, daria para ir tocando a vida assim, com um grande pai para o seu filho, fazendo dele um menino feliz, mas você sem um marido, sem alegria, seca, e assim por diante. Creio que por enquanto esse relacionamento ruim ainda não deu problema por causa de valores que você ainda guarda consigo, como fidelidade, por exemplo. Mas ,já pensou na possibilidade de se apaixonar por alguém interessante, alguém que a trate bem, que mostra segurança, que deixe claro que a ama e a quer para si? Pois então, se isso acontecer, e pode acontecer por causa da sua sequidão emocional, então, vocês entrarão num outro momento desse relacionamento. Nesse caso, você não vai querer continuar com esse casamento seco de manifestações de amor.

    Outra coisa a ser considerada é que daqui há alguns anos , esse menino inocente que não sabe ao certo o que está acontecendo entre vocês, se bem que sente a crise, ele irá crescer e logo verá que a vida de seus pais é uma mentira, então, vocês deixarão de ser o padrão de pais que ele precisa para ser um grande homem.

    Deus odeia tanto o divórcio quanto a hipocrisia, esses dois pecados estão na lista negra de Deus. Vocês devem buscar o renascimento desse amor, coisa que creio firmemente, pois o amor um dia existente, nunca morre, ou então, se preparam para um divórcio, o que seria um desastre, mas que tem tudo para acontecer, pois a hipocrisia não vai sustentar a união de vocês. É melhor investir do que desistir. E se decidir lutar, que seja com o Poder de Deus a seu favor, com Jesus te orientando. Tenho visto maridos bravos, completamente ausentes de Deus, cuja esposa decide buscar o socorro de Deus para o casamento, e que de repente, o marido bravo, está lá frente , se dobrando diante de Deus e recebendo Jesus como seu salvador pessoal.

    Estou te enviando no seu email, o livro “Mais forte que o adultério” para te ajudar a pensar sobre as traições dele e superar sentimentos ruins à respeito. Também estou enviando um livro sobre o amor sexual do casal, tudo para te ajudar.

    As vezes as pessoas ficam tristes quando falamos que elas precisam receber Jesus, mas deixa-me explicar, elas dizem “eu tenho Jesus!!” . A maioria delas, especialmente no Brasil, gostam de Jesus, elas sabem que Ele existe, que é Deus, e que um dia estarão frente a frente com Ele, mas no entanto, elas não estão assim tão livres para tomarem a decisão de deixar Jesus entrar nos seus corações e reinar sobre elas. Essa é a diferença, Jesus precisa ser Senhor, Rei, dono de nossas vidas. Precisamos ser dirigidos por Ele, caso contrário, seremos tão somente simpatizantes de Jesus, e a vida não muda. Quem caminha tendo Jesus como companheiro de viagem, resolve seus problemas, as coisas vão tomando o seu lugar, a mal vai saindo, a graça, a paz, a alegria, o respeito, a retidão, começam a tomar assento em nossas vidas, e é disso que estou falando. Não estou propondo a você conhecer a história de Jesus, mas sim, conhecer o Jesus da história, ser íntima Dele, depender dos seus cuidados.

    Honestamente, penso que ele, seu companheiro, está sim debaixo de influências espirituais que o levam para o sexo pervertido, pois está é a grande estratégia do mal para manter as pessoas cativas. E também creio que influências espirituais malignas podem ser transmitidas para os filhos, então, veja, é hora de você se levantar tomar algumas atitudes. Caso ele não queira nada com Jesus, com a Palavra de Deus, então, você mesma, sozinha, lute por ele , no mundo espiritual, procure uma igreja evangélica, fale com o pastor e peça oração.

    Quanto as eventuais perversões sexuais do seu marido, se é que é realmente tudo isso como você pensa, e eu também penso, isso tem cura, é só uma questão de decisão, de escolha. Existem três fatores importantes que influenciam a vida de um homem, a sua genética, as circunstância, o meio em que nasceu, e as suas escolhas. As questões genéticas podem influenciar , mas não creio serem decisivas para traçar o destino de seu marido. As circunstâncias, a educação sexual que ele recebeu, suas experiências de vida, tudo isso também irá influenciar, mas nada é mais poderoso do que a escolha que se faz,então quando ele escolher deixar as perversões, ele deixará e não morrerá por causa disso.

    Fico imaginando Jesus trabalhando na vontade desse homem, moldando seu coração para o bem, para o que é reto e justo. Essas perversões se tornam em nada, tudo se fará novo na vida dele.

    Para finalizar, digo a você, lute por este amor, por este casamento, mas pelo motivo certo, não unicamente pelo seu filho, mas por você mesma , pelo seu marido, pela sua família como um todo. Mas não faça isso na força de sua sabedoria, entregue-os aos cuidados de um Deus amoroso, apega-te a Deus, afaste-se do mal, e te sobrevirá o bem.O Senhor te exaltará, te levantará, e dará nova vida, um novo tempo, uma nova família.

    Caso queira, me escreva mais contando as novidades, as escolhas. Mas creia, se alguém pode realmente te ajudar, esse alguém é Jesus, não fique longe Dele.

  43. Renato

    Caro Pastor, Sou casado a 9 anos (Eu 22 e ela 17 anos) e tenho uma linda filha de 5. Conheci minha esposa na igreja Evangélica, eu virgem e ela também Namoramos e nos casamos.. Com o passar do tempo desanimamos da igreja e passamos a ter amigos não crentes, Minha esposa a partir daí mudou muito, de uma menina quietinha e meiga passou a gostar de dançar, forró, funk, pagode etc .. e a tomar uns drinks dai fica mais solta ainda … Isso me preocupava demais pois perdia a minha paz, pois começou a dança com amigos também. Isso me revoltava pois até então ninguém havia chego tão perto dela daquele jeito a não ser eu. A alguns dias vem dizendo que quer ir para barzinhos só com as amigas, anda estressada, meio distante e não sai mais da academia e só pensa em fazer cirurgias estéticas etc. Sinceramente confio muito nela sei que pelo menos até agora ela não me traiu mas tenho muito medo de que isso aconteça. Sinceramente não estou aguentando mais esta situação, já discutimos e ela diz que estou doente rsrs … Amo ela demais já estou acertando um trabalho em outra cidade e estou pensando sinceramente em me separar dela e sumir.. Preciso de uma ajuda! um conselho URGENTE! O que devo fazer?

    REsposta: Irmão, para um casamento que não prioriza Deus, está dentro do padrão. Agora, isso tudo está acontecendo porque você está aceitando, está fazendo o papel de “Acabe”. E pelo que você fala, isso pode sim, desaguar num adultério a qualquer momento.Mas outro lado, meu querido, isso também pode revelar algumas verdades sobre vocês dois, o caráter, a dignidade ou a falta dela. Não quero promover
    a discórdia e separação, mas é preciso firmar seus valores, escolher o que querem da vida. Vocês desanimaram da igreja, tiraram férias de Deus, e as coisas começaram dar errado, voltem para Deus e Deus se voltará para vocês, busque o Senhor enquanto se pode achar, esse é o conselho para vocês dois. Vocês dois são muito jovens, na verdade não estavam preparados para o casamento, mas agora não dá tempo para pensar sobre isso. Vocês devem saber que tudo que plantarem agora, colherão amanhã. Onde vocês estão pegando sementes para sua semeadura? No bornal de Deus ou do Diabo. A vida é feita de escolhas,escolha certo. Converse com ela, vão juntos para a igreja, participem de um grupo de casais, reconciliem-se com Deus e o bem de Deus chegará até vocês.

  44. Sandra

    Olá!!!
    Posso dizer que estou passando por uma situação difícil e única na minha vida. Sou casada a quase três anos, tenho um filho lindo demais, de 11 meses.Meu casamento foi obra de Deus, pois não conhecia Deus até meu namorado (que hoje é meu esposo)me apresentar. Tínhamos um casamento invejável, eramos sempre compreensível um com outro, não ciúmes excessivo, carinho, companheirismo, atenção…reinava em nossa casa. Tínhamos um amor sem igual um pelo outro e uma amizade sem tamanho, até que uma bela noite meu esposo resolveu me fazer uma revelação:”Que havia tido relação com um homem antes de namorarmos” ouvi tudo com os mínimos detalhes. Ele disse ainda que queria muito que eu o entendesse e aceitasse que el tivesse relacionamentos com homens, só para ele poder matar os desejos dele. Foi horrível ouvir tudo isso, no momento entendi, mais disse que jamais aceitaria uma vida assim, casei pra ter um esposo fiel e não dessa forma. Entenderia qualquer coisa menos isso. Ficou por isso, foi até o momento o desabafo, ele disse que me amava e que ia ficar comigo e aguentar seus desejos. Uma semana depois dessa revelação, descobri que estava grávida de 1 mês. Foi uma alegria tremenda. Mais durante minha gestação foi bem difícil, pois meu marido, pediu que pelo ao menos, ele pudesse ver seu sites(de homens). No início aceite, ia dormir e ele ficava madrugadas dentro. Eu chorava muito, calada, pois sabia o que ele estava fazendo. Teve uma noite que não aguentei pela primeira vez fui grossa com ele, falei tanta coisa horrível. Me arrependi, até pedi desculpas depois, mais era muito dolorido ver a falta de respeito dele. Eu estava grávida, amava ele, e ficar olhando ele se masturbar vendo vídeos e fotos homossexuais, enquanto eu dormia era uma dor insuportável. O tempo foi passando, uma vez ou outra tínhamos conversas sobre o assunto, mais nada além. Meu filho nasceu, uma benção de Deus. Ele foi um super pai, carinhoso, me ajudava em tudo. A única coisa que reclamava dele(Reclamava também antes do meu filho nascer) era que ele passava muito tempo fora de casa, jogando vôlei, no meio de gays.
    Cobrava que procurasse na cama, era só eu quem procurava. Se eu não atrás passávamos semanas sem ter relação. Quando falava com ele sobre isso, ele me dizia que era por causa do bebê, que quando ele estivesse maior as iam voltar a ser como eram antes.
    Mais não foi o que aconteceu, quando meu filho completou 10 meses, meu marido chorando disse que não aguentava mais, que precisava da liberdade dele, pois havia descoberto sua homossexualidade. Foi um choque tremendo, jamais imaginava que isso pudesse acontecer. Me senti usada, acabada, destruída…Não temos casa é que está segurando nosso casamento, pois eu disse a ele que só saio daqui da casa onde moramos com a mãe dele, quando ele me der uma casa pra eu morar com o filho dele. Briguei, chinguei, falei horrores, cheguei até dá um murro no peito dele. Meu mundo estava desabando. Todos nosso sonhos de um futuro juntos, sendo destruído. Imagino como vou criar meu filho, trabalhar a cabeça dele para entender o pai se eu não vou entender nunca. Se eu vou ser preconceituosa até a morte, pois esse mudo está destruindo minha família.
    Contei tudo para o meu pastor, até então ninguém sabe de nada. Meu Pastor me aconcelhou a lutar pela libertação do meu marido, que tudo isso é o inimigo, e eu acredito. Comecei uma campanha de oração. Mais tá tão difícil, ele me ignora, faz questão de mostrar que não somos mais casados, está procurando casa para comprar. Tem momentos, que parece que não vou suportar, é uma dor terrível, pois eu amo demais ele.
    Fico me perguntando, como pode, uma pessoa que para mim era a melhor, tudo o eu esperava de um homem encontrei nele, e no fim acontecer isso. É muito chocante.
    Preciso de orientação, sei meu Deus é o Deus do impossível.Mais preciso aumentar minha fé. Peço entrem em contato comigo, o meais rápido possível.Me ajudem!!!

    Carinhosamente Sandra (pseudônimo)

    RESPOSTAS: Irmã, sinto pelo que aconteceu com sua vida conjugal, uma tragédia realmente. Um adultério já é um desastre, mas o homossexualismo parece-me ainda mais sofrível. Eu creio que você deva realmente lutar pela libertação de seu marido, creio que Deus pode mudar a cabeça de um homem, creio em milagres. O homossexualismo hoje, é o maior inimigo da família cristã, pois agride a essência da criação, “macho e fêmea” os criou, diz a Bíblia, e o movimento luta pela aceitação social da pedofilia, então, minha querida, lute, mas tenha sempre em mente que a libertação da perversão sexual do homossexualismo é um milagre. E não fique culpando a sua falta de fé, caso não ocorra a libertação. Você está “perplexa, assustada, mas vai superar e a vida continuar. Penso que você deva se afastar dele por hora, deixe ele fazer as escolhas livremente, enquanto isso continue orando e buscando a ajuda de Deus. Só volte para um relacionamento conjugal se houver muita certeza do que ele quer da vida, você não é obrigada a viver diante do quadro que você descreveu, tendo que suportar um marido que se relaciona sexualmente com homens, que se masturba diante de imagens de homens nús. Procure aquietar o teu coração, se fortalecer em Deus e Ele irá te mostrar o que fazer. Deus não te abandonará e nem te pedirá para coabitar com um marido homossexual. E peço também que você se preserve do mal, não faça escolhas erradas, mantenha-se como mulher fiel e digna, eduque seu filho, trabalhe sempre com a verdade. Não negue os direitos de pai que ele tem, não jogue o menino contra o pai, mas também, com base na Palavra de Deus, mostre a ele o que é certo e o que é errado biblicamente com relação a vida sexual. Passado um tempo determinado, quando Deus mover o teu coração para uma atitude, de novamente se juntar ou se se divorciar, aí você deve fazê-lo. Se ele for tratado, ou pelo menos aceitar o tratamento de Deus, então, se junte a ele. Caso contrário, divorcie-se.

  45. WANESSA

    A paz do Senhor pastor
    ha uns dia escrevi no blog mais não obtive resposta. mais talvez o que escrevi eu nao tenha esclarecido meu problema.
    pastor tenho 19 anos e sou evangelica,namoro ha 3 anos com um rapaz de 19 anos tmb e frequantamos a msm igreja. pastor durante nosso namoro nois dois sentia muito ciumes um do outro, era do tipo de nao deixar ter amigas nem amigos, nem dizer oi. olhava o celular um do outro, caso tinha numeros diferente ja perguntava de quem era. eu nao podia usar roupas mais curtas,nem calca,e nem blusinhas mais decotada. e eu nao deixava ele usar blusas apertada pelo fato dele ser forte.
    mais em fim…
    o tempo passou e vimos que isso sufocava a relação,mais com tudo isso agente nao deixava de ser ciumento, foi que um dia ele terminou comigo,passamos 1 mes separados e ele pediu pra voltar comigo e eu voltei a namorar com ele, pastor no periodo que agente estava separados ele fez muitas amizades com mulher, do tipo que liga manda msg de vez em quando, mais ele disse que e pra perguntar alguma coisa.numa ocasião vi uma msg que ele tinha mandado pra uma moça no qual ele chamava ele de anjo e no final da msg ele disse que estava com saudade. na hora eu perguntei pra ele, ele disse que nao tinha sido ele e sim sua irma, mais eu sabia que era ele pq eu liguei pro numero e a moça confimou que ele tinha mandado essa msg so que eles so era amigos,mais depois ele confimou que tinha sido ele e falou que disse que estava com saudade, mais era de conversar , mais pelo fato dele ter mentido eu fiquei varios dias com aquilo na cabeça,chorava o tempo todo por medo de ser traida.
    entao pastor o que quero dizer que mudei meu jeito de pensar, nao tenho mais ciumes dele conversar com outra mulher, desde que haja respeito tando da parte dela quanto da dele. pastor mais o que me encomoda e que ontem ele disse que nao acha legal eu ficar olhando o celular dele pra ver se tem msg se alguma mulher ligou pra ele, pastor o nosso namoro estava indo muito mal,tinha vez que ate em terminar eu pensava. mais no sabado ele começou a mudar comigo. disse que me amava muito,que eu era a mulher da vida dele e que nunca ia me deixar por nenhuma outra mulher pq eu tinha muito mais do que qualquer outra mulher tem. falou que queria tudo diferente, que queria ser feliz comigo. mais em questao de ver o celular dele eu fiquei com o pe atra como dizem. se sempre eu fiz isso, e pastor eu sempre fui ciumente mais nao de fazer barraco de chingar ele. eu so perguntava e se achasse estranho eu chorava. nada mais do que isso. eu marquei uma conversa com ele pra tratar desse assunto. o que devo fazer pastor?? tenho outra pergunta, e certo amigas dele chamar ele pra ir em festa mundanas de aniversario? o certo e deixar ele ir sozinho ou pedir pra ele me levar?? no sabado ele foi convidado pra ir pra uma festa de aniversario de uma amiga. mais ele nao me falou nada pq disse preferir ficar cmg. mais se acontecer dele ser chamado de novo pra outras festa. o que devo fazer em relaçao ha isso. pastor antes de ter uma conversa seria com ele preciso de uma orientaçao sua, quero que meu relacionamente seje normal. nao quero sufoca-lo e eu tmb nao quero ficar com duvidas em relaçao a ele. por favor me responda dessa vez. me ajude! abraços.

    Wanessa, paz.

    Olha, você sofre com o mal do ciúme. Até aí você já sabe, a questão é como
    se livrar disso, pois ninguém aguenta conviver com pessoa ciumenta. A
    tendência da pessoa vítima de cimento é o adultério ou a separação. Não
    adianta você não olhar o celular dele mas continuar no sofrimento. Bom , o
    problema é que eu teria que escrever páginas a esse respeito, então vou dar
    a você links de artigos que já escrevemos sobre o ciumes:

    1. Você tem ciúme doentio? Veja essas dicas.

    1. Ciume doentio ou patológico, o que fazer?
    2.
    3. Tratamento para o ciúmes.

    Sabe irmã, ciumes tem a ver com caráter e caso você deixe o namorado e
    comece um novo namoro , o problema vai permanecer na nova relação. Então,
    decida o seguinte, não queira ser dono de alguém, escolha bem e confie,
    pois com ciumes ou sem ciumes, com controle ou sem controle se ele quiser
    irá trair.Porque sofrer antes do tempo. Se um namorado dá motivos para a
    desconfiança, ele não serve para ser seu namorado,pois faria de sua vida um
    inferno.

    Espero ter ajudado. Abcs Pr Ismael.

  46. Maristela Gomez

    Meu casamento nao esta bem, meu marido me acusa de algo que nao fiz, eu o amo e tenho medo de perde-lo, ele sempre foi bom marido, bom pai, bom companheiro, mas
    depois do incidente nao me da mais carinho nem companheirismo diz que cada um deve cuidar da sua vida e que nao se separa por conta dos filhos. Isto me magoa, me dói profundamente, acaba com minha estima. Tenho lutado e me sujeitado a tudo para ficar ao lado dele por amor, mas boa últimos dias minha vontade e de acabar com isto e sei que vou sofrer, farei meus filhos sofrerem e que nao será reversível. Preciso de ajuda, preciso ouvir alguem.

    RSPOSTA: Querida, você não nos conta o que aconteceu, qual o motivo que fez com que seu marido tivesse uma mudança, mas provavelmente tenha a ver com algo que afetou a confiança dele. Ele provavelmente está ferido na sua alma, então é hora de se ter paciência, aguentar um pouco mais. Penso que o amor nunca falha, o amor sempre vence, o amor nunca morre, e isto é Palavra de Deus em I Co 13, então é se fortalecer sim, na verdade de Deus. Existem noites que são mais longas do que as outras, mas o amanhecer sempre vem, e vai chegar na sua vida também. Deus é o que detém o poder sobre todas as coisas, ele muda o coração dos homens, ele os aperfeiçoa, os treina, os capacita, então porque seria diferente com seu marido. Calma, e apegue-se a verdades bíblicas. Sabe irmã, quando estou confuso, aflito, então corro para a palavra do Senhor e começo a anotar as coisas que Deus fala a meu favor, e até mesmo as exortações, então, quando chega o temor, leio as versos anotados, e a paz volta para o meu coração e a esperança se torna real de novo. Leia por exemplo este dois versículo: “Deus falou uma vez; duas vezes ouvi isto: que o poder pertence a Deus. Salmos 62:11″; e mais este: “Com ele estão domínio e temor; ele faz paz nas suas alturas. Jó 25.2″ A Palavra está dizendo que o poder pertence a Deus e não ao mal, e que o mal até para nos atingir tem que ter a permissão de Deus, sua ação é limitada na sua agressividade e limitada no tempo. Deus é o promotor da paz, creia nisso , e ore pedindo sua intervenção para que a paz se restabeleça em sua casa. Com carinho, Ismael e Cleire, Casados em Cristo.

  47. michelle leonidas da silva soares

    A Paz do Senhor Pastor!
    Preciso de um conselho, sou casada já faz 6 anos, fui criada no evangelho mas não era firme e me casei com um homem que é um bom pai, já conviveu com outra mulher antes de mim e viveu 12 anos juntos sem casar teve dois filhos 1ª menina e 1º menino separou pois foi traído pelo seu melhor amigo!
    Após um ano me conheceu e depois de 6 meses de noivado nos casamos, tenho 25 anos e ele 38 temos 2 filhos 1de 5 anos e outro de 6 meses.
    Tive uma gravidez tranquila referente a tudo, relação sexual e etc.
    No principio do meu casamento meu esposo ousava e abusava de assistir pornografias de todos os tipos musicas,videos, filmes etc e nunca dei importância aquilo achava que ele só olhava mas não poderia ter nada com elas!!
    Porém o tempo passou e percebi que não é assim que funciona.
    A verdade é que além de ele ter desejo naquilo também desejava que eu o fizesse.
    Queria filmar nois dois na relação, tirar fotos etc.. Coisas que para mim não é agradável e nem aos olhos do pai!
    Na verdade sempre frequentei a casa de Deus, porém não era firmada em nenhuma congregação!
    A partir do momento que me firmei com Cristo Jesus o meu esposo mudou mais e mais para pior!!
    Falava coisas vulgares a meu respeito tais coisas como: estou amigada com o pastor, estou o traindo com outro na igreja etc..
    Isso me encheu de Odio e Raiva e acabei cedendo os desejos do pecado o trai com um amigo de trabalho meu.
    Achava que estava apaixonada por ele até que Deus me revelou que aquilo estava errado em minha vida!
    me mandou uma provação: fiquei muito doente o médico passou um exame que determinaria a minha cirurgia ele disse que eu estava com um tumor no Reto e queria descobrir se era maligno ou benigno.
    Ai foi que eu entrei em profundo desespero emocional!!
    Pedi perdão a Deus dos meus pecados me batizei e entrei em comunhão com o Pai, Participei de virgílias e louvores até que Deus fez o MILAGRE da CURA na minha VIDA!!!
    Meu esposo mudou não aceitou o evangelho ele crer muito mas qundo fala em aceitação não quer mais conversa,porém mudou completamente comigo, me perdoou da minha traição e mudou seu comportamento.

    Porém quando achava que ele realmente tinha mudado descobrir que estava novamente com os atos obscenos de sempre!
    Não aguento mais Pastor as vezes me sinto rejeitada, Usada, mal amada sei lá!!
    Tento fazer por onde dez do principio do meu casamento mas ele nunca muda!!
    Deixa de fazer amor comigo para se satisfazer olhando as pornografias do mundo!!
    Já conversei com ele sobre o assunto, mas não dá em nada.
    Me arrumei mais e tentei me unir mais a ele no relacionamento porém nada acontece!
    Uma vez analisei o histórico do meu computador e vi que enquanto eu estava na igreja ele estava satisfazendo os prazeres da carne pela internet com pornografias! Então mostrei a ele o que vi e o perguntei se eu merecia aquilo;Sabe o que ele me respondeu: você não merece, o que eu mereço e casar com um homem Crente!!

    Pastor até outro homem ele está me dando, foi assim que ele me fez o trair porém hoje sou guiada pelo espirito Santo de Deus e isso não vou deixar acontecer!! Pastor me ajude em nome de Jesus, pois não sei mas o que fazer estou tentando ser forte mas na verdade não o Sou!!

    RESPOSTA: Irmã, paz em meio as lutas. Olha, realmente é muito triste a situação que você está vivendo. O problema da pornografia é exatamente este, expõe o relacionamento conjugal a risco, pois ela quase sempre vem acompanhada de masturbação, e daí, o seu praticante deixa de ter prazer na relação sexual normal, um marido e uma esposa. Pode parecer que o que eu vou te dizer seja loucura, algo meio que “fora do cabo”, mas é uma tentativa. Preste atenção. Quando o viciado em pornografia está nas suas práticas sexuais solitárias, ele não envolve sentimento, nem romantismo, nada disso, é sexo, e sexo com uma força muscular maior do que quando ele faz sexo normal. Vou explicar melhor, o homem imprime uma força na mão e uma velocidade que ele ejacula em poucos minutos e fica ali, se estimulando visualmente até que esteja pronto para uma nova ejaculação. Quem sabe você praticando o sexo que ele não deveria, mas, hoje, está gostando, através da masturbação a dois, e veja, não há pecado nisso. E aí você vai controlando a situação, ensine ele a ter prazer à dois, ainda que envolva a masturbação por um período de tempo, e você deve controlar a força usada no ato, para que ele não precise de tanta pressão para ter prazer. Esse é o lado sexual da história. Porém, isso é pouco para resolver o quadro. Você, primeiramente deve se fortalecer em Deus, ter certeza de que está agradando a Deus com seu modo de viver. Deve parar de pensar em outro caso extraconjugal, isso é morte.Quando alguém começa a falar que a carne é fraca, que está difícil, que está se segurando mas não sabe até quando, é porque já está pronto para o pecado, então elimine essa possibilidade, diante de Deus. Não dê armas para o inimigo usar contra você mesma. Ele fica sugerindo , sugestionando e se você não estiver pré determinada a ser fiel , então cairá. Seu marido ainda está passando pela crise de ciúmes, está enciumado com tudo aquilo que você possa gostar, até do gato e do cachorro ele sente ciúmes. Então, procure não falar muito das pessoas da igreja, entre num certo silêncio com relação a isso e mostre que ele é a sua prioridade, faça coisas que deixem claro isso. Comece a se declarar a ele , ainda que no início não tenha boa resposta, mas vá fazendo, isso vai curando o coração dele. Sabe irmã, para um homem, perdoar uma traição é um pouco mais difícil do que para uma mulher, por uma questão cultural. Até outro dia, até se justificava o homicídio praticado por um homem traído, em nome da honra, e esse sentimento ainda está dentro do homem brasileiro. Você deve ajudá-lo a se libertar disso, comece a demonstrar que está valorizando o relacionamento, que está fazendo dele uma prioridade, que está mais generosa, mais carinhosa, enfim. Procure participar de eventos de família, de casais, leia livros sobre relacionamento, leia livros como “As cinco linguagens do amor” , “As doze colunas que sustentam um casamento”, ” Um amor abundante, um leito viçoso” , ” Amor e respeito” ( no blog Casados em Cristo você acha) entende, você vai se apercebendo de coisas erradas que as pessoas fazem no relacionamento e vai oferecendo a ele um amor melhor. E meio a tudo isso, conforme você vai avançando e ele começar a confiar de novo em você, você irá pedir que não faça mais uso da pornografia. Creia em Deus, creia em Cristo. Abcs Ismael e Cleire, Casados em Cristo.

  48. le

    peço desculpas pelo desabafo.
    Hoje estou triste com meu esposo ja chorei muito desde de ontem ele ta me humilhando devido a um orçamento que acabei escrevendo errado me chamou atenção na frente do primo dele, falando que agora ia deixa tudo mastigado no esc, que eu tinha preguiça de le enfim ficou batendo na mesma tecla, peguei uma carona ontem com o primo dele, para pega lara na mãe dele, devido a chuva não consegui ir a igreja e fiquei esperando ele pois ja tinha falado que ia espera-lo. Ele me ligou 03 horas depois falando um monte novamente que achava q/ eu ja estava em casa.
    Não consegui sair de lá e falou que eu deveria ter vindo embora com o primo dele, falei para ele que o primo dele não tinha obrigação de levar eu e a nossa filha para casa.
    Ele veio aparecer na mãe dele mais de 10:00 hs da noite.
    Hoje de manhã foi outra discusão porque ele tinha que volta em casa para me pagar com a lara, quis ir longo cedo e falou que não daria que teria que pegar o material do cliente ele saiu de casa 7:10 e 7:30 eu ja estava pronta, pedir para ele pagar o convenio pois hoje tinha medico ele não pagou e falou um monte na minha cabeça, e falou pra mim na frente das pessoas, que eu não esperasse ele e nem contace com ele que a partir de hoje, eu pego minha filha e se quiser vou embora andando, nunca fiz questão de andar a unica questão é da minha sogra em casa é uma hora andando e eu não consigo corregar o kit mãe que eu falo que são as duas bolsas da lara que levo todos os dias, que são roupa tudo que ela precisava e a outra que é as coisa dela comer e minha coisa do serviço.
    Oro a Deus pois não quero depender dele para mais nada pois reclamou que eu paguei as contas e não paguei o convenio e ele perdeu o tempo dele.
    Agora to aqui no esc. trabalhando e não vou mais a consulta, cansei é muita coisa ao mesmo tempo não faço questão de nada do que faço, mais é dificil suporta.
    Peço desculpas pelo desabafo estou muito angustiada.

    RESPOSTA: Realmente é um desabafo, li seu email, entendi quase tudo, quero dizer que vai passar. Dias melhores virão. Depois você escreve de novo, quando estiver mais calma. Abcs Ismael e Cleire , Casados em Cristo.

  49. daiane

    queria muito de um conselho sou casada há 4 anos nao tenho oque reclama dele como homen de casa e uma marido que eu pedi há DEUS mais sabe uma coisa que sempre conversamos é sobre respeito meu marido olha pra varias muheres na minha frente isso me chateia por que axo que algo falta ele mais ele sempre nega e ja brigamos varias vezes sempre sobre isso e fico de cara olha pra tudo que é tipo. ai essa semana fomos na casa da mae dele e la estava o primo com a namorada ai meu DEUS ele vire e mexa olhava pra ela isso me incomoda muito e estou gravida do nosso primeiro filho…. brigamos muito ja nesse 4 anos amo muito ele ele e maravilhoso nao bebe nao fuma creio que nao me traia sabe por que nunca me deu motivo pra desconfiar dele mais queria muito saber se isso é pecado na lei de DEUS e nao sei mais oque faço pra ter esse respeito dele…. isso me deixa inferior a qualquer pessoa e neste ultimo ocorrido nao consegui dizer nada ele mais fico pensando muito… se alguem pode me ajudar com um conselho vou agradeçer desde já….

    RESPOSTA: Irmã, paz. Bom, esse negócio de homem olhar para as mulheres, é muito do homem natural mesmo. Quando menos se apercebe lá vai o olho dele. E claro que os nossos olhos são atraídos por aquilo que é belo. Não estou fazendo apologia disso, não, pelo contrário, só estou dizendo que os homens de um modo geral fazem isso, alguns mais outros menos, mas a grande maioria faz, até os cristãos. O homem é despertado por aquilo que ele vê. Para vencer isso, ou a pessoa é respeitadora, tem valores morais fortes ou então, é pessoa que tem um relacionamento com Deus, como é o caso de Jó, que disse ” Fiz um pacto com meus olhos, como pois olharia para uma jovem”, ou seja, ele precisou fazer um pacto com os próprios olhos para não ficar olhando para as meninas bonitas do lugar. Tem um livro chamado “Limites no casamento” e trata de como lidar com o cônjuge pecador, ou aquele que não respeita as regras de convivência, seria bom você ler. Mas de qualquer forma, sugiro que faça assim: Avise-o que não vai tolerar mais isso, porque acha uma tremenda falta de respeito, pergunte se ele gostaria que você desse umas olhadas por aí e verá que ele vai ficar bravo, então, deixe claro que você não quer mais isso. Junto do aviso, você deve dizer qual a providência que irá tomar caso aconteça, por exemplo, “vou deixar você falando sozinho e vou embora” e faça mesmo, se acontecer. Certamente irá acontecer de ele passar um carão, uma vergonha, dependendo do lugar onde estiver, numa festa, na igreja, outro lugar qualquer. E você pode adicionar outros prejuízos para ele, mas procure não exagerar na dose e nem ficar de cara feia dentro de casa, fazendo greve de sexo por muito tempo, coisas que afastam um do outro. Penso que vai dar certo, Deus te abençoe.

  50. Alessandra

    Pr Ismael, meu nome é Alessandra, estou passando por uma fase dificil comigo mesma.
    Eu me casei há 4 anos e sempre vivi feliz na minha concepção. Acontece que quando nos casamos eu resolvi que daria todo meu dinheiro do meu trabalho nas mãos do meu marido, deixando por conta dele as finanças da casa.
    Mas sempre que eu queria comprar alguma coisa ele não deixava (sabe que mulher gosta de se arrumar, comprar roupas, calçados…), então eu entrei em uma empresa e o cartão que recebi tinha a função de crédito e tinha tbm disposição de emprestimo em minha conta da empresa.
    Houve uma época em que minha irmã estava passando por um problema financeiro e eu quis ajudá-la, peguei 200,00 na minha contae dei pra ela pq sabia q ela não poderia me devolver, acontece que eu não disse ao meu marido porque sabia q ele não aceitaria q eu a ajudasse .
    O tempo passou e esse emprestimo de 200,00 foi virando uma bola de neve, hj eu ja usei o cartão, tenho q pagar um valor de200,00 só do cartão e ainda pago o emprestimo de 70,00 por mês q vai durar +-3 anos.
    Pr td isso eu fiz sem falar pra ele, mas estou me sentido angustiada pq queria falar pra ele pq sei q uma hora não vou conseguir controlar isso vou ter q dizer a ele, mas tenho um grnde receio pq conheço meu marido e sei q ele vai ficar mt nervoso, tenho medo de que haja alguma coisa ruim em nosso casamento, e sei q se eu contar pra ele ele vai perder a confiança em mim e eu o amo mt não queira que houvesse uma discução feia entre nós, gostaria de pedir o seu conselho o que posso fazer nessa situação, conto ou não pra ele?

    RESPOSTA: Irmã, o jeito de sair das dívidas é cortar despesas e aumentar a renda. Faça cortes em seu orçamento pessoal, corte aquilo que der para cortar, compre produtos mais baratos, menor quantidade, mas só aquilo que tem a ver com você, de uso pessoal. Somado a isso, procure arrumar tempo e criatividade e faça algo que aumente a renda. Vou dar uma exemplo pessoal, aqui em casa quando as coisas estão difíceis por um motivo ou outro, minha esposa, entra no google pega umas receitas gostosas, baratas e práticas de se fazer, prepara bem bonito com embalagem descartável, higiênica, e vende na família, nos amigos, nas lojas onde nos conhecem, na igreja, enfim. Depois que você encontrar a saída, e o resultado começar a aparecer, aí você conta para ele,se for o caso. Geralmente o homem é treinado para solucionar problemas e a mulher não isso como algo natural, daí um pouco mais de dificuldade, e mais, a mulher também não tolera bem as dívidas, logo se desesperam, então, calma, o seu caso não é um sangria desatada, aproveite a adversidade para aprender a superar crises, saindo delas melhor do que quando entrou. Quem sabe não surge daí uma empresária.???

  51. Jr

    A Paz do Senhor,

    Eu gostaria de uma ajuda.
    Quando tinha 17 anos, namorei por cerco de um ano uma moça. Eu não era convertido e tínhamos relações sexuais praticamente todos os dias.
    Ela engravidou quando eu tinha 17 anos.
    Não demos certo, muitas brigas, ciúmes e falta de Deus.
    Passou um tempo e me converti.
    Eu bebia, usava drogas, mas Deus me resgatou e me libertou.
    Depois de uns 5 anos, já convertido eu comecei a namorar a minha atual esposa. Conhecemos-nos na igreja.
    Depois de 1 ano e 8 meses, nos casamos. Casei com 24 anos e a minha esposa com 20.
    A minha esposa casou-se virgem.
    Sou casado há 10 anos.
    Não moro com minha filha, mas ela mora perto de casa. Vamos à igreja juntos, pago pensão, passeamos, temos um ótimo relacionamento.
    Mas desde o início do meu casamento tem acontecido algo estranho.
    Fui ter relação sexual com a minha esposa, depois de duas ou três semanas depois de casado.
    Na lua de mel não aconteceu nada.
    Eu compreendi, pois a minha esposa era virgem, e não quis forçar nada e fazer tudo com amor e carinho.
    Mas desde o início de nosso casamento, até hoje, a minha esposa não se sente atraída por mim sexualmente.
    Às vezes toco nela, mas parece que tenho espinhos em minhas mãos. Ela sente-se incomodada com meus toques, parece que estou sufocando-a.
    Uma vez, com 1 ano e pouco de casados, ela me disse que não tem vontade em ter relação sexual comigo. Quando ouvi aquilo, parecia que entrou uma faca em meu peito.
    Eu sou uma pessoa carinhosa, procuro elogiá-la, beija-la, dar lhe presentes, fazer suas vontades, trazer recursos financeiros para suprir nossas necessidades, protege-lá e amá-la.
    Sei que a mulher precisa de carinho, sentir-se segura e amada. Procuro fazer isto, mas recebo frieza da parte dela.
    Temos um filho de 2 anos, que amo muito.
    Ela diz que me ama, mas não sabe o que acontece. Quando ela deita, vem um sono incontrolável nela. Eu a toco e ela nem se mexe. Não recebo carinho, nem beijo, nada, vivemos como se fossemos dois irmãos.
    Às vezes me sinto como se eu fosse uma pessoa estranha, tentando me relacionar com ela, como se ela fosse forçada a ficar comigo, é horrível.
    Já procuramos ajuda de alguns pastores, li alguns livros cristãos sobre restauração sexual, casamento, sentimento da mulher, etc. Parece que vai resolver, depois volta à mesma situação.
    Não é só sexo, pois sei que o casamento não é só isso, mas sinto falta de beijos, carinhos, de namorar a minha esposa.
    No início de nosso casamento, tínhamos em média 3 relações sexuais no mês, e com o tempo, isto foi ficando mais difícil.
    Não tínhamos filho, dormíamos juntos e ficávamos 30, 40, 50 dias sem ter relação.
    Algum tempo atrás, em um ano, tivemos relação sexual apenas em um final de semana.
    Conversei com ela diversas vezes, pedi ajuda, pedi para ela conversar com alguém de confiança, pedi orientação pastoral, mas ela diz que tem vergonha. Às vezes que pedimos ajuda, foi sempre por minha ação. Com isso, vejo que ela está desinteressada, pois ela não luta para mudar isto.
    Ela diz que antes de casar nunca foi abusada, sempre foi normal. Ela não é depressiva, mas eu há acho um pouco egoísta.
    Como sou homem, às vezes o meu organismo pede para ter relação, procuro me controlar, tomar banho gelado, mas não resolve. Já sonhei por diversas vezes tendo relação com outras mulheres e outros sonhos sensuais. Por algumas vezes, quase trai minha mulher com a mãe da minha filha, pois ela diz que me ama e que quer matar saudade dos velhos tempos, mas eu disse a ela que isto não é possível, pois assumi um compromisso com Deus e não posso quebrar este voto.
    Sei que só de pensar, já cometemos adultério.
    Contei tudo a minha esposa, que por vezes quase a trai com a mãe da minha filha, já tive sonhos eróticos, assisti coisas impuras, ela diz que me perdoa e pede perdão, pois diz que se eu passo por isso a culpa é dela, ela diz que vai mudar e nada acontece. Quando isto acontece me sinto um lixo, sujo e que não terei perdão, é horrível.
    Pastor, eu amo a Deus, quase morri de overdose e não quero voltar atrás, como um cachorro limpo, voltando ao seu vômito.
    Sei que Deus abomina o divórcio e eu tenho que ser santo, não quero trocar minha primogenitura por um prato de lentilha.
    Sei se trair a minha esposa, terei minutos de prazer que estragarão a minha vida para sempre, não quero aceitar o convite ma mulher-loucura, como diz em provérbio.
    Mas como homem, tenho minhas necessidades, minha vontade. Casei para ser feliz, me relacionar sexualmente com minha esposa, namorar, receber e dar carinho, sorrir, brincar, passear, presentear, ensinar nossos filhos no caminho do Senhor, crescer ministerialmente, ganhar vidas para Deus, viver bem até o dia em que encontraremos com Jesus na Glória, mas esta situação está acabando comigo.
    Por diversas vezes fui ao cardiologista, sentindo dores no peito, nos braços e diversos outros sintomas, fiz vários exames e os médicos me informaram que eu tinha ansiedade, sintomas de síndrome do pânico e uma pré-depressão. Indicaram-me algumas medicações, calmantes e psicólogo/psiquiatra.
    Pastor, eu não quero pecar contra Deus, não quero entristecer o Espírito Santo de Deus que eu AMO, não quero me sujar.
    Às vezes parece que não vou aguentar esta barra, fico por dias excitado, não consigo me concentrar no trabalho, estudos, já perdi várias horas de sono, pois eu ficava bastante excitado, minha esposa dormia como uma pedra, e eu não conseguia dormir. Tomava banho gelado e nada. Já passei diversas noites acordado e no outro dia ia trabalhar.
    Várias vezes pensava em pedir para Deus me levar, pois se esta situação continuasse, tinha medo de ceder às tentações e perder minha salvação. Prefiro padecer fazendo o bem ao mal.
    Penso em pedir para Deus me levar, mas vejo meus filhos, e não quero deixá-los, quero ensiná-los a amar e respeitar a Deus e o próximo.
    Amo a Deus, tenho o dom de servir, gosto de evangelizar, falar do amor de Deus as pessoas, de levar comida e roupa aos necessitados nas madrugadas, ajudar os bêbados e drogados a libertarem-se. Quero visitar presídios, orfanatos, asilos, hospitais, casa de recuperação e levar a palavra, ser como Jesus, estar no meio dos necessitados, mas esta situação me prejudica muito.
    Por vezes parece que está tudo bem, de repente meu corpo fica a mil por hora, e eu sou rejeitado por minha esposa. Com isto, me sinto muito triste e desanimado.
    Temos em média, 1 relação a cada dois meses.
    Nesta última semana, viajamos para o Nordeste, para comemorarmos 10 anos de casados. Ficamos lá de quinta-feira até domingo. Era para ser a nossa segunda lua de mel, mas como a primeira não aconteceu nada. Nós estávamos em um lugar lindo, passeando, mas a frieza de sempre, não namoramos. É só ela deitar, que ela fica imóvel, como uma boneca, fria e sem reação amorosa.
    Eu acho que é algo espiritual.
    Eu gostaria de uma ajuda do senhor, pois sei que seu trabalho e de restauração de casamentos, mas se decidirmos de comum acordo, em não termos mais relação, vivermos como “irmãos” para cuidarmos de nosso filho, estaríamos pecando? Digo isto, porque praticamente todos os dias fico na esperança de quando chegar em casa, vou namorar com a minha esposa, que vamos ficar bem, mas não é isso que acontece. Crio uma enorme expectativa e sou frustrado, e esta frustração esta me trazendo sofrimento, me fazendo mal a saúde, pois vou guardando tudo isto, tentando suportar toda esta situação sozinho, mas tenho receio de criar raiz de amargura. Com esta situação, percebi que tenho ficado calado durante o dia, procuro não me relacionar com as pessoas, vivo em meu mundo fechado. Aparentemente estou bem e feliz, mas por dentro estou muito infeliz e triste. Procuro ser forte, passar alegria para meus filhos, mas às vezes, procuro ficar só para chorar.
    Não quero perder minha salvação.
    Na palavra de Deus diz que o corpo da mulher pertence ao homem e vice-versa. Sei que tenho que amar a minha esposa como Cristo amou a igreja, mas eu sinto que ela não me ama como homem, mas sim como um pai, um irmão.
    Se eu resolvesse morar sozinho, mas não me separar, não ter nenhuma mulher, ser fiel a Deus e ao meu casamento, mas para não criar raiz de amargura e nem ficar sofrendo, preferiria ficar sozinho. Daí me dedicaria ao meu trabalho, ministério e meus filhos.
    Posso fazer isto?
    Muito obrigado.

    RESPOSTA:
    Irmão, me compadeço de você e de tudo o que está acontecendo em sua casa. A primeira coisa a fazer é uma pesquisa, uma investigação acurada para se chegar a um diagnóstico da situação.Veja não é normal isso que está acontecendo com sua esposa, tem que ter uma explicação.
    Quais são as principais causas que levam uma esposa a não querer ter sexo com o marido? Geralmente é quando o marido a trata mal; casos de traumas em virtude de abuso sofrido;
    problemas de disfunções sexuais. Agora, no seu caso, você a trata bem e ela não foi abusada, resta pensar em alguma disfunção. Converse com ela, penso que você devia dar este email para que leia, sabe , é preciso ser honesto e claro.Veja, quem não quer ter relacionamento sexual, então, que não se case, porque casamento implica em vida sexual.
    Tome a iniciativa , marque uma consulta com uma ginecologista , vá junto, e busquem o tratamento. Busque primeiro conhecer as questões orgânicas que possam estar envolvidas, como vaginismo, falta de lubrificação, frigidez, e outras coisas correlatas. Poderia também buscar ajuda de um terapeuta sexual.
    É preciso chegar a um diagnóstico antes de qualquer decisão de sua parte. O que não pode acontecer é você, de repente, a abandona e depois se verfica que ela estava doente e não sabia.
    Eu estou na verdade te admirando pela sua postura decente , moral, e cristã. Você me passa a ideia de um homem bom, um grande marido e sei que vai fazer de tudo para resolver essa situação. Mas não lute sozinho, convoque ela para a batalha, pois ela tão envolvida quanto você.
    Irmão, não pense em nada diferente disso, primeiro saber a verdade dos fatos, o que realmente ocorre com ela. Mas adianto para você, um homem vivendo sozinho com o desejo a flor da pele , em pouco tempo sucumbiria. Outra coisa, corte esse laço de alma que ainda existe entre você e a mãe de seu filho, trate disso com Deus. É exatamente no momento de carências que o Diabo faz propostas, lembre-se de Jesus no deserto sendo tentado pelo Diabo. Não alimente pensamentos,
    não alimente recordações, saudades, nada disso. Você tem um problema e vai resolvê-lo, não arrume outro pior. Então faça isto, procure ajuda médica e profissional. Por favor me escreva depois disso.

  52. Desconhecido

    Olá, a paz do Senhor, pastor.
    Vou contar minha história tentando resumi-la. Tenho 34 anos e sou evangélico a 15, e casado a 5 anos. Nasci numa família muito humilde no interior do estado do ES, fui criado com muito rigor pelos meus pais, o assunto sexo era proibido. Meu pai nunca me explicou nada sobre isso, mas não o culpo, porque ele foi criado assim também. Tive uma infância solitária, sendo que eu sou o casula, tenho 2 irmãs. Quando fiz 7 anos, nos mudamos para um sítio, onde fiquei mais isolado ainda, com exceção a uns poucos vizinhos que moravam longe. Inevitavelmente, aos 8 anos, movido pela curiosidade, comecei a brincar nu com um coleguinha vizinho e tive uma experiência homossexual, passei a penetrá-lo, sempre achando tudo uma grande brincadeira. Depois que ele se mudou, continuei solitário, tive uma adolescência de descobertas solitárias, sempre descobrindo um pouco sobre sexo nas revistas das minhas irmãs mais velhas. Aos 13, meu cunhado me ensinou a me masturbar durante um banho juntos, mas eu já havia tido minha primeira ejaculação sem nem saber do que se tratava. Aos quinze, conheci um vizinho, um senhor, que gostava muito de falar de sexo e me mostrar suas revistas pornôs, claro que eu ficava excitado e então ele pedia para ver, e eu mostrava, me masturbei várias vezes com ele olhando, às vezes ele pegava e até colocava na boca. Fui crescendo e naturalmente me afastei dele, me interessei por várias garotas e também namorei algumas, mas mesmo antes de me tornar evangélico já tinha convicção que queria me casar virgem. Aos 17 anos, perdi meu pai e minha vida virou um caos. Mas foi aos 19 anos que fui curado por Deus, aceitei Jesus e minha vida voltou a ter sentido, passei a servir o Senhor de todo o meu coração. Sou levita e tenho grandes promessas de Deus que já estão se cumprindo na minha vida. Me casei com a mulher que eu amo aos 29 anos, virgem como desejava, e Deus me deu uma esposa também virgem, porque Ele é fiel para conosco. Mas em 2006, ainda noivo, me envolvi, ou melhor, fui envolvido pelo diabo, em um mundo chamado exibicionismo. Com sou gordinho e sempre tive uma certa “neura” em relação ao tamanho do meu órgão genital, ele se aproveitou disso para me levar a me exibir em sites na internet, postava fotos nu e cheguei a me masturbar várias vezes na webcam com outros gordinhos, geralmente casados e, ou homossexuais, assumidos ou não, porque o fato de me mostrar e eles me elogiarem me excitava demais. O pior é que, depois de casado, minha esposa vive dizendo que meu órgão não é pequeno, mas nessa época o que me importava e excitava era ver outros gordinhos, bem menos dotados do que eu, me elogiarem e até me desejarem, pois tivemos muitos problemas na área sexual, cheguei a imaginar que ela não me desejava e quase nos separamos. Isso durou até o ano passado, até que, depois de muitas tentativas frustradas de parar, decidi lançar isso para longe de mim definitivamente, não posso dizer que é fácil, pois em vários momentos sinto vontade de me exibir novamente, mas pela graça tenho suportado, mesmo que, as vezes lembro e chego a me masturbar, mas sempre volto minha mente para as coisas de Deus. Eu era viciado em pornografia de todo o tipo, hetero e homossexual, hoje não vejo mais, não entro mais em bate papos, até desinstalei o MSN do computador. Eu ainda gosto de tirar fotos e me filmar nu, para minha esposa, ela acha normal e até gosta e me elogia. Todo o desejo que eu escondia dela, achando que ela me acharia um “tarado”, não escondo mais, digo as coisas que gostaria de fazer com ela e ela diz que tudo bem, desde que eu me realize sexualmente com ela, e não fora. Estou aprendendo a ter prazer só com ela, a me satisfazer com ela. Mas minha questão é: como alguém que serve e ama o Senhor pode cair numa situação como a que eu cai? Nunca teria relação sexual com outro homem, porque então me excitava me mostrar e me masturbar com outros homens? Porque meu desejo sexual parece mais forte do que eu posso controlar? O fato de nós termos nos casado virgens tem alguma coisa a haver com isso? Será que é pecado “descarregar” todo esse desejo na minha esposa, mesmo que as vezes seja me masturbando do lado dela? Desde já agradeço e peço que divulguem essas questões, pois sei que é a de muitos homens cristãos casados, já que encontrei muitos deles na vida de pornografia, exibição, masturbação na webcam e muitos deles na prática de fato do homossexualismo.
    Deus os abençoe, e peço que orem por mim, para que eu continue a vencer dia a dia esse mal. Graça e paz.

    RESPOSTA: Irmão,obrigado pela sua carta. Fiquei triste por você, mas feliz pela sua consciência que é preciso vencer isso. Vamos orar por você. Penso que você não deve alimentar o seu exibicionismo, mesmo com sua esposa. Cuidado querido, é um transtorno, algo muito forte, não brinque. Quando Davi derrubou Golias, ele estava morto, mas Davi foi lá e conferiu cortando a cabeça do gigante. Corte a cabeça desse mal. Vou postar a sua história no blog Casados em Cristo como uma lição para pais.

  53. Paz..
    sou cristã e meu namorado também.estamos namorando há alguns meses e estamos querendo nos casar, só que desde o inicio do namoro minha mãe não aceitou mas mesmo assim continuamos e as vezes fico pensando se por ela nao ter aceitado tem alguma coisas errada com nosso relacionamento então fico pensando se depois de casar se alguma coisa pode dar errado por ela nao aceitar. o que devo fazer? Ele é um homem bom,criado na igreja sempre foi correto tenho certeza que será um ótimo marido.

    RESPOSTA: Querida, a questão é ” o porquê” disso. O que a sua mãe tem contra ele. Será que ela é uma daquelas controladoras, ou será que ela sabe de coisas que você não sabe. O fato de sua mãe não querer ou não gostar dele pode prejudicar um pouco, mas não será motivo de infelicidade ou de maldição alguma. Se você tem certeza do que está fazendo, siga em frente.

  54. Edienidla

    Boa noite estou num relacionamento há 1 ano e 3 meses, sendo que tenho 8 meses de casada.
    Meu marido e eu somos cristaos e resolvemos nos casar logo no inicio do namoro. porem ele é muito ciumento, autoritário e possessivo.
    a mais ou menos 3 meses tivemos uma discussao feia, depois de muitas outras em que ele me colocou pra fora, ele sempre me colocava pra fora quando discutiamos. e dessa vez eu resolvi ir embora mesmo.
    peguei tudo meu e sai, aluguei um apartamento e fui morar sozinha.
    porem logo depois disso nos falamos e resolvemos voltar. mas nao me sinto segura totalmente para voltar a morar com ele. amo meu marido, mas ele é complicado e nao mede palavras para ofender e magoar. eu me doei para ele e tenho sofrido muito com essa situação, a nossa ultima briga foi porque nao coloquei o nome dele em meu facebook, é dificil essa situação pq somente por isso ele ate falou em divorcio. a ultima dele é que nao ira mais a igreja, mas quando eu o conheci ele era fervoroso na igreja e temente a DEUS. tenho orado bastante por essa situação, mas as vezes acho que estou dando murros em pontas de facas. me ajudem.

    Olá Edienilda, paz.

    Puxa vida, vocês estão casados há 08 meses e já falam em separação.Sabe o que isso? Falta de compromisso com a relação. Olha, nós não podemos nos esquecer que o casamento é algo sobrenatural,envolve a pessoa de Deus e o casal. Deus se faz presente no casamento, então não pode ser tratado como algo comum, pois é Ele quem o santifica.Eu entendi bem a sua dor, ele é ciumento, grosseiro, agressivo e ainda te bota para fora de casa por qualquer motivo, …e é crente. Deus pode mudar a situação dele, mas enquanto estas coisas estiverem acontecendo, ele não é nada, aliás, ele é pior do que qualquer incrédulo, é isto que diz Paulo escrevendo a Timóteo ( I Tm 5.18) e ele diz algo mais ou menos assim: ” Quem não cuida dos de sua casa, tem negado a fé, e é pior do que o incrédulo”. E falo isso com pesar, porque acabamos nos apiedando, não é mesmo? Veja, ele está vivendo um outro tempo, Jesus já veio e libertou as mulheres de seu cativeiro. Não dá mais para trata-la como “coisa” , um objeto qualquer que o marido faz o que bem entende. Não, Jesus tem um carinho enorme com as mulheres, com as crianças, com os velhos, pobres e doentes. É só ler o novo testamento e você irá perceber isso. Hoje, o homem não pode tratar mais a mulher com grosseria, não por causa da Lei Maria da Penha ( que é uma lei necessária,diga-se de passagem), mas sim, porque nós homens já tínhamos que estar cumprindo o que o Senhor nos ensinou através de seus discípulos, especialmente de Paulo, Pedro, que reforçam a idéia de que embora a mulher deva ser submissa ao seu marido, ela não deve ser maltratada por ele, mas sim, amada. E não é com um amor qualquer, não. Deve ser um amor capaz de se sacrificar por ela, inclusive de morrer para protegê-la se for o caso. Acho que você fez bem em ir embora já que ele te colocou para fora de casa, afinal você é um ser humano, filha de Deus. Isso não quer dizer que você deva se divorciar, não, creio que é possível trazer este homem para a realidade. Passar um tempo sem você vai fazê-lo refletir sobre suas maldades. Mas olha, o que intriga é que sempre tem um “porquê” de todas as coisas. Talvez uma consulta com um médico psiquiatra pode ajudá-lo e muito, quem sabe ele seja bipolar, ou tem algum outro transtorno mental. É com isso que fico preocupado, de repente a gente “malha” alguém, faz juizo temerário sobre ele e depois quando vai ver a fundo, era um doente que precisava de cura. Procure pensar sobre este aspecto, e vê se dá para fazer alguma coisa. Ao menos tente. Irmã, estes dias Deus me deu uma palavra sobre família, Ele diz que habitaremos em “moradas de paz e em lugar seguro”, e eu estou crendo nisso, desejo isso para minha vida e para a sua também. Leia o texto: Isaías 32:17,18 O fruto da retidão será paz; o efeito da retidão será repouso e segurança, para sempre. 18 O Meu povo habitará em morada de paz, e em moradas bem seguras, e em calmos lugares de descanso.Faça um exame de consciência, veja se você não tem provocado tempestade, se não apagado fogo com gasolina, se não tem dado causa a ira dele. Faça isso com isenção de ânimo, não sendo boazinha para você mesma, porque isso não ajuda. Quando queremos justificar nossos atos, nós não promovemos mudança em nossas vidas. E por fim, creia em Deus, apega-te a Ele e te sobrevirá o bem. Ele é o teu ajudador, Aquele que tem a verdadeira resposta. Faça isso, mantenha-se longe por um tempo, mas não fale nem pense em separação, é preciso lutar por esse relacionamento, quem sabe as coisas tinham mesmo que piorar para assim vocês tomarem um decisão melhor. Creia em Deus, creia em Cristo.

  55. Mirian

    Paz. Pra.
    estou de volta para te agradecer, por tão curtas e necessarias palavras,é isso que preciso fazer Amadurecerr essa era a palavra que eu precisava ouvir, uma palavra lançada muda toda uma história e tenho certeza que a minha ja mudou.
    Obrigada mesmooo de coração parece que saiu uma venda dos meus olhos no momento que li sua resposta
    que Deus te abençoe grandemente. e continue sempre com esse compromisso de nos aconselhar
    Obrigada mais uma vez.
    Decisões decide destino.
    Att Mirian.

  56. Pâmela minha querida, gostaria de dar uma dica p/ vc tentar resolver o seu dilema. Não sou evangélica e tb quase não vou a igreja católica e minha vida tem um problema seríssimo que não consigo resolver. Por isso não tome isso como um conselho mas sim como uma outra opção e tentativa para por seu marido no caminho do SENHOR. Já que ele não quer continuar indo a igreja de vocês, chame-o para fazer uma visita a outra igreja que talvez tenha mais a ver coma as idéias dele ou que ele possa se sentir mais a vontade. Procure um pastor que seja paciente e possa tirar algumas dúvidas de seu marido, se possível, convide-o para vir a sua casa, assim poderão ficar mais tranquilos e conversar sem que ninguém possa interrompe-los toda hora.
    Espero que possa te ajudar.
    Felicidades a vocês e toda a família e
    que Deus os proteja sempre, Amém!!

  57. Pamela

    Pastor,A Paz
    Sou casada a 4 anos. Quando casamos tinhamos a mesma visão espiritual,eramos muito unidos e participavamos do mesmo ministerio. depois de um tempo o meu marido mudou de conceito e se revoltou com a igreja declarando que ha muitos ensinamentos errados dentro da igreja. apartir dai começamos a brigar sem para um assunto que era para nos unir nos separa. hoje ele nao congregar e fica com raiva quando vou. ja chegamos a ter nos separar por um tempo, pois estava um clima muito ruim. ele e contrar Dizimos, ceia,pastor receber salario, falar em lingua e outros assunto. o que me doi e que antes ele nao era assim. agora ele fala que nao sou submissa a ele, por nao concordar com sua opniao. Ele declara que nao existir uma igreja correta,mas sei que nao e verdade. o que faço saiu da igreja ou continua a minha vida crista.

    RESPOSTA: Tudo indica que ele está rebelde contra a igreja, especialmente com relação a algumas práticas pastorais das quais ele discorda.Ele esmoreceu na fé. Pode ser também que esteja com ciúmes de alguma pessoa da igreja e não quer admitir.Ele tem razão quando diz que não existe igreja perfeita ou correto, visto que a igreja é uma instituição humana que trata de interresses de Deus, mas ainda é humana. A igreja perfeita será aquela que subirá com Cristo, melhor dizendo, não perfeita, mas aperfeiçoada por Cristo. E dessa igreja, os rebeldes estarão de fora, por isso é melhor se reconciliar com Deus, pois quem ama Jesus,ama o que Jesus ama, e Ele ama a Igreja ainda que cheia de imperfeições.

  58. Raquel

    Paz do senhor,Pr Ismael,estou muito aflita já fiz essa pergunta mas o senhor não me respondeu.Vou contar um pouco minha historia .Sou casada a 15 anos tenho dois filhos ,eu e meu esposo nunca vivemos muito bem talvez seja porque começou errado me casei gravida ,sempre teve brigas em casa ,até que conhecemos o evangelho e fomos servir a Deus por um tempo reinou a paz em casa mas depois que meu segundo filho nasceu começou novamente as brigas chegou ao ponto de nos separarmos ,eu sempre desconfiava do meu esposo porque ele trabalha de motorista e chegava muito tarde em casa mas nunca tive certeza de nada,então ficamos 3 meses separados,depois desse tempo resolvemos reatar o casamento, mas já não íamos mas há igreja, por um tempo estava tudo bem sem brigas,de repente meu esposo começou a beber e a me tratar diferente brigávamos muito quase todos os dias tinha uma briga até que um dia conheci um rapaz que me dava muita atenção conversava comigo e um certo dia dei um beijo nesse rapaz no momento fiquei preocupada se meu esposo descobrisse mas depois nem me importei continuei conversando com ele por telefone alumas vezes mas teve um dia que me preocupei muito meu esposo passou a ser violento quando ele bebia eu não podia olhar para o lado que ele fica uma fera tem uma dia que ele me agrediu fisicamente por causa de uma brincadeira do meu cunhado,mas graças a Deus hoje estamos na igreja novamente mas isso me incomoda me arrependi do que fiz pedi perdão p Deus mas me sinto muito mal quando lembro sinto vergonha por muitas vezes pensei em contar para meu esposa mas temi que ele me agredisse ou ate coisa pior porque quando ele bebia ele se transformava parecia outra pessoa e agora que voltamos para os pés de cristo temo em contar e ele se desviar novamente pois ainda esta recente .Pastor me ajude o que faço nada do que passei no casamento justifica o que fiz mas estou muito arrependia por favor ore por nos.

    RESPOSTa: Pessoas que pecam contra o conjuge e depois ficam arrependidas tendem a querer contar a ele o que aconteceu como uma forma de aliviar o peso do pecado. Querida, isso pode dar certo em alguns casos e pode se transformar num caos em outros. No seu caso, penso que deve crer que Deus a perdoou pois está arrependida e pronto. Não se fala mais nisso. Se você contar, ainda que ele reaja de um modo mais controlado, você estará tirando um peso de suas costas e colocando nas costas dele. E aí tudo é possível, inclusive pode ser um forte argumento para um adultério por parte dele.

  59. Kristina

    Paz do senhor Jesus!!
    Pastor, preciso de descanso para meu coração, tenho 24 anos e estou passando por uma situação que nunca pensei passar. Há alguns anos conheci um rapaz (católico), nos tornamos amigos e com o passar do tempo foi crescendo um sentimento muito forte dentro de mim. Passei quase um ano sofrendo e chorando quase todos os dias por amar alguem fora dos princípios da igreja, me sentia distante de Deus e condenada a sofrer, pois acredito que, estando com ele, estaria em julgo desigual e o relacionamento jamais daria certo. Orei, busquei em Deus, com o resto de forças que tinha e resolvi me afastar dele. Foram meses de sofrimento, mas não voltei atrás. O problema é que já faz quase dois anos que o deixei e nesses dois anos não passou um dia em que não pensei nele antes de dormir, não houve uma única vez em que o vi e não tenha sentindo uma dor dilacerante no meu peito.Apesas de orar muito pedindo auxilio de Deus, a dor é forte, as lágrimas são muitas e sinto que nunca vou conseguir gostar de ninguem como gosto dele, pois estou namorando um rapaz da minha igreja, mas não consigo gostar dele como namorado. Não penso em voltar atrás na minha decisão, pois amo muito esse rapaz, mas amo ainda mais a Deus e escolhi ficar com ele, não me arrependo disso, mas gostaria do seu conselho, preciso parar de sofrer tanto por uma pessoa proibida para mim, não aguento mais… tenho medo de não conseguir me manter firme. Me ajude, pastor.

    RRESPOSTA: Irmã, qual será o pecado maior, namorar alguém que você não ama e vive com ele uma hipocrisia, uma traição emocional, ou namorar um rapaz de outra religião. Eu advogo aquilo que a Bíblia ensina, que o cristão deve namorar cristão, porém , tenho experimentado na vida pastoral que casais crentes não é garantia de amor , de fidelidade e de continuidade. Basta olhar os relatos desta página. E temos visto casais de crenças diferentes porém Cristãs que estão vivendo muito bem. Por acaso o outro moço te ama, ele sabe do seu amor, quem sabe você termina com essa mentira que está vivendo e conduz para a Igreja Evangélica. Como o Senhor vai te abençoar para que ele se converta enquanto você está aí nessa hipocrisia. Pense nisso.

  60. ELIANE FARIAS LIMA

    ELIANE OLÁ PR QUANDO VOLTEI PRA JESUS EU JA VIVIA COM MEU MARIDO E NÃO SOMOS CASADOS NO RELIGIOSO E NEM NO CARTORIO EU GOSTARIA DE SABER SE ESTOU PECANDO EM TOMAR A SANTA SEIA POIS O PR DA MINHA IGREJA PERMITE QUE PARTICIPAMOS E EU ACHO QUE ESTAMOS PECANDO O QUE VC ME ACONSELHA.

    RESPOSTA; Aconselho que você seja obediente a Cristo, que regulariza a sua situação do casamento, tome a santa ceia, e pare de sofrer e de pecar. Tudo que fazemos com duvidas se é pecado ou não, ainda que não seja pecaminoso o ato, mas passa a ser por causa do princípio da desobediência, pois você crê que é pecado e faz.

  61. Mirian

    Paz Pr.
    Nao quero me indentificar mas
    pode me chamar de Mili,
    tenho 25 anos sou casada há 3 anos e tenho um filho de 4 anos,
    entao Pr. eu frequentei a igreja por mais de 5 anos direitinhoo e por um vacilo meu mesmo me afastei da igreja e logo engravideii para minha decepcao de uma pessoa q eu nem conhecia direito, ai fui procura lo e contar q estava gravida e para minha supresa ele aceitou numa boa a gravidez mas nao me assumiu em nada em nenhum relacionamento para a minha grande decepção entao se passarao os meses e tive um filho lindoo,graças a Deus voltei para a igreja mas meu tempo ja não era muitoo então nao ia muitoo a sim as vezes e nisso conheci um rapaz meu filho estava com quaze 5 meses entao comecei a namorar com ele mas eu nao gostava dele nao ficava por ficar mesmo ai um dia ele me pediu em casamento disse q iria me assumir e assumir o meu filho tbm conheci a familia dele e graças a Deus uma familia de Deus sua mãe e suas duas irmã ja casadas tbm evangelicas uma familia muito boaa e me receberão muitoo bem e ao meu filho tbm o meu esposo ia az vezes na igreja só q tinha um detalhe. eu nao gostava dele eu cinceramente acho ele feio sei lá sabe nao gostava, e mesmo assim eu casei com a esperança de gostar com o tempo, hoje ja faz 3 anos q estou casada e e ainda continuo com o mesmo conceito eu cinceramente não acho q o amoo. eu gosto dele sim por q ele me assumiu me deu amor carinho me acolheu de verdade ele amaa meu filho e meu filho a ele e chama ele de pai mas o meu filho sabe q ele tem 2 pais o outro tem pouco contato com meu filho pois mora em outra cidade bem longe mas paga a pensao pra ele mas meu filhoo ama muitooo o meu esposo e a familia dele tbm tem muita gente q nao sabe q o meu filho nao é dele uma por q parace com ele rs, entao, só q eu não acho q eu amoo de verdade e me culpo todos os dias por isso eu peço a Deus direto q eu queria amar ele, pois com todos os defeitos ele é uma pessoa muitoo boa estamos indo na igreja e esse ano se Deus quizer vamos pegar mais firmee na igreja, e meu problema é este as vezes eu pensso em me separar, mas nao sei o q seria do meu filho sem ele e até de mim eu acho q eu acostumei com ele tem dia q a gente se ama mas tem dia q a gente se odeia a gente nunca brigamos mais a gente sempre disculte por q temos opinioes totalmente diferentes mas sempre discultimos em alto nivel,
    então Pr. é isso me sinto culpada por nao amar e tenho medo de esta me enganano e de enganar ele minha cabeça esta totalmente confusa ele quer tanto ter um filho mais eu nao tenho coragem,tenho medo
    me ajude por favor por q isso eu nunca contei para ninguem e tbm nao tenho coragem de contar para o meu Pr.
    Agradeço a Atençãooo
    Att,
    Mili

    RESPOSTA: Irmã, quem sabe você não tenha uma paixão alucinada pelo seu marido, mas você o ama. Não com amor de uma menina dislumbrada, mas sim, de uma mulher , uma mãe. Penso que você deve parar de criar a confusão na sua cabeça, começa a aceitar o fato de que ele é um homem maravilhosos e que você o ama. Trate disso com Deus, e olha, já vi muita gente jogar fora o que Deus deu de presente. O seu tempo de escolhas já passou. Você escolheu se casar, e ele é um grande marido, então pare de se lamentar, seja agradecida a Deus e amadureça.

  62. mãe, temerosa.

    fui casada com um rapaz que já vinha de um relacionamento anterior desfeito, antes de me conhecer. ele é filho de pais que se diziam evangélicos ,mas viveu numa casa de hipocrisia , adultério, intriga e infelicidade. na realidade , ele se mascarou de pobre rapaza, rejeitado pela mãe, prá que eu c meu instinto maternal o amparasse e acabasse caindo em seus encantos. sou uma pessoa q tem um bom emprego, e apesar de uma vida financeira apertada, podia dar a ele um certo conforto. E eu não imaginava que era papel co homem né, pensava q era minha obrigação. casamos e tivemos uma filha, a gestação foi sofrida, ele se afastou de mim, me traiu, se acusava de traição, e neste tempo descobri vários filmes pornográficos escondidos em nossa casa, ele me culpou, falou q abriria mão , depois descobri q ele tinha chips de telefone nos quais ele usava secretamente para entrar em chats para trocar mensagens de sexo virtual inclusive c homens, fiquei muito chocada, mas meu pastor me falou q era coisa de criança, q isto passava. eu tentei perdoar, mas era difícil pois o celular dele vivia bloqueado e se eu por acaso tocasse no aparelho , ele reagia muito mal, falava que era pessoal e que eu não tinha direito de pegar, acabei pedindo ele para ir embora de casa, pois ele tratava nossa filha c indiferença, não assumia os gastos da casa e eu viva sobrecarregada de dívidas, doente, desarrumada, pois vivia só p pagar dívidas e cuidar de casa e filhos, ele não, ele saía, tinha roupas novas, praticava esportes, mas não era capaz de fazer nada nada em casa sem eu tivesse que ficar pedindo, ele foi embora, mas depois de 4 meses fiquei doente fiz uma cirurgia e não tinha quem cuidasse de mim e da menina durante a noite, então ele voltou . mas eu não podia nem pensar na idéia de voltar a me deitar c ele. o pastor me sugeriu orar, e fizemos um propósito de oração, neste tempo tive um problema nos ovários e a médica falou q eu teria q retirar e não teria filhos mais, claro que não teria , afinal , não me deitava c homem né. mas estava apavorada c medo de estar c cancer, e ele me consolava, ficava do meu lado, e u dia me deu cerveja, falou q eu precisava relaxar, esquecer a doença, e me deitei c ele, tres meses depois eu estava sem problema ginecológico algum e estava grávida , minha mãe estava se recuperando de um cancer, e ela e toda minha família ficaram revoltados comigo, eu tinha era q me separar e não aparecer grávida de novo, eu fiquei triste, mas minha cunhada me lembrou q na minha situação era impossivel engravidar, então aquele filho seria projeto de Deus e não apenas mais um… o pastor falou comigo q talvez fosse o sinal de que DEUS não quisesse mesmo a separação… mas novamente durante a gravidez ele me ignorou, saía de casa de manhã e voltava tarde da noite, e etc… deixava dvds de filmes pornôs bem a vista para eu ver q ele estava assistindo , e meu filho nasceu lindo e saudável, a cara dele, mas minha mãe morreu cinco dias após o nascimento dele, sofri muito, ele não me deu apoio quase nenhum, foi ao enterro porque eu implorei, pois estava muito fraca e envergonhada diante de meus familiares, já em casa ele me tratava c indiferença, ria da minha dor pela perda da minha mãe, dizia q ela tava no inferno por ser católica, e foi assim por meses, depois começou a exigir q eu não abrisse mão da herança para beneficiar meu pai, e usava todo meu dinheiro, e quando eu pedia p me ajudar a pagar as despesas do cartão q ele mesmo tinha usado , ele falava q eu tava gastando muito c meu amante e ainda não tinha vergonha de pedir ajuda p ele. até q o aluguel da casa subiu, e ele concordou em me ajudar a pagar, mas no dia de pagar se negou, então , neste dia , eu saí e procurei outra casa, aluguei e não falei nada p ele, quando estava em casa, procurando umas coisas encontrei umas camisinhas dentro da bolsa de serviço dele, prá mim, isso foi prova de q ele estaria me traindo
    , saí de casa c meus filhos e deixei apenas a cama de casal para ele, pois os outros móveis fui eu quem comprei todos, já fazem 4 meses, ele voltou para a casa da mãe dele, e as vezes aos domingos ele vem aqui e pega os bebês e leva para passar o dia c ele, minha filha diz q ele , ama o bebê mais novo, q cuida dele direitinho, ele não olha mais em minha cara, diz que eu o machuquei demais, e q nunca esteve tão bem em toda a vida dele, as pessoas dizem q estou muito bem também, q estou mais bonita, c aparência muito melhor, meus gastos diminuiram muito, é tranquilho não ter um homem em casa q só serve prá sujar e bagunçar tudo, mas ele é o pai de meus filhos, e minha filha todos os dias fala q quer q ele volte, ela ora toda noite, e me culpa por ele não estar aqui, diz q foi eu q o mandei embora, ela só tem tres anos… ele diz q nunca me traiu e q qualquer dia desses vai provar pra todo mundo o lixo q eu sou, e que vai me pegar c outro homem, não tenho outro homem, e sofro c a idéia de que estou errada, e que ele pode se casar de novo, pois fui eu quem saiu de casa, todos dizem q devo encontrar outra pessoa, mas eu queria q DEUS FIZESSE UM MILAGRE NESSA FAMÍLIA, TO ERRADA? QUERIA NÃO EU QUERO.

    Vonaide, paz.

    Sabe irmã, existem algumas famílias que passam a vida lutando com os mesmos problemas e parece que não se resolvem nunca. O que eu vejo aí com vocês é uma questão de falha de caráter e falta de Deus. Você se casou com alguém, que pese vir de um berço evangélico, mas de cristão não tem nada. E o que esperar de um homem sem Deus. Não se pode esperar muito mesmo.E você, qual a sua relação com Deus? Você quer um milagre, mas se Deus fizer um milagre sem mudança de comportamento, sem transformação de vida, as coisas voltarão a ser como são. Entenda bem, querida, os nossos pensamentos se transformam em ações, as nossas ações se transformam em hábitos e nossos hábitos formam o nosso caráter. O que quero dizer, você precisa começar uma mudança em você mesma, precisa mudar pensamentos para lá na frente haja mudança de caráter, precisa ser mais de Deus, apegar-se a Ele, fazer de Deus o seu Senhor. Quando você mudar as coisas mudarão com você. Seu marido, irá ver que você está diferente, mesmo sem muito falar. Se você não provocar mudanças em você , não terá muito o que oferecer a ele, penso que é você quem pode mostrar a ele um caminho melhor, e esse Caminho chama-se Jesus Cristo, só Ele pode dar um jeito nessa sua história triste.Você tem que abrir a mente e perceber que precisa decidir hoje onde a sua família vai passar a eternidade. Seus filhos são ensinados do Senhor, se Eles forem então terão paz, se eles não estiverem crescendo no evangelho terão as mesmas dificuldades que você. Busque primeiro Deus para a sua vida, encha-se Dele, e depois Ele fará acontecer coisas bonitas na vida do seu marido.

  63. Mara
    Graça e paz!
    Pastor, temo 23 anos de casada tenho 02 filhos biologico e 02 filhos do coração, durante esses longos anos meu esposo me traiu 03 vezes, a 1ª vez ñ eramos envagelicos e c/ essa cituação nos levou a frequenta uma determinada igreja, em busca de restauração no decorre dos anos, ele foi consagrada a pasto após o curso teologico, e qnd. eu descobrie ele estavá me traindo novamente c/ 1 mulher de 1 outra cidade saia dizendo q. iria trab.qnd. essa mulher me ligou dizendo q. eles estavam tendo 1 relacionamento q. ele dizia q. estava separado, ñ pode fazer nada pq. foi só esse telefonema ñ quis ir na cidade q. ela morava, tendei perdoar e esquecer, só q. agora pastor no ano passado ele sendo pastor titular se encolveu c/ 1 jovém da nossa igreja, foi momentos de mut. dor vergonha e sofrimento, ñ por ela + sim por ele está no altar do senhor pregando p/ + de 400pessoas, pregando cura libertação, e depois praticando o aduterio,me fez sentir piores das mulheres, usuo minha mente, querendo q. eu fosse embora p/ outra cidade me desligando da igreja p/ ele continuar c/ ela, tirou ela da célula dos jovéns e a colocou na célula de 1 lider capacitadora, p/ capacitarela a ficar no meu lugar de esposa e pastora, e p/ ñ ter escandolo na igreja me confersei p/ 1 outra pastora p/ ela está me orientando, + té hoje ele me humilar qnd. presenseio cituações desconfiadora ele se sente confrontado e me ameaça de morte me espanca e depois c/ nada tiverse acontecido ele sobi no altar ministra a stª ceia do senhor c/ a coisa + normal e fora outros coméntarios duvidoso ao seu respeito c/ galantiador, trapasseiro, mentiroso e p/ finalisarmos pastor ñ consigo perdoa-lo ñ tenho + confiança nele tenho dúvidas se tenho q. continuar no ministerio esse final de ano termino minha faculdade em bacharel em teologia, ñ tenho prazer em sua compania estou c/ meus sentimentos confusos ñ sei q. dessizão devo tomar tenho medo de prejudica´lo tenho medo de 1 racha em nossa igreja tenho medo de chegar c/ o nosso lider maior e ao mesmo tempo tenho medo da separação. + estou morta espiritualmente ñ consigo pregar ñ consigo dormir vivo triste chorando, estou entrando numa depressão, e p/ ele está tudo bem dormi come se alegra tudo está normal p/ ele. pastor já fize proposito de 1 ano orando a DEUS p/ q. ele me ajude a organizar meus sentimento, me orientar q. dessizão devo tomar, e já vai fazer 02 anos e nada resolvir na minha vida. pastor me ajude, ñ tenho email. me responda nesta mesma pagina preciso de ajuda urgente! fica por sua comprenção publica ou não .é um nome fiquitiso.

    Irmã, paz.

    Querida, você deve temer mais a Deus do que aos homens.Esse negócio que está acontecendo na sua igreja pode se transformar em tragédia. Seu marido, falso pastor de uma igreja de 400 membros, adultero inveterado, que não se corrige nem se arrepende e ainda te ameaça de morte, te espanca, esse homem é um bandido. Você tem razões bíblicas para se separar dele e mais , denunciá=lo a polícia e a liderança da igreja para as devidas providências. Esconder o pecado dele é também se comprometer diante de Deus. Siga a tua vida, fique perto de sua família, se proteja, e sirva a Deus.

  64. lany

    Olá pastor Estou precisando de aconselhamento
    eu namoro com uma mulher a 1 ano 4 meses,e tudo começou da amizade
    e ambas já sentiam algo a mais que amizade.E da nossa amizade nasceu um amor forte que dizem não ser de Deus,não sei se é ou não mas a gente se ama demais e sofremos muito por todos dizerem que isso é uma abominação. a gente já enfrentou tantas dificuldades juntas e continuamos juntas e nosso amor só aumenta a cada dia. a mãe dela é evangélica e não quer nos ver juntas e ela frequentava a igreja mas quando eu a conhece ela já estava afastada,ai sempre passamos por crise por que as pessoa dizem que isso não é de Deus. Procuramos uma igreja e começamos a frequentar e ambas pediam a Deus pra que se esse amor que sentimos não fosse da vontade dele que ele o tirasse de nossos corações,só que nosso amor ficou mais forte ainda a gente se senti completas juntas,ficar longe uma da outra é muito difícil. O nosso amor é muito grande queremos poder cuidar uma da outra e ambas se sentem protegidas uma com outra,e juntas lutamos pro nossos dias serem melhor apesar do mundo esta do jeito que ta e como se uma fosse a força da outra. Ela me faz querer querer viver cada dia mais, ela é a minha felicidade e sem ela cada minuto é vazio.
    a nossa vontade é de poder servi a Deus juntas,poder ir ao culto e ouvir a palavra de Deus juntas sem as pessoas nos recriminaram. por isso pastor pergunto ao senhor o que devemos fazer?

    Esta conduta sua está prevista em Romanos capítulo 1, do versículo 18 em diante. É pecado querida. Para a sociedade de hoje, não há problema algum, mas para viver um relacionamento com Deus está fora da Palavra, é homossexualismo feminino.

  65. Michele

    Ola .. Meu nome é Michele, tenho 16 anos … Meu namorado se chama Bruno e tem 21 anos … Estamos morando juntos a 5 meses … Antes de conhecer ele eu ia na igreja até cantava la .. e hoje sinto muita falta, mas não tenho forças pra ir pois me decepcionei muito la … então sai e conheci o Bruno .. começamos a namorar e logo depois de tês meses de namoro começamos a morar juntos … Minha família gosta bastante dele e vice versa … Eu sempre sonhei em me casar nova, mas fazer tudo direitinho namorar,noivar e então casar e ai ter minha vida sexual com ele .. mas comecei errado .. e isso fica na minha cabeça dia e noite … Nós nos gostamos muito .. ele antes de me conhecer também ia em igreja evangélica mas ele também saiu um pouco antes de me conhecer … Eu sei que ele gosta bastante de mim e que ele é fiel a mim .. Mas eu me sinto muito mal .. varia vezes ele diz para mim q eu não dou nem se quer um abraço nele, q eu não sou carinhosa e ele diz q sente muita falta disso … Eu amo ele de verdade e já tentei responder ao q ele me pedia .. mas não sei o que acontece comigo, eu nunca tive muito carinho dos meus pais dez de pequena então as vezes acho q isso tem um pouco a ver também … Ele ta guardando dinheiro para agente se casar, por que ele também sabe q estamos no pecado .. as vezes eu penso em voltar pra casa da minha mãe até nos casarmos .. Mas eu não consigo mais me ver sem ele e ele sem mim … Eu não tenho quem me de concelhos e isso é muito ruim também

    Reposta.

    Micheli, paz seja sobre o teu casamento. Basicamente os teus questionamentos são três: o não casamento no civil e na igreja, a possibilidade de voltar para a casa de sua mãe até vocês regularizarem a sua condição de marido e mulher, e a cobrança de seu marido por mais carinhos seus.
    Quanto ao casamento no civil e na igreja isso é bom porque dá publicidade ao ato e reveste a relação de direitos e deveres de um para com o outro. Não apenas isso, mas também semeia no coração dos dois um nível mais alto de seriedade e compromisso , sabe, é aquela ideia de que “sou casado, agora”. E isso é importante mesmo porque tem pessoas que se casam e demoram para entender que agora não são mais sozinhos , e sim , pertencem a alguém e isso exige algumas mudanças de comportamento. Acabaram os flertes , as paqueras , os gracejos com o sexo oposto, a responsabilidade com o bem dele ou dela e outros mais. Esse registro do casamento você pode conseguir gratuitamente no cartório de sua região, procure se informar a esse respeito. Quanto ao casamento na igreja você deve estar frequentando uma, ser membro dali e aí conversa com o pastor local e pede uma benção sobre o casamento, de preferência após o registro no cartório.

    Quanto a voltar ou não para casa de seus pais não creio que seja uma boa alternativa, pois no casamento as nossas escolhas devem ser sempre no sentido de aproximar e não de distanciar. Você deve ir resolvendo os problemas e isso vai melhorando a sua cabeça, tirando o peso do pecado e a vida a dois vai ficando mais gostosa Quanto a esse sentimento de culpa, lembre-se de algo chamado graça de Deus, que nós não conseguimos mensurar de tão grande que é. Deus observa o teu desejo de fazer a coisa certa e isso conta e muito. Na verdade, penso eu, que o registro em cartório tem a sua valia e destinação, porém, diante de Deus é de somenos importância, aliás, a Bíblia não fala nada disso. Alguém pode dizer que é preciso obedecer a lei dos homens, então, a esses lembro que a lei não considera mais crime e nem é obrigatório o casamento, e ainda, ela dá respaldo e garante direitos em caso de união estável, elevando este relacionamento ao mesmo patamar que um casamento formalizado. Mas veja, estou te dizendo isso porque creio que pode trazer libertação para tua alma, porém , vá ajustando todas as coisas para que não tenha do que ser acusada e dará bom testemunho de temor a Deus.

    Quanto a não ser carinhosa com seu marido e ele reclamar, você deve compreender que isso vai manter a união do casal, ele vai se sentir amado. Provavelmente a linguagem de amor dele é o toque físico, a intimidade, ou seja , ele se sente que é amado quando você lhe faz carinho. Então pare de pensar que não dá carinho porque não recebeu , isso é coisa do passado , foi ruim para você e precisa de mudança de atitude, seja carinhosa. Perceba que os seus problemas não são difíceis e nem requer dinheiro para resolve-los, só um pouco mais de empenho, isso é maturidade. Querida, fiquem com Deus, fiquem em família abraços , Pr Ismael

  66. Ana Bella

    Olá,
    Meu casamento esta por um fio, vou tentar contar minha historia resumidamente, imigrei para um pais da europa e conheci um rapaz da africa, namoramos e passado alguns meses eu engravidei, depois fui para o Brasil e fiquei um ano lá, durante esse ano casei me por procuração com esse rapaz que era meu namorado, entretanto em 2011 quando voltei ao país da europa, tive uma surpresa ele tinha mandado vir um filho dele da africa pra morar conosco, eu fiquei triste pelo fato dele não ter me dito nada, como casamos achei que ele devia ter o minimo de consideração. Então o clima ja não foi o mesmo de antes de eu ir para o Brasil, pois as coisas mudaram muito, e para piorar em agosto deste ano um dia cheguei do trabalho e fui dar banho na minha filha e ela não me deixou tocar na parte intima e me disse que o ” fulano ” tinha feito dodoi ali, eu levei ela ao medico foi feito exame e provado que houve uma tentativa de violação na menina, mais meu marido como pai de ambos nada fez, isso me revoltou porque na minha opinião ele tinha que mandar o menino de volta para africa onde ele sempre esteve com a mãe. Hoje me sinto mal porque tenho ódio no meu coração, isso ta me corroendo, já nem consigo orar, nem tenho ido a igreja, a impressão que tenho é que estou me distanciando de Deus cada dia mais, não sei o que faço me ajudem, o que devo fazer? Já que o pai não tomou nenhuma atitude.(Isso que esta acabando com meu casamento, porque sempre que toco no assunto gera discussão e isso me perturba, o fato do menino continuar dentro da nossa casa).

    Irmã, as informações que você passa são poucas para a gente fazer uma avaliação do que está ocorrendo, porém, vamos ver se entendi direito: Em menos de dois anos vocês namoraram, tiveram relações sexuais, veio a gravidez, vocês se casaram posteriormente. Depois você viajou para o Brasil e quando voltou para a Europa ele tinha trazido um filho do qual você não tinha conhecimento. E esse filho tentou violentar sexualmente a sua filhinha. Querida, acho que quando vamos nos casar existem coisas que precisamos saber de antemão, como por exemplo quem é a família do meu pretendido(a), quais são os costumes, a cultura, a religião, a saúde, as questões de sexualidade, e outras coisas mais. Temos visto pessoas se conhecendo pela internet e se casando, acho muito temerário, se o casamento é algo que tem muito para dar errado, quando é assim então, tem tudo para dar errado. Outro dia aconselhei uma irmã que se casou com um angolano que depois de casado se revelou polígamo, não se contentava com uma esposa só, queria três ou quatro e estava montando o seu harém dentro de casa e a irmã não sabia o que fazer. Mas, afinal, você já casou e a questão agora é que você está com ódio do que ocorreu. Irmã, eu creio no casamento, creio que é indissolúvel, é aliança, porém, creio também que uma pai e uma mãe deve ser protetor(a) de seu filho ou filha. Desse modo, esse menino e a sua filha não podem coabitar, não podem viver na mesma casa mais, pois você nunca mais irá confiar nele, e essas proximidade fará com que você não o perdoe mesmo.Talvez seja mais sábio você impor ao pai dele que se decida, que mande o menino para a mãe, pois o que ele fez foi grave e inviabilizou a presença dele na casa de vocês. Estou imaginando que ele deve ter uns 12 anos, já pensou quando ele tiver uns 16,17 anos? Já pensou na possibilidade de na cultura dele a mulher não ser tão valorizada e respeitada sexualmente, e de tanto ver coisas acontecendo, ele teve este comportamento com sua filha? Bom e vamos imaginar que nada aconteça, mas a possibilidade de sequelas emocionais na sua filha são grandes, inclusive, no tempo da rebeldia pode ser que ela se veja como uma vítima sua. Posso parecer dramático demais, mais são coisas que vemos no ministério, gente se sentindo menos importante, se sentindo abandonada a própria sorte e coisas assim. O que te aconselho? Busque resolver pedindo com amor ao seu marido, explicando tudo isso a ele que mande o menino para a casa da mãe, e que eventualmente, vez ou outra ele venha estar com vocês e nesse caso você tome medidas protetivas para sua filha. Se não conseguir convencê-lo disso você deve se separar por amor a sua filha. E por que digo isso. Digo por que você na verdade tem princípios cristãos, mas já não vivia uma vida de obediência, uma vida na comunhão de uma igreja, ou seja, você seguia a Jesus a uma certa distância, Ele não era a sua prioridade. Por isso se envolvia sexualmente com seu namorado, foram morar juntos e só depois se casaram, e ainda, atualmente, não tem vontade de ir a igreja, nem de orar. Você não está debaixo da lei do Senhor nesse sentido? Seria como se alguém não cristão me perguntasse se poderia fazer sexo com sua namorada. Eu lhe diria, fique a vontade, é apenas mais um pecado. Claro que é um exagero para fazer-me entender. Então, se não puder encontrar uma solução para o afastamento do menino, seria o caso de você se separar sim, por amor a sua filha. Mas não corra logo para o divórcio, espere para ver qual o lugar que você ocupa na vida de seu marido. Busque aconselhamento de um advogado para saber das questões legais quanto a direitos, filhos, valores e bens. Agora, comece a encher o seu coração de misericórdia, perdão, e ore por esse menino para que Deus lhe dê a graça do perdão para com ele.Se você fosse alguém firme em uma igreja, que levasse uma vida na observância das leis de Deus, eu diria para você levar o caso para seus pastores, mas não me pareceu ser o caso. E olha irmã, não fique achando que estou dizendo que você não é de Deus ou coisa parecida, não , simplesmente estou dizendo que você não estava tendo uma vida de fidelidade com o Senhor e que diante de um quadro desse seria melhor você abrir mão do casamento do que da felicidade de sua filha.Você não tem o direito de não protegê-la, de expor a vida dela a perigo, você pode provocar um prejuízo enorme para o futuro dela. Esse é o meu pensamento, mas posso estar errado, os pensamentos de Deus são mais altos que os meus pensamentos. Já aconselhei pessoas e esgotei os recursos de orientação e de repente a pessoa foi à igreja e durante o louvor Deus lhe deu uma palavra libertadora, entende? Antes de qualquer coisa, ore, mas ore muito, ore mesmo, faço jejum, peça orações para decidir certo. E olhe , não fique forçando o seu marido, ajude-o, pois a posição dele não é nada confortável também. Deus te abençoe e te guarde, abcs Pr Ismael.

  67. Elaine

    Pastor eu e meu esposo estamos a um ano na igreja,não somos casados no papel mais temos uma filha,nos conhecemos no mundo eramos afastados e após o nascimento de nossa filha resolvemos retornar
    a casa de Deus só que meu esposo não muda,só piora e tomo o costume de me agridir fisicamente de forma constante,já conversei com meu pastor mais ele não fez nada e as agressões permanecem,permitindo inclusive que meu esposo continuasse no ministério de louvor,ele me culpa por seus fracassos e diz que quer se separar mais nuncavai embora e ainda por cima a mãe dele espirita não gosta de mim acha que atrapalho a vida dele,Deus já me revelou vários trabalhos de bruxaria feitos por ela.
    Tenha buscado a Deus em oração e jejum mais nada muda,fico pensando se não estou insistindo em algo que não é pra ser,já que não sou casada com ele oficialmente.Pastor me ajude,preciso de orientação não aguento mais sofrer.A paz.

    Irmã,paz. Querida, eu sei que muitos crentes já devem ter dito a você que essas coisas vêm acontecendo porque você não é casada conforme o costume da igreja.Bom, eu não creio nisso , e acho que seria simplista demais dizer isso. Todos nós temos pecados, um diferente do outro, mas todos nós os temos, e nem por isso apanhamos do nosso cônjuge. Penso que buscar acertar o relacionamento para fins de direitos e obediência é importante, mas não pode ser considerada a causa de todos os males. Quantas pessoas atendemos aqui que se casaram virgem, na igreja, no cartório, enfim, fizeram e fazem tudo que deve ser feito e no entanto, vivem um inferno dentro de casa? Sei também que muitas pessoas que não passam pelo problema que acreditam que vocês devem continuar juntos, mas realmente, se você fosse minha filha eu já teria ido buscar você para abrigá-la dentro de minha casa. Penso que você não deve ficar esperando do seu Pastor uma atitude para resolver o seu problema, vá na polícia registre um boletim de ocorrência com base da lei “Maria da Penha”, ele será julgado pelos seus atos. A sua filha tem direito a pensão alimentícia, não esqueça disso, porque não é direito seu , é dela. Caso você tenha medo dele, ele pode inclusive ser impedido por decisão judicial de se aproximar de sua casa. E se isso tudo, decretar o fim do casamento, que assim seja, pois quem não cuida bem dos de sua casa, tem negado a fé e é pior do que o incrédulo. Você é uma filha de Deus, ele não te gerou para apanhar de marmanjo. Pense no que vai fazer e faça. Continuar apanhando dele irá prejudicar o futuro de sua filha muito mais do que a separação. E tem mais, caso você o ame queira, tome essas providências e permaneça só, não vá arrumar outro, pode ser que ele se arrependa e volte mudado, mas não deixe tde tomar providência, pois bater em esposa se torna um hábito, até que ela tome uma atitude forte. E por último, quem se acostuma a bater, acaba matando, não aceite isso. Deus não exige isso de você.

  68. Karla Vitorino

    Paz do Senhor
    Estou precisando de aconselhamento, descobri que o rapaz com quem vou me casar é gay, agora estou com medo do que irei passar com ele depois do casamento. A descoberta não mudou o amor que sinto por ele, mas estou com medo de ser rejeitada depois de casar. Será que devo levar ese casamento a frente e casar mesmo sabendo que irei enfrentar dificudades? Há 1 ano e 4 meses que oro para Deus confirmar e por várias vezes Deus mostro-me em sonhos e visão, e por apenas uma vez Deus usou um pastor que ja não esta na minha igreja. Sera que Deus usaria a mim para completar a sua obra na vida do seu servo? Me ajudem, estou um bocado confusa.

    Resposta:

    Querida, pense comigo, se vocë tivesse certeza de que é Deus que te mostra coisas em sonhos não estaria perguntando e pedindo aconselhamento para um mortal e pecador como eu. Aqui na redação do blog está cheio de emails de pessoas que tiveram sonhos, visões, confirmações e outras coisas mais e estão cheios de problemas e não conseguem entender porque Deus permitiu sofrimentos a elas. Veja querida, a Bíblia trata com tanta seriedade o casamento que proibe o casamento misto, crente com não crente, então porque Deus iria te mandar casar com um homossexual? Essa pessoa, por maravilhosa que seja, não gosta de mulher, gosta de homem, você só servirá para mascarar uma situação, você irá validar as aparências nada mais do que isso. E por outro lado, estou preocupado com você, pois parece que você está preparada para aceitar uma situação degradante dessa, alguma coisa está errada nos seus conceitos e valores. Leia Romanos 1:26, ICo 6.10, leia também I Tm 5. Deus não quer esse casamento, é você quem quer, e como você é livre para decidir, então decida por si mesma sem acusar Deus mais tarde.

  69. João(pseudônimo)

    Não gostaria de me identificar, pois sou pastor a quase 4 anos e casado a cinco anos, e tenho um filha linda de 3 anos. Sou totalmente fiel a minha esposa e minha família. Sempre tive um ótimo relacionamento com minha esposa, inclusive , quando a conheci foi uma resposta de Deus a minha oração. Entretanto desde que me tornei pastor meu casamento tem indo de mal a pior, ela não me apoia, não me acompanha, Ja falou em separação varias vezes, e sempre joga na minha cara que eu só faço as coisas para os irmãos da igreja, que eu não dou atenção para ela, quando na verdade é ela que não que estar ao meu lado. Para ela a igreja é uma rival, ultimamente tenho deixado de aceitar convites para pregar fora e convites para louvar para ter mas tempo com ela, entretanto nem sempre é possível, sabe com é pastorear, na igreja sempre tenho que ficar tando justificativas por que ela não foi ou não veio, E agora alguns irmãos já estão percebendo um tristeza no meu rosto. Quando tenho tempo ela não me da atenção, só que saber de dormir. Nesses cinco anos nunca fui totalmente feliz no casamento, nunca tive uma surpresa “erótica”. Sempre a mesma coisa, sempre eu tenho que procura-lá. Agora para piorar a situação aos 31 anos de idade ela esta me deixando a perigo, pois esta se negando a ter intimidades comigo. Por favor me ajude com um palavra, orar eu já tenho orado a cinco anos. Conversar tem sido inútil, semana passada ela me ameaçou de ir embora cansado de humilhação eu disse a ela que se ela fosse no dia seguinte faria dois dias. Ai ela ficou sem falar comigo e foi para a casa da irmã dela, eu peguei e nem telefonei para ela, no outro dia quando cheguei do trabalho, ela estava em casa, mas não quis ir ao culto, levei minha filha e fomos, Quando voltei ela estava diferente, a noite tive momentos que a muito tempo não tinha, na hora “H” ela até disse que queria um filho. Passamos uma semana maravilhosa até acreditei que ela estava mudada, mas sem mais nem menos ela mudou de repente e agora ela não quer nem me abraçar. Sinceramente não sei mais o que fazer? Sempre fala que ela é muito egoísta, só pensa nela. Afinal eu tenho sentimentos, eu tenho desejos, e eu não quero me separar sempre falo para ela que o que eu assumi no altar diante de Deus, no dia do casamento foi verdade e eu estou disposto a cumprir. Ja procurei falhas em
    mim logico que tenho, mas posso garantir que eu sou um bom marido, um bom pai, fiel, temente a Deus, Tudo que ele precisa financeiramente dentro das condições eu faço recentemente agora eu gastei mais de 3 mil para ela tirar habilitação, to pagando ainda no cartão mas parece que ela não reconhece nem valoriza o que eu faço para ela.

    Por favor preciso muito de uma ajuda.
    POR FAVOR AJUDE ESSE COLEGA DE MINISTÉRIO
    QUE DEUS ABENÇOE RICA E PODEROSAMENTE ESSE MINISTÉRIO EM NOME DE JESUS AMÉM

    Irmão querido, paz seja convosco;

    Pelo que você diz ela tem um ciumes difuso, não de uma pessoa , mas da igreja e já que tentou conversar, mas sem sucesso. Irmão, o ciúme é fruto de uma insegurança, é um medo irracional que ela tem de te perder, ela não quer dividir você com ninguém. É possível que ela tenha tido alguma experiencia de perda que, agora, está afetando a vida de vocês. Penso que uma das maneiras de você ajudar um ciumento, é elevando a sua auto estima, é promovendo, encorajando, não dando razões para a desconfiança. Então, encontre um ponto de equilíbrio entre o servir a igreja e estar com ela, mas sempre faça coisas que eleve a sua auto estima, mesmo quando estiver na igreja ou em algum lugar, lembre-se dela, ligue, converse um pouco, confirme o seu amor, faça declarações a ela, e quando voltar traga um presentinho, faça coisas que gerem tranquilidade no seu coração.Evite falar muito da igreja, e quando ela estiver junto de você honre-a na presença dos irmãos, deixe claro que o amor que você tem para com a igreja não concorre com o amor conjugal. Tire uns momentos com ela para orarem juntos, e nessa oração vá ministrando cura no coração dela, mais de uma forma delicada, sutil, dizendo palavra agradáveis e estimulantes. Comece a entusiasmá-la para o ministério, diga-lhe que ela é importante para o Reino de Deus. Não seja afetuoso com ela somente na hora do sexo, mas demonstre o seu amor mais vezes dando-lhe assim segurança.Uma de nossas filhas adotivas, ela ao ver outras crianças chegando em casa para adoção começou a ter resistência, um ciume de suas coisas, seus objetos pessoais, roupas e mesmo sentindo ciumes de nós enquanto pais.Então conversei com ela, deixei claro que independente de quantos filhos adotivos Deus nos der, ela vai continuar sendo o meu “xodo” ( uma forma de tratamento carinhoso que lhe sempre lhe dediquei) e que em nossos corações há espaço para muitos, não vai lhe faltar amor . E a partir daí começamos a sair com ela para passearmos , só eu e ela, e as vezes, ela e e mãe, e nesses passeios tomamos um sorvete, compramos alguma coisa que ela goste, um presentinho e já temos visto mudanças. Como ela é a maiorzinha entre as adotivas, nós já não levávamos na escola e nem buscávamos e passamos agora a fazê-lo. Quando ela menstruou com 10 anos, eu lhe dei flores, quando foi no mês seguinte, ela esperou por mim para me contar que havia menstruado novamente, e assim ela vai se superando. Colocamos fotos dela junto conosco na casa, e tomando o cuidado para não despertar nada errado no coração dos demais. Querido, busque sabedoria em Deus e você vai vencer, essa crise vai passar, mas é assim, faça ela crescer com você em todos os sentidos, espiritual, social, e culturalmente, não a deixe para trás, ela não pode ver o teu ministério como uma ameaça.Ore por ela com imposição de mãos, quando ela estiver dormindo faça carinhos nela, em algum momento ela vai acordar e “flagrar” você fazendo carinho e vai adorar. Mas não toque nela com apelo sexual, não, apenas toque com afeto.Observe uma roupa que ela tenha usado para sair você e espere uma semana e diga que ela estava muito bonita naquele dia, peça para ela colocar de novo, você vai ver, ela vai se desmanchar. Não sei se na sua denominação tem pastoras, mas se tiver, diga nas orações para que ela ouça que você a quer no pastoreio, junto de ti. Não a trate como a “mulher do pastor” pois ela tem nome, isso dá significância a vida . E antes de tudo, coloque tudo diante do Pai em oração e creia que Deus é contigo. Um abraço fraternal.

  70. rayanne

    Olá pastor, estou com uma pessoa já tem quase 6 anos, temos 2 filhos um de 4 anos uma de 1 ano, quando engravidei do mais velho tinha apenas 16 anos e não nos casamos porém ao engravidar da minha segunda filha fomos morar juntos, eu sou evangélica e ele não é, o nosso relacionamento terminou pois ele me traiu, porém se arrependeu e veio atrás de mim, quero muito que Deus restaure a minha família , só que agora os meus pais não querem que eu volte, mesmo não sendo casados no papel (quero muito mais ele disse que não vê necessidade, creio que Deus mudara isso nele) gostaria de saber se é correto que eu ore para Deus restaurar a nossa família e mudar o coraçao dos meus pais para que eles aceitem, hoje moro com meus pais mas nao tenho autoridade alguma com meus filhos visto que eles dizem que se estou embaixo do teto deles eu não posso brigar nem educar meus filhos e pra mim isso não é certo, amo muito o pai dos meus filhos e sei que ele me ama, apenas não somos casados formalmente mais o considero meu esposo e tenho requerido a nossa família junta diante de Deus, estou errada pastor?

    Resposta: Querida, você está tendo uma chance de fazer a coisa certa do modo certo, portanto, não desperdice a oportunidade que Deus lhe dá nesse instante. Veja, a união conjugal bíblica não fala em “estar” com alguém, mas em ter uma “aliança” com alguém. Tudo que Deus fez é bem feito, pois Ele faz tudo esplendidamente bem. Quando você se ajunta com alguém, é um atalho que se está tomando, uma estrada alternativa que pode até de levar a algum lugar, mas, certamente,não é o melhor caminho, não faz parte do projeto de Deus. Os erros de sua estrada são vários, você como conhece os valores cristãos deveria ter se casado com alguém que tenha a mesma fé que você, que tenha Jesus como seu Salvador e Senhor, mas de qualquer forma, isso ainda pode acontecer com tal pessoa. Você engravidou durante o namoro, e depois engravidou de novo e aí sim, tomaram a iniciativa de morar juntos, não de se casarem. Isso soa como um descompromisso que vocês tem um com o outro, a união não está fundada nos ensinos de Cristo, portanto, pode não durar como de fato não durou. Em seguida, ele adulterou e então, vocês se separaram . Diante desse quadro você voltou para a casa dos pais, numa clara demonstração que vocês não estavam estruturados como família, quem sabe com poucos recursos financeiros, sem casa própria, sem emprego, com duas crianças, sem pensão judicial, enfim. Uma vez na casa de seus pais, você perdeu a autoridade sobre os filhos, o que era mais ou menos esperado. Imagino que você tenha em torno de 22 anos, portanto, ainda é muito jovem, e se não tivesse precipitado as coisas, agora estaria numa idade quase boa para se casar, entretanto, você quer reconstruir seu lar, o que eu penso que você deva fazer mesmo, as crianças tem direito a um pai que os ame e proteja e você tem direito a um marido para compartilhar a vida.Então, o que fazer?
    Antes de qualquer coisa acerte sua vida com Deus, reconcilie-te com o Senhor, apega-te a Ele, para que o bem te alcance. Sabe, você disse que era evangélica e o seu homem não, mas as suas atitudes, o namoro de vocês negam que você seja evangélica, pois evangélico é aquele que segue o evangelho e não aquele que já ouviu dizer do evangelho ou que segue algumas práticas e outras não. Então conserte primeiro o teu interior com relação a ser realmente uma cristã e não uma caricatura de crente. Depois, peça orientação e ajuda de Deus para a questão do seu ex companheiro, o pai de seus filhos. Você deve antes de se “ajuntar” de novo, deve chamá-lo a responsabilidade e ver se quer se casar ou não, caso não queria, permaneça sozinha até que ele mude de ideia, não abra mão do casamento. Outras coisas devem ser discutidas, o perdão deve ser liberado e ele deve comprometer-se a desviar-se do mal, uma mudança real de vida. Digamos que ele, resolva se casar, então, comecem a criar uma estrutura de família, adquira seus bens , mobílias, eletrodomésticos, um lugar para morar que não seja a casa dos pais e outras necessidades mais. Você não precisa abandonar seus pais, mas é preciso deixá-los fisicamente, geograficamente , emocionalmente, e financeiramente. Fale para ele da importância que Jesus tem na sua vida, se ele se converter, melhor será, caso contrário, que ao menos assuma você em aliança e não em descompromisso. Você diz que só falta o formalizar o casamento, mas não é só isso , é muito mais do que isso. Ainda que demore um pouco, mas é hora de recomeçar certo, pois de que adianta vocês começarem a nova vida sem a menor estrutura, sem recursos, tendo que seus pais como fonte de provisão, e de repente seu marido começa a ter motivos para descontentamento e o circulo vicioso das brigas se instala e destrói o amor de vocês. Um dos grandes erros de uma mulher é transferir para Deus a responsabilidade de mudar o coração de seu marido depois que se ajunta a ele, digo, que é possível, mas não é algo concreto.Trace um plano, vá por partes, coloque isso dentro do teu coração, organize a vida para que dê certo. Quando a nossa vida está equilibrada, a gente ri mais, se diverte mais, namora , passeia , faz amor, enfim, o casamento ganha, mas quando está tudo improvisado, mal arranjado, então, o fracasso é uma possibilidade maior que o sucesso. Pense nisso e tome atitudes corretas. Deus pode e quer te abençoar, mas até para ser abençoado é preciso estar preparado, por exemplo, adianta eu pedir a Deus que me dê uma empresa se eu não estiver preparado para administrá-la? Posso pedir a Deus um emprego de motorista de caminhão se nem ao menos tenha a habilitação necessária para conduzir um veículo assim? Leia sobre o tema, estude, ore sobre isso, busque conhecimento bíblico, se prepare para a vida conjugal e Deus te abençoara.

  71. thaty

    meu nome e thaty
    a paz do senhor!!!!
    presiso de uma orientaçao
    tenho 20 anos sou casada a 1 ano formalmente.
    tive bebe a 8 messes atras e depois que tive minha filha o meu esposo nunca mais foi o mesmo comigo nossa vida conjugal e tambem ato conjugal nao flui da mesma forma intensidade, ele nao e mais carinhoso como ele era antes era ate um grudinho! ele ainda me trata com respeito, mas como posso dizer , no cotidiano e ate quando raramente saimos ele nem persebe mas me trata como se fose uma irma,e como uma irma dele estivesse no meu lugar . ele fala que me ama e que nunca vai me deixar mas ele nao e mais gentil comigo como antes!!!! agora ele e um estranho para mim mas eu o amo apesar de tudo .nos dois somos evangelicos da mesma igreja batista vida nova .eu todos os dias principalmente finais de semanas tento ter tempo pra ele ate sai do serviso so pra ver se mudava a situaçao mas nao porque ele reclamo comigo ,que nao estava dando atençao para ele, foi porque eu percebi que nos tinhamos que ter um tempo pra nos dois eu sentia falta dele .eu ja conversei varias vezes com ele, sepre converso a situaçao, esponho meus ,sentimnetos e ate me humilho falando coisas que so DEUS sabe ,na hora ele fala que tambem senti a mesma coisa senta falta de mim mas depois de algumas horas daquela conversa ele nao demostra mais nada e como se eu voltase a ser uma irma!!!!!!! peso que me ajude tenho orado sempre por nos dois
    pois me sinto como uma viuva com marido vivo!!!!!!
    obrigado por me ouvir !!!!!

    Resposta: Irmã, é preciso analisar com a razão, deixando a emoção de lado. Primeiro veja você mesma se as coisas são bem assim, ou se é você que está insegura, talvez até mesmo por mudanças que possam ter ocorrido no seu corpo.Segundo, considere que o casamento tem as suas fases, um dia mais apaixonado, outro menos, mas não é a paixão que sustenta a vida conjugal, e sim, o amor. Terceiro, considere que você pode estar idealizando demais o casamento, achando que devam estar todo o tempo doces e melosos, cheios de afagos e gestos de ternura, o que é bom, mas é irreal. A vida é luta, é combate, temos problemas a serem vencidos, filhos a cuidar, casa para arrumar, trabalhos a fazer. E quando tirarem um tempo para o casal, aproveitem bem, se curtam. Você está certa na questão dos passeios que devem fazer com certa constância, no uso de gentileza por parte dele. Voltem a namorar, e descubra a linguagem de amor principal dele e sua, leia os textos nestes links: http://casadosemcristo.blogspot.com.br/2008/09/como-demonstrar-amor-ii.html e outro http://casadosemcristo.blogspot.com.br/2008/09/como-demonstrar-amor.html. Você vai aprender sobre linguagens de amor e poderá resolver o seu problema a partir desse conhecimento. E para finalisar, os homens quando querem sexo, estão sedentos, eles ficam mais afetivos, mais carinhosos, uma vez satisfeito, essas manifestações boas dele diminuem mesmo, é natural , embora deva e possa ser mudado. OLha também para as coisas boas dele, como o respeito, o amor declarado, a presença, enfim, tire um pouco os olhos das coisas ruins. Faça uma lista de coisas boas e coisas ruins do casamento e verá que tem muita coisa boa nele. Valorize o que você tem hoje na mão, e faça de tudo para melhora-lo.

  72. carla

    Pastor,estou muito angustiada ,tenho 17 anos e me chamo Clara, fazendo alguns dias que comecei a namorar um menino da igreja, oramos antes de namorar, vamos pra igreja , estava sendo uma bençao nosso namoro até que um dia eu fui na casa dele e ficamos a sos, foi quando quase chegamos a ter relaçoes , depois do ocorrido eu e ele ficamos muito arrependidos, pedimos perdao a Deus e desde entao nunca mais aconteceu, só que fiquei com medo de Deus nao abençoa meu namoro e nos separar eu queria saber o que o senhor tem a dizer , POR FAVOR ME AJUDE.

    RESPOSTA: Querida, a Palavra para você é está; “Vá e não peques mais”. Vpocê deve estar feliz, pois se houve arrependimento é porque o Espírito de Deus é com você , pois não há arrependimento sem a intervenção do Espírito. Agora, para de ver Deus como um Pai vingativo, que ao menor erro dos filhos está pronto para dar uma paulada neles. Não, Deus sabe de todas as nossas fraquezas, nos ajuda para vencê-las, e ainda assim continua nos amando. Ele sabe de antemão quantas vezes cada um de nós ainda vai pecar, e está pronto a nos ajudar. Ame a Deus e busque a obediência como joia preciosa.

  73. caroline

    olha eu tenho 18 anos e tenho uma filha meu marido de 28 é ciumento e ele viu uma mensagem no meu celular que foi enviada direto do facebook ha algumas semanas . só que estava escrito apenas oi e ele queria quebrar meu celular ontem me bateu e me deu um monte de tapa na cara . e pegou um facão pra mim acho que quem ama não quer matare ainda por cima tudo na frente da minha filha e ainda falou que puta tinha que chegar marcada no serviço estou em duvida e o amo muito só que não posso aturar um homem me bater e perdoa-lo voces podem me dar uma resposta do que devo fazer.

    Resposta: Irmã, cuidado. Preste atenção nos telejornais, todo dia tem notícias a respeito de marido ciumento que matou a mulher. Procure apoio na sua família, converse com seus pais, peça guarida, e de um jeito de resolver este relacionamento. Você que está vivendo o drama, é quem deve saber o que é melhor para fazer. Mas se quer um conselho com relação a isso, te digo, primeiro não dê motivos para desconfianças, seja fiel em tudo. Mas não aceite a violência, deixe isso claro para ele. Penso que ele vai te bater de novo, porque já bateu uma vez e não aconteceu nada como represália de sua parte. Marido que grita um dia bate: marido que bate, um dia mata. Veja se não é o caso de se separar, pois “aquele que não cuida da família é pior do que o incrédulo”. Você é uma filha de Deus, casamento pressupõe existência de amor, quem agride é porque não ama de verdade, ele quer a posse do seu ser. Você deve se apegar a Deus, apartar-se de tudo o que é errado, mas se a situação persistir, e ele te batendo, saia desse relacionamento, separe-se e busque os seus pais e também registre o fato na Polícia.

  74. Marcos

    Oi pastor quero que o senhor tire minha duvida quero saber se é pecado transar com minha esposa no periodo de sua mestruaçao e quando ela esta assim sinto desejo mais nao faço e ela faz pra mim com a mao, é pecado pastor? tira esta minha duvida porque se for eu nao peço para ela fazer mais. Me ajuda pastor e a paz do Senhor.

    Resposta: Irmão, sexo no período da menstruação não é pecado, porém, nesse período qualquer doença que você possa transmitir a ela (virus, bactérias), torna-se mais grave, então cuidado. As carícias que ela te faz chama-se masturbação a dois, não é pecado, vocês são marido e mulher.

  75. nice

    Pastor a paz do senhor; Queria um conselho seu pois estou totalmente perdida.Tenho 21 anos sou casada e acabei me envolvendo com o meu proprio Pastor, queria muito parar mais ele diz que me ama e o pior é que eu o amo também.Ja procurei ele e disse que não queria mais ver ele e que era pra ele me deixar em paz mais todas as vezes que tentei terminar o caso ele dizia que se eu terminasse com ele; ele se mataria na minha frente;ou ate faria coisa pior.Eu quero colocar um ponto final nessa situação mais não consigo,O que eu faço será que conto toda a verdade pra esposa dele e pro meu esposo?Eu sei que contar toda a verdade vai trazer muito sofrimento mais eu acho que é a melhor opção;como vou fazer isso?Me ajude Pastor o mais rapido possivel por favor eu não aguento mais…
    RESPOSTA: Que pena, você faz parte de uma estatística ruim, onde diz que 11% das mulheres evangélicas já adulteraram ou estão em adultério, e esse seu “lobo” que você chama de pastor, faz parte das estatísticas masculinas onde 25% dos homens evangélicos adulteraram ou estão adulterando. Mas veja, ainda dá tempo de se arrepender verdadeiramente e parar com isso, pedir perdão a Deus, e ao cônjuge quando Deus preparar o momento, e ver o que acontece. Agora, o adultério não fica sem consequências, esteja pronta para passar por situações difíceis e procure salvar tua alma voltando-se para Deus totalmente.

  76. Ivan

    A paz do senhor Pastor!!!

    Pastor, andei procurando em muitos sites evangélicos à respeito do que
    tenho vivido ultimamente. Preciso de ajuda para ajudar minha família e
    familiares no sentido espiritual.

    Eu sou o que podemos dizer novo na fé (+ ou – 5 anos de evangélico e 2
    de batismo), aprendi a amar o senhor com temor e tremor, e já li a
    Bíblia e leio bastante sobre temas específicos do mundo espiritual.

    A família de minha esposa (evangélica de berço) me ganhou para Jesus
    depois de enfrentarem muita afronta de minha parte por ignorante que
    eu era. Mas agradeço a Deus pela esposa que ele me preparou a qual
    perseverou até o fim e além de ganhar um marido , ganhou uma alma pra
    cristo.

    Desde então, eu tenho a família de minha esposa como exemplo da
    família cristã, eram todo muito unidos, sogro, sogra, meus 3 cunhados,
    co-cunhados, subrinhos e eu e minha esposa como casal mais jovem a se
    formar.

    Hoje tenho meu filhinho de um ano, promessa na vida de minha esposa
    que só engravidou aos 30 anos, mas para a Glória de Deus , a família
    pode ver a promessa de Deus na nossa vida, pois todos foram testemunha
    das dificuldade de engravidar e até da dificuldade do parto, pois
    acredito que o inimigo tentou ceifar a vida do meu filho (que nasceu
    prematuro com 32 semanas e 1,5kg)ficou 32 dias na incubadora e hoje
    tem 1 ano com 10 kg. ´Glória a Deus`

    Minha sogra sempre foi regente do circulo de oração, eu e minha esposa
    somos dirigente e regente da mocidade, meus cunhados também são na
    igreja onde eles congregam, meus sobrinhos são todos membros ativos
    nos adolescentes e mocidade, crianças, ou seja, estamos todos
    envolvidos de alguma forma na obra de Deus.

    Quando foi Dezembro de 2011, minha sogra que mora no interior, começou
    a comentar com minha filha um comportamento estranho do meu sogro
    (homem acima de qualquer suspeita) com 58 anos, obeso.

    Quando minha esposa falou comigo que seu pai estava estranho com a mãe
    dela, falei na hora(coisa da cabeça da sua mãe)você acha?..seu pai
    ..de meia idade…obeso….vai ficar se engraçando por ai….além de ser
    servo do senhor, reservado, educado, porém , era o único que ia a
    igreja de vez enquando.

    Passou-se 15 dias, pude contemplar com meus olhos o meu sogro com uma
    mulher e cuidando dos seus 6 filhinhos. Minha esposa e sogra quase
    surtaram (apesar de evangélica partiram pra cima dele tomando a chave
    do carro e jogando os pertences da outra pra fora), pois a de convir
    que uma situação dessa é difícil de encarar.

    Ele deu um jeito de sair com o carro, acho que já estava preparado pra
    isso(pois estava com a chave reserva do carro) e foi embora nos
    despitando.
    Depois de um dia, voltou pra casa como se nada tivesse acontecido e é
    claro que o portão estava trancado e não abriram pra ele. Ele foi
    embora balançando os ombros como quem não está nem ai.

    Lembre-se que não moro na mesma cidade que meus sogros, mas fui passar
    o feriado prolongado lá e justamente quando estava lá com minha esposa
    e filhinho na casa com minha sogra(pois supostamente meu sogo havia
    ido pescar)quando o marido da mulher bateu no portão dizendo onde eles
    estavam.(isso mesmo, ela também é casada).
    Nossa, foi um choque…( o marido da mulher foi avisar) imagina a
    coragem que ele teve que ter, pois passar por uma situação dessas não
    é fácil.
    E minha sogra na hora pediu pra irmos no local, e deu no que deu.

    Passados dois dias ele aparece mais uma vez, preparado, pois o portão
    continuava fechado pra ele, e ele já veio com uma serra pra serrar o
    cadeado, dizendo que queria entrar na casa dele.
    Mas como havia se tornado violento (se bem que nunca chegou a
    agressão) principalmente com palavras, se ele resolvesse agredir,
    ninguém seguraria, visto o tamanho dele.

    Chamamos a polícia pelo medo da agressão, eles acompanharam a retirada
    de alguns objetos que ele veio buscar, simplesmente queria pegar as
    coisas dele e sair, não falou nada(não pediu desculpas, perdão, ou
    mesmo falou em separar).

    Viemos embora e pedimos a uma tia pra ficar lá com minha sogra, pois
    ele havia entrado na casa antes desse vez da policia…quebrou vidro e
    tentou arrombar a porta (sem sucesso).

    Ficamos no aguardo do meu cunhado regressar da Inglaterra (onde estava
    vivendo), pois era o que morava com eles antes de irem para o exterior
    e o mesmo que mandava dinheiro sustentando os dois (percebeu também, o
    sumiço do dinheiro que meu cunhado mandava para meu sogro
    administrar), onde sumiu com aproximadamente 15 mil e não deu
    explicações, mas vimos nos extrato que tinha muitas compra em sex
    shop, e lojas de roupas femininas caras e um saque de 9 mil, que ele
    não negou mas simplesmente disse que não mexeu nesse dinheiro que
    sacou…que estava guarado, mas nunca devolveu.

    Meu cunhado voltou…ele foi buscar no aeroporto, como se nada tivesse
    acontecido(achando que meu cunhado não estava sabendo, pensando que
    minha sogra e esposa não teriam coragem de contar, pois sabem o zelo
    que elas tem pela familia)…

    Meu cunhado se fez de desapercebido, até recuperar o dinheiro(levando
    em banho maria) que foi em vão. E ele começou de novo com as saídas
    estranhas dele, até que meu cunhado deu uma prensa e disse ou ela ou a
    nossa familia, não vai ficar achincalhando a gente…ele pegou as coisas
    e foi embora…preferiu a mulher mesmo.

    Passado um mês..ele teve principio de infarte e foi internado(meu
    cunhado correu com ele pra outra cidade pra fazer cateterismo)..e foi
    se recuperar em casa..com a família….ONDE PEDIU PERDÃO A MINHA SOGRA,
    DIZENDO QUE QUERIA VOLTAR, CUIDAR DOS NETOS E DELA ATÉ MORRER.

    Porém após uma semana de recuperado, minha sogra notou a ausêcnia de
    algumas roupas dele no guarda-roupa e foi questioná-lo….ele disse que
    tinha que conversar com ela(ficou de conversar…provavelmente ele iria
    sair de casa dinovo) e meu cunhado pegou ele na casa da mulher
    novamente…Desde então ele saiu de vez de casa…e minha esposa estava
    muito triste….
    Pois ela é a unica mulher e a caçula do meu sogro e sempre foi muito
    querida pelo pai, e de repente, não se importava mais com ninguém.

    Ficamos perseverante em oração, crendo que Deus iria mudar esse quadro.
    Essa semana ele teve um infarto agudo e veio a falecer(nossa..que
    dor…estavamos todos orando por uma possível volta,aguardando as
    promessas do senhor)

    Corremos para o funeral que foi terrível, além da dor insuportável da
    perda, tinha a situação dele e a mulher ainda apareceu no
    velorio(parece que só pra zombar da família mesmo)..

    Não soube nem o que dizer a minha esposa para consolá-la…só Deus
    mesmo..pois graças a Ele..ainda possuo meus pais e meus avós (parentes
    próximos), e não tenho nem noção da terrível dor que deve ser.. Lógico
    que sofri a chorei muito também…ainda parece mentira ter acontecido
    isso com meu sogro…mas não se compara a dor da familia legitima.

    Estou buscando forças pra ajudar minha esposa…(meu casamento novo de 4
    anos com um filhinho..que não verá o vovô.)

    Mas o mais preocupante e o que deixa minha esposa e sogra arrasadas é
    a respeito da salvação dele
    todos temiamos isso, dele morrer nessa situação (pois havia ameaça de
    morte da parte do marido da mulher)

    Muitos vem e diz que foi Deus que tirou dessa situação (dizendo ele
    não tinha forças pra sair)mas oferecemos ajuda e ele disse que estava
    muito bem obrigado…Dissemos pra ele….vc não está brincando com a
    familia…está zombando de Deus…vc conhece a palavra…cuidado que Deus
    pode pesar a mão(ele dizendo..Deus pode pesar a mão mesmo se ele
    quiser)..
    Muitos dizem que foi tratar de Deus (que até acho que foi mesmo), mas
    dizendo que foi pra salvação…então não sei direito o que pensar

    Mas biblicamente não posso oferecer nenhuma palavra de consolo à respeito

    Gostaria que o Sr. explanasse algo (para que possa dizer a minha
    esposa)….tenho medo de ele ficar com essa tristeza pra sempre…ela está
    comendo..indo a igreja…cuidando da gente….mas não tem a mesma
    alegria..da pra notar..e eu acabo sofrendo por ela…e pelo filhinho que
    não entende nada .(coitado)…
    Tá muito difícil….

    aguardo uma resposta

    RESPOSTA: Bom, não compete a nós determinarmos quem vai para o céu e quem não vai. É verdade que olhamos para a Palavra e
    sabemos que os adúlteros não entrarão nos céus, porém, o momento antes da morte, só Deus e a pessoa é quem sabe. Dessa forma
    é possível esperar pela salvação dele,se houve um arrependimento sincero e pedido de perdão ( lembra do ladrão da cruz?) e por outro lado, temos que nos conformar visto que não serão salvos todas as pessoas.
    que amamos.Deixe para Deus decidir sobre essa questão, lamente a ausência, mas não há nada que possa mudar o que já está decido.

  77. A paz Pr.
    Me chamo Cristina, sou casada vai fazer 2 anos, sou nova tenho apenas 18 anos e meu esposo tem 22, somos evangelicos e decidimos casar pois queriamos serguir a palavra de Deus, mais antes de nós termos casados, agente pediu muito orientação a Deus, e quando namoramos ele foi morar na Bahia e aí agente passou um certo tempo namorando a distancia. O que eu me arrependo quando eu namorei com ele, é porque eu não conheci a familia dele direito, ou então eu estava cega ao ver que ele convivia com muitas mulheres que eram amigas da mãe dele, e elas não tem modos, são mulheres que usa roupa curta que não se senta direito, e fala muita besteiras, algumas dessas mulheres são novas e outras mais velhas, E o meu esposo gosta de muito de conversar com elas pois ele também é amigo delas, e eu, quando eu fui acordar eu já estava casada, bem, hoje eu estou passando por dificuldades no meu casamento já brigamos muito no decorrer desses dois anos, ele é nervoso, não é carinhoso, e não sabe lutar e quando vem uma briga a primeira coisa que ele fala é que quer separar, dessa última vez ele disse que ia terminar a construção lá de casa e ao terminar se agente continuasse brigando ele ia terminar a construção e ia separar, bem eu já descobrir que ele é um pouco chantagista, e o motivo da nossa última briga foi que ele falou que eu não tinha autoridade com a cachorra lá de casa e imagine se agente tivesse um filho, isso me machucou, aí eu falei que eu não queria ter filho com ele, e depois disso ele ficou com raiva porque eu o respondi, eu já estava um pouco triste porque ele não me dá carinho não diz que me ama e também não gosta de me levar na casa da mãe dele, agente sai pouco, e já percebi que ele gosta é de ficar conversando com esses povo da casa dele é menos comigo. Eu trabalho de segunta a sexta e faço faculdade, então agente se ve pouco e o que eu queria é que ele ficasse comigo mais no domingo e no sábado, mais nesse dia que agente brigou ele foi no domingo para casa da mãe dele às 2h da tarde e ficou lá até 10h da noite, eu pensava que ele nem ia mais voltar, ele esta sem falar comigo e eu já estou cansada de correr atrais, porque sempre quando ele fala que vai separar eu peço para que não se separe, mais já estou cansada, bem eu sou filha do Rei e quero ser tratada como uma princesa e não como algo que ele não se interessa, eu já fiz tantas coisas pra ele se agradar de mim, já fiz supresas, nunca neguei ele, sou carinhosa, mais vejo os meus defeitos que sou preguiçosa e não cuido muito da casa. Quando ele saí e demora eu já observei que a cueca dele estava suja e fui perguntar pra ele, e ele disse que é normal sair isso no homem, e depois disso nunca mais encontrei suja, mais agora eu encontro ela húmida, ele me procura pouco. Eu queria tanto que meu casamento desse certo, mais eu acho que é só um milagre, o que eu faço? tem algo que posso fazer pra que isso possa mudar, queria descobrir se ele tem algo escondido de mim.

    RESPOSTA: Irmã, vocês são muito jovens ainda, porém, como já se casaram, então não há mais espaço para meninices, tanto de sua parte quanto da parte dele. Você não deve ver coisas onde não existem, mas também não deve ser tola demais, procure ser o mais racional possível. Todo começo de casamento requer um tempo para um ajustamento, mas por outro lado parece que ele se casou mas se comporta como solteiro. Casamento é compromissos, não se pode falar em separação por causa de pequenas detalhes que poderiam ser administrados para o bem do casamento.Quanto essa questão da cueca, é um indício de que houve uma excitação e possivelmente uma ejaculação, o que não é normal sem que haja estímulos para isso. Um homem jovem, tem ao longo do dia, várias ereções espontâneas, mas não chegaria a molhar assim a cueca.Não pense em desistir , mas em investir na relação. Leia livros sobre relacionamento, se prepare para ser uma esposa sábia, procure cursos para casais, seminários, e tente “arrastar” ele com você. Seja assídua na sua igreja, traga Jesus para dentro de sua casa.

  78. Maria

    Boa NOite, me chamo Maria
    vou contar um pouco minha história:
    tenho uma filha de 3 anos, de um relacionamento, mt errado e conturbado, eu fui abandonada gravida, e o pai só a conheceu quando ela tinha 2 anos, depois de ter feito exame de dna, e agora luto na justiça por pensão
    pois bem, desde a grávidez, me cheguei pra Deus, fui pela dor, pois sofri mt por ser abandonada, me batizei,e desde então pedia a Deus um companheiro, e desde q minha filha nasceu, nunca tinha namorado ng, esse ano conheci uma pessoa, evangélico, mais velho que eu, e que tinha saído de um casamento de 6 anos, pois a esposa ñ o acompanhava nos caminhos de Deus, nos conhecemos, começamos a namorar, ele ainda é casado perante a justiça, quando o conheci, pedi que Deus confirmasse se era de Sua vontade, pois ñ qria sofrer d novo, namoramos 4 meses, estava tudo bem, e de repente ele me pediu um tempo, dizendo que ñ está feliz, pois tem mts problemas, e ñ consegue se divorciar, pois a ex esposa não está colaborando, embora ela ja esteja com outra pessoa, ele diz que sente Deus cobrar dele isso, acertar a vida dele, para poder ter um relacionamento certo comigo, e tb tem a questão do sexo, nós pecamos nessa parte, e ele sempre dizia que sentia um encomodo mt grande depois q faziamos sexo. então ele me pediu um tempo. para refletir.
    peço orientação, pois estou mt triste com isso, gosto dele, e fizemos planos de nos casar, preciso de oração .

    RESPOSTA: Irmã, a obediência quebra maldições em nossa vida, você caminha por atalhos, não espera em Deus. A vida tem dois segredos, o tempo e o modo. O tempo é quando as coisas devem acontecer, e o modo, é como elas acontecerão. Esse relacionamento começou errado, e tudo que começa errado fica difícil de se resolver.Você saiu de uma confusão e depois arrumou outra.Pense bem, que tal fazer a coisa certa, esperar em Deus, no tempo dele, uma pessoa trazida por ele. Mulher inteligente não se envolve com homem problema.

  79. 123456

    paz do senhor,pastor em busca de me firmar com Deus,contei a minha esposa todas as minhas traições,pois eu acharia justo não mais esconder isso dela,só que a reação dela foi de me abandonar,o que faço?Pois eu a amo muito e estou a beira de ficar louco,pois não quero perder a minha familia…

  80. Márcia

    A paz do Senhor pastor Ismael
    Procurando algo de deus encontrei o seu blog, as suas palavras fazem parte de minha vida diária, me fortalecem e me animam muito. Porque eu já estava me sentindo no fundo do poço, escrava da decepção, tristeza e angustia.
    Minha história é muito lamentável. Sou casada há 21 anos, com o homem da minha mocidade ele com 19 e eu 21 anos. Nos casamos na presença de Deus qdo tínhamos +/- 30 anos. Hoje ele com 40 e eu 41 anos e temos uma filha com 15 anos e ele nunca quis outro filho, para nos dedicar-mos ao futuro de nossa filha. Sempre trabalhei para ajudá-lo. Estou na presença de Deus há 13 anos e ele há 4 anos está afastado dos caminhos do Senhor ,após passar 8 anos servindo a Deus. Dar para perceber a vida de dedicação que eu vivi, enfim… envelheci ao lado dele. Hoje me encontro numa situação de absurda de humilhação. Tudo começa aqui. Há 02 anos atrás, meu esposo ficou desempregado, ele sofreu muito com isso, eu entendi e o ajudei com o meu trabalho. Ele me convenceu que precisava trabalhar e que iria trabalhar em outro estado para estabilizar nossas vidas, reformando nossa casa e juntar fundos para a faculdade de nossa filha. Eu mesmo triste, aceitei, pq ele sempre foi um pai atencioso e um marido admirado, resumindo éramos uma família modelo, mesmo antes de ser-mos crentes. Resumindo… Ele viajou !!! e como aprendi na igreja, confiei nele e o pior que segamente, nunca, nunca imaginei q ele pudesse fazer isso comigo, nunca. O que as pessoas não entendem é que a confiança vinha de uma vida estável de família feliz, nunca ouvir falar que ele tivesse me traído e até mesmo paquerado. Em setembro de 2011, foi detectado um tumor no meu abdomem. Eram vários médicos me acompanhando e me apoiando pq eu trabalho há 16 anos neste hospital, tinha tudo e todos ao meu redor, parentes amigos… só não tinha o meu esposo, me sentia muito triste. A cirurgia foi marcada e junto com ela uma decepção muito, muito grande, me surpreendeu. Neste momento eu estou com lágrimas nos olhos. Jamais irei esquecer este momento. Ele veio para casa de folga eu me lembro que qdo eu falei por telefone a data da cirurgia que era justamente no dia em que ele iria retornar para trabalhar, ele me disse q após a cirurgia que seria às 14 h ele viajaria à noite, meentristeceu, ai eu questionei e por força decidiu ficar. O homem q eu me casei jamais falaria isso, achei estranho mas… Hj percebo q ele não deu importância a minha saúde e a até a vida, mesmo sabendo que eu poderia está com câncer. Seria a morte da mãe da filha dele. Imagine, ele não se comoveu. Na véspera ou seja meia noite, antes de dormir preferir não fazer amor, pedi desculpa pois sabia q seria uma cirurgia com 2 meses de repouso. Mas eu precisava ficar ligada com Deus. Ele até q compreendeu, creio q já não fazia questão de fazer amor comigo, por duas vezes ele me puxou pela perna e fez sexo comigo e eu ali chorando, sendo humilhada por meu próprio esposo, eu sei q ele ñ esqueceu disso, ficou marcado, no meu e no coração de Deus. Nesta mesma noite, eu tava assistindo um programa evangélico, num intervalo peguei meu celular para despertar, pois, cedo teria q levantar para irmos para a cirurgia, imagine. Como o meu tava descarregado, peguei o dele. Sem intenção alguma, eu não bisbilhotei , pois queria está com Deus, a minha vida tava em risco, não queria jamais brigar, queria ele perto de mim, tava muito apreensiva, queria só carinho. Encontrei logo na frente do celular dele uma mensagem de uma mulher que dizia coisas de amor e q falava que eles tinham uma casa. Eu confesso q não suportei aquela punhalada, o homem q eu amava e confiava, me traindo até o ponto de morar com outra mulher, com 26 anos e com uma filha de um casamento fálido, mais nova do que eu , meu chão caiu. Ele despertou e falou q era engano, mais a msg era tão real. Que eu encuquei. Acordei , ou seja não dormi, lembrando de tudo r q tinha que fazer a cirurgia naquele dia. Ele me levou, e eu arrazada. Fiquei internada e tomando tranqüilizante. Imagine minha ida para o centro cirúrgico ! choro pois não suporto lembrar esse momento. Minha irmã disse q ele estava ali no quarto o tempo todo, e eu não o vi. Deus ñ permitiu ele tava me poupando.
    A cirurgia foi um sucesso, GLÓRIA A DEUS !! O pior foi esperar o resultado da biópsia, para saber se era câncer imagine dois problemas desse porte na mente,( o resultado foi benigno, para a glória de Deus). Quase enlouqueci. Fui para casa no outro dia. Mas com aquilo martelando, peguei aquele número de celular e falei com ele que iria ligar. Acredite. Ele deixou eu ligar. Não se importou com minha situação naquele momento. Operada, com pontos e muita dor e o coração sangrando, liguei na frente dele. O pior aconteceu. A mulher dizia q ele era esposo dela e que viviam há 2 anos ela e a filha dela e q viviam bem. Envolver a própria filha, junto com um homem que não conhece a família. Ele não vale nada, montou outra família lá, e engravidou a amante. Ele nunca quis um segundo filho no nosso casamento e aceitar de uma amante, imagine…Fez pouco com o compromisso e voto q fezemos com Deus no altar.
    Ela já vinha de um casamento fracassado, imagine que espécie de mulher ela é. Eles ñ sabem que o casamento o qual os dois infernizaram e destruiu, foi edificado e abençoado por Deus, não é qualquer um. Deus vai requerer dos dois, principalmente dele, cada lágrima que derramei, eu creio. Voltando. Qdo a mulher confirmou o caso que na cabeça dele ela já era esposa dele, eu o agredi, mesmo operada, passou um filme na minha cabeça e ñ suportei. Você não vai acreditar o que esse homem fez, na hora em que eu mais precisei dele, na doença gente . Um homem que temia a Deus, dava conselhos familiares um bom pai, amado por todos, todos mesmo. Me abandonou só com nossa filha em casa em estado lastimável, chorando muitíssimo, vomitando e com o ponto rompido e com muita dor na operação. Sabe o que fez? Foi embora para outro estado, para o lar da amante e nem olhou para atrás e quais consequências teriam. Não voltou para me dá assistência, não se compadeceu como qualquer ser humano arrependido fazeria, apesar do que ele fez eu sou uma pessoa. Ele simplismente passou 43 dias lá com ela, creio que os dois zombando de mim em momentos á dois. Ai eu entrei em depressão. Eu não consigo entender pq depois de tudo que passamos juntos até por respeito ao tempo e a nossa filha ele não tem o mínimo de respeito por mim, me humilha, me pisa e me ofende, meu Deus, falou pra mim q foi para a ginecologista com ela, que humilhação e até falou do filho com amante para nossa filha, ela disse q odiou escutar isso do pai, deu a entender q não tem amor e nem consideração por nós. Gente eu tô horrorizada com as atitudes dele hoje, e sei que Deus também tá. Você acredita que eu perdoei a traição e o filho. Deus mandou, mas só que ele não aceitou o meu perdão. Acha que ta feliz lá eu até acredito que ele acha que Deus tá naquele relacionamento. De novembro pra cá ele mentiu, me usou, me fez de amante fingindo q queria ter a família de volta, eu o recebi bem com muito amor, ele foi muito moleque e injusto. Gente outra decepção !. Após várias tentativas de reconciliação ele me abandonou 3 vezes. Ele simplismente pegou o carro e foi embora sem me dá satisfação, preferiu cuidar e proteger de alguém que a única intenção só foi arruíná-lo, destruir a família, pois ela ficou sabendo q era casado, ela não somou nada com ele. Meu Deus não entendo, eu sou uma serva do Deus vivo e todo Poderoso. Porque meu esposo tem prazer em me fazer sofrer. Eu as pessoas dizes que nunca viu um homem fazer isso com a companheira de longos anos Eu pergunto a Deus, porque ele se tornou um homem perverso, covarde, mal caráter. Ele não fez nenhum esforço de se arrepender dessa maldição. Hoje ainda o amo mais, decidi me afastar dele. Cansei de ser humilhada por quem tanto amei. O que mais me dói é lembrar q ele me disse que a mulher dele lá, não sabia que ele nunca se afastou de mim. Pq ele após ela descobrir q era casado, mentiu q tinha separado de mim e ainda me disse. Lembro-me q um dia me disse que qdo ele tava aki era ma coisa e lá era outra.
    Que ele estava vindo em nossa casa, mais era escondido dela. Imagine que homem covarde e hipócrita, Deus tem nojo dele, eu creio.
    Aqui em casa moramos eu e nossa filha sozinhas, sem proteção humana, onde eu fui muito feliz e vi nossa filha crescer e ter base de uma família honesta. Coloco minha filha nas mãos de Deus para ele proteger-la dessa decepção horrível. Deus trouxe o pai dele do interior internar aqui perto da minha casa e a mãe ficou lá em casa, ele não olhou isso, disse que iria lá e voltava e não sentiu remorso… entrou no carro e nos abandonou, foi embora. Por fim, ele praticamente me obrigou a acabar com o casamento. Após 4 dias ele ligou como se nada tivesse acontecido e q iria trabalhar lá mesmo e q aki ñ tinha emprego pra ele.Eu questionei, ele perguntou se não cria nas promessas de Deus, retruquei, se ele cria na do diabo. Achei q zombava de Deus. E o pior ele falou q Deus não iria trazer-lo para casa e deixa-lo desempregado. Descobrir q lá ele tá desempregado 5 meses. Ele falou q como ele iria deixar uma mulher grávida nos últimos dias, eu perguntei porque vc me abandonou qdo mais precisei, tava operada (silenciou). Tomei forças e tive uma atitude do fundo da minha alma cansada e humilhada. Disse a ele q estava cansada daquela situação e que ele não entraria na minha casa nunca mais como amante, e que não tinha estrutura de ser amante de meu marido, era o q tava acontecendo. Achava q Deus ñ tava se agradando. Ele passava lá 2 meses e 4 dias de folga na nossa casa. Mandava eu pedi a Deus escape, orar e perseverar . Falei q estava me afastando dele que iria dá o divórcio para v a reação dele. Ele disse q depois falaríamos disso e gritou que não queria separar. Eu falei q não queria mais o contato por telefone que era diário. Não sei se foi a atitude certa, mais eu me sentir melhor, mais digna. Será q vai ajudar ele a decidi ?
    Qdo vinha ficavamos bem, pois eu tentava restaurar. Ele achando q me manipulava com a amante lá e eu aceitava, mais era perseverança.
    Eu via tudo. Eu o tratava bem, ele me beijava e me fazia carinhos e amava os meus, eu sentia o prazer no rosto dele em receber os meus carinhos. Dormia grudado comigo,eu me afastava e ele juntava. No dia do aniver de casamento ele tava aki em casa e me acordou de madrugada para perguntar se eu sabia q data era, eu fiquei mto feliz. Dei glória a Deus.

    Ficaram as perguntas: Pque fez isso comigo? Qual será o fim dele ? Será q Deus vai fazer justiça ? o que Deus acha disso? E as chances q Deus deu a ele ? Será que ele não tem mais temor a Deus? Porque sentiu prazer em fz sofrer ? Como ele esqueceu de tudo que passamos ? o que eu fiz para passar por isso ?

    Hoje sofro e choro muito, só pela decepção, injustiça e vergonha, mais esperando o trabalhar de Deus na minha vida. Tô sem forças, tenho me esforçado para não decepcionar o meu Deus na sua obra. Esse não me abandonou. E coloquei aquele homem e aquela mulher nas mãos poderosas do Deus vivo, porque a justiça pertence a Ele.
    Ah! Eu questionei sobre macumba,ele me disse q ela não, pq ela tava indo direto para a igreja e era Assembléia e ele ia visitar. Junto com a amante !!!!!

    Eu só queria uma casamento feliz e restaurado com dantes, mais nada.

    Me ajudem! Será que eu agir certo?.

    DESCULPA POR ESCREVER TANTO, MAIS EU ME SENTIR TÃO BEM EM DESABAFAR. SENTIR CONFIANÇA EM SUA PALAVRAS. NÃO PRECISA PUBLICAR, PORQUE É MUITO GRANDE EM ENTENDO.
    AGUARDO RESPOSTA.

    O Senhor continue lhes abençoando.

    RESPOSTA: Irmã, alguém pode dizer para você continuar sendo amorosa para com ele que assim ele volta, o que é uma possibilidade. Mas outros podem dizer para você ser mais dura com ele, não aceitar essa situação, e pode funcionar, ou não.Quero dizer que não se tem como saber com exatidão, não há receita a ser seguida quanto a atitudes a serem tomadas no sentido do relacionamento humano. No entanto, o que você deve fazer é não deixar de orar e crer, sabendo que Deus está vendo tudo e em algum momento irá agir. O que sabemos é que term muitos homens “espertos” que tentam levar as duas ao mesmo tempo, então preste atenção nisso. Se você já fez o papel de compreensiva e ainda não deu certo, quem sabe não estaria na hora de endurecer com ele, dê um prazo para ele resolver a situação , caso contrário, você não irá mais aceitar isso. Deixe ele perceber que você está decidida mesmo, inclusive comece a tomar atitude de quem está se preparando para uma separação, e aí você irá saber o que ele quer. Deus te ilumine.

  81. Alves

    Um abraço. Pastor,
    Conheci uma pessoa, uma serva de Deus e em pouco tempo começamos a namorar. Depois de quase um mês ela resolveu terminar porque a temperatura subiu um pouco e ela achou ver se Deus falava ao seu coração sobre este namoro.
    Já que estavamos apaixonados, propus que ficassemos namorando em público sem ser no carro pois ela não deixa eu entrar na casa dela por causa da vizinhança e está separada a oito anos sem ninguém. Mas ela preferiu não arriscar e por todo nosso ministério por água abaixo. Mas será que ela realmente gosta ou sente alguma coisa por mim?. Tem tantas formas quando se gosta da pessoa de se contornar situações adversas. Nós estamos esperando em Deus, pois sinto que ela gosta de mim. Tem hora que ela diz que não sabe mais o que ela é de mim se é namorada ou amiga e tem hora que ela é fria demais dizendo que é só amiga, me diz que estou livre para procurar outra e posso sair aonde eu quiser. Eu só quero ela. Por favor me responda.
    Um abraço que Deus fortaleça seu ministério.

    RESPOSTA: Querido, não é tão comum assim, uma mulher ficar oito anos sozinha, e quando aparece alguém ela coloca dificuldades. Me parece que ela tem algum problema com relacionamentos e está te evitando.Talvez uma conversa séria, honesta e franca, buscando a verdade com amor, poderia ajudar os dois. Não vá se casar com uma mulher misteriosa que pode sofrer depois. O fato de ela se afastar
    um pouco porque estão em vias de ter relações sexuais antes do casamento pode parecer muito santo, mas também pode esconder alguma coisa. Tomara que eu esteja errada e seja tão somente uma prevenção contra o pecado, o que seria bom , um motivo para você amá-la ainda mais.

  82. sou pastora de uma determida igreja tenho 41 anos, meu esposo é pr. titula ele tem 47 ano, no ano passado ele aduterou c/ uma jovém da nossa igreja ela c/ 22 anos ela tem uma filha de 4 anos, estar sendo um sofrimento de 1 ano e 1 mês lutei muito p/ o casamento e o ministerio ñ acabar, + ñ consigo perdoa-los, ele colocou culpa na minha mente, querendo dizer q. eu era a culpada, e o q. ele queria era a separação nem q. o preço a pagar seria abrir mão do ministerio, queria q. eu fosse embora p/ outra cidade, p/ q. ele ficase c/ a jovém e na igreja quandro descobri o motivo desidi ñ ir + ela chegou a trabalhar em nossa casa, vivo desconfiada pq. ñ a 1ª vez já aconteceu outras vezes antes de sermos evangelico, pr. estou confusa ñ sei o q. fazer, q. atitude devo tomar, tenho uma boa vida estavem, vivo chorando e depressiva, ñ tenho animo p/ ora ñ consigo pregar, vivo descepicionada c/as sua atitude e por ele conhecer a palavra se defende c/ a palavra de Deus, é tudo muito confuso p/ mim, pq. ñ tenho coragem de tomar nenhuma atitude, tenho medo de ser conivente, ele continua ministrando normal c/ nada tivessi acontecido, e os pais dela continua na igreja, pessionei até ela ñ participar + congregando em nossa igreja, e os membro ñ sabe do acontecido nem o conselho da igreja, o q. devo fazer. verifico na pagina de aconselhamento.

    RESPOSTA: O seu marido está no pecado e te arrasta para a hipocrisia.Ele sabe que você não tem coragem de jogar tudo para o alto, e assim continua atacando as ovelhas. Veja, tentar salvar um casamento que já não existe, usando de mentiras e fingimentos,é dar continuidade para o pecado dele. Você quer salvar um ministério, mas te pergunto que ministério? Já não há mais ministério, ele é lobo.Não se afunde espiritualmente por causa dele. A restauração é possível, porém, não sem antes passar pelo arrependimento e correção de atitudes, ainda que isso tenha que ser exposto e ele pagar o preço que tiver que ser pago.Leia mateus 18 e veja como tratar com o irmão pecador, fale com ele só os dois, se não resolver leva para o conselho da igreja, se não resolver leve para a congregação. Na igreja tem muitas meninas carentes, pessoas simples, que não tiveram um pai de verdade, que nunca foram amadas, e que são vítimas fáceis de um malandro desse, me perdoe irmã, mas adultério dentro da igreja partindo do pastor não fica sem o juizo de Deus.

  83. andressa

    Paz pastor… conheci seu site a mais ou menos dois anos e ele tem servido de bençao.
    talvez minha historia sirva de testemunho de fé pra alguém.as vezes nao compreendemos oporque algumas coisas nos acontecem, e ate nos achamos indignos de tantos problemas. Mas confesso que no meio de toda dor que enfrentei, toda interrogaçao e quesionamento que gerei em mim pude perceber que ainda assim Deus é Deus, e nada anula esse fato. Ele continuou reinando mesmo quando eu sofria e foi na adoraçao que encontrei forças pra vencer.
    sou casada ha dois anos apenas, e antes mesmo de completar um ano de casada, descobri que meu esposo tinha uma vida de pornografias que o levou ao adulterio com outras pessoas. pra piorar pessoas do nosso meio, que nós cuidavamos pois eramos lider de um grupo de jovens, ou seja um crente traindo crente, com outros crentes… quase morri, achei que nao iria suportar…tinhas sonhos e muitos projetos. louvor, jovens..eramos aqueles que os pastores confiavam, parte de sua liderança. o mundo deles tambem desabou, estavamos muito perto de alcançar algo maior na obra(falo de pastorear mesmo).Ja estavamos sendo preparados ha uns cinco anos, viviamos por conta da obra e era tudo pra nos. Entao nos casamos e em pouco tempo(cinco meses depois) entramos em crise quando entao tudo veio atona. Meu marido nao tinha catater tratado e se aventurou com o pecado trazendo assim dor e frustraçoes, nao apenas pra nossa vida pessoal mas ministerial tambem. Eu tinha certeza que nao ressistiria, eu o amava demais pra tentar imaginar que ele foi capaz de tal ato. Nao sei como mas depois de conversar com meus pastores resolvi perdoar e tentar um recomeço. Confesso que nao foi facil, muitas veses as lembranças vinham atona e eu chorava brigava deixava ele mal, mas graças a Deus sempre fomos apoiados por nossos lideres e eles cuidavam todos os dias de nos. Nessa caminhada Deus nos Deus um fruto que hoje nos tras muita alegria, foi a execusao de uma promessa que Deus nos fez quando ainda nem eramos casados. um filho. eu que nao podia gerar, no meio da crise Deus tras vida no meu ventre.Hoje passo a passo temos nos erguido, eu ativa na obra e ele sendo tratado no carater, quase pronto pra retornar as atividades. Realmente fomos la no fundo do posso, achavamos que nao nos levantaria, a justiça de Deus é real e o pecado cobrou suas con sequencias, ainda hoje tem consequencias, perde tudo dentro do ministerio quando se ama o que faz nao é facil. O tratamento de DEUS tambem é dolorido. Hoje quero dizer que valeu apena, trouxe maturidade, que ambos nao tinha, aprendemos a honrar a Aliança que Deus nos fez, existe um amor e carinnho mais intenso que antes, dialogo que nao existia. Hoje sonhamos com o retorno de tudo que Deus tem pra nos mas tem que esperar o tempo certo. Confesso que as veses satanas e ate mesmo a propria humanidade diz que a alegria logo vai ter fim, e algo ruim pode acontecer denovo, sei que é o tempo, mas estou realmente segura em Deus. Aprendemos que a carne erra e precisamos mata-la TODOS OS DIAS, pra que ela nao nos mate.antes so via dor e acho incrivel como Deus conseguiu trasformar tanta dor em vida…. me emocionao… Ele é DEUS. Entao agradeço a oportunidade e pra todos que tiverem paciencia de ler tudo, em meio a alegria Ele é Deus, na tristeza Ele é Deus, na força e dias de paz Ele é Deus , quando so resta frustraçoes e vergonha ainda assim ele O È.Em meio ao reconhecimento de quem Ele é, se estabelece a cura, restauraçao e concretizaçoes…
    orem por mim. Deus os abençoe…
    Andressa Silva, Santo andre , sao paulo

  84. Isabela

    Ola sou Isabela
    Pr. A paz do senhor!!!
    Deixe me contar minha historia…..estou casada a 9 anos, tenho uma filha de 6. Somos todos cristão, mas tenho vivido uma reprise de tristeza.
    Ano passado atraves de sonhos o Senhor me revelou q meu marido tinha outra pessoa e mesmo pude ver como ela erra.Não acreditei pensei ser coisa da minha cabeça pois ja estava sentindo diferença no Jose. Mas pensei q era cansaço e o fato de ja estarmos a 9 anos juntos e sermos ativos no ministério da igreja me cegou para a traição. Pedi ao Senhor confirmação e apos 2 semanas de oração um belo dia o meu sogra (cristão) meu nos morramos em MG. Meu chão desabou… em lagrimas chorei aos pés do senhor, e pedi me mostra Senhor……
    Dura coisa pedi….O senhor me respondeu e me disse como achar as fotos…Era ela mesma como no sonho….haviam varias fotos dela e seu end no facebook. Então fiz uma pg no face só para pode ve-la. Q surpresa quando vi ela tb era cristã. Não pude ver sua conversas. Meu pastor e sua esposa vieram orar por mim e enquanto isso ele só viajando ou seja com ela. Um grupo de oração bem restrito se levantou para orar por mim me dando força, jamais consiguirei expressar a dor q arde em meu coração.
    E pensar q naquela semana Jose tinha ceado e tocado na igreja.O Senhor levantou um pastor q considero como um pai para dizer q ele voltaria pois as pessoas q estavam orando erram muitos proximas do Senhor. Resumindo ele apareceu um mes depois dizendo q não sentia mais nada por mim e q quando dormi comigo era por pena……não sei como suportei tudo q Jose falou aquela noite imaginei q poderiam caber tantas lagrimas em mim…… Jose so pediu suas roupas e q não separa-se ele da filha. E q pagaria aquele mes de aluguel e dai por diante eu deveria me virar. Só de lembrar não consigo controlar o choro e olha q foi ano passado.Eu o pastor, sua esposa e alguns irmão não paramos de orar, meu pastor e sua esposa marcaram um hora com ele em nossa casa. Conversamos e ele aceitou voltar e tentar…… Nunca mais foi igual…… Nunca mais me senti bonita, nem inteligente,e muito menos amada.Esse era o preço para eu ter minha familia. Minha filha tão feliz!!!! E eu tb pois tinha esperança de conquista-lo denovo. Mas de 2 meses para cá…… Jose esta se comportando estranho denovo. Esconde a carteira, o celular, o seu perfio no msn não tem mais minha foto nem diz q é casado. A muito não prega….Às vezes toca na igreja mas sem motivação. Não tenho forças para orar, pois tenho tanto medo…. não tenho coragem de falar com ninguém, como pedir oração….. Sei q meu pastor jamais abandonar uma ovelha mas com q cara vou dizer para ele o q estou sentindo. Jose olha para mim com menos interesse do q olha para uma arvore. Não me abraça, nem me beija, fala comigo só o necessário. Estamos construindo uma casa está bem no inicio – levantando paredes….. Não consigo falar com Deus……me ajude em oração….. Se ele for embora agora não tenho condição de fazer a casa e se ele resolver ir vai ser como da outra vez sem avisar. quase toda noite tenho chorado escondida, estou quase perdendo o emprego ( e como tenho chorado no banheiro de lá escondida). Me ajude em oração por favor e me diga se há esperança em uma relação assim. Continua agindo na igreja normalmente, sou professora de escola domonical, faço parte do louvor e com a juda do Senhor e do meu pastor tenho tido oportunidades para pregar o amor de Deus(ESSE AMOR É INCONDICIONAL EM MINHA VIDA ME DÁ FORÇAS E TEM ME SUSTENTADO)Amo o meu Senhor mas tenho estado tão triste q simplesmente não tenho conseguido orar. Ao maximo disfarço minha tristeza com sorrisos. Não consigo imaginar q o Senhor possa se alegrar e permitir uma separação…… Novamente lhe peço q me ajude em oração. A paz do Senhor Jesus!

    RESPOSTA:

    Irmã, paz. Para ser sincero eu relutei um pouco para decidir se publicaria a sua história , visto que ela é macula a igreja de Cristo, não por sua culpa, mas por aquilo que ele fez junto com outra “crente” e ainda continua a fazer. Mas por outro lado, pensei, os casos extraconjugais que se iniciam num relacionamento de igreja tem aumentado e as vítimas são as ovelhas verdadeiras que procuram não pensar mal de ninguém, não ousam imaginar que alguém dali pudesse estar interessado no seu cônjuge. Então querida, vamos conversar sim, até para que nós pastores possamos redobrar os nossos cuidados com as pessoas que ocupam os púlpitos, e também que ensinemos aos casais a serem simples como as pombas, mas espertos como as serpentes, que não sejamos inocentes demais, esquecendo nos dos lobos no meio das ovelhas. Que a igreja não tenha parcela de culpa por não vigiar, e aliás, acabar criando oportunidades excessivas para o mal. Pense comigo, com quem as pessoas casadas traem? É sempre com pessoas próximas do casal, é com o vizinho, com o colega de trabalho, pessoal da escola, não é assim? Então, o pessoal da igreja, também é um grupo social que tem no seu seio pessoas boas e outras não tão boas assim. Eu sei que o caso de vocês, não ocorreu na mesma igreja, a outra diz ser crente de outra congregação, não é isso? Eles se conheceram pelo facebook.
    Sei que isso possa, num primeiro momento, não ser tão interessante para você , mas peço permissão para fazer algumas considerações a esse respeito, antes de aconselhá-la, sabe porque? Muitas pessoas de bem lerão este texto e repensarão suas atitudes, aquele que está distraído ficará mais atento, aquele que está quase caindo nas teias da sedução irá dar um passo para trás, pelo menos esta é a minha esperança.
    Olha, outro dia conversando com um indivíduo, desses que caminham junto com a igreja, que até gostam de Jesus, mas que não se converte nunca, ele me disse que as redes sociais estão cheias de lobos, gente mentirosa, adúlteros e prostitutos de plantão. Também recebi uma carta de uma mulher casada que confessa ser crente, mas que não vive a vida sexual que deseja com seu marido, e resolveu encontrar pessoas “mais ou menos crentes” ,que também estão infelizes no casamento, e assim , com eles adultera. Ela chegou a dizer assim: “ Aí , pastor eu entro na net e procuro entre meus amigos do “face” um irmãozinho carente também, e a gente conversa, depois nos encontramos e assim a gente é feliz”. Sabe,disse ela, “é menos perigoso, eles não são bandidos, só são pessoas que estão infelizes no casamento”.
    Querida, eu creio na amizade de um homem com uma mulher, desde que ambos sejam realmente de Deus, e não haja proximidade e intimidade. Paulo fala aos irmãos da Igreja de Corinto que o melhor meio de não ser cair na tentação sexual é fugindo e não enfrentando, então, cada cristão, deve levar isso em consideração quando tratar com o sexo oposto, aquilo que os olhos atraem, não deixe o coração desejar, fuja.Isso tem que estar muito firme dentro de cada um de nós. É proteção para o casamento, na verdade é vida para quem assim procede. Mas porque é vida? Porque a Bíblia diz que o adúltero está em processo de morte e não ficará sem o juízo. Veja os textos:
    Também o homem que adulterar com a mulher de outro, havendo adulterado com a mulher do seu próximo, certamente morrerá o adúltero e a adúltera.Lv 20.10.
    Porque o mandamento é lâmpada, e a lei é luz; e as repreensões da correção são o caminho da vida,
    Para te guardarem da mulher vil, e das lisonjas da estranha.
    Não cobices no teu coração a sua formosura, nem te prendas aos seus olhos.
    Porque por causa duma prostituta se chega a pedir um bocado de pão; e a adúltera anda à caça da alma preciosa.
    Porventura tomará alguém fogo no seu seio, sem que suas vestes se queimem?Ou andará alguém sobre brasas, sem que se queimem os seus pés?
    Assim ficará o que entrar à mulher do seu próximo; não será inocente todo aquele que a tocar. Provérbios 6:23-29
    Dessa forma, quem está no adultério, ou mesmo já esteve e não se arrependeu e não pediu perdão, está num processo continuo de morte.O seu pecado o achará.
    Pois bem, amada, penso que você deva conversar com o seu pastor, juntamente com a esposa dele, pois é gente que quer o teu bem, que oram com você, e mantê-los a par do que está acontecendo é justo. E de sua parte, continue orando e sendo a mulher digna que você é, Deus mesmo te dirá o que fazer, coisas acontecerão, e nesse meio tempo esteja preparada para tudo, firme-se no nome do Senhor nosso Deus, creia que de qualquer maneira você não será desamparada. Não faça do seu marido o seu braço forte para realizar isso ou aquilo, como se você fosse dependente dele, como se ele pudesse determinar a sua vida e a sua morte. Não. Dependa somente de Deus, canalize todo o seu amor para Deus. Não perca nunca a dignidade. Sabe irmã, Deus fez para a sua amada Israel uma promessa de casamento que seria para sempre, mas exigiu dela fidelidade, e quando ela, Israel, adulterou, ele a entregou a sua própria sorte, ele se afastou dela até que ela se arrependesse, somente depois do arrependimento ele a aceitou de volta. Veja , é uma estratégia, você se afasta, porém, não se divorcia, e espera que Deus vai trabalhar no coração dele para que se arrependa. De que adianta ele voltar para você sem se arrepender, sonhando com a outra, maltratando você. Faça tudo aquilo que é Bíblico fazer, assim, você se manterá em paz com Deus. Já vi muita coisa, querida, já vi maridos adúlteros adoecerem, já vi maridos apaixonados por outra ser traído e voltar, já vi marido adultero entrar em depressão porque no fundo sabe a verdade. Já vi Deus mudar o coração de um homem uma hora para outra. Porém, irmã, não acredito que se transformar num capacho, se anular, atender os caprichos dele, possa aumentar o amor ou coisa parecida, pois se ele estiver apaixonado por outra, ele não verá nada disso e não reconhecerá o seu valor. Tão somente, não piore a situação com brigas, não faça coisas que afastem ainda mais, mas também, não se destrua emocionalmente. Coloque tudo diante de Deus, e seja a vontade Dele que prevaleça.

  85. sergio xavier

    Pastor tenho 43 anos sou casado há 13 anos com uma mulher mais nova do que eu; e desde o inicio viviamos brigando muito, sempre fui muito ausente nunca dei amor suficiente pra ela.Ela sempre me cobrou por isso, com toda essa idade nunca aprendi a dar amor a ela, pois apesar de ama-la nunca consegui expressar o meu sentimento e isso foi fazendo ela se afastar de mim. Além disso tivemos outros problemas com a saúde dela, pois adquiriu uma doença que alterava os hormônios, deixando ela sempre irritada e diminuindo o desejo dela sexual e isso causava muitas brigas ,e eu que sempre fui um cara muito nervoso falava muitas coisas que a machucava e quando foi um dia depois discutimos ela falou que nao queria mais continuar com o relacionamento e queria se separar de mim ,e ouvindo aquilo acho que fui ao inferno e voltei de tao abalado que fiquei ,parei, refleti e pensei, poxa, tenho que ser mais amoroso com ela, tenho que salvar minha familia, tenho que amar mais a minha famila,mais toda vez que a trato bem ela nao aceita falando que a opiniao dela nao mudou e que ela quer se separar o mais rapido possível, me mandando embora de casa ,pastor adquirimos tantos bens, temos uma bonita, casa temos 02 carros, temos uma fabrica de roupas, que funciona atras da minha casa e eu sei que se o nosso casamento acabar, tudo que nos temos tambem vai acabar.Pastor preciso de um conselho de como reverter essa situação.
    RESPOSTA:
    Pois é, meu querido, essa situação tem se repetido em muitos lares, infelizmente. Vejo em você, como também em outros homens, que a preocupação é com o bem material adquirido vem em primeiro lugar, pois você mesmo na crise conjugal está preocupado que o seu patrimônio pode se acabar com uma eventual separação. E é com razão, pois, uma das áreas atingidas com o divórcio é a patrimonial.Mas penso que talvez tenha sido este patrimônio adquirido , um intruso no seu casamento. A vida conjugal carece de um equilíbrio, um tempo para o casal, para os filhos, enfim, a vida em família não se resume a conquistas materiais, que pese que sejam também importantes. Parece que a sua esposa não acredita mais em você, é possível que tenha se cansado de lutar e de esperar por mudanças, mas se for só isso, você ainda terá a chance de mostrar que realmente a ama e a quer junto de ti, porém, se ela já tiver se enamorado de outro homem, aí as coisas se complicarão um pouco mais.Seja como for, o que você tem que fazer, é renovar o seu interior, os seus pensamentos e atitudes, mas isso tem que ser, na verdade, uma revolução, porque do contrário, assim que ela voltar, você deixa de praticar o que é bom para o casamento e as coisas voltam a ser como antes. Sabe, irmão, muitas vezes, as pessoas tem boas intenções e querem mudar o coração, mas ninguém faz isso melhor do que a presença do Espírito de Deus na vida de um homem, então, procure uma igreja para ali adorar a Deus, conhecer os Seus caminhos, aprender Dele, estar cheio da Sua bondade, e assim, as coisas tomarão um novo rumo em sua vida.Você está certo, tem que lutar pelo seu casamento e creio que toda circunstância , por pior que seja, esta sujeita a alterações a qualquer momento. Olha querido, às vezes nós pensamos que o casamento é só um meio que Deus criou para nos fazer felizes, ter uma companhia, prazer sexual, etc, mas não é só isso, Deus quer que o casamento cumpra o seu papel no Reino de Deus. O casal, servindo a Deus, vivendo com um só com o Pai, gerando filhos para Deus, enchendo a terra de gente boa, servos do Altíssimo, moradores da Nova Jerusalém. É na família onde se forma esse tipo de gente, gente parecida com Jesus. Um casal deve trazer as marcas de Cristo,as marcas do amor incondicional, da perseverança, da esperança renovada, do altruísmo, do cuidado com o outro, e assim, influenciar o mundo para o bem que há em Cristo Jesus. Leia o livro de Cantares e grife na sua bíblia as palavras que a sulamita fala sobre o marido dela, vamos nos lembrar de algumas dessas palavras:
    ” Eu sou do meu amado, e ele é meu”, está falando de uma certeza de pertencimento mútuo;
    ” Melhor e o seu amor do que o vinho”, fala do quanto prazer e alegria ele lhe proporciona,
    ” O meu amado é para mim, um ramalhete de mirra, morará entre os meus seios”, fala do carinho com que ela o guarda no seu coração.
    ” O seu falar é muitíssimo suave” , aqui ela exclama a doçura que há no falar do seu marido, sempre com carinho e consideração.

    Então, querido meu, aproveite o momento de crise e reconstrua o seu relacionamento, saia dessa crise como alguém melhor para sua esposa.E Deus será contigo.

  86. Oi,
    estou afastada do Senhor há anos. tive um namoro de três anos q nao deu certo, cheguei à beira da depressão, mas finalmente passou.
    atualmente estou com um rapaz de 27 anos, q tem 2 filhos. Estava brigado com a esposa qdo se aproximou de mim… ficamos juntos algumas semanas, logo após ele se separou. estamos juntos há quase dois anos.
    vc acha q Deus está no nesse negócio?????????????

    Irmã, me perdoe, mas você escreve três linhas sobre um relacionamento e espera que eu responda o que Deus pensa dele. Seria pretensão demais da minha parte. Mas de qualquer forma,
    penso que não deve viver caminhando por atalhos, mas sim , no Caminho. Acerte este relacionamento e se apegue a Deus. Adianta você viver um casamento como um conto de fadas e não ter a vida eterna
    com Cristo? Se por acaso o seu casamento está dando certo, não é sinal da aprovação de Deus. Deus aprova aquilo que está dentro dos princípios estabelecidos, mas é longanimo e espera que
    vocês se acertem, que haja compromisso, e que o seu casamento reflita a glória Dele. Test drive é para quem quer comprar um carro e não para quem quer um casamento.

  87. sandra de oliveira

    sou casada a 23 anos meu esposo sempre bebeu e causava. eu imatura ficava brava perdia muitas vezes a razao.nao tinha fe em nada
    ate que um dia ele mesmo me disse ,estavamos passando por uma situacao financeira muito dificil e ele disse :so por deus!apartir dai comecei a buscar esse Deus.participei alguns anos da renovacao catolica,fui melhorando minha pessoa e ele sempre bebendo a gente sempre brigando a vida cada vez mais dificil em todos os sentidos veio o 3 filho nao estava mais na renovacao mais meu intimo foi mudando sem que eu persebesse e nao fui mais aceitando aquela situacao
    brigas e brigas alto estima baixa sempre lutando mais o desanimo era constante ele nao e e nunca foi uma pessoa ruim mas egoista nunca cedia mesmo a tanto sofrimento pelo contrario mais bebia estava perdendo as forcas e a vontade de viver e Deus me proporcionou entao conhece-lo hoje sou evangelica a 2 anos e cada dia que passava fui ficando cada vez mais insatisfeita com essa situacao e tomei uma decisao nao aceito mais.dormimos em quarto separado e sofro muito com essa situacao ele paresse que tambem mas a bebida ele nao deixa e eu nao suporto conviver mais intimamente nessa situacao.ele agride muito com palavras ,chega embriagado ofende depois dorme desmontado.nao aguento mais tudo isso.peco a deus que entre com providencia pois meu humano esta fraco sem saber o que fazer deus me ajude e sei que so ele pode pois sou apaixonada por jesus estou na sua casa por amor mas a prova ta alem de minhas forcas .sandra oliveira.

    RESPOSTA: Sandra, paz. Olha querida, eu imagino que ele deve ter menos de 50 anos e bebe há mais de vinte anos, não é isso? E você por não aguentar mais conviver com o alcoolismo dentro de casa decidiu dormir em quarto separado, a crise financeira chegou como era de se esperar, e o seu filho também iniciou-se na bebida, mas parou, e agora você precisa de uma orientação. O lado bom dessa história é que você se entregou a Jesus. Vou te dar uma orientação espiritual e um procedimento médico. Faça uma campanha de jejum e oração específica para esse fim, de que ele se entregue a Jesus e seja liberto desse mal. Paulo diz que Satanás cega o entendimento de seus cativos para que não encontrem o Senhor ( Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. 2 Coríntios 4:4),então lute contra isso em oração e clame a Jesus para que desfaça as obras do mal que está sobre ele.Por outro lado, comece a falar com ele sobre a possibilidade de um novo tempo, mostre que é possível ser feliz de novo, que ainda há tempo, faça de tudo para não brigar, tente melhorar a auto estima dele, faça mais um sacrifício, volte a dormir no mesmo quarto. Não brigue porque não está resolvendo, mas sugestione ele para o bem. Coloque mensagens de amor pela casa, mensagens de família, fotos do casal e dos filhos. Diminua a agressividade do relacionamento até que você consiga, num momento certo, falar com ele sobre uma desintoxicação em uma clinica do SUS, apenas uns 15 dias, e depois disso reunião de oração em sua casa com participação dele. Se ele aceitar, tente uma clinica evangélica para tratamento de viciados. Com relação as dívidas, irmã, chega uma hora que não se tem mais o que fazer, então, é quando você deve declarar uma moratória, ou seja, não vou pagar agora, quando puder pagarei. Destine o dinheiro que entrar para a alimentação e outras despesas da família.Fale disso com Deus, no Antigo Testamento, Deus mandava ao seu povo que de sete em sete anos, perdoassem as dívidas , para que não houvesse pobre entre os filhos de Deus, e hoje a lei do Brasil, considera o tempo de 05 anos para que uma dívida deixe de existir. Eu sei que não é isso que você quer fazer, mas se não houver saída, está é a única. Outra coisa, procure a Assistência Social do seu município, existem vários tipos de auxílios possíveis, no seu caso há o auxilio doença que libera uma salário mínimo, há o bolsa família, e outros programas de ajuda. Mas o básico é isto, oração e jejum e você mostrar a ele que há uma saída, que ele precisa de ajuda. Irmã, isso é um aconselhamento, não uma receita infalível. Chame o teu filho para a luta também, mesmo porque daqui mais uns anos, se ele não parar agora, vão começar a surgir doenças e aí as coisas irão piorar ainda mais. O amor sempre vence. Deus te abençoe.

  88. karina

    Pr. sou cristã desde criança, meu esposo frequenta minha igreja ha dois anos, namoramos ha 8 anos e nos casamos ha 4 meses. Eu tenho 34 anos e ele tem 40. Fizemos antes de nos casarmos um curso sobre casamento a luz da Palavra de Deus, pois eu queria uma confirmação do Senhor se eu estava fazendo a vontade Dele. O curso foi maravilhoso e pudemos conhecer melhor o que Deus queria de nós como casal casados. Entretanto na lua de mel as coisas já começaram a mudar. Viajamos com motivos diferentes: eu fui para namorar meu esposo e ele foi para conhecer o local. Nos desentendemos várias vezes e de lá para cá tudo foi piorando. Desde que voltamos de nossa viagem a filha dele passou a ser a única coisa importante da vida dele e isto nos trouxe alguns incovenientes que até então eu tentava resolver pedindo a Deus sabedoria para tal. O compotamento dele mudou comigo, tornou-se frio e estúpido, sempre me cobrando demais a respeito de absolutamente tudo, passou a me deixar de lado a respeito das decisões que antes tomávamos juntos. Ha 3 meses atrás resolvi conversar com ele. Perguntei o que estava acontecendo, pois ele havia mudado muito comigo e não estávamos mais caminhando nos propósitos de Deus para nossas vidas. E ele me disse o seguinte: ” eu não sei, mas acho que não te amo, na verdade eu eu me amo mais do que amo você. Se eu tiver que escolher entre algo que ME faz feliz ou algo que NOS faz felizes eu fico com a primeira opção. Indaguei se ele não achava aqulio muito egoísta da parte dele. E ele me disse: ” pode ser, eu sou sim um pouco egoísta e individualista, gosto das minhas coisas, do meu canto, de fazer o que quero, na hora que quero e quando quero. Eu não traio você e acho que está bom assim.” Eu fiquei arrasada, afinal ele dizia que me amava antes. Perguntei se ele não se sentia mal por me fazer mal e ele disse: ” eu acho que não, quando você está fraca é quando eu me sinto forte, não sei se é bem isso, mas é como se você fraca não pudesse me deixar, mas isso é só uma possibilidade, pois não sei se isto tem muita importancia pra mim.” Falei para ele sobre os planos de Deus para um casamento, sobre nossos planos de termos um filho (já havíamos conversado sobre isto antes do casamento) e ele me disse: ” eu não quero ter filho, eu já tenho uma e outra, você tem uma situação financeira para ter um filho? você sabia que ter filhos custa caro? Você já percebeu que você só mora onde mora devido ao MEU salário? Você só come o que come, devido ao MEU esforço, você só anda no carro que você anda por causa do quanto EU ganho? Como você pensa em ter filho se você não tem dinheiro pra isto?” Eu disse que não pretendia ter um filho sozinha, por esta razão havia me casado, pois queria que nosso filho tivesse pai e mãe. E ele completou: ” engraçado, com o meu dinheiro…” Me senti a pior das pessoas. Perguntei então o motivo pelo qual ele havia se casado comigo. E ele me disse: ” você é uma pessoa honesta, cuida de mim, se preocupa com minha filha, com nossas coisas, é bonita, é carinhosa, é doce.” Perguntei se ele achava certo o que ele estava fazendo comigo e ele respondeu simplesmente: ” acho justo, se não estiver bom para você, problema seu.”
    Deste dia em diante tudo mudou. Tenho orado muito, tenho me relacionado mais intimamente com Deus. Depois de procurar muito uma resposta de Deus para esta situação eu acalmei o meu coração. Confio no Senhor e nos planos Dele, tenho o buscado constantemente. Minha relação com a filha dele que antes era ótma, não existe mais, achei melhor assim para evitar mais conflitos (ela o manipula e mente o tempo todo), nossa relação tornou-se distante pra mim. Eu o amo mas tenho mantido uma “distância de segurança” para não ser bombardiada com tanta tolice. Deixo que ele faça as escolhas dele e como ele mesmo disse, se eu quiser fazer o mesmo que ele faço, se não, o problema é meu, tenho optado pela segunda opção. Estou em paz, Deus tem me sustentado e suprido as mais diversas necessidades. Tento ao máximo não depender dele financeiramente embora isto seja quase impossivel morando juntos. Não posso gastar o ganho, pois segundo ele, se hoje eu tiro 10 reias do meu bolso ainda que seja com intenção de fazer algo para nós dois, la na frente ele terá que repor este dinehiro do mesmo jeito. Tento não precisar usar o carro dele, e nem gastar com almoço fora de casa. Muitas vezes no trabalho, minhas amigas levam almoço para mim. Não contei a elas sobre o que acontece, mas sempre dou um jeito. Eu confio plenamente nos planos de Deus e tenho fé de que tudo Ele pode, coloquei minha vida nas mãos/dependencia Dele para que Ele faça o que for da Sua vontade, mas tem dias que acho que não suportarei por muito tempo e sei que o tempo de Deus é diferente do meu. Meus pais já não aceitam tal situação e acham que eu estou me humilhando. No início eu pensava que estava, mas depois eu percebi o quanto o meu esposo precisa de Deus e não me sinto mais humilhada, tenho compaixão por ele, eu ainda o amo, mas nosso distanciamento tem me feito repensar se quero continuar o amando e batalhando em oração e intercessão mesmo ou se Deus ficaria triste comigo se eu desitir de tudo. Estou cansada e muitas vezes tudo fica muito claro que devo brigar por este casamento, mas as vezes minha visão se turva e fico confusa. Me ajude…
    Obrigada e que Deus O abençoe neste ministério.

    RESPOSTA: Irmã, de tudo isso, vemos uma coisa boa nele, ele foi transparente, falou a verdade, se bem que se tivesse falado antes do casamento, seria muito melhor. Conviver a dois é realmente algo que se conquista com muita luta e paciência. Tudo pode acontecer, é marido que não gosta de trabalhar, outro que trabalha demais; outro não gosta de sexo, já outro gosta demais, e assim, é lá dentro da casa, no dia a dia é que as coisas se revelam, não é mesmo?
    Bom, você deixou claro que quer lutar por este casamento, penso que está certa, está dentro da Palavra.Por outro lado, creio que precisará de um milagre, mas creio também em milagres. Fico assombrado com as coisas que você escreveu, um egoísmo exacerbado, umas colocações rudes. Interessante observar que ele frequenta a igreja com você há dois anos, será que não entrou nada de bom no coração dele? O egoísmo é próprio de nós homens ( ser humano decaído) e mesmo quando já somos de Deus, ainda isso pode se manifestar de alguma forma, deixe-me contar uma história: Um dia, um acidente de trânsito com várias vítimas fatais e outras menos graves, depois dos primeiros atendimentos, viatura no local, bombeiros, paramédicos e tal, começou a chegar os parentes das vítimas, e nisso, uma mãe, descobriu um corpo que estava coberto por jornal, toda nervosa, e no meio de outras mães, disse: “Ainda bem, que não é o meu filho”. E a mãe daquela vítima estava ali e retrucou: “Não é seu filho, mas é meu.” Então, há momentos que o nosso egoísmo se revela de forma muito nociva, como é o caso do seu marido. Mas ele tem cura, só precisa parar de frequentar a igreja como vem fazendo e ter um encontro real com o Salvador, que abriu mão de toda glória celestial para morrer por alguém como o seu marido, como eu, em quem não há beleza alguma, nada desejável.Um dia o Senhor olhou para Israel, e disse algo mais ou menos assim: “Eu passei por ti e ti vi, estava ainda manchada no seu sangue, mas ti amei. Passei novamente por ti e ti vi, estavas pronta para o amor, então lancei a minha capa sobre ti e tomei-te para mim e tú és minha.” Veja, Israel não oferecia grandes atrativos para ser amado, mas foi amado por Deus, e esse amor se transformou em aliança. O que me intriga é que você ao longo dos anos de namoro não percebeu essa falta de virtude nele, será que foi a paixão que te cegou? Pode ser. Olha, você deve lutar, mas não pode se esquecer que para tudo há um limite, você não deve passar o resto de sua vida sendo maltratada por ele, trate disso com Deus. Casamento, ou melhor, aliança exige mutualidade, um cuidando do outro, e mais, quando é que um crente pode entrar num divórcio? Em duas situações, quando há adultério reiterado, quando não há arrependimento, e quando o crente é abandonado pelo não crente. E eu te pergunto? O que é ser um abandonado? Será que é só quando o outro saí de casa, arruma uma amante, monta uma casa para ela, se esquece da esposa? Veja bem, você deve esperar por mudanças, o amor tudo suporta, tudo crê, tudo espera, mas se ele não tem sentimentos de cuidado para contigo, logo ele vai te trocar por outra vítima, caso Deus não mude o coração dele. Esse negócio de você passar necessidades, até de alimentação!! É quase que inacreditável. Seu marido de fato precisa de Deus, mas como sabes o mulher se salvarás o teu marido? Quando nós fazemos as coisas por fé, confiando em Deus, de fato Ele se agrada e nos honra, então, converse com Deus e peça que lhe fale ao coração, peça confirmação, peça uma palavra confirmada pela Palavra. Busque até você ter o entendimento correto, vindo de Deus para você. Você deve se empenhar mais em buscar a Deus para entender os seus caminhos do que se empenhar em agradar o seu marido. Ninguém tem a resposta mais certa para você, só Deus. Já vi gente superando o insuperável por um casamento e ser vitorioso, mas também já vi gente de Deus lutar,lutar e não ter o seu casamento curado. Então, quando não há nenhuma luz, firme-se sobre o nome do Senhor.

  89. Debora

    A paz pastor..

    Sou casada a 13 anos , tenho dois filhos mas temos um grande problema.. a família do meu marido me detesta..pior tramam o que podem pelas minhas costas.. moro em cima da casa da minha sogra , as minhas cunhadas não saem da cola do meu esposo .. tiram ele de casa no fim de semana para buscarem elas do trabalho, sairem enfim..
    Eu quero ir para a igreja, ele pra farra.. não nos alinhamos em mais nada..
    Já tentei conversar, demonstrar que não estou satisfeita com a situação mas quando se trata das irmãs dele ele nunca aceita.. no natal até jogar ex namorada pra cima dele jogaram..ele já me traiu inúmeras vezes e agora estou começando a não me importar mais com a idéia de jogar tudo pro alto.. o que que eu faço??

    RESPOSTA: Irmã, paz. Você deve ter a certeza se eles não tem realmente razões para não gostarem de você, faça o possível para viver em paz. O fato de vocês morarem próximo da sogra e com toda
    esta confusão acontecendo é muito ruim para você, pois fica sem autoridade alguma, você acaba sendo uma inquilina. As suas cunhadas ficam levando o seu marido para o caminho errado é porque ele
    quer isso, elas não deveriam fazer , mas ele também poderia dar um basta nisso,era só não querer mais, não é mesmo. Já que você não consegue mudar a situação, converse com ele , fale tudo oque você
    está sentindo, e depois tome uma decisão, ou você continua orando e pedindo a Deus uma mudança, ou então espera ter notícias de um adultério e assim vai para a separação. Mas penso, que talvez
    ele tenha coisas para falar para você, reclamações com relação ao seu ciúme, ou a sua dificuldade de relacionamento, comportamento anti social, por exemplo, não estou dizendo que é isso, só mencio
    nando. Você não mencionou Deus, Jesus, oração, enfim, nada que tenha a ver com a espiritualidade, mas saiba quer se tem alguém que possa realmente te ajudar a sair dessa crise, é Deus.
    Busque a ajuda Nele.

  90. ana paula santos moreira

    a paz do senhor,meu nome é ana paula,sou casada há 2 anos,mas no total já moramos juntos há 5 anos,tenho 30 anos,e ele tem 26,no começo do nosso relacionamento,sofremos por muitos preconceitos,pois já tinha 2 filhos de outro relacionamento,ele por ser mas jovem,a familia criticava muito,pois ele sempre foi um bom rapaz,fazia faculdade e trabalhava,e a familia não entendia o fato dele ter um bom futuro,e estraga-lo com migo.na época em que nos conhecemos eu estava desviada,pois desdos meus 13 anos,me convertir ou melhor me convenci que era crente,ele apessar de não ser evangelico,não fuma não bebe,depois de 3 anos juntos,e um casamento cheio de tristeza,eu resolvir,me entregar para deus de corpo e alma,e me entreguei como nunca e tive uma verdadeira comunhão com deus,tinhamos muitas dificuldade financeira,e afetiva também,ele se recusava a aceitar jesus,se dizia cátolico só pelo fato de ter se batizado,aos 03 anos;então veio uma enorme vontade de me batizar para que eu tivesse,uma verdadeira comunhão com deus, ai que começou tudo,para isso nós teriamos que nós casar ,e ele sempre deixou bem claro que não faria isso,converssei com o meu pastor,oramos pedir direção a deus e deus,me respondeu,até que finalmente ele concordou,em se casar´,no civil,foi um casamento lindo,pois apessar de não temos condisões,finanseira o senhor,abençoou,que nos casamos no civil e na igreja,com a ajuda de todos os irmãos,e no meu trabalho,em fim mesmo ele não sendo cristã o pastor aceitou em celebrar nosso casamento,afinal não eramos,qualquer pessoas já moravamos juntos há 3 anos e tinhamos um bebê de 1 ano e 08 meses,tenho certeza que nosso casamento é de deus,pois na época orava muito e pedia para deus que se não fosse,de sua vontade que então lansace fora,tanto foi da vontade de deus que tivemos um casamento abençoado todos ajudaram,na realização da festa os crentes eos não crentes,passamos dificudades fomes juntos,ate que ele se formou,em pedagogia,mas mesmo assim continuavamos tendo uma vida muito dificil,sempre trabalhei para ajuda-lo nas despessas da casa,pois pagamos alugel,apessar dele ter uma faculdade,proficionalmente ele ganhava muito pouco,trabalhava em uma lanchonete,trabalhou lá 4 anos,meu marido é esforçado sempre trabalhou e estudou,eu sempre caminhei sozinha para casa do senhor eu e meus 3 filhos,e quando o chamava para ir comigo ele sempre respondia rapidamente não,orei a deus e pedia para que tivesse misericordia dele pois apessar de ter muito estudo,era totalmente ignorante para com deus,já eu só estudei até a quinta série e sempre o meu salário era mas que o dele,pagava a maioria das contas de casa,ele sempre fez varios concurssos e nunca passou,até que fez o do correio,então eu orei e jejunhei.e para honrra e grória ele passou,já está trabalhando lá vai para 3 messes,seu salário e bom de acordo com o seu ultimo emprego ganha 6 vezes mais,e quando eu-o chamei para agradecer a deus e ir até a minha igreja,ele mas uma vez disse não,fico muito triste pois ele reconhece que nossas vidas mudou,o senhor jesus não só abençou,financeiramente,mais sentimentalmente,ele se recusa se quer a ir a minha igreja,sempre-o convido e ele sempre diz não,ele faz pranos para juntarmos juntar dinheiro,para comprar uma casa,está para fazer um outro concursso,do inss que é o salário de 4 mil e 480,00 reais,mas se esquese do principal aceitar jesus de fato e verdade pois isso sim eo mais importante,ele é um bom pai,bom,marido,um homem apessar da sua poca idade super responsavel,de um carater imenso,mas não quer saber de jesus,gostaria de um conselho,pois amo meu marido e amo meus filhos,mais acima de tudo amo ao senhor jesus,que e tudo na minha vida,pois sei que sem ele eu nada seria,oro sempre para deus,tirar a venda dos olhos deleé se permitir a conhecer esse deus,malhavilhosso que eu sirvo;eu dou o dizimo,sem ela saber,pois ele não aprovaria,estou somente devolvendo oque o senhor jesus nos deu;oro muito pois;pois a palavra do senhor diz que não e por,força nem violencia e sim por amor;oro para que deus não permita que o diabo entre,em nossas vidas.obrigada e aguardo resposta.e ore por ele.seu nome é daniel ferreira dos santos. peço desculpa pelos erros de portugues.

  91. ANA

    Pr.Estou escrevendo pq já busquei ajuda e não tenho encontrado.Sou nascida no evangelho e me casei com um jovem nascido tbem no evangelho.Como a historia é muito longa,vou resumi-la indo direto aos fatos.Com 10 anos de casamento meu marido me deixou e a nossos 3 filhos por outra pessoa.Nessa época ele já fazia parte do ministério da igreja.Lutei juntamente com a nossa família para reconstruir nosso casamento e o ministério de Deus na nossa casa,pois sempre cri nisto.Esta situação durou aproximadamente 6 meses,mas foram intensas as circunstancias e levou um tempo para começar a cicatrizar.Passados aproximadamente 7 anos, eu novamente me vejo numa situação similar a anterior,só que desta vez ele não me deixou e nem quer me deixar,muito menos assumiu a situação No principio tive indícios,que foram se confirmando com as circunstancias que aconteciam.Confrontei-o mas ele não assumiu e nem tão pouco negou.Isso aconteceu no meio do ano passado,eu entrei numa crise de depressão pior que da primeira vez, pq desta vez não tenho com quem contar.Pois a bomba só estoura se eu quiser abrir a boca por isso ele cortou o relacionamento com essa pessoa,pois ele tem muito a perder. Confiança dos familiares ,no qual ele é muito querido,da igreja na qual ele continua atuante,e dos filhos que pela segunda vez terão a imagem do pai destros sada.Só tem um problema pr.já pedi que ele se abrisse comigo e me falasse a verdade que estou disposta a ajuda-lo,pois eu não abro mão da minha família sem lutar.Mas ele se torna evasivo dizendo que não conta as coisas pra mim por eu estar depressiva. E quando falo de buscar ajuda ele fala que isso não adianta nada e que nos temos de deixar o passado e seguir em frente.Estou no pó,estou tirando forcas de onde não tenho pra prosseguir.Mas estou sentindo que estou tendo já alguns transtornos.,desenvolvendo alguns toc’s e meu humor já esta flutuante,como bipolar.Tenho buscado a Deus,mas não tenho conseguido vislumbrar nada.Estou escrevendo em lagrimas pedindo socorro,ajuda.Só Deus sabe oque eu estou sentindo mas parece que ele não quer falar comigo.Orem por mim.Acho que Deus não quer responder as minhas orações.Me ajudem por favor não quero nem viver mais,perdi a esperanca e tenho medo de perder a fé.

    RESPOSTA:

    irmã, paz em meio a tempestade.
    Olha, você está passando pelo mesmo drama pela segunda vez. Infelizmente, homens sáo ávidos por sexo, não muito mais do que isso, e mulher cada dia mais se oferecendo, entáo, o resultado é esse, familias destruídas. Lutar pelo seu casamento está certo, deve fazer mesmo, porém, por aquilo que vejo, as mulheres costumam se sentirem culpadas pelo adultério do marido ( se bem que em alguns casos há realmente uma parcela grande de culpa), e no desespero para trazê-lo de volta, fazem qualquer negócio, não colocam condições para não afugentá-los ainda mais. Veja o seu caso, você está encobrindo os erros dele para não manchar a imagem de pai, de homem de Deus, de filho querido, até aí parece muito bonito de sua parte. No entanto, será que essa atitude sua não o está levando a ser um irresponsável, que não pode ver um “rabo de saia”? Será que isso não é estar fazendo com que ele se sinta um pouco mais seguro daquilo que você faz por ele e que se surgir uma nova oportunidade ele vai em frente? Não sei, ninguém sabe, só Deus sabe o amanhã, mas existem comportamentos que se tornam padráo de conduta e no seu caso isso já se manifestou. Sabe o que um homem casado tem que pensar: “Não vale a pena, se eu errar de novo ela não vai admitir”. Outro dia atendi uma irmã cujo marido cometeu um deslize pequeno relacionado a dinheiro para o filho e a ex mulher, e ela foi dura com ele, pegou uma Aliança (pacto) de transparência que eles têm firmado entre si, por escrito, e o confrontou, com realidade e decisão, sem muita emoção aflorando. Fiquei admirado com a postura dela e sei que isso é uma conduta inibidora de um eventual adultério, isso blinda o relacionamento. Agora, quando o homem sabe que se por ventura tiver um caso e der errado e a esposa descobrir ele terá ainda uma chance, é só esperar passar a fúria e depois dela a depressão e tudo bem, então nesse caso, será um estímulo para o erro. Acho que está na hora de se levantar desse choro que não resolve nada e enfrentar os fatos, é hora de tomar atitudes que evitem que um terceiro adultério ocorra. Chama ele para uma conversa, diga-lhe que não vai ficar encobrindo erros dele, que vai levar o caso ao Pastor da igreja que também está sendo traído, assim como toda a comunidade que vê nele um santo homem e você sozinha tem que segurar essa barra.E mais, de Deus não se zomba, ele vai receber de Deus a justa medida, é só esperar, não que eu queira , mas é assim. Ainda que você não o exponha demais, somente para o pastor da igreja, isso é a arma que tem sobrado para você fazê-lo repensar a vida. É preciso deixar claro que você o ama, porém, não aceita isso mais.Penso até que você deve estar preparada para uma eventual separação pedagógica, que é forma que Deus fez com a sua mulher Israel, ela traiu, ele se separou pedagógicamente até que ela ( Isarel) se arrependesse e voltasse diferente. Faça ele saber que você tem condições reais para isso e que está pronta, tanto para refazer a vida com ele, como também para deixá-lo. Casamento exige compromisso e obediência as regras de conduta. Depois de fazer a sua parte, ore a Deus, peça força, saia dessa depressão, melhore a sua aparência, bote alegria nesse rosto, vá curtir seu filho, passeie com ele pela praça, fique pronta para receber o seu marido de volta como uma esposa saudável, uma companhia agradável. E cobre dele ….

  92. Isis

    Olá Pastores!!
    Eu estou enfrentando um momento muito difícil. Sou casada há 4 anos, mas já venho de outro relacionamento que não deu certo. E tenho dois filhos, que não são do meu atual marido.Somos cristãos e inclusive temos cargo na igreja. E quando nos casamos ele teve uma depressão profunda com três meses de casados. Foi muito difícil pra mim aceitar isso; Eu achava que ele não me amava, porque ele não tinha força, pra levantar da cama, e nem para trabalhar, ele não tinha prazer em nada.Eu me sentia sozinha, sobrecarregada, pois trabalhava e fazia a obra de Deus e cuidava da casa, tudo sozinha. E os anos foram passando, e quando foi em maio desse ano eu o trai. E estou muito arrependida e confessei meu pecado. Mas a verdade é que depois disso, a coisa piorou, porque além dele me acusar o tempo todo, ele xinga, quebra as coisas dentro de casa. e me ofende muito, sempre dizendo que eu sou uma maldição na vida dele, já chegou ao ponto de dizer que vai me agredir e me expulsa o tempo todo de casa. Só que depois se arrepende e chora pedindo pra eu ficar. E pra piorar a situação eu voltei a beber, e estou arrasada, tá sendo muito difícil pra mim. Eu sou trabalhadora, sou enfermeira. Era atuante na obra , na seara, ganhei muitas almas pra Cristo. mas sinto que tô perdendo a minha e sofro todos os dias. Porque sinto falta da comunhão plena com Deus e sofro por ter um casamento tão infeliz!Já pensei em me divorciar. O que eu faço Pastores?? Me ajudem por favor!!!

    RESPOSTA

    Irmã, cuidado com a semeadura, você tinha um problema, arrumou mais um com o pecado de adultério, que por sua vez não resolveu a sua infelicidade e agora você arrumou outro problema, passou a beber. Percebe o vazio que está na sua alma? Você precisa se voltar para Deus, arrepender-se desses erros e de outros e colocar diante de Deus a vida do seu marido que está também em ruínas. Contabilizar o passado é bom para você se lembrar de onde caiu, e a partir daí tomar a decisão de se levantar em todas as áreas. Todas as famílias, desde Adão e Eva, tem sido atacadas pelo Diabo tendo em vista que a família é o melhor reflexo do amor de Cristo pela Igreja, e quando ele separa o casal os filhos se desviam , então a ideia dele não é só separar o casal, mas separar os filhos de Deus do Pai Celestial.Mas só você pode decidir o que fazer, e se for no sentido de recomeçar, O Espirito de Deus te ajudará.

  93. RAYMUNDO

    PASTOR EU FAÇO ESSA PERGUNTA ” COMO UMA MULHER,ESPOSA; QUE SE DÁ BEM COM TODOS FORA DE CASA E É ATÉ BEM QUERIDA, GOSTA DE AJUDAR A TODOS, TODOS GOSTAM DELA, ÓTIMA PESSOA, MAS, QUANDO TRATA COM O MARIDO É SÓ DESENTENDIMENTO, DESOBEDIÊNCIA, AUTORITARISMO POR PARTE DELA É CLARO, NÃO SOU DO TIPO MACHÃO, FALTA DE CONCORDÂNCIA, NUNCA ASSUME UMA CULPA SEQUER, SÓ MOSTRA FALTA DE AGRADECIMENTO, E PARA NÃO SAIR POR BAIXO SAI SEMPRE NA FRENTE COM UMA RESPOSTA, UMA REPLICA POR MAIS ABSURDA QUE SEJA. E ISSO É SÓ COMIGO. CONVERSA COMIGO NAS ALTURAS, NO TOPO DO NERVOSISMO, JÁ CHEGOU ALGUMAS VEZES ATÉ A QUEBRAR COISAS ATIRANDO CONTRA A PAREDE. PAREDE, PRECISO SUA AJUDA PARA ENTENDER ISSO POIS EU SOU O MARIDO E QUANDO NOS UNIMOS ELA ME PEDIU PARA UNIRMOS, VEIO MANSINHA PEDINTE CARINHOSA, ME ENGANOU EM MUITAS COISAS ATÉ NASCER O PRIMEIRO FILHO DEPOIS FOI MUDANDO MUITO E DIZ QUE ME AMA. NO PRIMEIRO ANO DESCOBRI QUE ELA NÃO SABIA LER NEM ESCREVER, DISFARÇAVA ISSO MUITO BEM E OUTRAS COISINHAS MAIS. MAS MUITAS COISA RELEVEI E PERDOEI, MAS TENHO PERCEBIDO QUE ELA NÃO MUDA MESMO, ESTÁ TUDO BEM, MAS À MENOR RECLAMAÇÃO QUE EU FAÇA, TIPO ” QUERIDA NÃO DEIXE A CASA ASSIM TÃO SUJA PRINCIPALMENTE A SALA POIS EU SOU UM AGENTE DE SAÚDE E RECEBO MUITA GENTE EM CASA”, ELA DEIXA OS PRATO AS DORMIREM SUJOS NA PIA, DEPOIS DO ALMOÇO SEMPRE DEITA DIZENDO QUE SÃO CINCO MINUTOS E FICA POR TRÉS OU QUATRO HORAS E ISSO COM CASA BAGUNÇADA, E OLHA QUE EU SOU DO TIPO QUE AJUDA EM CASA, VARRO, LIMPO, LAVO, ELA NÃO SE PREOCUPA COM ORDEM NOS OBJETOS DA CASA, TEM O COSTUME DE MUDAR AS COISAS, OS MÓVEIS DA CASA TODA DE LUGAR CONSTANTEMENTE. MISTURA ROUPA LIMPA COM ROUPA SUJA, CONFUNDE SUJA COM LIMPAS E ATÉ SEMPRE LAVA DE NOVO AS LIMPAS E DEIXA AS SUJAS. TOMA DECISÕES QUASE SEMPRE SÓ EMBORA EU NÃO SEJA UM FROUXO. QUANDO NECESSÁRIO TOMO ATITUDE E MUDO A DECISÃO DELA. ELA NÃO É LOUCA. PASTOR SOMOS CRISTÃOS MAS VEJO O CLIMA COM ELA COMO CLIMA INFERNAL, TENHO DOIS FILHOS COM ELA NÃO SOU DO TIPO QUE ABANDONA FILHOS, E TAMBÉM PERCEBO QUE ELES HERDARAM ALGO PSICOLÓGICO DELA POIS O COMPORTAMENTO TAMBÉM DELES NÃO É FÁCIL , ENTÃO NÃO TENHO CORAGEM DE DEIXÁ-LOS PRA TRÁS, SEI QUE ELES DEVEM TER ALGUM TIPO DE DISTÚRBIO. ME OBEDECEM MAS ESQUECEM DEMAIS, REPETEM OS MESMOS ERROS SEM CONCERTAR E JÁ SÃO GRANDINHOS. EU SOU OBREIRO DA IGREJA REALIZO MUITOS TRABALHOS NA OBRA MESMO, JÁ TIVE MUITOS CARGOS, ENFIM APENAS LEMBRO QUE UMA VEZ UM PASTOR PREGOU QUE ALGUNS CRISTÃOS DESNVOLVEM UMA ESTRUTURA MENTAL DIABÓLICA, GOSTARIA DE UMA OPINIÃO SUA SE O CASO DE MINHA ESPOSA PODE SER ISSO POIS É TODO DIA UMA BRIGA E NESSE MOMENTO NÃO HÁ NADA QUE EU DIGA QUE CONCILIE ELA, FICA MESMO DIABÓLICA. DEPOIS VEM BOAZINHA CARINHOSA COMO SE FOSSE UM ANJO.

    RESPOSTA: Irmão, realmente você está numa situação delicada. Mas pense um pouco, você se casou com ela sem ter notado que ela não sabia ler, puxa, irmão, você também tratou essa questão com pouco zelo não é mesmo? Mas a questão não é essa. Olha, dê uma pesquisada e vera que a história familiar dela deve ter sido terrível, tendo sido privada de muitas coisas, como educação, cultura, alimentação, boa saúde, e deve ter sido vítima de muito maus tratos também.Se você percebe que há um problema comportamental , quem sabe uma ajuda profissional, um psicólogo ou conforme o caso um psiquiatra possa ajudar a eles todos. Embora vocês tenham tido dois filhos, não se percebe pela suas palavras que havia unidade no relacionamento. Talvez seja melhor este ano você se empenhar em resgatar a sua família, mesmo porque, com a casa desarrumada como você poder testemunhar Jesus. Faça o que for preciso, no campo espiritual, busque a Deus, ore, Jejue, leve o povo para a igreja, façam coisas na igreja juntos e não sozinho. Motive eles, estimule para servirem a Deus. Quem sabe se ela voltar a estudar também seja uma boa pedida, dar uma melhorada na cultura geral. E você também deve aproximar-se mais dos seus filhos, antes de ser servo é preciso ser pai, ser marido também. Eu não estou contra você, mas você se coloca como o único sensato, equilibrado, então , é de você que virá as tomadas de decisões, entende? Talvez esteja faltando um pouco de disciplina dentro de casa também, coloque regras, faça este povo trabalhar, se organizar. Ensine que Deus já criou a luz e pôs fim ao caos e a desordem, demonstrando claramente que isso não é bom, pois só interessa para as trevas. Pode observar, onde há desordem, sujeira, ali o diabo se faz presente, ele gosta de ambientes assim. Irmão, você é o homem da casa, poe ordem na família, conserta este lar, e cheio do Espírito verá as coisas mudando para melhor.

  94. KATIA

    Pastor Ismael, bom dia!

    Tenho 30 anos e moro junto com meu marido há 6 anos. Sou evangélica há 12 anos, porém estava desviada há 6 anos .
    Quando me converti me entreguei de espirito, corpo e alma para Jesus, estava no primeiro amor, e durante 5 anos servi ao Senhor dando o melhor de mim, era muito ativa na igreja, participava do ministério de louvor e dos jovens, amava estar na casa do Pai, me dedicava totalmente a obra de Deus, nessa época sonhava em ter um homem de Deus na minha vida, me casar virgem como diz a palavra, me guardei muito para isso, porém acabei me afastando dos caminhos do Senhor, por vários motivos, inclusive pela decepção de saber da traição conjugal do meu pastor com uma amiga minha, algumas vezes chegaram a me usar para se encontrarem e eu nem imaginava, foi um baque muito grande para mim. Acabei saindo da igreja extremamente revoltada e desiludida, pois considerava meu pastor como meu 3º pai.
    Comecei então a sair para baladas, ficar com alguns rapazes e acabei perdendo minha virgindade com um deles de forma totalmente banal, bem diferente do que sempre sonhei para mim, porém sempre senti um vazio no meu coração pois sabia que não era isso que o Senhor queria para mim, pois no fundo sempre quis ter um relacionamento sério, foi ai que conheci meu esposo pela internet, primeiro nos tornamos amigos e depois começamos a namorar, logo no começo do namoro trai ele com um rapaz, mas me senti um lixo, totalmente arrependida do que fiz, mas ainda continuava desviada dos caminhos do Senhor.
    Decidimos então morarmos juntos, pois já estava com 24 anos e não queria mais morar com meus pais, queria ter uma vida independente. Sai de casa para morar com ele com o consentimento da minha mãe, porém sem meu pai saber, pois estava viajando, quando voltou de viagem eu já estava morando com ele.
    No começo do “casamento” foi tudo muito difícil,passamos por muitas lutas, em relação ao nosso relacionamento também, ele já me magoou muito e várias vezes eu já pensei em me separar dele, porém eu sempre lembrava do Deus que conhecia e por isso sempre orei por ele, e pelo nosso relacionamento, sempre pedi para Deus confirmar se era com ele mesmo que Ele queria que eu ficasse e Deus sempre confirmou que queria me usar para abençoar a vida dele. Acerca de 1 ano nosso relacionamento foi muito abalado por várias situações, desemprego, situações financeiras difíceis e total falta de sincronia, quase pedi para me separar dele. Voltei para a igreja, porém ainda estava muito ferida, e mais uma vez diante de uma crise seríssima que estávamos passando o trai novamente só que dessa vez foi mais sério porque quase fiz sexo com esse rapaz, depois de beber, foi por pouco. Nessa época me sentia desvalorizada pelo meu marido, ele não me dava atenção, carinho, nosso amor esfriou quase que totalmente.
    Há cerca de 3 meses ele aceitou a Cristo e eu me firmei verdadeiramente na presença do Senhor, me arrependi de todos meu pecados e cheguei a pedir perdão para o Senhor e para Ele de todas as vezes que o trai ou que pensei em trai-lo. O Senhor tem tratado profundamente em minha vida, agora estou firme em um ministério, porém algo estava me incomodando muito, o fato de não sermos casados, Temos muita vontade de termos filhos, porém o Senhor usou uma irmã da igreja para nos dizer que só vou engravidar depois que nos casarmos, e realmente já faz 7 meses que estamos tentando e até agora nada. Queremos nos casar mas parece que sempre aparece algo para nos atrapalhar, agora por exemplo estamos morando na mesma casa que minha mãe, e estamos querendo construir em cima da casa dela para termos nossa privacidade, só que o Senhor falou comigo que temos que fazer um jejum sexual até nos casarmos, já falei com meu marido e ele vai pedir a confirmação de Deus, mas concordou, mas como sei que tenho que ser submissa a sua autoridade, a decisão se vamos fazer isso ou não é dele ( não sei se estou errada). O problema é que meu marido também nunca teve voz ativa para nada, e estávamos trocando os papéis na relação, porque eu muita vezes tenho que ser ” o homem da relação ” porque ele ainda não entendeu que ele tem que ser o cabeça do nosso lar. Diante de tudo isso que expliquei ( me desculpe se me estendi d+) não sei como vamos fazer esse jejum morando dentro da mesma casa. Deus me deu algumas estratégias, mas não sei se devemos determinar um período para esse jejum, ou se devemos faze-lo até nos casarmos. Deus me disse que de alguma forma isso vai ser benção para nosso relacionamento, mas não sei como faze-lo. Me ajude por favor. Obrigada pela atenção. A paz.

    RESPOSTA

    É preciso entender que quando alguns princípios espirituais do relacionamento são quebrados as consequências logo se manifestam. Para nós cristãos, os atalhos não são uma opção, como você fez na questão do casamento. Veja que o erro começou aí. Depois ele não ocupou o lugar de homem, de marido, logo veio o seu adultério e isso tem se repetido em sua vida. Penso que é hora de ser de Deus realmente, parar de brincar de ser crente ( desculpe o meu amargo, mas pode curar), se arrepender e se colocar como uma boa companheira para o seu homem, independentemente dele faça a sua parte.Procurem conhecer mais sobre relacionamento conjugal, papeis de cada um, coisa boas e coisas ruins que acontecem na relação, amadureçam. Lembre-se, aquilo que vocês são, seus filhos receberão como herança relacional, então cuidado.E acima de tudo enchei-vos do Espírito Santo. Ele é o sustentador de sua família. E quanto ao jejum sexual não vejo isso com bons olhos, o modo de acertar as coisas não é por aí, é mais amplo a questão, vocês estão precisando radicalizar em ser de Deus, consertar tudo o que estiver errado. Não seria mais lógico vocês correrem lá no cartório, se caserem, sem festa, sem nada. Depois converse com o Pastor de vocês e peça uma benção sobre este relacionamento, e pronto. Depois disto comecem a crescer em Deus.Sabe irmã, Paulo recomenda que o marido e a esposa não se privem de uma vida sexual, para que o diabo não os tente no adultério por falta de sexo dentro de casa, sabe o que pode acontecer? Vocês deixam de transar e daqui uns dias o adultério entra na vida dos dois de novo.Quanto aos filhos, não quero desrespeitar a irmã que te aconselhou, mas eu diria que está meia certa, vocês devem se casar e poderão ter filhos, mas poderão não tê-los também. Sabe irmã, estou cansado de profetadas, então, me perdoe, não tenho tanta certeza se foi Deus que falou ou foi o desejo da irmã que vocês acertem suas vida. Você quer ver uma coisa: Você disse que Deus te deu estratégias sobre esse jejum sexual, então, porque estaria perguntando a mim que sou um homem, sujeito a erros e pecados? O mais certo seria nem interferir naquilo que Deus disse a você, ou será que Ele teria dado uma estratégia incompleta? Tudo o que você precisar para o seu relacionamento já está escrito na Palavra de Deus, ela é a lampada para os teus pés, o que eu posso fazer é aconselhar você dentro desta Palavra, nada mais. De qualquer forma fique firme com Deus, leia muito sobre relacionamento conjugal, e se ainda assim decidir fazer o tal do jejum, então, não se demorem, sejam obediente a I Co 7:5.

  95. Jéssica

    Pastor, quero muito fazer a vontade de Deus, mas não consigo entender qual é esta vontade!

    Bom, há 7 meses “namoro” um rapaz, digo namoro usando aspas pois há 4 estamos enfrentando muitos problemas;
    Qnd começamos a namorar , eu estava para me mudar, nos moravamos no Rio de Janeiro e eu vim morar no Espirito Santo ( em função de minha mae ter se casado e vindo para cá).
    Eu tenho 20 anos , e ele tem 22,nossos primeiros 3 messes de namoro foram incriveis, nunca tivemos problemas um com o outro nem nada do genero, porem, em função de minha mudança e td mais eu não contei a minha mãe sobre meu namoro.
    Apos a mudança oramos ao Senhor para que ele prepara-se o coração da minha mãe para eu conta-la sobre meu namoro, afinal, eu ja sabia que iria ser dificil de ela acc meu namoro, pois ele é negro!
    tiramos uma semana em proposito, oravamos “juntos” por telefone, tiravamos palavras na Biblia, e a que mais me marcou foi uma que tirei em relação a nosso namoro, que dizia “O Senhor nos dará a Paz , pois tem feito em nos todas estas obras” Isaias 26. Neste contexto , fiquei certa de que Deus nos daria a vitoria ! no entanto, ao conversar com minha mae ela se mostrou completamente contra!
    Issso me decepcionou bastante, pois humanamente , eu ja esperava, mas achei que Deus mudaria o quadro.
    Ela me disse que não era só pelo fato de ele ser negro, mas também pelo fato de uma revelação que ela havia tido.
    Continuamos orando e ela permitiu nosso namoro, e pouco depois proibiu, depois mais uma vez permitiu e tornou a proibir, e agora já fazem 2 meses da ultima vez que ela proibiu.
    Por algum tempo continuamos mantendo contato por internet, mas frente a tantas ameaças que recebi da parte dela, preferi me afastar dele completamente.
    Ele então , entrou em contato comigo pessoalmente, e e disse que ela não poderia decidir a minha vida assim , de tal forma, que nos deveriamos persever juntos e buscarmos os nossos sonhos, já que nos apesar de pouco tempo de namoro planejamos muito nosso futuro, pensavamos até mesmo em casamento.
    Mas expliquei a ele, que realmente não há como convence-la a aprovar meu namoro….
    enfim, eu realmente não sei o que fazer, será mesmo que Deus apoia a minha mãe nesse sentido? será que Deus não me quer com ele?
    as vezes tento me afastar completamente dele, mas será mesmo essa a vontade de Deus? Existe algum fato biblico que desaprove relacionamentos inter-raciais?
    PS: neste momento, não estou falando com ele, por nenhum meio, mas sei que ele me procurará em breve.

    vale lembrar que assim como eu, ele é servo do Senhor.

    Pastor, por favor, me ajude!

    RESPOSTA:

    É uma pena saber que ainda tem gente com este tipo de preconceito, isso é desamor, e pecado,mas como cada um responderá por si mesmo, entâo….Quanto ao namoro, se houver amor entre vocês, nada poderá impedir, nem sua mãe , nem a distancia ou qualquer outro obstáculo. O diálogo é uma boa solução.

    Abcs Pr Ismael

  96. darcy laura

    a paz
    depois de 25 anos de casado descobri que meu esposo tinha amantes,perdoei,mas ele não me abraça,evita me dar a mão na rua,não tira fotos comigo em certos eventos,me evita ao máximo,parece que foi eu que transgredi,nós sempre fomos cristãos e a 2 anos ele se afastou por causa da transgressão,sempre foi líder de louvor na igreja,eu continuo nos caminhos do Senhor,por causa deste ato ele me faz sentir muito triste,tento me aproximar,tento beijá-lo e ele me afasta,acho que ele continua me traindo,estou cansada de ser garçonete dele.o que devo fazer?

    RESPOSTA:

    Não deixe que outros decidam o seu futuro, é você que deve decidir sobre essa questão tal importante, posso indicar as alternativas que você tem. Quando ao comportamento dele, ele deve estar tendo uma vida dupla. Você tem três caminhos, ou perdoa e continua como estão as coisas ou faz uma separação pedagógica, informal, com a intenção de fazê-lo repensar a vida ou se divorcia dele. Se escolher pelo divórcio, veja que deve ser em último caso, quando já se esgotaram todas as possibilidades, as conversas, as medidas protetoras, e tudo o mais já foi feito, mas ele se nega a deixar o adultério contínuo.

  97. Vanessa

    A Paz do Senhor..
    Aos 14 anos,me casei com um rapaz de 17anos,ficamos casados por 4 anos, tivemos um filho.Meu esposo trouxe um amigo para morar em nossa casa,um homem 11anos mais velho que eu.Esse homem passou a suprir a ausência do meu esposo dentro de casa[enquanto ele jogava bola,empinava pipas na rua]esse amigo me ajudava nos afazeres e embalava meu filho.Acabei me envolvendo com esse homem e eu mesma contei para meu esposo,com muito sofrimento,nos separamos e eu fui embora com esse homem,más sem saber,carregava no ventre um 2°filho do meu esposo.Filho qual meu esposo desprezou por 18 anos e só depois veio atrás.Na época,meu esposo,tinha um certo conhecimento da palavra,eu nunca havia ido a uma igreja,pois fui criado dentro do espiritismo.Passado,20 anos de separação,eu mãe de 7 filhos, ele pai de 6 sendo 5 meus de outra união e 4 dele do seu atual casamento.Eu e toda familia dele,sempre nos demos maravilhosamente bem,mesmo depois da separação,os filhos dele e os meus,são todos muito amigos.Hoje,sou convertida,trabalho na obra do Senhor e congregamos na mesma igreja.
    Más isso tem me incomodado,pois eu ainda o amo e sei que ele também sofre por mim,e vive um casamento de aparências sem felicidade verdadeira.
    O que devo fazer,já pensei até mesmo em sair da igreja,mas tenho chamados ali,mas gostaria de te lo de volta,pois sei que não somos felizes com a vida que hoje levamos…Me ajude,por favor..

  98. MAYARA SILVA

    Pr. eu me separei do meu marido a 6meses, vivi com ele a 6anos,, ele tem apenas 25 anos e eu 23,,, nos conhecemos quando eu tinha17anos vivemos aquela paixao de adolecencia fiquei gravida aos19.. tivemos nosso lindo filho, asafe! o pai do meu filho veio de um lar cristao eu nao. sempre tive uma vida errada! com 16 anos fazia progama, quando conheci o pai do meu filho eu parei uns anos de fazer progama.. pois queria mudar de vida. voltei pra cristo e começamos a viver nossa vida de casados, mas nunca casamos na igreja e nem na lei dos homens. depois de tres anos vieram os problemas financeiros, ai fiquei desisperada e voltei a praticar prostituiçao por dinheiro. fazia escondido quando ele saia pra trabalhar.. dai nossa vida virou um inferno.. durante tres anos brigavamos muito ate q veio a separaçao.. eu o amo muito ele tambem me ama! mas ele acabou descubrindo que eu fazia coisas erradas, e me deixou! Pr. eu estou muita arrependida de ter agido dessa forma. minha vida si trasformou em uma confusão!! eu o amo muito.. eu sei q ele me ama tambem!!! ja voltei pra cristo me libertei.. agora estou com muito medo de nao ter o pai do meu filho ao meu lado!! quero ele de volta mas ele ta muito magoado com tudo!! ele si revoltou de tal forma que si entregou pro mundo. anda saindo com varias mulheres, bar, festas.. ele si transformou!! eu me sinto culpada.. mas eu o amo muito!!! meu filho tem apenas 3anos eu 23anos! to com medo do meu filho ficar revoltado.. o que faço pra tem minha familia de volta??. o que faço pra ter meu casamento de volta? EU PRECISO DE DEUS NA MINHA VIDA!! ME AJUDE.

  99. KATIA

    Pastor Ismael, bom dia!

    Tenho 30 anos e moro junto com meu marido há 6 anos. Sou evangélica há 12 anos, porém estava desviada há 6 anos .
    Quando me converti me entreguei de espirito, corpo e alma para Jesus, estava no primeiro amor, e durante 5 anos servi ao Senhor dando o melhor de mim, era muito ativa na igreja, participava do ministério de louvor e dos jovens, amava estar na casa do Pai, me dedicava totalmente a obra de Deus, nessa época sonhava em ter um homem de Deus na minha vida, me casar virgem como diz a palavra, me guardei muito para isso, porém acabei me afastando dos caminhos do Senhor, por vários motivos, inclusive pela decepção de saber da traição conjugal do meu pastor com uma amiga minha, algumas vezes chegaram a me usar para se encontrarem e eu nem imaginava, foi um baque muito grande para mim. Acabei saindo da igreja extremamente revoltada e desiludida, pois considerava meu pastor como meu 3º pai. Saia para baladas, ficava com alguns rapazes e acabei perdendo minha virgindade com um deles de forma totalmente banal, bem diferente do que sempre sonhei para mim, porém sempre senti um vazio no meu coração pois sabia que não era isso que o Senhor queria para mim, pois no fundo sempre quis ter um relacionamento sério, foi ai que conheci meu esposo pela internet, primeiro nos tornamos amigos e depois começamos a namorar, no começo do namoro trai ele com um rapaz, mas me senti um lixo, totalmente arrependida do que fiz, continuava desviada dos caminhos do Senhor.
    Decidimos então morarmos juntos, pois já estava com 24 anos e não queria mais morar com meus pais, queria ter uma vida independente. Sai de casa para morar com ele com o consentimento da minha mãe, porém sem meu pai saber, pois estava viajando, quando voltou de viagem eu já estava morando com ele. No começo do “casamento” foi tudo muito difícil,passamos por muitas lutas, em relação ao nosso relacionamento também, ele já me magoou muito e várias vezes eu já pensei em me separar dele, porém eu sempre lembrava do Deus que conhecia e por isso sempre orei por ele, e pelo nosso relacionamento, sempre pedi para Deus confirmar se era com ele mesmo que Ele queria que eu ficasse e Deus sempre confirmou que queria me usar para abençoar a vida dele. há cerca de 1 ano nosso relacionamento foi muito abalado por várias situações, desemprego, situações financeiras difíceis e total falta de sincronia, quase pedi para me separar dele.
    Voltei para a igreja, porém ainda estava muito ferida, e mais uma vez diante de uma crise seríssima que estávamos passando o trai novamente só que dessa vez foi mais sério porque quase fiz sexo com esse rapaz, foi por pouco, nessa época me sentia desvalorizada pelo meu marido, ele não me dava atenção, carinho, nosso amor esfriou quase que totalmente.
    Há cerca de 3 meses ele aceitou a Cristo e eu me firmei verdadeiramente na presença do Senhor, me arrependi de todos meu pecados e cheguei a pedir perdão para o Senhor e para Ele de todas as vezes que o trai ou que pensei em trai-lo. O Senhor tem tratado profundamente em minha vida, agora estou firme em um ministério, porém algo estava me incomodando muito, o fato de não sermos casados, Temos muita vontade de termos filhos, porém o Senhor usou uma irmã da igreja para nos dizer que só vou engravidar depois que nos casarmos, e realmente já faz 7 meses que estamos tentando e até agora nada. Queremos nos casar mas parece que sempre aparece algo para nos atrapalhar, agora por exemplo estamos morando na mesma casa que minha mãe, e estamos querendo construir em cima da casa dela para termos nossa privacidade, só que o Senhor falou comigo que temos que fazer um jejum sexual até nos casarmos, já falei com meu marido e ele vai pedir a confirmação de Deus, mas concordou, mas como sei que tenho que ser submissa a sua autoridade, a decisão se vamos fazer isso ou não é dele ( não sei se estou errada). O problema é que meu marido também nunca teve voz ativa para nada, e estávamos trocando os papéis na relação, porque eu muita vezes tenho que ser ” o homem da relação ” porque ele ainda não entendeu que ele tem que ser o cabeça do nosso lar. Diante de tudo isso que expliquei ( me desculpe se me estendi d+) não sei como vamos fazer esse jejum morando dentro da mesma casa. Deus me deu algumas estratégias, mas não sei se devemos determinar um período para esse jejum, ou se devemos faze-lo até nos casarmos. Deus me disse que de alguma forma isso vai ser benção para nosso relacionamento, mas não sei como faze-lo. Me ajude por favor. Obrigada pela atenção. A paz.

  100. Luana Beatriz

    Olá.. a paz do Senhor. Estou enfrentando turbulencia em meu casamento devido esses fatores.. a familia secundaria. Preciso urgente de uma ajuda para conseguir trazer paz para o meu casamento. Meus pais não são evangélicos e humilham meu marido e meu marido exige uma mudança de minha parte para com eles, mas eu não sei o que fazer. Ele me diz pra cortar os laços… mas eu nao sei como fazer isso, afinal eles são meus pais. Me ajude! Obrigada. Deus abençoe.

  101. leandra

    Me responda: o que faço?
    Nasci na igreja, minha família e toda da assembléia de Deus, mas nunca tive nenhum tipo de compromisso na igreja, não conhecia a Deus.
    Meu pai era obreiro e caiu em pecado se desviou, se casando 3 vezes oficialmente, dentre outros relacionamentos amasiado, gerando filhos em cada relacionamento
    Filha de pais separados, nunca tive uma base familiar, minha mãe sempre ausente saia cedo e voltava a noite para trazer o sustento, para 6 filhos, ela acabou enfraquecendo na fé e se desviou também.
    Engravidei aos 15 e eu e meu esposo fomos morar juntos sem nos casarmos, com um casamento imaturo, foi muito conturbado.
    Aos 20 anos tive um encontro verdadeiro com Deus, onde tive incríveis esperiências com Deus, onde eu só vivia para Deus, época que vivíamos uma vida abençoada de paz, amor e união, regularizamos nossa união oficialmente, nos batizamos.
    Meus filhos eram instrumentistas na casa de Deus,
    Eu e meu esposo fomos consagrados a diáconos, mas com o passar do tempo eu me desviei e cai em pecado de adultério, era ministra de louvor, tive que me afastar, éramos lideres do ministério de oração, tive que me afastar, depois disso, tenho vivido uma vida de maldição.
    Muitas contendas no casamento, as portas que antes estavam abertas, tudo fluindo ao nosso favor, se fechou, nada dava certo, cai em depressão, fui muito apedrejada na igreja a qual congregava, o pastor tomou raiva de mim e me um humilhava publicamente com indiretas e todos sabiam que o que ele falava eram pra mim, me afastei do pecado, mas nunca mais tive apoio do pastor, pois ele nunca mais me perdoou, não suportei essa situação e me afastei da igreja, depois de um ano eu voltei para essa igreja, o pastor continuava o mesmo, nos recebeu bem no início, mas logo começou com o julgo pesado, me sentia envergonhada, com isso as pessoas me rejeitavam, fui me deprimindo com aquelas palavras de derrota, como se nunca mais tivesse solução, e que Deus nunca mais me perdoaria, não conseguia me levantar mais, e acabava me afastava novamente.
    Hoje sou uma pessoa fechada de poucas amigas, me sinto covarde, sem caráter, não consigo ficar de pé, já pedi perdão a Deus, tenho um desejo ardente no coração de servir a Deus com coração limpo.
    Hoje apenas visito igrejas, me humilho na presença de Deus, choro, imploro o favor de Deus, tenho mudado meu comportamento, oro a Deus, só ouço louvores até hoje, mas meu coração está doente.
    Acho que estou debaixo da ira de Deus.
    Por favor me oriente, me mostre uma solução.

  102. ulisses

    Bom dia, eu tenho 16 anos de casado e estou enfrentando uma crise muito grande.
    Minha esposa que que eu va embora e estou lutando para mudar essa situação,,mas ja estou ficando cansado de lutar.
    Fui agredido na local de trabalho em 2007 e depois disso eu passei 3 anos com medo de tudo acabei maltratando os filhos e a esposa.
    Agora estou tentando voltar ao mercado de trabalho estou procurando emprego.
    Gostaria de uma ajuda se é possível salvar o meu casamento pois ela disse que não sente mais nada por mim e não tem interesse em lutar por ele.
    Não gostaria de ficar só se ouver uma separação eu tenho o direito de casar denovo.
    Não queria que isso acontecesse gosto muito dela.
    Por favor peço ajuda e uma orientação.

    RESPOSTA:
    Ulisses, para mudarmos as circunstâncias da vida, só temos uma solução, mudar o nosso coração. Acontece que de repente, as mudanças as quais nos
    ´propomos a fazê-las, elas acabam sendo tarde demais, como parece ser o seu caso. Então, aí, só te resta tratar disso com Deus, porque Ele pode
    mudar a tua vida e as circunstâncias ruins em que você se encontra. Aparta-te do mal, apega-ter ao bem , e assim te sobrevirá a vitória em Cristo Jesus..
    Se você ainda tiver chance, mude o seu jeito de trata-la, seja um grande marido, deixe claro que houve mudanças em você, este é o caminho.

  103. Anderson

    Pastor, nasci em um berço espírita, conheci uma moça e me casei com ela influenciado por um “esírito” que minha mãe incorporava. Nos casamos em uma igreja católica. Depois que nos casamos nos convertemos e ficamos juntos por 7 anos, não tivemos filhos. Com 4 anos de casado, comecei a viajar a serviço e não sentia vontade de voltar para casa e nem saudades de minha esposa. Orei a Deus por 2 anos para acrescentar amor em meu coração. Um certo dia resolvi por em prova meu amor por ela e sai com uma outra mulher, não senti arrependimento no outro dia. Então comecei a procurar uma pessoa que me completa-se. Ao encontrar pedi a separação e divórcio. Hoje sou casado com outra pessoa e tenho 3 filhos. Deus em várias ocasiões já usou vasos para me dizer que me quer na obra Dele. Eu e minha família buscamos a presença de Deus para nossas vidas. Eu tenho muita vontade de voltar a fazer a obra. O senhor como servo e vaso do nosso Senhor poderia me orientar nessa dúvida se eu posso ou não voltar a trabalhar na obra? Pois já me falaram também que eu não poderia mais. Mas Deus continua me cobrando que eu volte a trabalhar na obra. Por favor me ajude. Obrigado.

    RESPOSTA: Irmão, paz

    Bom querido, penso o seguinte a respeito da vida com Deus, que Jesus veio para restaurar todas as coisas, trouxe consigo o perdão mediante o arrependimento do ser humano, e pela graça mediante a fé, o mais horrível dos pecadores pode ser salvo.Quanto a servir a Deus há duas maneiras de fazê-lo, de um modo informal e do modo formal. Dentro do modo informal não haverá grandes problemas e Deus receberá o seu serviço. O modo iformal é quando você faz o evangelismo boca a boca, pessoa a pessoa, quem sabe até reuniões em sua própria casa. Já o serviço formal, que é estar dentro de um sistema eclesiástico organizado, uma igreja, um ministério, aí ser-te-á cobrado um exemplo de vida, um testemunho. Por exemplo, como você vai pregar sobre vida conjugal se a sua história foi tão conturbada, não haverá autoridade para isso, compreende? Sabe querido, Deus conhece o teu coração, mas a igreja não tem como fazê-lo. Deus sabe se você se arrependeu,mas a igreja não. Se você me perguntar se eu creio que você é um salvo, eu digo que sim, creio, mas se quero ser membro de uma igreja pastoreada por você, eu digo que não. Mas por outro lado, se você quiser se sentar comigo e falar do amor de Jesus, eu aceito e terei o maior prazer nisso, compreendeu o que eu disse? Se quando aconteceu o adultério você nao fosse um crente, talvez a situação fosse diferente. E como conselho, penso que você deve, se ainda não o fez, se arrepender desse erro cometido, do adultério, do divórcio, da família arruinada. E sinceramente creio que Deus já te perdoou e você pode agora amar a sua família e a Deus.

  104. Rosangela

    há 20 anos me casei na igreja católica, e no cartório fiquei casada 10 anos e me separei judicialmente. após 8 anos voltei com meu marido, estamos juntos a 3 anos, temos 3 filhos, gostaria de saber se tem necessidade de me casar novamente no cartório e na igreja, pois a minha igreja disse que os problemas que temos em nossa vida são em decorrencia de estarmos separados judicialmente.

    RESPOSTA:

    Irmã, a Igreja Católica crê na indissolubilidade de um casamento, então, em tese, vocês estariam casados ainda, não é mesmo? A sua pergunta não é tão fácil de responder, demanda gastar um pouco de fosfato e pensar sobre o caso. Diante de Deus, eu creio que vocês estão casados, houve a quebra de uma aliança, porém, vocês se arrependeram e voltaram atrás, exatamente o que aconteceu com o casamento de Deus com a sua mulher Israel.Eu não acredito que vocês estejam passando por momentos difíceis na vida tão somente por conta disso. Os nossos problemas tem, normalmente, 03 origens, ou foram criados por nós mesmos que não soubemos administrar a vida, ou há uma ação diabólica contra nós, ou mesmo Deus está nos levando ao deserto para tratar conosco. Você deve pensar sobre isso e ir resolvendo a vida. Vou dizer o que faço com relação aos meus problemas, eu me aproximo de Deus, peço perdão, me arrependo se não administrei bem a vida, e peço a ajuda Dele.Com relação ao diabo, eu tomo autoridade contra ele e o repreendo na força e no poder de Deus, determino que saia da minha vida, da minha família e sigo em frente. Agora,como acredito que a maioria dos problemas humanos são provocados por humanos, então faço mudanças nas minhas escolhas, decisões, e caminhos em que ando.Sugiro que faças assim, decida-se a acertar a vida conjugal com seu marido, caso por um motivo ou outro isso não seja possível de imediato, então peça a oração para um pastor, faça um esforço, vá a igreja, e peça uma benção sobre o casamento, isso é importante,mas não resolve todos os problemas, vai impedir a ação acusadora do diabo contra vocês. Na continuidade, aproxime-se de Deus, busque a presença Dele, pratique uma vida honesta, não negocie a verdade, goste daquilo que Deus gosta e deixe de gostar daquilo que Deus não gosta, faça uma “faxina”em sua casa, tire os pecados domésticos que porventura existam.Feito isso você terá uma ajuda do céu para as suas crises, Deus será contigo nas suas lutas, você passará a experimentar vitórias e não somente derrotas.Para concluir e resumindo, aproxime-se de Deus, repreenda o diabo e administre melhor a vida. Um abraço, no amor do Pai.

  105. edmilson

    Prezados, boa tarde;

    Gostaria de respostas sobre sexo anal e oral é pecado ou não???

    RESPOSTA: SEXO ORAL NÃO É PECADO. SEXO ANAL É QUESTIONÁVEL, MAS AQUI NO MINISTÉRIO CASADOS EM CRISTO, SOMOS CONTRA ESTE TIPO
    DE RELAÇÃO. NÃO VAMOS TRATAR AQUI, MAS NO BLOG TEM ESTUDOS SOBRE.

  106. ninguém

    Ninguém…
    Pr. Sou casada a 14 anos, casei muito cedo tinha apenas 15 anos sem saber oque estava fazendo, obrigada pela minha mãe que já que eu queria namorar na época me obrigo a casar, bem mais isso já não vem ao caso,o meu maior proplema é agora ja estou na igreja a uns 4 anos amo a Deus pr. mais algumas atitudes tem me afastado de Deus, meu casamento vai mal ja não tenho o mesmo amor pelo marido hoje em dia sinto mais raiva dele, vejo nele uma pessoa egoista, mesquinha tudo é só dele, só pra ele e a cada dia isso vem me magoando mais, eu já falei com ele que um dia isso vai acabar meus filhos estão crescendo e eu não quero viver uma vida triste sem felicidade para sempre porque é assim que eu me sinto. Triste frustrada e hoje olhando a internet me deparei com seu blog e fiquei sabendo de algumas coisas a respeito do casamento que me fizeram refletir por exemplo a sodomia eu nçao sabia oque era e agora entendo porque ue me sinto tão mal quando estou com meu marido, sabe pr ele não quer saber de minha piniao basta tá legal pra ele que o resto não importa ele acha que já que ele gosta eu também tenho que gostar. Estou cansada tenho 30 anos e me sinto com 60 sem paciencia totalmente perdida, desculpe pelo desabafo não tenho em quem confiar para falar a não ser com Deus ore por mim pastor pois eu sei que o diabo tem prazer de ver uma familia destruida, um lar desfeito, brigas e contendas mais a coisa não tem sido facíl, ore por favor fiquem com a paz de Deus!

    RESPOSTA:

    Irmã, paz…. A resposto para você é esta: De um jeito de investir nessa relação, leia sobre o assunto, recomendo o livro de Emerson Eghericks “Amor e respeito”. O livro citado no post anterior também é muito bom para o seu caso.Vamos orar…

  107. maíra

    oi
    meu nome e Maira Martins deixei um recado pra vocês,nao obtive resposta e o recado sumiu das postagens vão responder via e-mail?
    grata.
    RESPOSTA: Mande um novo emai, por favor. Email: casadosemcristo@hotmail.com

  108. elaine

    Boa tarde. Estou necessitando de aconselhamento. Tenho uma relação estável com meu “marido” há 4 anos. Fui casada, me separarei e algum tempo depois o conheci. Ele é 8 anos mais novo que eu. Começamos a namorar e alguns meses depois fomos morar juntos. Logo em seguida soube que ele era dependente químico e mesmo assim achei que poderia suportar. Nestes 4 anos aconteceu de tudo.. agressões, separações, roubos, etc. Engravidei e tenho um filho com ele de 2 anos e meio. Ele foi internado e voltou bem disposto a mudar. Porém, eu não acreditando na recuperação e nas palavras dele, continuei com as mesmas atitudes. Um dia brigamos feio, nos agredimos e ele resolveu mudar comigo. Se afastou, até que um dia, foi embora. Me desesperei.. enlouqueci, porque sempre o amei. Só então me entreguei a jesus.. pedi perdão, pedi que se fosse da vontade dele para me trazer o meu marido de volta, e que eu iria seguir a palavra de deus. Alguns dias depois, meu marido me procurou e voltou.. porém, em menos de 1 mês descobri que no perído que ele esteve fora, se relacionou com outra mulher. Acabamos mantendo contato, por conta das ligações que ela começou a fazer, e eu acreditei em tudo o que ela disse.. quando realmente eu desisti do meu casamento, um dia ela ligou e eu atendi questionando o que ela queria.. ela falou que tinha mentido sobre varias coisas, que ela queria ele de volta e não se conformava em ele ter voltado pra mim…. enfim, ele pediu perdão, mas não quis entrar nos detalhes de tudo o que aconteceu.. viajamos para tentar recuperar, pois eu estava com crise de depressão, voltamos e assim mesmo continuava sofrendo. PRocurei a igreja, os irmãos que estavam dispostos a me ajudar e desde então, estou firme.. porém, todos os dias, as lembranças de tudo o que ela disse, a imaginação do que eles puderam fazser, falar, enfim… fica me pertubando.. choro, sofro, sinto meu coração sangrar de tanta dor. Estou procurando leituras que me ajudem..Quando fico assim me afasto dele.. isolada.. ele me cobra.. fica bravo, diz que eu não o ajudo a levantar.. Ele tem feito de tudo pra me tranquilizar.. liga o dia todo, me da satisfação de tudo, vive em casa o tempo todo, tem sido responsável e não tem usado drogas. Ele tem ido a igreja comigo também.
    Porém, estes pensamentos e medo dele procurá-la de novo me pertuba.. me impede de trabalhar, de sorrir…. meu sofrimento é diário… eu não aguento mais… de que forma podem me ajudar?

    RESPOSTAS: Como ele quer ser ajudado, embora seja dependente quimico, a gente pode ver uma luz no final do túnel. Querida, as quedas por parte dele são sempre esperadas, a droga é realmente muito forte.Leia este livro: Como Deus pode e vai restaurar o seu relacionamento, baixe no link:

    http://api.ning.com/files/TxCqcb2i7LExwTVB6Y7*4SL8tmlkehl7wQjEpqm1oR5xAP5KJioUuNGCu4r2KTwku6Yer2pYfnTp*hlhQjAmsBhsowfGbGKr/comoDeuspodeevairestaurarseucasamento.pdf

    As demais coisas você já está fazendo, buscando forças em Deus, então continue, você vai conseguir.

  109. Anna

    Olá, namoro a um ano um homem de 42 anos que é divorciado e não tem filhos, e eu sou uma jovem de 27 anos que nunca casei, mas tive várias experiências sexuais antes de conhecer á Cristo, o que me gerou uma filha que hj tem 10 anos. Quando conheci este homem eu me encontrava bem espiritualmente, ele era um desviado, que serviu por anos á Deus, mas que caiu em pecado e quando eu o conheci faziam 5 anos que estava afastado dos caminhos do Senhor. Ao conhecê-lo me apaixonei de forma que acabei no pecado da fornicação. Esse homem se reconciliou com Deus e nos arrependemos do nosso pecado. Temos planos de nos casar em breve, mas sempre temos vários conflitos, que fazem com que eu principalmente adie. Pois ele por ser um homem público onde moramos, é muito assediado, o que faz com que ele acabe cobiçando aquelas que o assediam. Ou seja, mesmo ele tendo voltado pra casa do Senhor, ainda vive em pecado. Gostaria de um conselho. O que faço diante disso?

    RESPOSTA: Cobiçar é um pecado realmente, mas como você sabe que ele cobiça ? Ele diz isso para você, ou será que você está com ciúmes? E quem sabe tem até razões para isso. Os conflitos bem administrados servem para nos reposicionar com relação a vida a dois, todos temos conflitos, é preciso aprender a administra-los e crescer com eles. Você é quem está dentro do caso concreto e sabe quem ele é, eu não tenho condições de ir além disso. Leia mais sobre relacionamentos, converse com ele de forma franca e honesta, sem brigas e contendas, exponha-lhe as suas preocupações, quem sabe você extrai daí uma mudança positiva.

  110. sem nome

    ola,
    Sou casada a 10 anos e nao me considero muito ciumenta,meu marido diz claramente que nao sente ciumes de mim,isso me magoa um pouco,parece que ele nao se importa comigo mas fora isso temos uma boa convivencia.Bom mas quero falar de outra coisa recentemente tem uma coisa me incomodando,na igreja tem uma moça que tem um grau de intimidade com meu marido que me incomoda,fica conversando com ele pelos cantos rindo o tempo todo,e eu ja falei com ele que nao me agrada mas ,ele diz que nao ve nenhuma maldade nas atitudes dela.o problema e que ele e dirigente dos jovens e eu apesar de amar a obra do Senhor nao quero que ele fique com este trabalho pois ele e daqueles que se envolve muito com os componentes e as moças acabam tendo uma liberdade com ele ,e ele nao vê maldade nas atitudes de ninguem,ja falei varias vezes que ele tem que ser mais serio mas ele acha que eu estou sendo ciumenta.Bom nao sei se ele esta certo mas ja estou ficando com neura,as vezes quando olho pra ele,vejo que ele esta olhando pra ela quando ela esta de costas,ou sempre que acaba o culto ele tem algum assunto importante pra tratar,ai ficam conversando.Nao quero ficar falando pra ele o tempo todo,tenho vontade de so orar e deixar pra la mas e que eu estou muito chateada;nao tenho raiva dela,pois penso que sempre vai existir alguem assim no meio do casal,tenho raiva dele pois penso que se tenho compromisso com ele ele deve me ouvir e me agradar,e o que faço com ele.O sr.acha que devo pedir pra ele entregar o trabalho?tenho medo de nao ser a vontade de Deus,ele gosta muito do que faz.
    obrigada!
    RESPOSTA:

    Irmã, se você for sábia, dá pra acabar com esta lambança de seu marido com esta irmã antes que algo aconteça. Avise ele, diga que não vai aceitar mais este relacionamento no mínimo suspeito e estranho. E avise que se não houver mudanças vai conversar com ela e com o Pastor. Você está certinha, só não pode ficar vendo coisas onde elas nao existem. Se não hover mudanças, fale com o Pastor, chame essa moça e pergunte se ela gostaria que alguém fizesse com ela o que ela está fazendo com você. Sabe querida, o que não pode é fazer estardalhaço, confusão desnecessária, armar barraco dentro da igreja, mas o que for feito com decência, é justo. Se voce não lutar pelo seu casamento, quem o fará. A Bíblia fala que devemos evitar não só o mal, mas a aparência do mal, e seu marido não tem feito isto. Então tome atitudes de mulher sábia e resolva isso já.

  111. Raquel

    A Paz do Senhor, Pr Ismael.
    Eu sou noiva há 7 meses. Amo muito meu noivo.
    Só que nos 3 primeiros meses de namoro, ele ficava sempre comigo,quando era um feriado ou final de semana, ele sempre queria ficar comigo, saíamos sempre pra passear.Passado esses 3 meses, ele já não fazia tanta questão assim, foi ficando mais distante. Nesses ultimos meses, mesmo, a avo dele esta na casa dele, e quando a mãe dele viaja ele sempre me diz que não pode me ver pq tem que ficar com a avo em casa, que a avo dele não gosta de ficar sozinha! E que o irmão dele cedo sai de casa para ficar com a namorada. Ontem foi feriado e ele não pode ficar comigo pq disse que tinha que ficar com a avo, e me falou que esse final de semana terá que levar a mãe dele e a avo para o interior e que só retorna na terça! O que tenho medo é de me casar com ele, e ele não me dar assistencia, pq sempre vive cheio de obrigações com a mãe com avo etc. Se estando noivo as coisa estão assim, tenho receio de quando casar ser pior. Não tenho experiencia nenhuma em relacionamentos. Gostaria de um conselho do senhor. Teve um dia mesmo, que eu tive que falar com ele,sobre essa situação…
    porque a mãe dele ia viajar para um encontro da macro celula dela, ai ele disse que ia ter que levar a mãe e que ia dormir lá, para trazer a mãe de volta. Só que eu falei sobre o irmão dele, porque o irmão dele não levava, ai ele me respondeu que o irmão dele fica com a namorada! Que cedo sai de casa! Eu disse para ele, que o irmão dele dava assistencia a namorada e que ele não estava me dando!!! Depois ele me ligou dizendo que ele conversou com a mãe dele, perguntou a ela se ela não tinha nehuma discipula que pudesse levá-la! Dai, a mãe dele conseguiu uma discipula! Mas, ele teve essa atitude só pq eu falei, isso também me incomoda, porque quando fazemos questão de estar com alguém ficamos com a pessoa, não é preciso cobranças!
    Outra coisa que percebo nele, é que ele não tem iniciativa para as coisas, fica esperando por mim!
    Pr como devo agir diante dessa situação?

    RESPOSTA:

    Irmã, casamento é uma coisa séria demais. Você já está sentindo este desinteresse dele, então, eu penso que ficar cobrando a presença dele não é próprio de um relacionamento de namoro. Um jovem deixar a namorada para cuidar da vó em uma necessidade, um momento, uma situação especial, tudo bem, é louvável, mas fazer isso com constancia é no mínimo estranho. E não teria um jeito de ele cuidar de você e da vó também. Você não pode fazer parte da vida dele, dessas viagens com a mãe, enfim, dar um jeito de possibilitar que vocês estejam juntos. A decisão deve ser sua, sempre sua, mas te digo, que não consigo entender esse relacionamento, pois, um moço apaixonado atravessa o oceano a nado para ver a amada.Será que ele já cresceu, já desmamou o suficiente para nanmorar?

  112. stellacuamba

    EU APENAS QUERO PEDIR AJUDA EU CONHECI UM JOVEM EM 2007, FOI O MEU EXPLICADOR NAO HOUVE NADA E TEMPOS DEPOIS ELE LIGAVA E CONVERSAVAMOS ELE CASOU-SE COM A NAMORADA QUE ESTVAM JUNTOS A 4ANOS E MENOS DE 2ANOS SEPARARAM-SE; HOJE NAMORO COM ELE SO QUE DESCOBRI QUE ELE RONCA ALTO, E ME PERGUNTO: SERA QUE ESTE NAO FOI O MOTIVO DA SEPARACAO? SERA QUE EU VOU CONSEGUIR MANTER ESSE NAMORO ELE QUER APRESENTAR-SE E FORMAR UMA FAMILIA COMIGO E DISSE QUE O MOTIVO DA SEPARACAO E QUE ELES DORMIAM EM QUARTO SEPARADOS APOS 3 MESES DO CASAMENTO E EU ACHO QUE O MOTIVO DA SEPARACAO FOI O RONCO, ME AJUDEM ANTES DE EU TOMAR UMA DECISAO, QUERO SABER SE EXISTE FORMAS DE INFRENTAR ESSE PROBLEMA E QUE DEIXE DE SER UM PROBLEMA.

    RESPOSTA: Querida, há tratamento sim,pesquise em sites de orientação médica, e converse com ele sobre este fato. A vida a dois não pode ser levada cheia de enígmas e suspeitas, não fale claramente o que te incomoda.

  113. CIS COSTA

    PAZ DO SENHOR PASTOR
    SOU CASADA, TENHO 34 ANOS E MEU MARIDO 38. MORAMOS NO RIO DE JANEIRO, MAS COMO AQUI ELE NÃO CONSEGUIU EMPREGO, ELE FOI TRABALHAR EM MINAS.
    SÓ VEM EM CASA DE 3 EM 3 MESES. TENHO 3 FILHOS, UMA DE 14 ANOS E GEMEOS ADOTIVOS QUE VAI FAZER 3 ANOS.
    EU FIQUEI NO RIO COM OS MEUS FILHOS, PARA MIM ESTÁ SENDO MUITO DIFICIL FICAR SEM ELE PASTOR, MEUS FILHOS SENTEM MUITA FALTA. E TAMBÉM EU NÃO TENHO FAMÍLIA AQUI, MORO AO LADO DA FAMÍLIA DELE.
    MAS EU GOSTARIA MUITO DE IR MORAR COM ELE LÁ EM MINAS, ALUGAR A CASA AQUI E ALUGAR UMA LÁ PRA PODER FICAR PERTO DELE. O QUE O SENHOR ACHA PASTOR?
    SERÁ QUE É O CERTO??/ SENDO Q O SERVIÇO DELE LÁ É PRA 2 ANOS.
    PRECISO DE UMA ORIENTAÇÃO.

    RESPOSTA:

    Penso é isso que deveria ter acontecido desdeo início. Embora o tempo seja não muito longo, mas a nossa vida aqui na terra é muito curta e passa rápido, então, quanto mais pudermos usufruir da alegria de vive em família é melhor. Há todo um custo que envolve uma mudança assim, ;e transporte, aluguel de casa que precisa ser ajustado valores e datas, mas de qualquer forma você deve lutar por isso. Procure encontrar uma forma de ajudá-lo para que isso aconteça. Para ele pode estar sendo mais fácil superar a ausencia, mas para a mulher e para as crianças, a ausência de marido e de pai , faz muita falta.

  114. Estrela

    Bom dia e a paz de Cristo…
    Pr. Ismael, necessito de um conselho de um homem de Deus, por isso, fale-me apenas oq Deus colocar no seu coração independente do que seja.
    minha estória é um pouco longa,mas espero que o senhor tenha paciência em me compreender.
    Tenho três filhos mas na realidade nunca fui casada,tive uma vida extramamente destruída, onde o diabo literalmemte me fez de gato e sapato de todas as formas. O inimigo sempre procurou me distanciar de Deus, pois, ele sabia que apesar de viver debaixo do seu julgo eu tinha algo diferente que em periodos de lucidez me levavam a falar e buscar Deus.
    Sempre sonhei em casar,ter filhos,ter minha casa, queria que ela fosse diferente do meu lar. Tinham vergonha do meu lar por ser pobre, por minha mãe ter que trabalhar para nós dar roupas, calçados e etc. Apesar de meu ser comerciante, o seu dinheiro era apenas para o básico e no mais ele gastava com prostituição,bebidas e vicíos, nem sequer nos dava um lar digno. Eu amava o meu pai, e ele me amava muito eu sei, mas por ver minha mãe sofrer tanto, ter que trabalhar e todoas as demais humilhações eu me tornei vingativa, apesar da contradição eu sabia que estava errada e por mais que eu quisesse o amor nunca deixou de existir em mim.
    Não suportava estar em casa, vivia na casa de amigas mais velhas, e assim fui vivendo, ate que a única pessoa ainda virgem era eu e decide não ser mais.
    Dai começa todo erro de minha vida, o modo de viver de quem me cercava se tornou maior que o meu sonho de ter um lar diferente.
    Devido as minhas condições sociais e psiquicas eu me achava menor, e que jamais alguem ia deixar de ficar com uma mulher para namorar uma virgem (eu).
    Então me enveredei por um caminho que só Deus para ter misericórdia e Ele teve, apesar de minha resistência.
    Nessa minha caminhada destruída, conheci homens variados,sempre buscando o meu principe e nunca o encontrei eu acho.
    Tive uma filha que hj tem 9 anos com uma pessoa que morei na casa dele nessas minhas fugidas de casa, mas não era compromisso, ele me procurava quando queria, e ao engravidar a sua mãe praticamente me expulsou e fui humilhada. Hoje ele cumpre com sua obrigação de pai, mas é só.
    Logo, apos ainda revoltada continuei uma vida destruida e em busca de meu sonho de forma torta, era apenas essa a forma que eu conhecia. E acabei engravidando novamente de uma pessoa que me rejeitou e tbm a minha filha hj com 6 aninhos, e a vida continua mãe solteira de duas filhas morando na casa dos pais, sendo xingada pelo meu pai que não queria isso para mim e etc.
    No carnaval de 2006, conheci uma pessoa que me chamou a atenção começamos a ficar juntos, nessa época minha filha tinha 6 meses.
    Já no 1º dia contei a ele boa parte de minha vida e ele no mesmo dia foi a minha casa, conhecer o que eu havia dito.
    O que me chamou mais a atenção foi o fato dele me aceitar com duas filhas, outros relacionamentos, a minha condição, não tinha nada a oferecer a não ser meu corpo, que ele teve e mesmo assim continuou comigo.
    Conheci sua família e com o tempo ele me apresentou a todos como sua “esposa”,ate alianças usamos(sou valorizada).
    Mas viviamos no mundo, entre festa e festas, havia muito ciumes, discursões e ate cenas de humilhações de minha parte.
    Poe ser tão humilhada antes,transfiria minhas mágoas para meu atual relacionamento, e tudo foi modificando, o homem que me amava começou a me implorar para mudar esse meu comportamento,pois, ele dizia me amar.
    Nos afastamos de todos,era só nós dois em tudo, ate para ir a um supermercados e outros eramos juntos. Acho que isso o sufocou, pressão dos amigos, familiares eu pertubando-o e tudo.
    Chegou um momento que perdeu-se o controle e por todo meu desrespeito em querer me impor houve agressões por varias vezes.
    Mas, nem isso nós separava, em pouco tempo tudo era esquecido e voltavamos as boas, sempre por pouco tempo.
    Numa dessas agressões ele decidiu me deixar para não ter nada mais grave e assim ocorreu, em 22/04/09 aconteceu o previsto.
    Sofremos demais, ele por ser mais seguro que eu não admitia volta e me humilhava e se vingava por eu ter destruido tudo.
    Fui muito humilhada por ele, mas entendo os motivos, começou ai o percursso de um novo viver, eu tive o meu sonho tão próximo e mesmo assim fui burra (ele ate hj diz isso a mim),mesmo assim vez ou outra ficavamos juntos.
    Comecei a frequentar a IURD, para me libertar, curar, esquecer, desesperada eu queria uma solução.
    Ele por sua vez virou a cabeça, em bebidas, dogras, e noitadas, como sofri e mais ainda por me achar responsável por tudo.
    Ainda assim ele sempre disse me amar (a sua maneira), entre esses encontros eu acabei engravidando( o menino que tanto quis chegou) ele é lindo (lágrimas).
    E o meu sonho Senhor, minha casa, minha família, meu marido e agora o que faço.
    Ele sempre tratou muito bem minhas filhas, a menor ate hoje o tem como pai(foi o único que conheceu) e le retribui isso tbm,mas memso assim nunca voltamos.
    A gravidez foi um choque, ele me odiou pensando que tinha sido para segura-lo (por Deus nunca faria isso),ele arrumou uma namorada, quando ligava mandava atender, foi terrivel pior do que possa imaginar.
    Enquanto tudo isso acontecia, fui em busca de resposta e me encontrando com Cristo (obrigada Senhor por toda Tua misericórdia), ele por sua vez me desprezava e sofri, sofri horrores. Víctor nasceu, ai tudo começa a ter modificações, ele tem que ter o contato que ele tanto evitou.
    Entre esses periodos meu pai morre, me deixa um terreno eu batalho, trabalho e faço uma casa para mim. Bênçãos de conquistas financeiras vem em minha direção e com esforço eu obtive essa vitória (por Deus).
    Já na minha casa, com meus filhos e agora o mais importante o Espirito de Deus se faz presente em minha vida, mas ainda o amo.
    Em menos de um mês de nosso filho nascido, ele acaba dormindo na minha casa e ficamos, ele ainda namorando depois do ato disse estar se sentindo nogento, pois, a pessoa que estava com ele não merecia (eu sim merecia por tudo que o tinha feito e ele nunca me fez “suas palavras”), me senti um lixo. Depois dessa noite, outra noites houveram, mesmo ele com ela, mas nunca voltamos.
    Ele a deixa, ficamos e ele nunca se decide (diz ter medo e não me amar como antes).
    Eu busquei, pedi a Deus que o esquecesse, ai Pastor de tudo eu fiz e le ainda continua em vida destruida e eu tentando caminhar com Cristo.
    Ele já foi uma ameaça entre Cristo e eu , hoje não mais, Não deixo Cristo por nada.
    Só que ainda o amo muito e ainda é forte o que sinto.
    Ele por sua vez (analisando com frieza), poderia se aproveitar do que sinto, tenho uma casa, trabalho e modestia parte sou uma excelente dona do meu lar; mas não ,ele recusasse a casarmos.
    Todos eeses acontecimentos, idas e voltas, o maior periodo que conseguimos ficar totalmente separados foi de 6 meses (na gravidez) fora isso, ficamos e depois ele diz não ser isso que ele tem a me oferecer pois sua vida tá uma (turbulência), ele tem o coração duro para as coisas de Cristo e diz que nunca ira casar-se, não agora, pois implica responsabilidade e convivência, e o tempo dele é de conquista pois nada possui ainda. Eu por minha vez não tenho sabedoria para agir nessa situação e acabo ficando com ele.
    Só consegui recusa-lo uma vez, e ele me perguntou por seria pecado.
    Terei sempre que ter contato com ele e o amo oq torna tudo mais dificil.
    Nâo sei como agir, preciso de um milagre, um Norte, uma palavra oq quer que seja, mas assim eu não quero.
    Amo a Deus, só estouquerendo o certo para minha vida e mesmo assim ta tudo tão dificil.
    Como faço ?! Como agir ?! O que vai ser ?!
    Confesso, isso tem me angustiado, mas não me tirado a alegria em ser de Deus.
    Amo a Deus, amo minha família, meu passado foi destruido, mas meu futuro pertence a Cristo e preciso ser correta, Não pelo que Ele pode fazer ou já fez em minha vida, mas pelo que Ele é(Soberano).
    A angústia é passageira, mas o problema existe e tem se estendido, com eles as dúvidas de como proceder.
    Ele que me ter e eu quero casar!!!

    RESPOSTAS:

    Quando você verdadeiramente temer a Deus e resolver obedecê-lo, a Palavra Dele será lâmpada para seus pés e luz para os teus caminhos. Deus trabalha com princípios e você tem quebrado isso. oO recado para você é esse, quando você resolver obedecer, viver sozinha com seus filhos, sem sexo pecaminoso, aí Deus entenderá o seu coração e lhe dará o melhor desta terra, que é paz, alegria, amor, provisão e proteção. O pecado nos afasta de Deus, a obediência atraí os olhares do Pai para nós.Abcs Pr ismael

  115. Vanessa

    A paz Pastor, sou casada há 6 anos tenho 27 anos e ele também. Meu marido ministro da igreja evangelista uma bençao, integro, exemplo para os jovens da congregação, menina dos olhos do meu pastor. Engravidei no ano passado, meu marido desviou… Foi para o mundo virou brinquedo nas mãos de satanás. Um dia foi um homem amorozo agora arrogante e prepotente me humilha sofreu transformação total tudo que um dia pregou contra hoje faz e não tem vergonha de fazer… O bebê nasceu lindo nem o comoveu. Tive que gerar o meu filho na casa da minha mãe para não morrer e meu filho. Depois que ele nasceu não consigo ficar muito na minha casa porque ele fica na casa da minha sogra e eu moro em cima. Não consigo presenciar ele saindo e voltando pela madrugada. Meu filho tá com 9 meses hoje ele percebeu que a presença dele durante a noite o deixa agitado, como assim quando estou lá ele cisma que deve ficar dentro da minha casa ele me mandou um e-mail falando que está se sentindo mal e não quer prejudicar a vida do bebê. A criança se contorce chora é muito esquisito. Eu oro muito e já não sei o que faço o meu marido parece que está louco. E ainda por cima joga a culpa da queda dele em mim que eu provoquei tudo isso. Imagina se sempre fui eu que o ajudava o apoiava. O que faço? Eu tento ajudá – lo os pastores ele não quer ajuda ele me repudiou… E maltratou o filho dentro de mim… E antes de casarmos ele dizia que me amava todos sabiam amigos, pastores, missionários ninguém entende essa reviravolta. Eu oro para Deus restaurar meu casamento e a vida espiritual dele ou me divorcio e esqueço dele.

    RESPOSTA: É poss[ivel que ele esteja envolvido com alguma mulher e você não desconfiou. Mas também pode ser outra coisa e não vamos ficar tentando advinhar. Vamos trabalhar com o que se tem nas mãos. Você disse certo, ele te repudiou, e você tem o direito diante de Deus de refazer sua vida quando quiser. Em 1Tm 3:5 ele é classificado como pior do que um incrédulo, ele é um incrédulo que abandonou a crente, logo, você pode se divorciar e se casar de novo. Agora, pergunto, é isso que você quer? Parece que não. Então, espere mais um pouco do jeito que está, e peça a pensão alimentícia da criança, esse não é um direito seu, mas do menino. Quando você nãi tuver naus força para esperar, peça o divórcio e case -se no Senhor. Mas lembre-se, você tem que se casar com alguém de Deus, que ama você e ama também o seu filho.

  116. clau

    A PAZ DO SENHOR .
    EU PRESCISO DE UM CONSELHO,SOU CASADA A 4 ANOS E CONHECI MEU MARIDO ATRAVEZ DE UM SITE DE RELACIONAMENTO SEMPRE FUI EVANGELICA MAIS MEU ESPOSO ELEDISSE QUE ESTAVA AFASTADO E QUE QUERIA MUITO VOLTAR ENTÃO ELE VEIO ATE ONDE EU MORO E VOLTO PARA IGREJA MAIS ELE TEM VICIO DO CIGARRO SEMPRE FALA QUE VAI PARAR MAISA ATÉ AGORA NADA, MAIS ARESPEITO DO CIGARRO ENTREGUEI NA MÃO DE DEUS POIS NÃO POSSO FAZER NADA POIS JA FALEI O QUE TINHA DE FALAR E ATE BRIGAMOS MAIS COLOQUEI EM MINHA MENTE QUE NÃO FALARIA MAIS NESTE ASSUNTO..
    MAIS O PROBLEMA MAIOR QUE MEU MARIDO NUNCA FOI CHEGADO NO SEXO, MAIS ANTES DE TER UM FILHO NOS ATÉ FACIA DE VEZ ENQUANTO HOJE TEMOS UM FILHO COM 4 MESES E MEU MARIDO NEM ME PROCURA E NEM SE IMPORTA DE FAZER SEXO. E ACABAMOS BRIGANDO POIS ELE NÃO GOSTA QUE TOCO NO ASSUNTO E AINDA ELE É MUITO ESTUPIDO, ELE TEM UM BOM CORAÇÃO MAIS TUDO QUE FAZ RECLAMA, PENSEI QUE IA MELHORAR DE POIS QUE NOSSO FILHO NASCE PIOROU POIS ELE NÃO SE PREOCUPA EM FAZER SEXO, E NÃO SABE CONVERSAR , NOS DOIS DORME JUNTOS COMO SE FOSSE DOIS AMIGOS, EU GOSTO MUITO DE SEXO E NÃO SEI MAIS O QUE FAZER POIS ESTA CADA DIA MAIS DIFICIL PARA MIM! PORFAVOR ME AJUDE E ORE POR MIM.

    RESPOSTA:

    Irmã, esse problema tem sido uma constante na vida dos casais. Se ele aceitasse poderia se fazer uns exames de saúde, e à partir do resultado tomar algumas providências, mas parece que ele não está muito com vontade de tratar desse assunto. O diálogo é o caminho para vocês encontrarem uma solução para o problema. Procure entender o que está acontecendo com ele, se há um problema financeiro, no trabalho, na saúide, enfim, conversando vocês podem compreender o momento um do outro. Fora isso querida, é orar a Deus e pedir ao Senhor uma ajuda.Se ele é crente leia I Co 7 para ele, mostre a ele que há um perigo aí.
    ABcs Pr ismael

  117. paula

    olaOla hj pela manha ouvi o senhor pela rádio Caledônia FM em nova Friburgo e resolvi entrar no blog.Aproveitando para desabafar e pedir um aconselhamento.
    Hoje me encontro com o coração mais uma vez apertado. Sou casada a um ano e meio com um homem maravilhoso eu tenho 25 e eLe 30 somos muito felizes ,somos cristãos ,porém antes de me conhecer o meu marido teve dois relacionamentos que geraram dois filhos ,porem as duas mães não dão a mínima para as crianças, elas tem respectivamente 6 e 9 anos. Uma mora com os avós paternos e a outra com uma tia materna. As crianças moram com eles desde bebes. As mães não ajudam com NADA td é com meu marido, até ai td bem o problema maior e comigo que embora sinta uma grande pena destas crianças pela condição de vida em que se encontram não consigo ama-lás. Por terem sido criados por outras pessoas o meu marido não teve a verdadeira experiência de ser pai com todas as obrigações cabíveis e eu fico nesta confusão de sentimentos,eu não brigo,mais Tb não consigo abraçar,beijar dar carinho ,o que eu faço isso me dói muito…

    RESPOSTA: Você precisa deixar de olhar as crianças e ver nelas a mãe delas. Olha, comece a se relacionar com os pequenos e dentro poucos meses você os amará conforme a Bíblia ensina. O amor é uma decisão, e amar significa aproximar-se, então faça isso. Não diga mais que não ama os pequenos, pense bem, você está fora da Palavra, na verdade hoje você não faz a vontade de Deus. Liberte-se dessa insegurança. Não é amando as crianças que você perderá o seu marido para elas, mas ao contrário, quanto mais você amar estas crianças, mais o teu marido te amará também. Experimente e depois me conte. converse com seu marido sobre isso, diga-lhe que está decidida em amá-los e Deus dará estratégias. Toda criança é fascinante, é só uma questão de escolha. E não esqueça que hoje você representa um perigo para a vida delas, me perdoe mas eu não conseguiria viver com um peso desses. Sabe porque? Porque você é alguém que pode afastá-las do pai. Isso não é de Deus.

  118. Ana

    Pr. tenho 4 anos de casada e quando nos casamos logo fomos moroar com os pais dele. Em seguida engravidei e meu filho nasceu prematuro de 6 meses, e tive de me dedicar a cuida-lo pois ele era muito fragil.. Morar com a familia dele sempre foi um problema pra mim. Porque sempre tive o sonho de ter a minha casa , construir uma historia. Depois do nascimento do meu filho voltei pra igreja ele nao é evangelico. Então começaram o problemas. Pois nao mudei minha postura como uma esposa cristã… Sempre o acusei por nao termos nossa casa, não tinhamos vida intima, porque so vivia irritada, entristecida com essa situação. Ele nunca fez nada pra mudar. Recentemente ele me procurou dizendo que acha melhor nos separarmos. Foi ai que me dei conta do quanto o amo e do quando o ignorei. Ainda vivemos com seus pais só que ele me trata como amiga, conversa comigo, mais como esposa me ignora, não me beija, nao faz carinho (ele era muito atencioso comigo) não deixa eu nem encostar nele. Estou muito triste, sem chão… Hoje me coloquei na presença de Deus disposta a ser uma esposa valorosa à servir a Deus de fato,busco crescimento espiritual e restauração no meu casamento. Não quero perde-lo , mais ele me ignora como esposa, parece que nunca me amou. Eu não sei como agir, tenho medo até de fazer um carinho nele. Esses dias pedi para termos um momento intimo e ele negou, coisa que jamais faria… Não sei o que fazer . Peço ajuda.

    RESPOSTA:

    Irmã, além das orações você deve pedir perdão a ele. Penso que seria bom você escrever uma carta, fale tudo isso e o que mais houver no seu coração e entregue a ele. Depois de entregue a carta diga que se ele quiser te ouvir pessoalmente, você esta
    disponível. Não esqueça de falar sobre a necessidade que a mulher tem de ter a sua casa, pois para ela é uma segurança no casamento.Fale do seu amor por ele.

  119. geisa

    acabei de ver que podemos usar pseudônimos e gostaria de pedir que não publicassem meu nome. Pode ser usado “Esperança”

  120. geisa

    Visitei o blog e resolvi pedir ajuda. Ja tenho buscado a Deus, chorado e tentado fazer de tudo para mudar minha situação. Tenho ate feito o desafio do livro “o desafio de amar” mas estou mto angustiada. Estou casada ha 6 anos e meu marido disse que não sabe se ainda continuará cmoigo porque ele não sente mais o “fervor” do amor no casamento. Ele me trata com carinho mas não sente mais vontade de estar comigo. passa mais tempo na rua, no trabalho, na faculdade. Ele diz que casou muito cedo, não sabia que seria tão difícil. Eu perguntei se existia outra pessoa e ele me garantiu que não. Eu perguntei o que eu teria feito e ele disse que nada. Nada lhe faltava, o problema era ele. Ele ainda está em casa, mas tenho medo de que ele realmente peça para se divorciar de mim. Eu o amo e faria tudo para ter novamente o amor dele. ele não é o tipo de pessoa que se abre com os outros e fico sem saber o que fazer. Por favor, me ajudem!!!

    Resposta: “Esperança” , ore a Deus, faça um propósito com Deus a esse respeito, volte-se para Deus que Deus se voltará para você. Além disso, quando ele der um espaço, fale com ele sobre a questão mas sem brigas, procure se controlar, não se desespere nessa conversa, pois é isso que ele está evitando. Vocês devem conversar. É possível que o amor dele tenha esfriado, mas também é possível ressuscita-lo, mas ele tem que querer. Não torne as coisas ainda pior sendo pegajosa demais, confie em Deus, não se firme sobre seus pensamentos e aconselhamentos , mas em Deus.

  121. EVJ

    OLÁ! BOM DIA!

    MEU NOME É EVJ E ESTOU ENTRANDO EM CONTATO COM VCS PARA PEDIR UM CONSELHO.

    A HISTÓRIA É UM POUCO LONGA, MAS VOU RESUMIR COLOCANDO EM PAUTA PARTES MAIS IMPORTANTES.
    ME CASEI HÁ 5 ANOS ATRÁS E MESMO ANTES DE ME CASAR JÁ TINHA PROBLEMAS COM A FAMILIA DO MEU MARIDO. ANTES DE TERMOS ALGUMA COISA, A FAMILIA DELE E EU ÉRAMOS MUITO AMIGOS, MAS DEPOIS DE ENTRAR PRA FAMILIA PERCEBIA Q NÃO ERA MUITO BOA COISAFAZER PARTE DAQUELA FAMILIA, POIS TINHAM PROBLEMAS SÉRIOS.
    ENFIM, CASEI-ME E NO CASAMENTO MESMO NA FESTA JÁ COMEÇOU UMA BRIGA ENORME, A MÃE DELE FEZ UMA COISA HORRIVEL, ACABOU COM MEU CASAMENTO, PRA PIORAR MEU MARIDO DEPOIS Q CASOU NÃO QUERIA ENTENDER Q AQUILO ME MAGOOU MUITO, ME ESTRAGOU, ANTES DE CASAR ELE ERA DIFERENTE, ERA BEM UIDO COMIGO, DEPOIS QUE CASOU SÓ QUERIA SABER DA FAMILIA, NUNCA QUIS SER UM BOM MARIDO. SAIA DE CASA, PASSAVA DIAS NA CASA DOS PAIS, AQUILO FOI ME MATANDO AOS POUCOS ERA SEMPRE, QUASE TODO MÊS ELE FAZENDO ISSO.AI QUE PIORAVA A MINHA SITUÇÃO COM A FAMILIA DELE, PQ EU NÃO ACEITAVA ELE FAZER ISSO E Q FAMILIA DELE ACEITAR TBÉM. FOI QDO DEPOUS DE 2 Q DESISTI, ME SEPAREI, NÃO AGUENTEI. ELE ME PERTUBOU DURANTE 6 MESES PRA Q EU VOLTASSE, MAS EU NÃO QUERIA, NÃO PODIA ME IMAGINAR DE NOVO NAQUELA VIDA HORROROSA DELE ME DEIXANDO EM KSA, QLQR BRIGA QUERIA SE SEPARAR. MAS ACABEI VOLTANDO, NO INICIO FOI TRANQUILO MAS, DEPOIS COMEÇOU TD DE NOVO. FOI QDO ENGRAVIDEI, PENSEI Q AS COISAS FOSSEM MELHORAR QUE NADA! A MÃE DELE DE NOVO COM GRAÇAS, FALANDO Q PQ ERA MENINO ERA DECEPÇÃO ETC… SABE EU NÃO ACEITO O FATO DE ELA SER CRENTE, DAQUELAS CRENTE Q NÃÕ PODE USAR NADA ETC AS CHAMADAS FOGO PURO””” NUNCA ME AJUDOU EM NADA!
    ELE NOVAMENTE FEZ DE NOVO ME LARGOU EM KSA GRÁVIDA E FOI PRA MÃE, FEZ UMA BRIGA SABENDO Q EU NÃO ESTAVA BEM, POIS PASSEI MUITO MAL NA MINHA GRAVDEZ, FOI QDO EU FUI ATRÁS DELE NA CASA DA MÃE DELE, ELE FEZ COISAS HORRIVEIS , ME XINGOU DE TUDO,CUSPIU NA MINHA CARA, EU GRÁVIDA E ME DEIXOU IR LÁ, SUBI O MORRO ENORME, NÃO FEZ NADA PRA ME IMPEDIR AO CONTRÁRIO DISSE Q IA CHAMAR A POLICIA, MINHA MÃE FOI COMGO, E AO CHEGARMOS LÁ ELE ME AMEAÇOU, A MÃE DELE CHEGOU COM A IRMÃ DELE, FOI UMA BRIGA, ELA AGREDIU MINHA MA~E, PRA MIM FOI O FIM!
    NUNCA MAIS CONSEGUI SER A MESMA ATÉ HJ!
    TENHO RAIVA, MUITA RAIVA DELA, NO FUNDO NÃO CONSIG PERDOAR ELE TBÉM!
    NÃO VIVO BEM, NÃO DEIXO ELA VER MEU FILHO, NÃO DEIXO ELA TER CONTATO COM MEU FILHO!
    TENHO RAIVA MUITA RAIVA, ME SINTO CULPADA PELO Q ELA FEZ COM MINHA MÃE.
    SEI Q TENHO Q DEIXAR PRA LÁ MAS NÃO CONSIGO!
    SÃO PESSOAS AUTORITÁRIAS Q FALAM O TEMPO TEMPO BESTEIRAS, TODA HORA TEM ESCULACHOS NA PONTA DA LINGUA. SÃO AGRESSIVOS, ESNOBES! E O MAIS INTERESSANTES É QUE ELE TBÉM É PASTOR, SABE! ELA É A FILHA PREFERIDA!
    ISSO ENTRA NO MEU CASAMENTO.
    TODO DIA ME CORROE POR DENTRO, PQ SINTO QUE TENHO QUE DEIXAR ISTO PRA LÁ MAS NÃO CONSIGO DEIXAR, ACHO Q NÃO POSSO DEIXAR PQ FUI A CULPADA E SE FIZER ISTO MINHA MÃE COMO VAI FICAR!?
    ELA MESMO JÁ MANDOU DEIXAR PRA LÁ MAS NÃO CONSIGO!
    SÓ DEUS MESMO NA MINHA VIDA!
    ME AJUDEM! POR FAVOR!

    RESPOSTA: Irmã, as coisas me parecem bem complicadas aí. Primeira coisa, para provocar uma mudança na situação, você também deve mudar o seu coração. Ter raiva de alguém é como beber veneno esperando que o outro morra. O perdão é necessário.Você deve buscar a Deus, verdadeiramente e deixar tudo nas mãos dele. Pare de participar dessas cenas públicas de confusão, esses barracos que estão vivendo. Fique quieta em seu canto, deixe que Deus trabalhe. Peça perdão a seu marido e as pessoas que porventura você ofendeu e aquiete. Gritos, ofensas, não vão resolver, mesmo porque ele é muito apegado a mãe. Não dê motivos para ele se afastar ainda mais de você, no que depender de você, tenha paz com todos. Fique com a Palavra de Deus. Esteja orando, conserte tua relação com o Pai Celestial, pois ele poderá te ajudar. Precisa por um pouco mais de razão e sabedoria nesse caso. Se por ventura ele for embora de vez, que é uma possibilidade, permanece em Deus, espere, até que a situação fique bem clara. Nesse caso, você estará livre para se casar de novo. Eu sei que não é isso que você quer no momento, mas caso as coisas piorem, é um processo natural. Com relação a ele , não há muito que você possa fazer, ainda mais estando em conflito., mas coloque ele em oração, peça ajuda de Deus, sempre com a idéia de que você deve mudar antes dele.Se for possível, seja uma mulher agradável, dê motivos para ele escolher você.

  122. kássia

    Boa noite, queridos, aqui quem está contando-lhes essa história é uma mulher que realmente está precisando muito da ajuda divida e dos irmãos para poder superar a situação difícil em que está passando.
    Me chamo Kássia e atualmente estou em processo de divórcio com meu ex marido, que passarei a chamá-lo de w.Bom eu desde os meus 15 anos sou evangélica, eu iniciei minha vida cristã na igreja universal, onde fiquei durante quase dois anos, e por divergências de opiniões acabei saindo de lá foi quando iniciei um namoro com um jovem cristão da igreja assembléia de Deus, e lá fiquei também por dois anos que foi o período que durou o meu namoro com esse jovem que até então havia sido o meu primeiro namorado. Uns meses após o término do meu namoro eu passo a perceber os olhares de um rapaz que morava próximo a minha casa mas que eu nem se quer tinha contato com ele , e certa vez esse rapaz disse que queria falar comigo, fiquei contente afinal ele era bem bonito e parecia ser uma boa pessoa e também era evangélico nesse período eu estava indo para a mesma igreja que minha irmã faz parte o Brasil para cristo para ver se era nessa mesmo que eu ria ficar, procurei saber informações sobre esse rapaz o w e fui informada que ele já havia sido casado e que tinha duas filhas, porém estava separado há oito anos de sua primeira mulher. Então com uma semana após várias conversas por telefone e pessoais eu e W estávamos namorando ele pediu a minha mãe e ao meu pai tudo de forma correta e eu já estava gostando dele.
    Porém com o passar do tempo fomos nos aproximando ainda mais e acabamos nos relacionando sexualmente, ele me tranquilizou e disse que iriamos nos casar,e tudo mais, após um mês de namoro eu já era mulher dele e engravidei dele mesmo tendo me prevenido com certos cuidados, ficamos juntos fomos morar numa casa que minha mãe nos cedeu, w tratou de formalizar nossa união e eu estava muito feliz e amada, me sentia muito feliz por estar com minha família, mesmo sendo formada de um pecado.
    No início nós eramos muito felizes e apaixonados porém por diversos motivos vieram as brigas e além disso como minha gravidez foi muito conturbada eu e ele paramos de ir á igreja, foi quando realmente nossa vida começou a regredir eram mais e mais brigas e desunião em nossa casa, e não era mais o mesmo homem gentil e educado de antes e nem parecia mais me amar.Após o nascimento da nossa filha eu engordei um pouco e ele começou a me humilhar por isso me xingava de gorda ,feia, e me dizia coisas terríveis,eu para não ficar por baixo revidava também e usava o fato de eu ter 18 anos e ele 29 para dizer que ele era um velho.
    Enfim as coisas entre nós só piorava mas eu ainda o amava muito, porém não fazia nada para evitar as brigas sempre eu revidava, e piorava tudo, como a casa era minha eu colocava ele pra fora quando ele dizia que iria embora, isso aconteceu três vezes, mas sempre nos reconciliávamos.
    No entanto, com o passar do tempo w passou a juntar-se com uns amigos que eram mundanos e que tinham uma vida totalmente desregrada e enquanto eu ficava com nossa filha ele estava com os amigos e só.
    Ele mudou sua forma de me tratar, de falar comigo e até na intimidade ele estava mudado.
    Comecei a notar que havia algo estranho nisso porém não falei nada até que um dia por um motivo totalmente banal ele disse que o nosso casamento estava acabado, eu revoltada por estar inocente disse certo então vá embora e após um dia inteiro de brigas e insultos de ambas as partes ele foi embora.
    Sofri demais com tudo isso e antes de sair eu estava com minha filha no colo ele passou e bateu no meu rosto ali eu me desesperei ,afinal aquele homem havia se revelado um terror em minha vida, ele foi embora e eu me vi ali separada, desempregada , sozinha e com uma filha de menos de dois anos para criar só.
    Após a separação ele me fez muitas humilhações ligava e me esculhambava,saía para os pagodes com mulheres enfim uma vida totalmente desregrada. Assim como seus amigos e eu estava o tempo todo esperando ele sem ninguém sofrendo todos os dias pelo fim daquele casamento e queria muito conversar com ele porém todas as tentativas de reatarmos foi em vão pois ele parecia não estar em si, queria apenas se prostituir e só isso, eu fui sofrendo com isso mas achava que iria conseguir pois quando eu iria para a igreja e via os casais eu perguntava a Deus porque minha família não deu certo, mais eu sabia que foi por falta de oração de perseverança de Deus mesmo em nossa vida. Após 3 meses de separados w coloca um espetinho aqui na localidade onde eu moro, ele estava morando com sua mãe porém sua vó mora aqui próximo a minha casa e para minha surpresa e maior decepção ele trouxe uma mulher aqui e apresentou aos meus amigos e familiares como sua esposa, quando tomei conhecimento fiquei desesperada, sofri demais, me senti humilhada e ele ainda disse para mim que ela era melhor do que eu e que não me queria mais.
    Porém o fato é que ainda assim eu o amo e não consigo pensar em passar toda minha vida longe dele criando minha filha sem o pai por perto, e mesmo muito magoada e com o coração muito ferido eu queria restaurar o meu casamento, porém com todas essas atitudes dele eu não sei se vale a pena tentar viver uma vida com uma pessoa que pelo menos aparentemente não me ama nem me respeita mais,agora ele passeia com a namorada por onde moro na frente de todos e agora não sei o que fazer? Não sei se sigo o meu caminho ou tento refazer minha vida com esse homem que me magoou grandemente e que ainda me faz sofrer todo dia com isso no pensamento, contudo a vontade de estar com ele e de viver com ele ainda está viva em mim.
    Como devo agir?

    RESPOSTA:

    Irmã, reconstrua sua vida. Não saia procurando marido. Aquiete teu coração, firme-se com Deus, volte para a sua igreja, e espere Nele, que ao seu tempo você encontrará a direção. Esta pessoa não te merece. Um homem que bate no rosto da esposa que está com uma criança no colo não é digno de estar com uma filha de Deus.Você está amparada pela Bíblia, fique tranquila.

  123. Ana

    NECESSITO DE ACONSELHAMENTO.
    Meu nome e Ana, tenho 34 anos um filho de 16 anos e um esposo de 48 anos, minha historia não e das melhores, nasci no lar evangélico e cresci nele, mais aos 15 anos me desviei, fui conhecer o mundo sofri muito pois o mundo não tem pena de ninguém,com 16 anos numa manhã saindo da escola com uma amiga conheci um homem, no começo não me entenrecei por ele, achei que ele estivesse interessado na minha amiga, mais era em mim, conversamos naquela manhã e nesse dia mesmo ele me contou que era casado, eu que ja estava desviada era uma presa fácil para as armadilhas de satanás,nos envolvemos e depois de alguns meses me vi completamente apaixonada por ele, ele sempre jurando que não vivia bem,e cada dia eu mais apaixonada, depois de 1 ano de relacionamento engravidei, no começo ele queria que eu tirasse nosso filho, cheguei ir na clinica mais no caminho fui pedindo a Deus que não deixasse isso acontecer, Deus me ouviu, meu filho nasceu e ele não se separou, quando meu filho estava com 1 ano a esposa dele engravidou e teve uma filha, nossa como eu chorava chorei muito todos os dias, era uma dor tremenda, uma dor que eu mesma era responsável por ela,eu amava muito esse homem, e não queria abrir mão dele, e os anos foram passando meu pai um cristão orava por mim, toda minha família orava por mim, quando meu filho tinha 6 anos a esposa dele sabendo do filho resolveu se separar, se separou no papel, e fomos morar juntos, continuei sofrendo pois eu estava voltando ao primeiro amor,estava querendo Deus de volta em minha vida, não suportava ficar longe de Deus, mais eu estava em pecado e isso me causou sofrimentos, eu não me conformava com aquela situação, uma família destruída, mesmo ele falando que ela nunca o amou que o casamento dela por ele foi interesses,passou pela minha cabeça ir embora, so que eu estaria destruindo outra família e agora seria a minha, continuamos juntos,hoje a ex esposa ja esta com a vida feita tem um companheiro a filha tem contato conosco pouco mais tem, meu filho e um servo do senhor, busca Deus com todo coração,estou a 18 anos com esse homem, um homem que eu amo de todo meu coração e sinto que gosta de mim,ele não e evangélico mais não proibi que eu va a igreja,sei que DEUS vai salvar a vida dele, esse ano descobrimos que ele estava com câncer de próstata foi operado e creio que foi curado,Deus me deu a oportunidade de falar do amor dele para meu sogro antes de morrer em 2007 e creio que ele partiu com o senhor, sinto que pode ser da vontade de Deus eu esta nesta família,para falar do amor de DEUS, mais não tem sido fácil pra mim, as vezes me pergunto se estou certa, se esse relacionamento e abençoado por Deus,me ajude por favor , não quero perde minha salvação, estou pensando em me casar tenho pedido isso ao senhor, mais se até hoje isso não aconteceu será que não e da vontade de Deus? estou aflita o que eu devo fazer? será que não serei salva por causa dos meus pecados do passado? será que devo abandona-lo? será que deve destruir outra família e agora a minha?? amo meu esposo amo a minha família mais amo mais ainda meu Deus, quero ter uma vida abençoada por Deus, sei que meu filho foi um presente de Deus, todos o admira ele ler a bíblia ele conhece Deus a fundo, não me arrependo do meu filho, eu amo a minha família, por favor me responda o que devo fazer???

    Irmã, quando tudo começou você era muito menina, na verdade uma criança com 15 anos, e não teve o discernimento suficiente para entender o tamanho do prejuízo que poderia acarretar aquele relacionamento pecaminoso. E isso de fato gerou um problemão para sua vida e para a vida da outra família. Vou falar para você o que penso que deve ser feito.. Escreva uma carta para a família dele, confessando o pecado, pedindo perdão e se comprometendo a se afastar da vida dele caso ela tenha interesse em viver com ele. E cumpra com a palavra dada para a esposa dele. Se eles voltarem a viver juntos, está feito. Se eles não voltarem a viver juntos, então, isso aliviaria o sentimento de culpa. Sabe irmã, os nossos acusadores são quatro, o mundo, o Espírito, o diabo, e a nossa mente. Deus sabe certinho o tamanho do seu arrependimento e de sua confusão mental, e honestamente, creio que ele te perdoa, mesmo porque o único pecado que não tem perdão é o pecado contra o Espírito Santo. A pessoa prejudicado, pode ter perdoar, mas diabo e a sua própria mente pode te incomodar para o resto da vida. Por isso, se você der uma chance para a esposa dele refazer o relacionamento, independente dela aceitar ou não, isso iria te tranquilizar com relação a sua consciência, entende. Sei que não é facil resolver este caso, mas você precisa não só pedir perdão, mas sempre que possível é preciso reparar o dano, e a maneira é essa. Você está colhendo o que plantou no passado. Mas de qualquer forma, que Jesus te ajudará a resolver esta questão, desde que você queira fazer o que é mais justo.
    A paz do senhor.

  124. patricia

    Paz do Senhor Pastor.
    A minha situação é a seguinte: Há três anos me envolvi com um homem casado, na época ele era meu patrão. Nós dois estavamos desviados. Depois de um tempo a esposa descobriu, e então resolvemos nós afastar. A relação dele com a esposa já não era de um casal, eles dormiam em quartos separados e há 6 anos não havia intimidade entre eles.
    Assim que nos afastamos eu voltei para a igreja , me reconciliei com Deus, e ele em seguida fez o mesmo. Ambos frequentavamos igrejas diferentes. Nos afastamos e começamos a orar a Deus para nos manter afastados. Nesse período ele e a esposa tentaram uma aproximação sem sucesso. Então ele decidiu sair de casa. Me procurou e então resolvemos orar a Deus pela vontade Dele. Oramos durante 3 meses sem resposta, não conseguimos ficar longe e voltamos a nos encontrar.
    Em seguida fomos morar juntos. Nós nos arrependemos com toda a sinceridade de coração diante de Deus. Começamos a frequentar uma igreja juntos e pastor nos orientou a casar. Nós casamos no civil e recebemos a benção na igreja. Até hoje me sinto culpada me que fiz, por ter causado uma separação. As vezes penso em acabar o meu casamento por causa da culpa. O meu problema é o seguinte, nesse período a então ex esposa do meu esposo, tambem procurou uma igreja e está firme na presença de Deus. O problema é que ela e sua pastora vem orando para que ele volte para ela. No momento o meu marido está frequentando a mesma igreja que ela, pois sua pastora o convidou para ele ajuda-la na igreja, e por ele estar faminto para fazer a obra de Deus aceitou. Eu não concordo pois não posso frequentar a igreja junto com ele, então estamos cada um em uma igreja. Desde de então por ela trabalhar junto com ele e frequentar a mesma igreja, ela liga muito para ele. ela virou intermediaria da pastora tudo que a pastora quer falar para ele, a pastora fala para ex para ela falar com meu esposo. E atualmente quando ela sai ela pede para que ele a acompanhe, e ele vai. Esses dias ela ligou de madrugada pedindo para ele levá-la ao hospital, pois estava com medo de ir só. e ele foi.
    E tudo isso tem me deixado muito chateada, pois falo com ele que isso me chateia, que eu não estou feliz com essa situação,porém ele me diz que tem amor de irmão por ela e que não ve nada de mais em ajuda-la. Só que esta passando dos limites. Por varias vezes me deixa sózinha para poder fazer algo da igreja com ela, e quando tem pregações fora da igreja a pastora pele para ela o acompanhar. Pastor isso tem me intristecido muito. Eu confio nomeu marido, eu sei que ele não esta me traido, pois teme muito a Deus, mais eu não estou mais aguentando essa situação. Precido de uma orientação pois tenho pensado em sair de casa por isso.

    Resposta: Irmã, o amor deles pode estar renascendo. Penso que 0 melhor seria você sair de cena e deixar as coisas acontecerem naturalmente. Se ele for teu ele ficará com você. Se ele não ficar com você é porque ele nunca foi teu mesmo. É mais fácil falar do que fazer, mas é o que me cabe.O que eu acho que não pode acontecer é ele continuar a se encontrar com ela indefinidamente, pois isto o levará ao pecado de manter as duas mulheres. Isso seria outro erro. Ele deve decidir o que quer. Penso que você está no rol de culpados da separação dele, e se for possivel consertar isso, irá fazer bem para você. Trate a questão com maturidade, houve um erro, você participou dele, não sozinha, mas participou. Então , já que todos vocês agora são de Deus é momento de se acertarem, doa a quem doer.

  125. jessica de Aquino

    Toda minha vida eu amei alguém que eu não posso ter, ele tambem me ama.

    Nós nos conhecemos desde a adolescência, eu lutei contra meus pais para que eles aprovassem nosso namoro, mas eles foram enfatico alegando julgo desegual, na época em nossa igreja tinha um rapaz que me amava meus pais gostavam muito dele e apaoivam meu namoro com ele eu resistir o quanto pude mais fui vencida pela insistencia, me lembro como se fosse hoje quando eu estava no altar, e que o pastor fez jurar amor e fidelidade a meu esposo imediatamente bateu uma tristeza em meu coração pois esta me casando por causa dos meus pais e não porque amava aquele homem, mesmo assim fiz juramento da boca para fora e hoje, estou arrependida aquilo que fiz. Nós temos 10 anos de casado e dois filhos de 8 e 6 anos. Na nossa intimidade eu não consigo me entregar ao meu esposo pois nã a amo eu invento diversas desculpas para não namorar com ele, no mês de gosto do 2011, eu me encontrei com o homem que amo meu coração quase salta pela boca da mesma foma o dele, depois de tanto tempo pensei que tinha esquecido dele mais o amor encontra vivo dentro de me. Pastor preciso de ajuda alguns amigo meu me disse que eu nunca irei amar meu esposo porque a pessoa não escolhe a quem amar eu tenho desejo de amar meu esposo mais até o momento não conseguir tenho orado jejuado mais não consigo pastou me ajude eu não quero perder minha familia eu estou arrependida de tudo o que fiz só não tive coragem de contar para o meu esposo a minha pergunta é, é possivel eu esquecer esse homem quem amo e me apaixonar pelo meu esposo.

    Sim, é possível, amar o seu marido, pois o amor é uma decisão, é uma escolha. Mas enquanto você não quebrar os laços de alma que tem com este outro homem, enquanto alimentar
    uma esperança , ainda que pequena, então, não conseguirá amar o seu marido. Lembre-se do seguinte, deixar a tua familia a esta altura dos acontecimentos, irá trazer muito sofrimentos para todos, você irá perder o prazer de se relacionar com Deus, e sua vida, mesmo com o outro a quem diz que ama , será uma lástima.

  126. Mariana

    caros Pastores…
    Estive procurando na net ajuda para meu problema, consultei sites e blogs,e acabei encontrando vcs.
    Preciso urgente de ajuda e aconselhamento, relamente estou desesperada por ajuda.tenho medo dos meus problemas me afastem de Deus mais ainda d q ao ponto em q cheguei.
    É o seguinte: Eu e meu esposo nos conhecemos a10 anos, dois meses após nos conhecermos fomos morar juntos, ahá cerca de 02 anos e meio nos convertemos e conhecemos esse maravilhoso Jesus Cristo, só q qd eramos do mundo, tinhamos uma vida muito pervertida, regada a sexo, drogas e td que tivesse direito e o dinheiro podesse comprar. Faziamos “orgias” em móteis, levavamos garotas de programas para nossa cama e lá acontecia de td, essa é a maneira q o mundo ensina para os casais “não cairem na rotina”, dizem q é “normal”, são “fantasias sexuais”.Bom Pr. mas o q acontece é q nos convertemos e resolvemos levar uma vida na presença do Senhor fazendo sempre a vontade d’Ele em nossas vidas.No começo não tivemos dificuldades, mas c o passar do tempo, começamos a sentir falta de td que fazimos na cama, e não conseguiamos mais sentir prazer, então começamos a fantaziar outras pessoas na cama c a gente, só assim conseguiamos ter orgasmos, mas depois qd termina td, me sinto suja, com nojo de mim mesma, me sinto culpada e peço perdão a Deus, peço tb ajuda a Ele para q eu não faça mais, mas não adianta… qd vamso para a cama, acontece td novamente, não consigo me libertar disso, e isso me consome a cada dia, choro, fico triste, já cheguei ao ponto de evitar transar com meu marido, para não terq passar por isso, e ele me fala q assim eu pioro mais as coisas, pq estou empurrando ele p o adultério.Não sei mais oq fazer para me libertar disso. As vezes fico axando q é pq nunca casamos oficialmente, ou seja, só moramos juntos a 10 anos.Por favor Pr, preciso de conselhos, como posso arrancar isso da minha vida?amo Jesus mais q td na vida, quero trablhar na obra dEle, ganhar vidas p Ele, mas me axo indigna, suja. Me ajude. Mariana

    RESPOSTA: Irmã, paz

    A Bíblia fala em 2Tm que existem laços do diabo dos quais devemos nos desprender para que possamos servir a Deus com integridade.Agora, sabemos que a vida sexual pervertida
    é uma das maneiras que o inimigo de nossas almas nos mantém aprisionados embora declaremos que amamos Jesus. Indico para que você leia 2 Tm 2 e 3. Indico também o livro A Batalha de toda mulher. Neste livro a autora narra suas perversões sexuais junto com seu marido, seus muitos amantes criados pela fantasia, e ela fala do mal que isso começou a fazer na vida deles. Quando se converteram, abandonaram tudo , mas ela não conseguia se livrar das suas fantasias, que é uma forma de adultério. Ela tinha vários ämantes imaginários”, mas um dia ela caiu em si e tomou a decisão de não mais permitir que seus pensamentos trouxessem tantos pecados. Descubra prazer em Deus, tenha intimidade com Jesus, ore por arrependimento, não se conforme com uma vida espiritual medícore. Tire os olhos de si mesma e comece a enxergar pessoas ao seu redor, pessoas necessitadas, pessoas que amam e são amadas por Deus. Pessoas que precisam de ajuda, de orientação e socorro. Não faça do sexo o único prazer da vida, e nem tampouco faça dele um deus. Vocês podem reaprender a se relacionar de modo prazeroso sem pecado. A vida é mais do que o sexo, ela tem sentido, tem propósitos maiores do que isso, o casal deve refletir glória de Deus, deve ser um referencial , um exemplo para os incrédulos. Quando você diz que não consegue largar o pecado, é porque você ainda não se apercebeu que isso irá separar você de Deus, é maldição para a sua família, você está considerando a bondade de Deus, mas a não a sua severidade. O segredo para não sucumbir as tentações é estar cheio do Espírito Santo, é entender e viver que você não existe por acidente, um acaso, mas sim , um projeto de Deus, Ele te desejou , te quis, estabeleceu propósitos para sua vida. Entenda, por ele e para ele são todas as coisas, inclusive você.Ele tem coisas para fazer através de sua vida, e você pode encontrar aí uma alegria indizível. Faça isso, seja feliz, com prazer genuíno.

  127. simone couto caldas mejias

    PR, meu nome e simone sou casada a 6 anos com um homem 12 anos mais velho doque eu. no momemto estamos passando por uma fase ruim,a familia dele nao aceita nossa relacao acham que estou querendo algum tipo de heranca dele,depois que tivemos um filho me aceitaram entre aspas, eu amo meu marido mais ele vive pela cabeca da familia dele.
    PR, eu larguei a minha de lado para ficar com ele e agora nas horas mais dificeis ele se afasta,a familia dele se mete em tudo, a familia de onde venho tem certos costumes e eu os despontei por ele. ele agora vive no vicio da bebida, me bate ,quebra as coisas dentro de casa,me manda embora com meu filho de 4 anos e depois se arrepende.
    Eu so quero paz na minha vida e na do meu filho,ele e pequeno e nao merece passar por isso,por egoismo da familia dele.
    Tentam me controlar,nao conseguem,querem me meter medo com ameacas mas nao me deixo abater.Preciso de um conselho. obricada por me ouvir.,
    RESPOSTA: O seu marido não cortou o cordão umbilical, ele se casou sem deixar pai e mãe. Naquilo que depender de vós tendes paz com todos. Você deve fazer o possível para viver bem.
    Tente mostrar a ele, sem rancores, mas com razão e equilibrio que as coisas que ele está fazendo ferem você e faz mal para a unidade do casal, mas não brigue com ele, ele não consegue
    ver este erro.. Agora, se ele te bate, é sinal que ele não cuida da família, é pior do que o incrédulo, e você está amparada por I Co 7 para divorciar-se dele, mas lembre-se, isso após ter feito tudo que era possível fazer para salvar o casamento. É um último recurso, é quando não tem mais como. Avise ele que não aceitará mais agressões, e não aceite mesmo, prepare a sua vida, para que se acontecer , divorcie-se, entre com o pedido de pensão, parftilha de bens e tudo o que a lei diz que é um direito seu. Fique sozinha por um bom tempo, se entender que há segurança para voltar , então, volte e vivam juntos, caso contrário , case-se com outro, no Senhor.

  128. claudia

    Bom dia Pastor Ismael.
    Ja havia escrito pro senhor este ano contando a minha estoria, que meu esposo trablhava em outra cidade eque havia arrumado outra mulher, bem mais nova que eu, uma prostituta.temos 2 filhos 1 de 10 anos e umade 1 anoe 6 meses. Ate então ele morava numa cidade e eu emoutra, mas um mês atras terminou tudo com essa outra mulher e voltou pra casa com tudo, dai nos mudamos pra cidade ond ele estava trabalhando, e ele dizendo que não queria mais a outra que queria a familia, uma semana que haviamos mudado ele voltou pra ela. A cidade é pequena, sou uma pessoa publica , professora, a cidade toda ficou sabendo da minha vinda. Ele esta morando com a outra 2quadras da minha casa, entra e sai da casa como se ele morasse aqui. Agora esta alugando um apartamento numa cidade proxima e vai tirar ela da cidade, dai todos os dias ele vira trabalhar, comera na minha casa, e ficara com os filhos, por que ele disse que não pode ficar longe dos filhos. Ele conseguiu as 2 coisas os filhos pertos, e a outra mulher, não pensando no meu sofrimento e das crianças pois estamos longe de todos amigos, numa cidade nova e sozinhos, porque ele não faz as refeiçoes conosco e nem dorme na casa.

    RESPOSTA: Irmã, isso é típico dos homens que querem arrumar uma amante sem perder a estrutura de família. Sabe o que eu penso, esses homens que procedem assim, eles sabem ” o pau que lenham” ( expressão interiorana que significa que ele tem certeza que você vai se dobrar a isso, vai acabar aceitando sem maiores problemas. Ele sabe que vai se dar bem.) Por um lado é muita maldade da parte dele, mas por outro lado, é uma chance que você tem de mantê-lo por perto. Uma separação informal talvez ajudasse, mas eu creio que quando é assim ele acaba voltando, daqui uns dias ele verá que a grama não era tão verde assim, basta começcarem os probmeas financeiros. Você deve entrar com o pedido de pensão alimentícia via judicial, não deixe por menos, o direito de seus filhos tem que estar garantido. Não deixe a outra usufruir dos direitos de seus filhos. Procure proteger as crianças dentro daquilo que for possível fazê-lo, não fale mal do pai deles quando estiverem juntos de você.Coloque tudo isso diante de Deus e aguarde no Senhor, ele dará os direcionamentos que você precisa. Abcs Pr Ismael

  129. Carolina

    Carolina
    Pr. Estou vivendo um momento muito complicado de minha vida e gostaria muito de um aconselhamento.Tenho um marido que não é evangélico, embora tenha sido ele o primeiro a me falar sobre o evangelho, nunca seguiu. Tenho 28 anos sou casada a 7 anos, com um homem que sempre me traíu, e eu sempre perdoei, vivo muito infeliz, minha única felicidade é meu filho que hoje tem 5 anos e meio, não tenho mais Pai nem Mãe , nem ninguém a quem possa recorrer. Segundo as pessoas dizem não sou feia e nem chata, até pelo contrário, todos dizem que não entendem por quê meu marido me traí tanto. Bem o fato é que eu sustento a casa praticamente sozinha, tenho um bom emprego, recentemente passei num concurso público do Estado e daqui a meio ano assumirei meu cargo. Já sofri muito todo tipo de violência aqui em casa, as agressões físicas pararam quando eu tive coragem de dar um basta e chamei a polícia, isso faz mais ou menos 3 anos. As traições continuaram, os amigos dele sempre me falam que isso é assim mesmo e que todos os homens são iguais, mas me recuso a acreditar nisso pois já ví muitos casamentos abençoados. Creio que não sinto mais nada por ele depois de tudo que aconteceu, até houve um erro nesse mesmo sentido da minha parte, coisa que ele nunca soube, pois se soubesse me mataria com certeza. Me desiludí demais, fiquei muito magoada e cheguei a acreditar que o amor não existe. Há algum tempo encontrei uma pessoa, um homem casado, que tem três filhos em idades maiores, que me disse passar pela mesma situação que eu. Estou gostando muito dele, é certo isso? Estou confusa o que devo fazer, não traí novamente, nem faria isso, pois acho muito errado e me envergonho por já ter feito isso. Mas nosso sonhos são tão iguais. Gostaria de recomeçar. Ele é um homem honesto dez anos mais velho e disse ter a real intenção de ficar comigo o resto da vida. É certo isso ? Por favor o que faço , tenho medo de meu atual marido. Me ajude
    Obrigada
    A Paz!

    RESPOSTA:

    Querida, você conhece a verdade. A verdade é a Palavra, a verdade é Jesus Cristo, e vocês professam ser evangélicos mas não vivem o evangelho com relação a fidelidade conjugal, nenhum dos dois. Então acabam colhendo e comendo dos frutos daquilo que plantaram, é assim que funciona. O fato dele ter errado, teria te estimulado a adulterar também. Veja que bastou uma desculpa para você também adulterar, e agora, novamente está adulterando com um homem casado. É, o novo adultério está acontecendo ä partir do momento que vocês estão se desejando, e você acha que o fato de ele não viver bem com a esposa é motivo de sobra para ir para a cama com ele.Você tem medo do seu marido, mas está namorando pela internet, será que não percebe que vai dar errado, ele a qualquer momento vai flagrar alguma coisa, pare com isso. Se as coisas são realmente como você diz, que ele é violento com você, penso que você deve ser melhor para você mesma, melhore o seu caráter, não se nivele por baixo, seja uma mulher maravilhosa, independente, que ganha o próprio pão de cada dia, uma boa mãe que não tem do que se envergonhar, que tem uma nova vida, que se fosse escrita não ficaria com vergonha do filho ler. Você, pelo que diz, tem motivos suficientes para deixá-lo, mas não tem motivos para adulterar. Faça a coisa certa, volte para Jesus porque hoje você está longe Dele, conserte seus valores, seus pensamentos, tire o mundo de dentro de você, e aí sim, espere em Deus, e ele irá refazer sua vida.

  130. Arrependida

    Paz e graça pastor e pastora, Me chamarei a Arrependida, tenho 28 anos, estou no segundo casamento. quando me casei a primeira vez eu tinha 16 anos, era de uma igreja onde namorava, noivava e casava em 1 ano, isso fazia parte da doutrina da Igreja.
    bom aos 18 me divorciei, conseguêntemente saí dessa igreja poruqe não suportei o julgo dos meus amados irmãos.
    Por incrível eu não sofri muito.
    Conheci meu atual esposo, e ja de forma irresponsável, começamos a namorar e logo fomos morar juntos, eu engravidei e começamos uma familia.
    Bom, não vivemos mil maravilhas, tivemos vários contratempos, mas sempre lutando para vencer.
    Nossa relação entrou em um desgaste muito grande, engravidei novamente, e pra piorar ela saiu da igreja, não tive muita sabedoria, na verdade não tive nenhuma, meio que perdi a visão espiritual, e começei a achar que meu marido saiu da igreja por safadeza, começou a fumar por safadeza, em fim, fechei minha visão e não vi ação de satanas ali para destruir minha familia, e com ofensa e descaso ao meu marido em algumas situações, eu dei uma ajudinha para satanas , entende. estive firme na Igreja. digo trabalhava para o crescimento da obra , mas abandonei o meu lar. achava que por me dedicar tanto a obra, Deus ja estava olhando para minha família e não precisava eu me preocupar tanto. Com isso pastores destrui minha familia.
    Meu marido saiu de casa faz 3 meses, recentemente descobrir que ele começou a namorar outra mulher, mas velha do que ele e com uma situação financeira boa, que ajudou ele montar a casa que ele mora, sabe quando converso com ele, vejo o quanto ele esta ferido comigo, vejo a magoa nos olhos dele e me sinto muito cupada e arrependida, estamos casados a 9 anos, amo muito o meu esposo e hoje vejo nitidademente todos os meus erros , ele também errou muito, muito mesmo pastor, mas sei que como serva de Deus, eu tinha a responsabilidade de edificar minha casa. Ele fala que me ama , mas não acredita em mim, ou seja não acredita que haverá mudança. Não sei o que fazer pastor, tenho orado, jejuado, mas na verdade não sinto Deus me respondendo, será que está no propósito de Deus restaurar meu casamento ? Se é então porque não sinto Ele me ouvir ?
    Não sei realmente o que fazer, falo com Deus que não quero um tereceiro casamento, ao mesmo tempo me sinto insegura se haverá restauração do meu agora. Me dê uma orientação pastores, me ajuda como sobreviver essa tempestade. Estou desesperada com essa situação.
    Obrigada e que Deus continue abençoando o seu ministério, e a milhares de casais que têm aprendido com vocês.
    A paz de Cristo.

    RESPOSTA ( desconsidere a falta de acentos, teclado desconfigurado).

    Olha Arrependida, realmente o seu estilo de vida, com dois filhos logo no começo do casamento, isso tudo concorreu para o rompimento de vocës. E vocë tambem pode ter contribuido bastante com suas atitudes de descaso com o marido, mas nao comece a se achar mais culpada do que ele nao. Ele deixou a igreja, voltou a fumar, e passou a procurar outra mulher. Isso tudo e responsabilidade dele, o fato de vocë nao estar sendo uma grande esposa nao o isenta de culpa, ele escolheu isso. Certamente o diabo ofereceu a ele tudo o que a mente dele ja desejava, Satanas propos, sugeriu, criou oportunidade, mas foi ele quem decidiu pelo mal.
    Acho que voces vao acabar voltando, mas dependendo da forma que isso acontecer, ele vira como vitima sua e ainda mais, dara as cartas para a reconciliacao. Penso que as mulheres acabam cometendo o mesmo erro diante de um quadro assim. Elas se sentem culpadas e acabam fazendo qualquer negocio para que ele volte. Nao exigem nada, e ai o marido volta, mas continua com vinculos com a amante, de maneira que mantem as duas. E a esposa com medo de perder de novo nao cobra nada.Tambem nao fique impressionada com a magoa dele , pode ser uma estratégia para fazer de voce a culpada de tudo. Interessante, fazia so 03 meses de separacao e ele ja arrumou amante, montou casa, nao te parece rapido demais. De qualquer forma vou te recomendar um livro que tenho recomendado bastante, chama-se Amor, tudo que ela quer, Respeito, tudo que ele precisa, de Emerson Eghericks.

  131. Liliane

    Olá Pastor,

    Sou evangélica e desejo um aconselhamento seu no seguinte caso: Sou casada há 16 anos e meu marido, que também é evangélico, reclama muito do meu desempenho sexual que por sinal na minha opinião reclama de forma injusta. Agora pouco, ele acordou indiferente comigo, por não ter ficado com ele ontem à noite. Mas continuando no fato recente para situar-lhe dos fatos repetitivos irei contar com detalhes: Por questões financeiras tive que escolher trabalhar fora mesmo sabendo que o papel da mulher é cuidar da sua casa, DA educação dos filhos e estar sempre disposta para o marido. Fico quase 12 horas fora de casa, participo na liderança da igreja, tenho que ter disposição para acompanhar as atividades do filho menor e atualmente tenho feito duas matérias de cursinho com o objetivo de alcançar um emprego com menos horas fora de casa. A minha necessidade de sono é de no mínimo de 8 horas por noite e isso é fato. Tenho me esforçado muito para não vir dele reclamações de minha parte, mas chega uma fase de muita fadiga e ai se o não consigo corresponder o meu marido e chegando ao outro dia ele já fica de ‘bico” e não dialoga. Hoje mesmo de manha, ao procurá-lo ele me disse: “ Vc é muito segura de si mesmo, tenha cuidado com isso!”. Confesso que já era tarde qdo ele me procurou e eu já estava com muito sono, e ele percebendo esta situação fica emitindo sinais de seus desejos ao mesmo tempo que observa as minhas reações. Já falei diversas vezes sobre esta situação mas no fundo ele pensa que estou traindo, ou que tenho problemas sexuais, ou outras coisas mais menos o que eu sinto verdadeiramente. Como já lhe disse, por ser Cristã, entendo que a mulher tem que corresponder ao marido, e me esforço muito…mas quando ele não reclama da quantidade de vezes que ficamos juntos, ele reclama da qualidade também. Nessa qualidade que ele menciona, entra o sexo anal que é um inferno para mim….e mesmo repetindo diversas vezes sobre a minha posição bíblica e o desprazer, ele não cansa de falar que é um desejo grande dele…e em quase todos os momento íntimos ele toca no assunto e isso me frustra. Outro dia eu disse a ele que se eu soubesse desta intenção dele no namoro eu não teria casado com ele. O meu marido, também não entendi que eu preciso de uma dedicação dele fora da cama como: ligar diariamente só para dar um oi (eu faço isso constantemente), ajudar nas tarefas de casa, conversar mais comigo…ao conversar com ele percebo que a falta minha com ele é mais grave do que ele tem comigo…falo isso a ele…mas ele sempre me julga como a causadora dos constantes desentendimentos. O que eu faço?
    Autorizo a publicação do texto acima com o pseudônimo de Liliane.

    RESPOSTA:

    Liliane,paz. Somente nove porcento das mulheres brasileiras se declaram felizes sexualmente, e os homens, são dezesseis porcento, então veja que a questão sexual é uma das dificuldades que a maioria dos casais têm. Se o seu marido reclama, desde que não seja sexo anal, desfrute também dos desejos dele, é melhor do que correr o risco de que vá procurar lá fora. Quanto ao suas muitas atividades, seria interessante quardar um dia para ele, ou melhor para vocês dois. Quem sabe um dia na semana, sem cursinho, sem igreja, sem filhos. Quem sabe se vocês voltarem a namorar as reclamações iram diminuir e até mesmo acabar. Agora, explique a ele sobre o pecado do sexo anal, discuta com ele biblicamente, e depois reafirme que isso que ele pede é injusto, desumano, é violência contra você e que quem ama não exige isso da parceira.Quanto a ficar de “bico”, veja isso com outros olhos, ele te deseja , quer transar com você, é só isso. Tem muitas mulheres que queriam ter um marido que as desejasse, alegre-se. A homem é sexualmente agressivo, e quando o sexo não acontece, ele fica irritado mesmo, todos são assim. O problema de vocês é só de falta de tempo para ficarem juntos, vocês devem priorizar o casamento, mas preste atenção naquelas reclamações que ele repete sempre. Elas podem ser infundadas ou não, mas as queixas, para ele, são verdadeiras. Em uma palavra, voltem a namorar urgentemente.

  132. Lilian

    olá queridos a paz d Senhor, gostaria de um conselho, pois tenho passado por momentos muito difícil, preciso tomar uma decisão e ñ sei o q fazer.
    Vou lhes contar m pouco da minha vida para vc entenderem.
    eu me converti aos 14 anos e aos 15 conheci um rapaz q me ajudou muito, posso dizer q foi meu 1º amor,um amor tão forte e grande q aos 16 iriamos assumir um compromisso, mas ele tinha a mesma idade q eu e meus pais acharam q era cedo. Mas por várias vezes Deus usava pessoas qñ conheciamos p falar q aquele amor era especial e q Ele tinha um plano em nossas vidas, e isso sempre no fortaleceu. Mas por intriga de um outro rapaz q gostava de mim e queria nos separar, acabamos nos separando.
    Passado algum tempo nos encontramos de novo e após esclarecermos tudo ficou certo e parecia q o tempo ñ havia passado e o nosso amor ficou ainda mais forte. Mas dai o meu pai ñ aceitava mais o nosso namoro e ele pra ñ me prejudicar acabou se afastando e me pediu pra esperar. Só q eu como era muito nova ñ entendia o porque ele ñ lutava por mim e q talvez ñ fosse amor. Passado algum tempo uma amiga me apresentou um rapaz dizendo q ele gostava de mim, e não era verdade, ela havia dito o mesmo pra ele e eu acabei namorando com ele. Mas no mesmo dia q esse rapaz q vou chamar de Jú, foi pedir pra namorar comigo e foi falar com meu pai, mais tarde eu fiquei sabendo através da irmã do 1º rapaz q vou chamar de Téo, ela havia me dito q ele até já tinha comprado as alianças pra pedir a minha mão. Dai fiquei na dúvida pois eu ainda o amava e só tinha aceitado namorar com o Jú para tentar esquecê-lo. Então qdo resolvi voltar para o Téo minha mãe foi contra. e eu fiquei e me casei o Jú.
    Sempre me culpei por também ñ lutar pelo nosso amor!
    E mesmo casada com o Jú sempre eu via o Téo meu coração pulava e me sentia muito mal por isso, e creio q ele tbém até q ele tentou namorar outras moças e ñ dava certo, porque dizia a mãe dele q ele ainda gostava de mim, e para me esquecer acabou indo morar em outra cidade. Mas eu sempre tinha sonhos com ele, de q nós ainda ficariamos juntos, e eu sempre tive medo pois achava q estava pecando contra meu esposo.
    Em 2003 meu esposo me traiu e eu quis me separar, pois somos muito diferentes e sentia q estava presa a uma relação só por causa dos meus filhos, e qdo me separei e fui atrás do Téo, para pedir perdão pela escolha errada q havia feito, mas já era tarde, ele já estava casado. E eu me conformei, voltei para o meus esposo, e as coisas nunca mais foi a mesma, mas aqui estou e fui levando me sentindo um passarinho na gaiola. Mas a 1 semana eu encontrei a mãe do Téo e ela me disse que ele também não esta feliz no casamento, e que até chegou a se separar mas como a mulher dele estava grávida eles voltaram, e me falou outras coisas q mexeram comigo e aquela coisa no meu coração voltou, as vezes até sonho que estamos juntos denovo e realizando tudo o que sonhavamos juntos, e tenho me sentido muito mal por isso, penso até que seria melhor eu me separar e ficar sozinha ja q ñ tenho certeza dos meus sentimentos e pelo menos ñ me sentiria tão mal com essa situação. Algo fica martelando na minha cabeça dizendo q a nossa história ñ acabou e que um dia vamos nos reencontrar pra viver o grande amor que sentiamos. Não sei o que pensar, nas minhas orações sempre peço a Deus pra tirar esse sentimento de mim,e que se faça a vontade dele na minha vida, pois um dia uma imã me disse q eu ñ estava vivendo segundo a vontade de Deus pra mim, mas que no tempo certo Ele me traria para a vontade Dele. Queridos o que devo fazer?
    Não gostaria de publicar o meu email no mural

    RESPOSTA: Querida, paz. Realmente você se complicou. Qualquer pessoa que não tema a Deus diria para você: ” Vai ser feliz, se ele não pode ser seu marido que seja seu amante, vá atrás desse amor, viva a vida” e outras coisas mais. Porém as coisas não são simples assim, tem a ver com vida eterna, tem a ver com a felicidade ou infelicidade de seus filos e dos filhos do outro rapaz, veja quanta coisas está em jogo aí. Por outro lado, não há garantias de que se você estivesse com ele vocês seriam felizes, não creio nessa possíbilidade uma vez que você conhece a verdade e viver na mentira, no engano, iria destruir você por dentro. Quando você olhar para um filho, quando você se lembrar que destruiu a família dele e a sua, quando for uma noite de santa ceia, já pensou, quanta angústia? Viver com vergonha de Deus, vergonha de seus filhos, você não suportaria. Então, esqueça esse adultério dele e não faça disso um motivo para errar também. Comece a olhar as coisas boas que existem aí na sua relação e valorize isso, volte a namorar, ainda que no começo seja meio a força, mas faça assim mesmo, logo o amor irá brotar novamente. É melhor pagar um preço para reconstuir um amor do que acabar com ele e começar um relacionamento pecaminoso. Sabe querida, muitas pessoas amam uma pessoa errada, um homem casado, uma mulher , aí um belo dia resolvem abandonar a família para ser feliz com o tal amor, mas quando começam a conviver, ali juntos, no dia-a-dia, os defeitos começam a aparecer e a grama que era tão verde já não é mais. Se você não está feliz sexualmente, quero te dizer que não estás sozinha, pois 91% das mulheres se declaram insatisfeitas, e 84% dos homens também se declaram não realizados sexualmente. A nossa imaginação nos leva a pensar que com outro seria o máximo, pode ser e pode não ser, mas no seu caso, certamente não será máximo, será sim, o máximo do desconforto diante da vida porque você é uma pessoa do bem, uma pessoa de Deus.

  133. Livia

    Boa noite Pastor e Paz de Jesus Cristo!
    Bom vim aqui pedir sua ajuda como pessoa e irmão mais experiente em relacionamentos, pois estou muito preocupada, para não falar desesperada. Sou cristã e de família assembleiana, sempre fui ativa na igreja, hoje vamos dizer que sou mais passiva. Conheci um rapaz e atualmente namoro com ele há 1 e 4 meses, o conheci em uma outra igreja em que fazia parte de um grupo de oração. Na época estava muito desolada por frustações amorasas anteriores e o encontrei justamente nessa época, e ele se declarou a mim dizendo que sempre tinha interesse e em me namorar.
    Mas antes o sondei como ele era, todos falavam muito dele, rapaz discreto, comunicativo, respeitador, trabalhador e de boa família mas só que tinha uma coisa ele ainda não aceitou a Jesus verdadeiramente. Sabe mudanças de dentro para fora..Ele saiu do catolicismo e hoje lê a bíblia e livros cristãos, participa dos cultos mas ainda não se decidiu! Diz que no coração dele já aceitou Jesus…Porém acredito que Deus tem uma grande obra na vida dele mas infelizmente não dá espaço para Deus agir.
    Ele é um rapaz muito bom, minha família gosta muito dele e até aprovaria nosso casamento. Sabe pastor temos diversos problemas e divergências como todo casal acredito, mas hoje o que está me afligindo é um!
    Ele é um rapaz muito individualista e percebo que a família dele também, mas também muito sozinho. Quando começamos a namorar observava que ele não se dá bem com as irmãs, ele só tem duas, nem com a mãe, cunhados, com todos eles mal se falam, a mãe tem um vínculo maior mas mesmo assim é dificil.O pai faleceu que parece que era o único e só tem avó agora e os subrinhos que tem mais contato. Então me perguntava porque tantas brigas?ele nunca vai a festas, reuniões, viagens que envolve as 2 irmãs. Sempre sozinho!!
    Ele sempre relata que o problema está na família, que a mãe não dá atenção como as irmãs, é bem verdade um pouco que ele fala, mas nem tudo,pastor ele é um rapaz de temperamento dificil, não gosta de prestar favores e quando os faz é pensando no retorno.
    O choque acontece com minha família, claro toda família tem problemas e brigas, mas a minha apesar de tudo, se ajuda no que pode, em festas todos ajudam a arrumar e desarrumar, participam das comemorações e viagens nós viajamos juntos quando possível. Ele já teve desavença com 2 irmãs minhas, uma eles nem se falam direito. Meus pais ele respeita direitinho, com uma irmã minha nem quer nem contato. Viagens só se for sem minha mãe porque relata que minha mãe reclama de tudo.
    Então pastor estou vendo a evolução do relacionamento da familia dele com ele na minha.E eu fico no meio disso tudo, entre a cruz e a espada como dizem, tentando disfarçar as ações e negações dele com minha família.Meus pais não sabem de nada. Tenho medo com o pastor dos anos se evoluímos para o casamento, ele se isolar do relacionamento com minha família.
    Pastor para mim quando agente pretente se casar com alguém, de maneira indireta também se casa com a família..estou errada?
    Futuramente terei problemas pirores? Estou muito triste com essa situação, disse a ele coisas horríveis como acusando que ele é sozinho, o problema está nele, etc.
    Gostaria tanto que houvesse harmonia entre ele eminha família aí seria quase perfeito. Não sei o que fazer ele quer casar direitinho,mas fico com um atrás nesse ponto. O que devo fazer? será que Deus está no meu relacionamento? pergunto à Deus, ele não me responde!!!
    Por favor ore por mim….
    obrigada por ler minha história!! A paz do Senhor
    Livia,

    RESPOSTA.

    Penso o seguinte, Deus já te respondeu sim. Está lá no seu livro, a Bíblia. Veja, você considera o seu namoro como uma união da luz com as trevas ou não? Então vamos analisar juntos: Em 1 Tm 5, Paulo fala que aquele que não cuida dos de sua casa é pior do que o incrédulo, e ele tem esse dever na casa dele já que não tem pai. A Bíblia diz que os avarentos não entrarão no Reino de Deus e ele é avarento e egoísta. Quem é egoista pensa muito em si mesmo e pouco nos outros, será que ele vai pensar em você.Ele pode se converter e mudar tudo, pode sim, mas isso não há como saber. Olha para encurtar, penso que a mulher crente deve se casar com a convicção de que será para toda a vida, e você não tem esta convicção.A mulher inteligente deve evitar homem problema, deve ser mais racional, menos emocional, deve perguntar as pessoas de sua confiança, deve pedir ajuda ao pastor, deve se aconselhar com a família. Deve reunir informações , pareceres de pessoas boas e depois colocar tudo em cima da mesa , os prós e contras , e decidir.

  134. Leonardo

    Presado Pastor Ismael A paz do senhor: meu nome é Leonardo e gostaria muito de poder contar com sua ajuda e orações: minha situação é a seguinte sou cristão ha mais de dez anos, sempre busquei estar firme aos pés de Cristo e fazer sua vontade.
    ano passado conheci uma irmã daqui da igreja ela muito dedicada a obra de Deus trabalhando com crianças. começamos a conversar e ela revelou que sempre esteve de olho em mim e sonhava em se casar comigo ela é mãe solteira com 2 filhos de dois relacionamentos anteriores antes de sua conversão a Cristo. lutei contra preconceitos, pois em Cristo nova criatura. namoramos 6 meses e nos casamos. dai começaram os problemas, pois ela só tinha tempo para as crianças não tinha tempo para mim. eu me sentia que tinha só abrigado uma família dentro da minha, pois minha mãe é doente e vive comigo para o senhor ter uma ideia mal tínhamos relações sexuais eu me senti abandonado em minha própria casa, para completar quando eu chamava a atenção das crianças ela não suportava apos 5 meses de casamento nos separamos. apos 1 mês ela começou a relacionar-se com um rapaz e não teve tanta dificuldade de se entregar para ele.mais comigo era diferente pois sempre quando a procurava ela me dizia que
    que tinha dificuldade com sexo por problemas do passado. depois de 2 meses ela se arrependeu, e começou a me ligar mais o rapaz começou a ameaça-la de morte se ela voltasse para mim depois até de passar por agressão ela conseguiu romper com ele.agora ela voltou para a igreja e agora quer restaurar o casamento. eu ainda tenho um grande carinho por ela, e também percebo que muita coisa aconteceu como consequência do divorcio. estamos estudando juntos um estudo bíblico sistemático sobre casamento e tenho visto nela muita vontade de mudança, mais agora quem esta travando sou eu, pois o medo de td repetir e as duvidas quanto ao meu proprio sentimento tem me sufocado gostaria de um conselho do senhor,pois não tenho me sentido a vontade tmb com minha atual condição de divorciado, quero fazer a vontade de Deus. desde ja muito obrigado.

    RESPOSTA: Meu querido, os erros cometidos foram muitos. Você se casou de maneira precipitada, em seis meses de relacionamento ( na igreja) e já se decidiu por um casamento com alguém que já vinha de uma experiência fracassada e mais, com filhos. Infelizmente os crentes são crédulos demais, eles se esquecem do aviso de Jesus: “sejam simples como as pombas, mas atutos como a serpente”, querendo dizer: ” sejam pessoas acessíveis, de fácil relacionamento, mas não sejam inocêntes demais”. Você acha que ela mudou mesmo? Pense comigo, ela vem de casamento anterior, com dois filhos, depois que se separou de você em um mês ela arrumou um amante, Oh meu querido, olhe com carinho esse relacionamento, milagres existem, mas não acontecem a toda hora. Você tem a mãe doente dentro de casa, quer viver com uma mulher que é “problema” até que se prove o contrário, com duas filhas que provavelmente não te obedecem? Qual a chance de perdurar esse casamento?. Não conheço a sua esposa, pode ser que esteja redondamente enganado, mas por aquilo que você escreveu, não dá para acreditar que vai dar certo. Será que ela não te quer somente como provedor de suas necessidades e de mesmo de sobrevivencia? Se eu estiver enganado, então me perdoe, e ore mesmo, faça estudo bíblico junto com ela, Deus pode tudo. Não podemos falar do futuro, dá para se ter uma idéia do que possa acontecer, mas só o Senhor sabe a verdade.E outra coisa, podemos julgar os atos das pessoas,isso não é errado, somos seres pensantes, temos discernimento, mas não devemos julgar o coração de ninguém. Então, os atos dela não são condizentes com a verdade de uma esposa cristã, mas o seu coração pode estar mudado e estar desejando uma nova vida. Você é que deve fazer um juizo sobre isso.

  135. Leonardo

    Presado Pastor Ismael A paz do senhor: meu nome é Leonardo e gostaria muito de poder contar com sua ajuda e orações: minha situação é a seguinte sou cristão ha mais de dez anos, sempre busquei estar firme aos pés de Cristo e fazer sua vontade.
    ano passado conheci uma irmã daqui da igreja ela muito dedicada a obra de Deus trabalhando com crianças. começamos a conversar e ela revelou que sempre esteve de olho em mim e sonhava em se casar comigo ela é mãe solteira com 2 filhos de dois relacionamentos anteriores antes de sua conversão a Cristo. lutei contra preconceitos, pois em Cristo nova criatura. namoramos 6 meses e nos casamos. dai começaram os problemas, pois ela só tinha tempo para as crianças não tinha tempo para mim. eu me sentia que tinha só abrigado uma família dentro da minha, pois minha mãe é doente e vive comigo para o senhor ter uma ideia mal tínhamos relações sexuais eu me senti abandonado em minha própria casa, para completar quando eu chamava a atenção das crianças ela não suportava apos 5 meses de casamento nos separamos. apos 1 mês ela começou a relacionar-se com um rapaz e não teve tanta dificuldade de se entregar para mim,pois sempre quando a procurava ela me dizia que
    que tinha dificuldade com sexo por problemas do passado. depois de 2 meses ela se arrependeu, e começou a me ligar mais o rapaz começou a ameaça-la de morte se ela voltasse para mim depois até de passar por agressão ela conseguiu romper com ele.agora ela voltou para a igreja e agora quer restaurar o casamento. eu ainda tenho um grande carinho por ela, e também percebo que muita coisa aconteceu como consequência do divorcio. estamos estudando juntos um estudo bíblico sistemático sobre casamento e tenho visto nela muita vontade de mudança, mais agora quem esta travando sou eu, pois o medo de td repetir e as duvidas quanto ao meu proprio sentimento tem me sufocado gostaria de um conselho do senhor,pois não tenho me sentido a vontade tmb com minha atual condição de divorciado, quero fazer a vontade de Deus. desde ja muito obrigado.

    RESPOSTA;

    Meu nome é Roberto e gostaria muito de poder contar com sua ajuda e orações. Minha situação é a seguinte: Sou cristão há mais de dez anos, sempre busquei estar firme aos pés de Cristo e fazer sua vontade.
    No ano passado conheci uma irmã daqui da igreja, ela , muito dedicada na obra de Deus trabalhando com crianças. Começamos a conversar e ela revelou que sempre esteve de olho em mim e sonhava em se casar comigo. Ela é mãe solteira com 2 filhos de dois relacionamentos anteriores antes de sua conversão a Cristo. Lutei contra preconceitos, pois em Cristo somos nova criatura. Namoramos 06 meses e nos casamos. Daí começaram os problemas, pois ela só tinha tempo para as crianças não tinha tempo para mim. Eu me sentia que tinha só abrigado uma família dentro da minha, pois minha mãe é doente e vive comigo.Para o senhor ter uma ideia mal tínhamos relações sexuais eu me senti abandonado em minha própria casa, para completar quando eu chamava a atenção das crianças ela não suportava.Após 05 meses de casamento nos separamos. Após 01 mês ela começou a relacionar-se com um rapaz e não teve tanta dificuldade de se entregar para ele,mas comigo era diferente pois sempre quando a procurava ela me dizia que tinha dificuldade com sexo por problemas do passado. Depois de 02 meses ela se arrependeu, e começou a me ligar, mas o rapaz começou a ameaçá-la de morte se ela voltasse para mim. Depois até de passar por agressão ela conseguiu romper com ele.Agora ela voltou para a igreja e agora quer restaurar o casamento. Eu ainda tenho um grande carinho por ela, e também percebo que muita coisa aconteceu como consequência do divórcio. Estamos estudando juntos um estudo bíblico sistemático sobre casamento e tenho visto nela muita vontade de mudança, mas agora quem esta travando sou eu, pois o medo de tudo repetir e as dúvidas quanto ao meu próprio sentimento tem me sufocado.Gostaria de um conselho do senhor,pois não tenho me sentido a vontade também com minha atual condição de divorciado, quero fazer a vontade de Deus. Desde já muito obrigado.

    RESPOSTA:

    Se eu estiver enganado, me perdoe, e ore mesmo, faça estudo bíblico junto com ela, pois Deus pode tudo. Não podemos falar do futuro, dá para se ter uma vaga idéia do que possa acontecer, mas só o Senhor sabe a verdade.E outra coisa, podemos julgar os atos das pessoas, isso não é errado, somos seres pensantes, temos discernimento, mas não devemos julgar o coração de ninguém.
    Os atos dela não são condizentes com a verdade de uma esposa cristã, mas o seu coração pode estar mudado e estar desejando uma nova vida, mas só você é que deve fazer um juizo sobre isso.

    Mas temendo que você fique desorientado e decida mal, quero falar algumas coisas, na verdade foram coisas que você mesmo observou no seu texto, vamos ver:

    Meu querido, os erros cometidos foram muitos. Você se casou de maneira precipitada, em seis meses de relacionamento ( na igreja) e já se decidiu por um casamento com alguém que já vinha de uma experiência fracassada , com filhos de outros relacionamentos. Não há problemas se casar com alguém que tenha filhos, mas seria preciso conquistá-los antes de se casar com a mãe deles, pois para eles você é um mal necessário, só isso.

    Você tem a mãe doente dentro de casa e tenta viver com uma mulher que se revelou problemática, com filhos que provavelmente não te obedecem e não te vêem como pai? Qual a chance que esse casamento tem de sobreviver sem que se conserte tudo isso ? Como é que você administrou a questão de sua mãe, o que vocês conversaram sobre isso ? E quanto aos filhos dela, o que se convencionou, eles foram recibos como seus filhos, com amor recíproco, ou mal te suportavam?

    Pense comigo, depois que ela se separou de você em um mês ela arrumou um amante, e com ele transou legal, semm dificuldades, mas com você era complicado, traumas do passado a incomodavam.

    Oh, meu querido, olhe com carinho esse relacionamento! Olhe o histórico de vida
    pois ele pode revelar o caráter dela.Você acha que ela mudou mesmo?

    Será que você não foi crédulo demais? Jesus disse assim: “sejam simples como as pombas, mas astutos como a serpente”, querendo dizer: ” Sejam pessoas acessíveis, de fácil relacionamento, cordatas,mas não sejam inocêntes demais”.

    Os problemas que desencadearam a separação , ao que me parece estão todos presentes ainda, e podem interferir na vida conjugal. Veja bem, quando os problemas surgem eles precisam de uma solução, caso contrário, em algum momento eles irão se manifestar de forma violenta. Com sexo, não se resolve esses problemas, o sexo é um presente para quem vive bem com a esposa.

    Você já pensou na possibilidade de ela estar buscando em você um provedor para as suas necessidades e não um amor, um marido?

    Quanto a viver divorciado ou não, isso não deve ser o motivo pelo qual você deve se recasar, ainda mais no seu caso que você tem dúvidas do seu amor por ela. Percebi que você escreveu que ainda tem carinho por ela, isso é diferente de um grande amor. E quando se tem um grande amor, não se tem dúvidas. Eu sei que algumas pessoas podem ter dito a você que você deve voltar para o casamento e penso que deve mesmo, desde que resolva os problemas, pois do contrário, daqui alguns dias o divórcio poderá bater na porta de vocês de novo. Pode ser que esteja redondamente enganado, mas por aquilo que você escreveu, não dá para acreditar que seja diferente disso que estou dizendo.

  136. Lili

    Pastor Ismael,
    Nasci num lar cristão e, infelizmente como acontece com muitos, me desviei dos caminhos do Senhor na adolescência, quando namorei alguns rapazes do mundo.Eu nunca me relacionei sexualmente com eles, apesar de mantermos uma intimidade maior da que os padrões bíblicos ensinam.
    Até q me apaixonei perdidamente por um desses namorados e fazia apenas sexo anal com ele, na tentativa de não perdê-lo e mesmo sabendo que Deus abomina este pecado. Eu o amava demais, não queria perdê-lo e não tinha coragem de fazer sexo com ele pela maneira normal pois tinha medo de engravidar….
    Felizmente o tempo se passou, nós terminamos, fiquei 5 ou 6 anos sem namorar nenhum outro, pois me achava indigna dessa benção. Sofri muito nesse tempo.
    Até que me voltei para os caminhos do Senhor e me casei há um ano atrás com um homem cristão, que ama e obedece a Deus.
    O problema é que desde o nosso casamento, não consigo ter uma relação sexual prazeirosa: sinto fortes dores e ainda não houve penetração completa do pênis na minha vagina. Já procurei médicos, fiz terapia, mas até agora nada! Ele é mto paciente comigo e me diz q não se casou comigo só por isto; mas eu queria tanto conseguir!!!!
    Será que Deus está me punindo pelos erros do passado de alguma forma? Sei que por Jesus já fui perdoada.
    Quando namorava o meu marido, ele me disse que tudo o que eu já tinha vivido antes dele, ele não queria saber e que era pra deixar no passado, confessar tudo ao Senhor e seguir em frente.
    Ele não sabe nada dessa história horrível! Sinto tanto arrependimento por ter agido assim, tenho vontade de morrer qdo me lembro disso!
    Tenho medo de ele não me querer mais, medo de Deus nunca me dar esse sonho de ser uma mulher de verdade.
    Me ajudem, por favor!

  137. Lucimara Mariano

    a paz do senhor, pastor, há mais ou menos quase 4 meses, meu marido saiu de casa, dizendo q estava cansado, e q precisaria colocar a cabeça no lugar, e desde entao, venho por uma busca insessante a palavra e ao próprio DEUS, tenho obtido resultados as minhas oraçoes, mudei muito desde entao, tenho sido sabia, e o meu esposo é conhecedor da palavra, mas parece q ele nao está nem ai, para o q diz a biblia, e na quarta passada descobri, q ele me traiu, e foi a propria menina q me falo, eu fiquei mau, pessima, pq eu so crista, e venho lutando pela restauração do meu casamento, tivemos uma conversa, e ele msmo juro de pé junto q nao teve ninguem, nesse tempo q está separado, eu falei pra ele, q iria passar uma borracha em cima disso tudo, e perdoar ele, ele nao quis, disse, q ele nao merece nada disso, q o nosso casamento definitivamente acabou. Eu entrei em desespero, e comecei a jejuar e orar, em cima disso, na sexta tive um encontro com a pra, da minha igreja, e ela fez a oração comigo, acho q eu orei com tanta fé, q a noite, ele foi na minha casa, e me pediu desculpas, disse q me amava, q eu cuidava dele, q ele nunca fico com nenhuma menina, e q a menina q me falo isso, é aoenas amiga dele, mas tá custando a acreditar, eu nao to conseguindo confiar nele,mas ele ainda nao volto pra casa, me ajuda, o q devo fazer em relação, se ele traiu ou nao, nao tenho provas, é a palavra da menina, com a palavra dele….me ajude…

    RESPOSTA

    IRMÃ,PAZ.

    Você orou a Deus,pediu e foi atendida, o que é que você está esperando? Seja para ele uma mulher maravilhosa, melhor do que qualquer amante que ele possa ter tido. Aprenda a diminuir os conflitos e aumentar os momentos de prazer com ele.

  138. Jojo

    Pr. e Pra. A paz do Senhor Jesus!
    Sou casada há dezessete anos e meu marido é bastante ciumento desde quando começamos a namorar, só que no começo arrependia-se e sabia pedir desculpas pelos transtornos que o ciúme causava, então ficava tudo bem. Quando casamos sempre tentou controlar-me de alguma forma, sempre achava um jeito de estar comigo em todo lugar, fazia questão de me acompanhar em tudo, como a supermercado, médico, dentista e até cabeleireiro. Muito ingênua, não percebia o seu controle e sentia-me lisonjeada, amada. Mas com o passar do tempo ele passou a ficar grosseiro, ofendia-me e não pedia mais desculpas o que me encheu o coração de mágoas, pois não fazia nada para despertar ciúmes nele. Pelo contrário. Quando estava grávida, com sete meses, ele insultou-me, desconfiou de mim de uma maneira absurda, isso causou em mim um bloqueio que eu não conseguia enxergar a grande mágoa, só depois de três anos, como uma luz que clareou na minha mente, Deus revelou-me, então consegui perdoar e livrei-me daquela mágoa em especial. Mas já faz dez anos que venho lutando com este casamento, sofro muito por causa desse ciúme doentio, maldito. Hoje vivo presa, só posso sair com a autorização do meu marido e com a minha filha, jamais sozinha. Sinto que estou emocionalmente doente. Ele tem ciúmes de TODO e QUALQUER homem até dos familiares. Desconfia de tudo e todos. Acha que o traio, não posso ficar calada, cansada, conversar, ter amizades, sorrir. Rastreia computador, celular e se pudesse até mesmo os meus pensamentos. Sinto-me sufocada, triste, abatida, oprimida. Não sei o que fazer não me sinto amada, pois ele tornou-se uma pessoa fria e está cada dia pior com as desconfianças. Não conversa comigo, sempre foge. Tem vergonha de sair comigo, quando vamos a shoppings, restaurantes, deixa-me para trás, não pega na minha mão, nunca. Acha que fico olhando para os homens. Não me beija, nem demonstra afeto nenhum. Mas quando falo em separação não quer. E quando me chateio e decido Deus sempre me diz: “Não desista!” Até agora este dilema é uma realidade. Há dez anos sofro esperando Deus agir, pois sinto no meu coração verdadeiramente, às vezes quando choro querendo desistir pelas madrugadas ou não o Senhor sempre envia uma mensagem dizendo para eu não desistir. Meu marido não é salvo. Impede-me de congregar, acha que namoro com os pastores e que os crentes não vivem o que pregam. No entanto persisto em dar bom testemunho, sempre o perdôo com a mais absoluta graça de Deus, é difícil, mas até aqui o Senhor tem me ajudado. E sonho acordada com a salvação do meu marido e creio que com ela vem a sua cura e libertação, em nome de Jesus! No início sempre insisti em viver assim porque eu pensava que quando eu completasse mais idade, por exemplo, trinta anos, o ciúme fosse acabar. Aí depois pesquisei, comprei livros sobre ciúme patológico aí tudo caiu como uma bomba na minha cabeça, pois a forma como lidei até hoje foi errada, vi que agi errado, na verdade alimentei a doença, fazendo todas as suas vontades, fazia de tudo pra não ter brigas. Quero agir diferente e não sei como, continuo esperando em Deus? Orientem-me pelo amor do Pai. Que Ele possa iluminar a mente de vocês para que me dê um conselho abençoado abrindo os meus ‘olhos’ mais uma vez ou de vez. Fiquem na paz de Cristo.
    RESPOSTA: Irmã,você já sabe sobre o problema do ciumento doentio, e sabe que se não tratar com psiquiatria, medicação, não vai mudar. Ele é está acabando com você. Faça o seguinte, converse com Deus, coloque um prazo limite para uma tomada de decisão, as coisas não podem continuar assim.Não escolhe a separação, mas trabalhe por um tratamento nele. Converse com seus filhos, se houver, peça ajuda de amigos e tente convence-lo de se tratar, mostre livros, converse, deixe ele se encontrar como um ciumento exagerado, faça isso, Deus te ajudará. Se tudo isso falhar, não der certo, então mude com ele, comece com pequenas coisas, vá aumentando a “desobedicencia” , anote as acusações dele para lhe mostrar mais tarde, sempre com cuidado pois ciumento pode ser perigoso.Vá avisando ele sobre o que você decidir não aceitar mais, vá colocando limites em você mesma, do tipo, isso não vou aceeitar mais, entende? Melhore a auto estima dele com relação a beleza dele, isso sim ajuda, compre uns produtos , roupas novas, algo que o deixe mais arrumado, que ele se sinta bem. Mas não retroceda, assuma as rédeas da relação. Convide ele para ir em outra igreja diferente da sua, porque ele tem rancores contra as pessoas da sua igreja.Leia mais sobre o assunto, converse com quem já passou pelo problema, se puder faça terapia buscando saber como proceder, e fique firme com Deus.

  139. KONSA

    Pastor, estou muito precisando de orientação. SOU CASADA HA 9 ANOS .CONHECI MEU ESPOSO NA IGREJA ,NAMORAMOS 2 ANOS TIVEMOS UM NAMORO MEIO CONTURBADO DEPOIS QUE PECAMOS,LOGO APOS CASAMOS.DESDE O INICIO TIVEMOS PROBLEMAS COMO DESEMPREGO E MUITAS DISCUSÕES.COMECEI A PENSAR QUE ERA POR TER PECADO E MESMO ASSIM TER CASDO NA IGREJA COMO SE FOSSE VIRGEM.ENTÃO RESOLVEMOS CONVERSAR COM O NOSSO PASTOR CONTAMOS A ELE E NOS PERDOOU OROU POR NÓS.HOJE AOS 9 ANOS DE CASDAE COM 1 FILHO DE 3ANOS E MEIO ESTOU A BEIRA DA SEPARAÇÃO ,MEU MARIDO SE AFASTOU DO SENHOR FAZ 5 ANOS BEBE MUITO CHEIRA COCAINA PASSA A NOITE FORA NÃO MIM RESPEITA E DEMONTRA NÃO TER MAS NENHUM SENTIMENTO POR MIM QUANDO FALO EM SEPARAÇÃO ELE NEM LIGA APESAR DE TUDO SOU TRABALHADORA,ESFORÇADA ESTOU NA IGREJA ORO MUITO PARA DEUS MUDAR ESSA SITUAÇÃO PORQUE NÃO AGUENTO MAS ALEM DE AGUENTAR O DESPREZO AINDA TEM OS VICIOS .ESTOU MUITO MAGOADA NÃO DORMIMOS MAS JUNTOS,NÃO CONVERSAMOS MAS NÃO DURMO E NÃO COMO DIREITO TEM HORA QUE MIM BATE UM DESESPERO MAS NÃO POSSO SAIR DE CASA POIS NÃO TENHO PARA ONDE IR COM MEU FILHO,E ELE DIZ QUE SO SAI QUANDO A JUSTIÇA MANDAR JA PROCUREI A DEFENSORIA PUBLICA ESTAR MARCADO PARA LEVAR OS DOCUMENTOS DIA 4 DE AGOSTO.ESTOU MUITO MARCADA COM TANTAS AGRESSÕES VERBAIS ELE DIZ QUE NÃO MIM AMA RECLAMEI SOBRE SEXO ELE DISSE QUE NÃO SENTE MAS VONTADE COMIGO .NÃO SEI O QUE FAZER.SEI QUE DEUS NÃO SE AGRADA DO DIVOCIO MAS NÃO AGUENTO MAS.ME AJUDE!!!!!!
    RESPOSTA: Irmã, paz

    Sinto pelo momento que você está passando, mas saiba que tem coisas que precisam realmente chegar ao fim , mas ao fim mesmo, tem que piorar para começar a mudança. Você está coberta
    de razão, a bíblia está ao seu lado. Quando o marido abandona a esposa que é crente, ela pode se divorciar e casar se de novo. Levante a cabeça, fique firme na igreja, Deus te amparará, você não vai padecer. Vá em frente, reconstrua sua vida, seja feliz,

    Abraços. Pr Ismael

  140. Maria
    11 DE JUNHO DE 2011
    A paz do Senhor Pr. Ismael
    Estou enfrentando á 17 anos de casada uma situação muito difícil de continuar suportando. Eu e ele somos Cristão ,eu tenho 35anos e ele 36 ,mas já enfrentei muitas barreiras para que o meu casamento fique de pé, pois eu não aceito que meu casamento acabe, até mesmo por causa de meus filhos, tenho 4 filhos , são dois casal abençoados que Deus me deu. A mais velha tem 16 anos , os dois do meio está com14 E 13ANOS e o menor está com11 anos.Pr. eu me sinto envergonhada diante da situação que eu vivo, pois o meu esposo me maltrata muito com palavras, principalmente diante de meus filhos , são palavras que machucam mesmo!
    Temos uma pequena empresa pela misericórdia de Deus, promessa feita por Deus, e eu trabalho com ele, Eu sou secretária e tudo mais , ultimamente as coisas pioraram em termos de relacionamento conjugal pois tudo que eu faço para ajudar dentro da empresa não está bom, e tudo que acontece de errado ele joga em cima de mim , ninca procura conversar amigavelmente, eu já não aguento mais , e já até mesmo confesso que saí do sério com ele essa semana.Ele disse que eu não devo misturar trabalho com vida conjugal , eu não sei se ele está certo, tipo assim se eu for reclamar que ele está me ofendendo ele diz que eu estou misturando trabalho e vida conjugal.
    Pr. ele diz que eu não tenho valor , que eu não ajudo ele , eu nao tenho empregada , faço meus serviços nas horas vagas ou melhor a noite a casa fica por conta de minhas filhas , fico por conta só da empresa , sou fiel até hoje a ele , já tentei dar um carinho , ou até mesmo a vida nossa intima nunca o neguei , muito pelo contrário quem não me procura mais é ele . Quando chega á noite ele Vai assistir e eu fico pelos cantos , eu sou uma pessoa que procuro sempre olhar se estou em forma com cabelo corpo e outros .Não sei como fazer mais minhas filhas querem que eu separe
    pois elas também não aguentam mais ver o que ele faz comigo e até mesmo com eles. Eu Nunca consegui ter um diálogo com ele neste 17 anos , pois ele é muito grosso só ele que está Certo, ele só exige mas não ve seu erros , muito difícil pedir perdão. Eu estou muito triste , pois ele disse que eu estou endemoninhada, pois eu perdi o controle esta semana , pois toda as vezes que ele me maltrata eu fico triste ou só choro. Esta semana pensei em separar , abandonar até mesmo a igreja , ficar só en casa, pois eu não tenho condições de estar no meio das pessoas, eu sou regente na igreja estou perdendo a graça de tudo , não estou tendo nem de atender meus clientes bem mas faço por onde.Pr. eu não sei o que é carinho, eu fui feliz só na 1º semana de casada, se eu cobrar dele ele diz que ele não tem tempo pra isso , por que ele tem 4 filhos para criar . Pr. se á uma solução para isso eu não sei , se tem me ajude pois eu não aguento mais , eu achei o senhor na internet procurando aconselhamento para casal , nunca busquei nem um aconselhamento assim , mas pelo meu pastor que hoje não é pastor de minha igreja , me ajudou um pouco , mas fico envergonhada de eles saber do meu problema , pois meu esposo agora é diácono na igreja , eu preciso de alguem que clame á Deus por mim pois eu não tenho mais forças. POR FAVOR ME AJUDE.

    RESPOSTA: Irmã,paz.

    Inicialmente, peço desculpas pela demora, mas a verdade é que não estamos vencendo o atendimento.
    Olha, eu entendi a sua situação. é possível consertar essa situação na força e no poder de Deus.Sou contra o divórcio, só o admitindo depois de ter tentado todas as saídas possíveis. Agora, o seu caso , me parece, mais uma questão de reconciliação, ajustes, de perdão, e de querer viver um novo tempo. Você não falou em adultério, então, entendendo que não exista. Falou de pontos positivos dele, como trabalho, por exemplo, não é mesmo? Você não falou de bebidas, vícios, pornografia, então veja, não está tão difícil assim.

    Vamos lá:

    1-Vocês estão vivendo o stress dos filhos, do trabalho, das contas a pagar, da falta de sexo e de carinho, entre outras coisas, não é mesmo?
    2- Procure ver a possibilidade de arrumar outro trabalho e a colocar outra pessoa para fazer o teu serviço na empresa, esse tempo junto, somado ao stress está matando o relacionamento de vocês. Procure resolver isso dessa forma ou encontre uma alternativa. Com um empregado ele não falaria o que fala para você, e não tem jeito de separar isso, ele pode até fazer um esforço, mas na hora que as coisas estão difíceis as palavras duras saem com facilidade, especialmente porque isso já faz parte do temperamento dele.
    3- Você deve ler sobre relacionamento, temos apostilas é só você baixá-las pelo blog, mas também quero passar um livro bom para você, chama “Amor, tudo o que ela quer, Respeito, tudo o que ele precisa”, de Emerson Egherichs, esse livro fala do momento que você está vivendo, leia, vai te ajudar e decidir.

    4- O item abaixo é para você fazer depois que ler o livro e tiver uma decisão do que fazer:

    IMPONHA LIMITES PARA VOCÊ MESMA E NÃO PARA ELE.

    – Diga para ele que se te maltratar na frente dos filhos, vai deixá-lo falando sozinho, esteja onde estiver, não aceite mais isso. Avise-o antes que aconteça e faça se acontecer. Entendeu? Ele gritou com você, falou alto, então, sem dizer mais uma só palavra, você sai do ambiente, deixe ele falando sozinho.

  141. Débora

    A paz do Senhor Pastor, sou casada a 2 anos , porém meu marido mentiu pra mim desde o namoro e so descobri a verdade com uma semana de casada. Descobri que ele tem uma filha de 5 anos, ele disse que mentiu porque tinha medo de eu terminar com ele. Porém desde aquele dia, não consigo mais acreditar nele, vivo sempre com a duvida de que ele esta fazendo alguma coisa de errado.
    Porém proibi ele de ver a menina, apenas vai pagar a pensão!
    Só que isso tem gerado muitas brigas desde aquele dia não conseguimos mais ficar muito tempo sem discutir. amo muito ele, porém não consigo liberar o perdão, a familia dele não fala comigo pois nunca aprovaram o nosso casamento por eu ser uma pessoa evangelica, e eles estão sempre inventando as coisas para meu marido..as vezes nem em caso estou , estou com meu filho de 1 ano no hospital eles fazem questão de inventar fofocas para meu esposo que sempre acaba discutindo comigo achando que eu estou errada, não suporto mais essa situação de tanta HUMILHAÇÃO. Tenho vontade de me divorciar, porém sei que não é Deus. Não sei o que fazer, penso muito no meu filho que diversas vezes ja presenciou ele me agredindo. Por favor pastor me ajude, me encontro fraca para chorar aos pes de Deus, estou desmotivada, parece que Deus me esqueceu, não suporto mais essas mentiras, viver com essa duvida. queria muito liberar esse perdão, mais é mais forte que eu, parece que meu esposo prefere acreditar na sua familia do que em mim. Ja pedi pra ele para alugarmos uma casa longe da familia dele, porém ele responde que todos os amigos dele estão ali e que ali ele foi criado q que não tem vontade de sair dali. Por favor pastor estou clamando pela sua ajuda! me diga o que devo fazer?

    REPOSTA:Irmã, seja sábia. Tudo bem que houve uma mentira dele, mas proibir de vê-la me parece erro pior do que ele cometeu com você. Seránque a família dele não tem razões para não gostar de você, essa é a pergunta que você deve fazer.Se você quer arrumar este casamento tem começar por ALGUÉM , concorda, então que seja através de você que é gente de Deus. Se você não o perdoa pela mentira, então não tem jeito de continuar este relacionamento, de alguma forma, em algum momento vocês vão se separar. Pare de olhar para a criança e ver nela a mãe dela, olhe com olhos de Jesus e determine-se a amá-la, caso contrário, não espere muito desse casamento.

  142. ana claudia dos santos

    Bom dia Prs., estou casada há 05 anos temos uma filha de 04 e agora estou grávida, e minha filha tem apresentado problemas de comportamento , já tentamos várias coisas e não sei mais o que fazer, e confesso que isso esta ate gerando problemas com meu marido e eu.
    Peço ajuda.
    Obrigado a Paz do Senhor

    RESPOSTA: Que tipo de problema que ela está apresentando, e porque ? Fale mais sobre vocês , sobre a menina, o relacionamento, idades, etc, para que possamos ajudar.
    Abcs Pr Ismael

  143. Drika

    Caro Pastor,
    conheço meu marido há 18 anos, entre namoro, morar juntos e oficializar a união. Nos conhecemos no mundo, ele filhos de crentes e eu católica não praticante. Entre idas e vindas, por duas vezes engravidei e perdi o bebê nas duas vezes e depois tivemos duas filhas. Eu me converti há mais ou menos 10 anos e muitas lutas enfrentei por ele e com ele. Ele não é convertido ainda, embora vá a igreja e deseje que as filhas sigam o caminho. Já tivemos brigas homéricas por causa de ciúmes de ambas as partes, já enfrentei desemprego dele por várias vezes e por último pediu demissão de uma empresa boa, que nos oferecia vários benefícios. Agora que compramos um carro, pois pedi ajuda a minha mãe, gostaria de dirigir e ele não quer, diz que eu não trabalho e não terei condições de arcar com nenhuma despesa caso haja batidas ou multas, etc. O caso é que eu o ajudei, através do pedido que fiz à minha mãe, que pagou o valor total, aguardando o pagamento da metade do bem, que o meu marido fará. Estou aborrecida porque ele sabe que sempre foi meu sonho e quem sabe até será um meio de trabalho pra mim, já que sou formada e minha profissão possibilita que eu trabalhe dirigindo. Estou triste por sua falta de confiança, eu oro muito para que ele se converta e mude seu jeito egoísta de ser, sua dureza de coração e que ele me apóie, pois me prepararei para estar assumindo uma responsabilidade desta. Já pensei em me separar por este agora e tantos outros motivos, mas penso em nossas duas filhas e reconsidero, na verdade eu o amo, temos uma vida sexual ativa e agradável, mas certas irresponsabilidades dele me incomodam bastante e o fato dele não se entregar de fato na obra, até me atrapalhando um pouco quando quero servir a Deus. Ajuda-me Pastor. Preciso de conselhos em como lidar com situações tão conflitantes e reincidentes. PS: Sexo oral é pecado? Onde posso encontrar sobre na Bíblia???

    Resposta:Você não tem respaldo bíblico para uma separação. Procure administrar, faça um trabalho de convencimento e tente descobrir o real motivo pelo qual ele não quer que você dirija, pode ser que ele tenha bons motivos , então em nome da continuidade da relação, obedeça. Pode ser ciúme ou razões financeiras. Quem sabe ele já tenha tido experiências com as despesas que um carro traz para a família e não queira passar por isso.

  144. Arrependida

    oi amados a paz.Estou precisando muito da ajuda de vocês.Há quatro anos decidir me separar do meu marido.Os fatores foram vários entre eles a falta de atenção e desdenhez das vezes que tentei conversar sobre a relaçao.Vivemos 16 anos de casados.Depois dos 5 primeiros anos as coisas começaram a mudar.Ele sempre viajando muito e quando retornava nem parecia que estava há dias sem a minha companhia.E isso só aumentava a minha tristeza e angústia.Nunca estava disponivel para conversarmos.Sempre dizia que eu estava vendo coisas e que estava maluca.Por diversas vezes perguntei se ele tinha uma outra pessoa, mas, sempre negou.Estava em paz quanto a isso por que confiava em Deus.Nunca fiquei preocupada com isso.Talves este foi meu erro.O tempo passou e a situação fugiu do meu controle e enfim decidir me separar.Sair de casa com meus filhos e o abandonei.Hoje sei que cometi um grande erro.Mas, já tinha buscado todos os recursos e não via resultados.Nunca orava comigo,saia pra pregar sempre sozinha.Passei noites nas madrugadas buscando solução e não conseguir me livrar desse conflito.Isso aconteceu em 2007.Hoje já vão se fazer 4 anos que o deixei.Amados esses anos,Deus me ensinou muitas coisas.Aprendi a amar a minha casa(isso não fazia,pois ele sempre colocava defeitos,nunca fazia nada de bom)aprendi a gostar de cozinhar(coisa que não tinha prazer algum,pois ele dizia que minha comida era lavagem de porco!Que vergonha te falar isso.Não por que minha comida era ruim,é por que a comida da mãe dele é que era boa).Então, agora estou tentando me reaproximar dele.No inicio até permitiu, mas agora soube que tem uma namorada.Isso esta me machucando muito e por ciúmes,tenho perdido o controle das minhas atitudes.Não sei mais o que fazer.Ele quer voltar, mas o fato de eu ter abandonado ele, faz com que ele resista.Diz que me perdoou,mas,a oportunidade que tem sempre lembra do ocorrido,das palavras que oo disse quando estava magoada.Então,não sei mais o que fazer.Tenho buscado em oração,mas tenho ás vezes a vontade de retroceder.Me ajudem, o que devo fazer?Espero poder contar com vocês.Me orientem.Não gostaria que meu nome ou email fosse publicado.A historia sim,pois possa ser que alguem tenha passando pelo mesmo problema ou está passando.Obrigada e Deus abençoe.

    Resposta:

    Sabedoria para reconstruir o lar.

    “Com sabedoria se constrói a casa e com discernimento se consolida.Pelo conhecimento os seus cômodos se enchem do que é precioso e agradável. O homem sábio é poderoso, e quem tem conhecimento aumenta a sua força; e quem sai à guerra precisa de orientação, e com muitos conselheiros se obtém a vitória”(Pv.24:3-6 NVI)

    Sabemos que não existem fórmulas para resolvermos problemas tão complexos como os de ordem familiar e relacional.

    Mas de qualquer maneira existem algumas coisas que são básicas para se ter um lar refeito.Leia mais clicando abaixo.

    Casos onde o casal está separado, mas que no fundo estão querendo reatar as relações e não estão conseguindo, então é sobre esses casos que vamos tratar aqui.

    Vamos falar sobre algumas medidas não milagrosas, mas sim, básicas, e se tomadas com fé irá ajudar em muito a solução do problema.

    Geralmente nesses casos, a falta de perdão, a quebra da comunicação, o orgulho, a falta de esperança , ou outras coisas concernentes, são os impedimentos.

    Então vamos lá,:

    PASSO 1- ARREPENDIMENTO.

    A primeira coisa que os envolvidos devem fazer é ajustar a sua vida com Deus, pedir perdão pelos pecados cometidos, incluindo aí, os pecados cometidos contra o cônjuge.

    O arrependimento deve ser genuíno e não somente porque está interessado na solução do problema.
    Deve-se buscar isso, procurando transformar a tristeza em arrependimento conforme Paulo ensina aos coríntios:

    “2Co 7:10- Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento, para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte.”

    Ficar triste com o fato ocorrido por si só não move o mundo espiritual. A tristeza transformada em arrependimento diante de Deus, essa é que gera algo novo no mundo espiritual.
    Com relação ao pedido de perdão, nem sempre é possível o contato pessoalmente, então, escreva uma carta, um email, de um jeito e peça perdão, faça a sua parte, mesmo que seja o outro que errou contigo.

    PASSO 2 – BUSCA DE DEUS

    Conserte o teu relacionamento com Deus, sabendo que a presença Dele garante a vitória.

    Pare de ficar desesperado correndo atrás do cônjuge que foi embora, procurando ouvir notícias vinda de todo lado e geralmente chegam até você distorcidas da verdade. Pare de perder seu tempo vigiando os passos do outro.

    Concentre–se em Deus e aproveite o momento para crescer espiritualmente. Corre para Jesus, não para o cônjuge.

    Muitas pessoas correm tanto atrás do cônjuge que este acaba por se enfadar e decidir-se de vez pela separação.

    Quando você corre para perto de Jesus , veja o que acontece:

    Sl 146: 18-19-Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade.Ele cumprirá o desejo dos que o temem; ouvirá o seu clamor, e os salvará.

    PASSO 3- EXAMINE-SE A SI MESMO

    I Co 11:28a – Examine-se, pois, o homem a si mesmo,…

    É um momento muito oportuno para se fazer uma avaliação do ocorrido e, sem complacência consigo mesmo, determinar qual foi a sua participação no evento separação.

    Qual a sua parcela de culpa. Lembro que dificilmente o erro está em uma só das partes, geralmente há erros de ambos os lados.

    É bem verdade, que às vezes, só fica claro o último erro, aquele que determinou a separação e assim um só que leva a culpa.

    Por isso é importante você se examinar, isso vai facilitar o processo de restauração através do perdão, pois quando eu admito a minha culpa, me torno mais justo e misericordioso com o outro.

    PASSO 4: – CRESÇA COM O ERRO.

    “Quem pode discernir os próprios erros? Absolve-me dos que desconheço! Também guarda o teu servo dos pecados intencionais; que eles não me dominem! Então serei íntegro, inocente de grande transgressão.” ( Sl 19:12-13-NVI )

    Alguns casais se separam e voltam várias vezes ao longo de um relacionamento e por fim, se acomodam num relacionamento não muito bom ou se separam.

    E por isso se dá dessa forma? É possível que quando reataram o relacionamento não corrigiram posturas e comportamentos que foram determinantes para a separação e quando esses erros voltam a ocorrer, novamente o casal se separa.

    Então é de bom alvitre que se aproveite este tempo para um crescimento, um amadurecer no seu caráter.

    É preciso ser melhor do que antes para que quando o relacionamento for restabelecido os mesmos erros não aconteçam mais e haja paz.

    Interessante que em alguns casos, o casal se separa e se casam com outras pessoas , constituindo assim novos casais, mais que também se separam, porque isso acontece?

    Talvez,por causa dos mesmos velhos erros que não foram corrigidos.

    Considerando que somos cooperadores com Deus, é preciso aprender como cooperar para que não haja mais separações ou conflitos.

    E isso se dá através da leitura de bons textos sobre o assunto, mensagens, sermões, livros interessantes e etc. Incluo aqui a orientações com profissionais que tratam dos relacionamentos humanos, como conselheiros, psicólogos, pastores e psicoterapeutas.

    O que nós temos visto são pessoas imaginando que vão se aconselhar com um desses profissionais e algo mágico vai acontecer.

    Tais pessoas vão te dar um norte, um caminho a seguir, vão te levar a uma reflexão sobre, mas não são eles os cupidos que farão acontecer.

    Pode até acontecer algo sobrenatural se for da parte de Deus, através das orações ele pode mudar o coração de qualquer um, assim como mudou o coração de Ezaú que tinha ódio mortal de seu irmão Jacó, mas quando se encontraram se abraçaram e juntos choraram.

    A bíblia diz que o coração do rei está nas mãos de Deus, quanto mais o coração de seu cônjuge.

    Deus transformou num só momento, o Rei Saul num novo homem ( I Sm 10:9).

    O que você tem que fazer é buscar uma mudança necessária em você mesmo, já que você não pode mandar que o outro mude, então mude-se a si mesmo. Isso é atitude e fé e estas duas andam juntas.

    PASSO 5 – DEMONSTRE QUE HOUVE MUDANÇA.

    Muitas vezes , tudo que um cônjuge espera que aconteça é que o outro caia na real e mude seu comportamento.Uma coisa é examinar-se a outra é mudar-se a si mesmo. Ter uma nova postura.

    Se é ciumento , que deixe de ser ou pelo menos busque o equilíbrio; se é encrenqueiro, que deixe de arrumar confusão por coisas pequenas ; se é violento ou agressivo, que não seja mais; se não tem controle emocional, que busque.

    São muitas as possibilidades que se possa desejar que o outro mude.Vemos casais separados onde um luta de unhas e dentes para conseguir ter o outro de volta, mas só que, literalmente, é de unhas e dentes, na violência, na agressividade, na ofensa, na acusação. Nada disso trará o outro de volta.

    Além de crescer com o erro, é preciso provar que houve mudança comportamental.

    E alguns comportamentos só podem ser mudados com a ajuda de Deus, por isso Paulo falo assim:

    Gl 5:16-26-Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.
    Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei.
    Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: Prostituição, impureza, lascívia,Idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais declaro, como já, antes, vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.
    Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.Contra estas coisas não há lei.E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito.
    Não sejamos cobiçosos de vanglórias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros.

    PASSO 6 – FAÇA CONTATO DE MANEIRA AMISTOSA.

    O outro precisa sentir saudades de você, precisa lembrar de coisas boas. Quanto ele se encontrar com você faça sempre de maneira amistosa. Os ânimos vão estar alterados, mas você não pode perder o controle. A mulher de cantares diz:

    Ct 7:10 Eu sou do meu amado, e ele tem saudade de mim.

    E olha que eles estavam em conflito, ela tinha tratado ele com descaso, mas ainda assim ela é doce quando faz menção dele.

    Quando reencontrar o amado, faça tudo para não discutir , não acusar, mas sim, admita seus erros. Não se apaga fogo com gasolina.

    A palavra branda desvia o furor , mas a palavra duro suscita a ira.

    Tem pessoas que no desespero empurram o outro para mais longe ainda.E as vezes o empurrão é tão forte que o outro cai no colo de alguém.

    PASSO 7- FALE BEM, NÃO FALE MAL.

    Interessante quando as coisas não estão muito bem entre o casal, costuma-se falar mal um do outro.

    E isso de alguma maneira vai chegar ao seu ouvido , mesmo porque fala-se com as mesmas pessoas, com aqueles que fazem parte do rol de amigos do casal.

    Se quer ou tem que falar alguma coisa , que fale bem, pois quando falar bem o outro saberá e pode-se aumentar a chance de paz.

    Veja o que aconteceu com a mulher Sulamita, no livro de Cantares. Ela usou de indiferença com seu amado, ele se foi, e ela sai em busca dele.

    Ela apanha na rua dos guardas da cidade. É um preço que ela pagou. Há preços que se tem que pagar para encontrar o amado.Depois da surra que levou, ela pede ajuda para as pessoas , e ela fala dele da seguinte maneira:

    Cantares 5:8-16-Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, que, se achardes o meu amado, lhe digais que estou enferma de amor.
    Que é o teu amado mais do que outro amado, ó tu, a mais formosa entre as mulheres? que é o teu amado mais do que outro amado, que tanto nos conjures?
    O meu amado é cândido e rubicundo; ele traz a bandeira entre dez mil.
    A sua cabeça é como o ouro mais apurado, os seus cabelos são crespos, pretos como o corvo.
    Os seus olhos são como os das pombas, junto às correntes das águas, lavados em leite, postos em engaste.
    As suas faces são como um canteiro de bálsamo, como colinas de ervas aromáticas; os seus lábios são como lírios que gotejam mirra.
    As suas mãos são como anéis de ouro, que têm engastadas as turquesas: o seu ventre, como alvo marfim, coberto de safiras.
    As suas pernas, como colunas de mármore, fundadas sobre bases de ouro puro; o seu parecer, como o Líbano, excelente como os cedros.
    O seu falar é muitíssimo suave; sim, ele é totalmente desejável. Tal é o meu amado, e tal o meu amigo, ó filhas de Jerusalém

    PASSO 8 – ESPERE COM PACIÊNCIA.

    Não fique vigiando os passos do outro, fazendo perguntas, falando pelos cotovelos, comentando com todo mundo. Acalme-se, se ele for teu ele voltará, se ele não voltar é porque já não era mais teu.Faça a sua parte e aguarde em Deus. Faça como Davi:

    Sl 40:1-2- Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor.
    Tirou-me de um lago horrível, de um charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos;
    E pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no Senhor.

    PASSO 8 – SE HÁ UMA TERCEIRA PESSOA, MOSTRE QUE VOCÊ É MAIS INTERESSANTE QUE ELA.

    Quem quer reconquistar um amor, que já está num novo relacionamento, precisa saber que terá que ser melhor do que o novo parceiro ou a outra. Se for uma mulher, uma amante, você terá que ser melhor do que ela naquilo que o homem mais quer, uma companhia agradável , um bom sexo, e um lugar de paz para voltar toda tarde, onde irá descansar.

    Algumas pessoas, depois que reconquistam o outro, faz da vida dele um inferno, e acabam perdendo-o de novo.

    CONCLUSÃO: Espero poder ajudar com tais conselhos, mas lembre-se , que Deus pode e quer restaurar seu casamento, porque Ele odeia o divórcio, então ele não quer o seu.

  145. LILI

    estou vivendo um momento muito difícil. SOU CASADA A QUASE 11 ANOS E A MAIOR PARTE DO TEMPO ACREDITEI Q MEU MARIDO FOSSE FIEL.QUANDO ELE SABIA DE ALGUÉM Q HAVIA TRAÍDO SUA ESPOSA PARECIA FICAR INDIGNADO. TODO O TEMPO ELE SE DIZIA CRISTÃO, EMBORA RELAPSO. QUANDO EU DESCONFIAVA DA FIDELIDADE DELE ME DIZIA Q ERA FIEL PRIMEIRAMENTE A DEUS E Q JAMAIS HAVIA ME TRAÍDO. E EU INOCENTE ME APEGAVA NISSO , POI O ACHAVA INCAPAZ DE USAR DEUS DESSA FORMA A FIM DE SE CAMUFLAR. NO FINAL DO ANO PASSADO ELE ME CONFESSOU Q ME TRAIU VÁRIAS VEZES E Q TODAS AS VEZES Q DESCONFIEI ERAM VERDADEIRAS, MAS Q NUNCA TEVE CASO DURADOURO, ERAM ENCONTROS DE UMA NOITE E Q LOGO SE ARREPENDIA, MAS COMETIA O MESMO DESLIZE TANTAS VEZES TIVESSE OPORTUNIDADE. ME CONFESSOU Q EMBORA A BOCA DISSESSE Q ME AMAVA, A REALIDADE ERA OUTRA, PASSOU MAIS DE NOVE ANOS DESSE RELACIONAMENTO SEM ME AMAR. AGORA DIZ Q SE RECONCILIOU COM O SENHOR , Q É REGENERADO. TENTEI DAR UMA CHANCE A ELE, MAS TIVE VÁRIAS RECAÍDAS. É MUITO DIFÍCIL…MAS RECENTEMENTE DESCOBRI Q MENTIU UM FATO DO PASSADO MUITO IMPORTANTE E MESMO ME GARANTINDO Q NA VIDA DELE NÃO HAVIA MAIS UM SEGREDO ESCONDEU E ACABEI DESCOBRINDO E FOI MAIS UMA FRUSTRAÇÃO. ESTOU MUITO FERIDA , SEM SABER SE VALE A PENA, MAS TENHO UMA FILHA DE 3 ANOS; E POR UM INFELIZ DESLIZE ESTOU GRÁVIDA DE 4 MESES. NÃO SEI O Q FAZER. ESTOU TÃO AMARGURADA Q NÃO CONSIGO OUVIR A VOZ DE DEUS. SEI Q DEUS NÃO TEM CULPA, MAS ACABO DESCONTANDO NELE A MINHA FRUSTRAÇÃO, DESILUSÃO. TODOS OS MEUS SONHOS E CRENÇAS FORAM QUEBRADOS. NÃO SEI SE VALE A PENA, MAS TEM MUITA COISA EM JOGO. O Q EU PRECISO NESSE MOMENTO NA MINHA VIDA É DE UM MILAGRE!

    RESPOSTA:

    Lili, você tem razões para estar assim pois a traição é muito difícil de ser administrada. O caminho natural daqui para frente será um tempo de choro e desconfiança, depois o choro vai diminuir e a desconfiança vai continuar até que ele consiga novamente reconquistar a sua confiança, o que pode acontecer ou não, vai depender das atitudes dele. Alguém irá te dizer, é melhor se separar, mas uma separação pode te livrar do marido mas não te imuniza de novos problemas. Penso que é melhor aproveitar o momento ruim para fazer um investimento no casamento. Ele está com o moral baixa com você e vai aceitar, façam um curso para casais, participem de encontros, palestras, seminários. Adquiram literatura cristã sobre casamento, e lembre-se, sem investimento não há casamento. O que eu vou te dizer não justifica a atitude dele, mas quanto você cuidou do seu casamento, o que você fez de diferente, você ao longo desses anos prestou atenção nele? Isso não é para você se sentir culpada não, é para retomar o relacionamento com mais investimento. E lembre-se, que para o homem, esses relacionamentos na maioria das vezes é só sexo, e em alguns casos há uma paixão que leva ao fim da família, e me parece que não é o caso de vocês, menos mal. A questão é, primeiro, decidir se vai investir ou se vai desistir. Se vai investir, passem por uma ministração sobre o perdão, leve ele a entender o tamanho do mal que fez para você, coloque regras bem claras para ele quanto a novos casos, demonstre firmeza no que está decidindo fazer, aja com razão e não com emoção, ele deve acreditar que um novo caso não será perdoado. Segundo, Seja dura com ele, mas depois disso, seja a esposa que ele deseja. Quanto ao seu coração, depois que decidir perdoar, o Espirito Santo irá consolar. Não faça da sua vida daqui para frente um inferno, pois se for para com viver brigas intermináveis, pode não valer apena. TRate do problema e depois coloque uma pedra em cima, não se fala mais nisso.

  146. RE

    SOU CONVERTIDA APOUCO TEMPO E TO PRECISANDO DE UMA ORIENTAÇÃO. SOU CASADA A 1 ANO EXATAMENTE E NUNACA MORAMOS NA NOSSA CASA , POIS O TRABALHO DO MEU MARIDO É EM OUTRO ESTADO E EU FICO MORANDO COM A A MINHA MÃE. SINTO TANTA FALTA DELE DA CONVIVEÊNCIA NORMAL DE UM CASAMENTO. TEMOS UMA CA SA TODA MONTADA E NÃO USUFLUIRMOS E ISTO EM MIM É TÃO DOIDO E MOTIVO DE PIADINHAS ATÉ MESMO POR FAMILIARES. ELE FICA 20 DIAS FORA E10 COMIGO, MAS TRABALHO NA CIDADE QUE MINHA MÃE MORA E A NOSSA CASA E EM OUTRA CIDADE. TA TÃO DIFICIL.
    PENSO QUANDO VIEREM OS FILHOS? AMINHA SOGRA QUER QUE NOS ALUGAMOS A CASA, NÃO QUERO POIS ASSIM PERDEREMOS TOTALMENTE NOSSA REFERENCIA DE CASAMENTO QUE É NOSSA CASA, MESMO FICANDO TÃO POUCO LÁ. ME DE UMA ORIENTAÇÃO QUAL PALAVREA NA BIBLIA DEVO ORAR E TER SABEDORIA COM A SOGRA , POIS ELE ESCUTA MUITO ELA. ME AJUDA. GRATA

    RESPOSTA:

    Renata, com inteligência se edifica a casa, com sabedoria ela se firma ( Pv 24;3). Você precisa de duas coisas, inteligência, perspicácia,que é algo que você tem dentro de você para resolver situações , mas precisa também de sabedoria que é a capacitação dada por Deus, é um discernimento de quem enxerga longe. A sabedoria você pede a Deus que a todos dá com liberalidade. Você está partindo de um princípio interessante que não é abrir mão de seu cantinho, é isso mesmo. Manter a casa à disposição de vocês é bom, mas vocês precisam tomar medidas para manter o relacionamento em pé. Quando se encontrarem nos 10 dias, vivam intensamente, e viver na casa dos outros não é boa pedida, busque resolver isso. Estude um jeito, procure conciliar, reveja planos, mas faça tudo para que possam se ver com mais frequência.

  147. MEL

    POR FAVOR… NÃO SEI MAIS O QUE FAZER… MEU MARIDO NÃO TIRA NEM 5 MINUTOS PARA NÓS. ESTAMOS CASADOS 7 ANOS TEMOS DOIS FILHOS… TEMOS DISCUTIDO MUITO FICO IMPLORANDO UM TEMPO PRA SAIR, FAZER ALGUMA COISA DE DIFERENTE.. ELE SAI TODOS OS DIAS PRA TRABALHAR TRABALHA EM DOIS FIXOS E PEGA O QUE APARECER…MAS O TEMPO QUE ELE TEM LIVRE ELE FICA LIGANDO PROS AMIGOS DO TRABALHO E INVENTA DE FAZER ALGUMA COISA.. MAS NUNCA SEI O QUE…. PERGUNTO AS COISAS ELE RESPONDE…”NÃO ME INTERESSA”… ELE SÓ PARA MESMO PRA DURMIR… ELE NÃO FICA MAIS EM CASA… ELE DIZ QUE ESTOU DOENTE, QUE PRECISO ME TRATAR, MAS ELE NÃO FALA NADA PRA MIM NÃO ELOGIA NÃO DIZ NUNCA QUE ME AMA, NEM COM GESTOS ELE DEMOSTRA… NADA!!! EU ME SINTO SOZINHA DE MAISSS… MAL AMADA…. EU SÓ TENHO 23 ANOS… SÓ DENTRO DE CASA COM MEUS FILHOS, NÃO SOU DO TIPO DE FICAR SAINDO ATRAS DE AMIGOS OU AMIGAS COMO ELE… TDO ELE FALA QUE VAI SAIR DE CASA…. SEMPRE DIZ QUE NÃO VAI MUDAR O JEITO DELE QUE NÃO VAI DEIXAR DE FAZER O QUE TEM PRA FAZER COM OS AMIGOS POR MINHA CAUSA, MAS PRA NÓS DOIS…ELE NÃO FAZ NADA! ELE DEIXA DE FAZER AS COISAS COMIGO, DEVE TER ANO JÁ QUE NÃO SAIMOS PRA PASSEAR… E ELE JÁ VE OS AMIGOS DO TRABALHO TDOS OS DIAS E QDO CHEGA EM CASA QDO NÃO É OS AMIGOS Q LIGA PRA ELE É ELE QUE LIGA PARA OS AMIGOS..ELE NÃO SEPARA SERVIÇO DE CASA… EU NÃO AGUENTO MAIS… POR FAVOR SE VCS TIVEREM EMAIL ME MANDEM POR FAVOR..TENHO MUIITO PRA DESABAFAR..EU SOU SOZINHA… POR FAVOR ME AJUDEM!!!!

    Resposta:

    Esse é o grande problema de muitas mulheres, o abandono dentro de casa. Provavelmente ele seja jovem também, e o homem jovem não consegue enxergar um palmo adiante do nariz com relação aos sentimentos da esposa. Você vai ter que falar com ele, não como uma “coitadinha”, mas como quem sabe o que está falando, fale dos seus sentimentos, ensine a ele que quando a mulher se casa é porque quer um homem para chamar de seu, um marido por perto, alguém para compartilhar a vida, as coisas boas e ruins. Fala para ele que todos precisamos nos sentir amados, ele e você também. Se ele se sente amado mesmo longe de você, o mesmo não acontece contigo, explique isso a ele. Ele deve ser avisado que quando alguém não se sente amado, logo irá buscar amor em algum lugar, depois não reclame, e isso não é privilégio seu não, somos todos assim, até os animais. Experimente tratar mal um cachorro e perceberá que ele não fica feliz com tua presença, do contrário, trate-o bem e verá que ele se alegra quando ti ve. Você vai ter que falar com ele, escolha um momento oportuno, e por falar nisso, não comece a conversa assim: ” amor, senta aqui , precisamos falar da nossa relação”. Assim ele vai escapar de você. Espere um momento bom, quando ele estiver feliz, depois de um bom sexo, por exemplo.

  148. Elisangela

    Olá,

    Tenho 36anos, sou casada há 19anos, sempre reclamando do comportamento de meu marido, ele consegue nos trocar para está por ai com o Pastor, sempre faz isso, e me deixa muito chateada, pois eu trabalho o dia todo, e ele a noite um dia e outro não.Quando está em casa de folga em vez de me esperar para namorar, ele sai para ir fazer alguma coisa com o Pastor. Já pensei que seria melhor me separar dele, para que possa atingir seu sonho de ser pastor.
    Peço ajuda, pois estamos sem nos falar desde de domingo e ele não faz questão de fazer as pazes comigo, estou afim de ir embora de casa e deixa-lo em paz, mas penso nos meus filhos, tenho 03 rapazes que vão sofrer se eu tomar está atitude.
    Socorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrooooooooooooooooooooooooo.

    RESPOSTA: Irmã, não desanime, vai passar. Eu já fiz muito isso no começo de minha conversão. Mas já já ele vai se decepcionar com alguma coisa e vai cair na real. Ele não está fazendo isso por mal, não , ele só está dislumbrado, e o Pastor por sua vez sem perceber está atrapalhando a vida de vocês. Converse com ele, abra o coração, fale tudo o que está sentindo , até sobre a vontade de ir embora, não por falta de amor, mas por falta de interesse dele. Deixá-lo não vai ajudar em nada, aliás, se isso acontecer ele estará impedido de ser um bom pastor, pois quem não cuida de sua própria casa, não pode cuidar da casa de Deus. Penso que é só uma questão de boa comunicação, mas eu disse “boa” comunicação.

  149. Joana

    Olá Pastora Cleire e Pastor Ismael, a Paz do Senhor!
    Por favor preciso muito de uma indicação de um livro para meu esposo ler.
    Somos evangélicos , casados há 11 anos e não temos filhos por enquanto, trabalhamos juntos. Namoramos somente 4 meses e nos casamos e até hoje vivemos um dilema; ele não fala sobre o assunto e eu por várias vezes tentei más sem sucesso. Nossa vida sexual desde que casamos literalmente não é agradável. Meu esposo nunca foi de beijar, eu me sinto muito mal pois sei que não tenho mal hálito, então fica na minha cabeça que ele não quer me beijar pois não gosta do meu beijo, ou pq não gosta de mim. Outra coisa, sempre fui muito romântica e ele já não é, sempre fiz jantares para nós , más da parte dele nunca tive. Na cama, ele tem ejaculação precoce e eu demoro para chegar ao ponto, ele goza e pronto já acabou, ou seja não namoramos, beijo na boca só quando vamos fazer sexo, pois não entendo isso como fazer amor. Passamos meses sem transar ele dificilmente me procura.
    Já fomos numa sexóloga más por não ser uma mulher de Deus disse que ele poderia se masturbar e eu não concordei então não voltamos mais nela.
    Passou o tempo e hoje eu não tenho mais vontate de namorar, beijar e nem me sinto atraída pelo meu esposo, ele não faz nada para melhorar nossa situação e isso tem me deixado muito aflita. Ele não gosta muito de falar sobre o assunto, durante o sexo ele até tenta segurar o orgasmo más quase nuna consegue. Gostaria então de saber se há um livro ensinando passo a passo como ele deve me tratar na cama, então apenas pedirei para ele ler, embora ele não goste, más é mais uma tentativa. Por favor aguardo o retorno de vcs. Fiquem com Deus ! Abraços,Joana.

    RESPOSTA.

    Joana, o seu marido está num sofrimento terrível, sente-se incompetente para realizar sua esposa sexualmente. O beijo é o “start” para o ato sexual, agora, se ele não vai acontecer, então porque começar, esse é o pensamento dele. Pior do que que a ejaculação precoce só mesmo é a ausência de ereção. Faça um contato comigo no email: i.rcarvalho@ig.com.br e vou te passar o email de uma irmã em Cristo que é fisioterapeuta sexual e tem disposição para ajudar. Mas adianto que existem exercícios para você mulher aprender a fazer com ele, técnicas, para ajudá-lo a controlar a ejaculação. Quanto a masturbação é uma boa alternativa sim, mas deve ser feita a dois, como casal ( onde está o pecado nisso? ). Voces devem entender que sexo não é somente penis-vagina, o prazer está por todo o corpo, mude o foco, a aprender a ter prazer de outras maneiras para aliviar a pressão sobre ele, essa obrigação que ele tem. Olha, na net tem muita informação util para você, busque no google “terapia sexual” , mas tratado o assunto por profissional, e aquilo que não te servir você dispensa.Eu acredito que no seu caso, tem muita coisa que você precisa aprender para poder ajudar. Quanto ao romantismo, o homem é mais amoroso quando tem sexo, mas se não tem sexo, como ser romântico, fica difícil para o homem. Seja sábia, não pressione ele com livros, mas aprenda primeiro, corriga posturas suas, penso que o primeiro passo e deixá-lo tranquilo quanto a sua realização sexual independente de penetração ou de orgasmo através dela.Facilite as coisas, induzindo ele a ti satisfazer de outras maneiras, com o toque. Também existe medicação para ajudá-lo a controlar a ansiedade nesse caso. E mais´, pense comigo, se ele ejaculou precocemente uma vez, se tiver tomado um viagra ou cialis, a ereção voltará rapidinha e ficará mais fácil de controlar uma segunda ejaculação, mas precisa ter sabedoria para fazê-lo tomar sem que se melindre ou aumente muito a pressão sobre ele. Me mande um email caso queira que te encaminhe para a fisioterapeuta sexual.
    Abcs Pr Ismael.

  150. clarisse

    Olá, bom dia!
    Comecei a frequentar uma igreja evangelica no meu bairro há 11 meses e estou gostando bastante. Conheci meu namorado bem antes de eu começar a frequentar essa igreja e ele não gosta de religião, mas, apesar disso é um rapaz muito honesto e de bom coração que ajuda a todos que pode. Tenho plena confiança em sua honestidade. Mas, houve um tempo em que ficamos separados e cada um seguiu seu caminho, e ele se envolveu com uma mulher interesseira que deu um jeito de engravidar dele quando soube que ele iria morar no exterior. Hoje ela larga o filho pra familia dele cuidar lá no estado dele e ele fica toda hora preocupado com o menino e fica querendo cumprir seu “papel de pai”.
    Acredito que ela queira cumprir esse papel porque ele tem muito medo de que sua familia o julgue por se comportar como seu pai biologico que ele nunca conheceu.
    Já conversei com ele sobre o que eu penso, e eu já disse que não quero e não vou cuidar desse menino.
    Eu apoio que ele tente ser bom pai, mas acho ele hipocrita e sinto raiva dessa criança e da mãe (que ainda é apaixonada pelo meu namorado).
    Nós dois planejamos nos casar em breve, mas cada dia mais me sinto insegura porque sinto que a hora que ele tiver que escolher entre mim e o filho eu ficarei sempre em segundo plano.
    Às vezes eu desejo que a mulher suma com esse filho.
    Fico imaginando que mesmo que nos dois nos casemos e tenhamos filhos nós seremos sempre em segundo plano.
    Gostaria de arrancar esse sentimento de raiva, insegurança e medo que sinto e me envenena e me faz brigar com ele à toa.
    Peço à Deus todos os dias pra me ajudar quando sinto essas coisas.
    Eu sou uma pessoa que tem bons sentimentos ao próximo e nunca senti isso antes.
    Deus que me perdoe, mas até desejei a morte dessa criança.
    Por favor me ajude!
    Deus lhe abençoe!

    RESPOSTA: Vejo que o trabalho que Deus tem par fazer em sua vida é grande mesmo. Tenho quatro filhos adotivos, todos crianças, e aprendi amá-los por amor ao que Jesus é para mim. Primeiramente amo Jesus, e
    Ele cuida dos meus sentimentos com relação as crianças que tem chegado na minha vida. Aprenda a separar a criança da mãe. Decida amá-la, aproxime-se sem preconceito, em pouco tempo vai se encantar e o amor vai fluir de um para o outro. Quem se casa recebe junto tudo o que o outro é, tudo que tem, não queira expurgar o menino da vida do pai, além de você se tornar uma pessoa maligna, será infeliz também.

  151. cintia

    Pastor, estou hoje vivendo em meio a uma grande dúvida, conheci um rapaz em 2008 em um Curso, no entanto, ele era amigado com uma moça, mas no inicio comecamos apenas com uma amizade, e aconteceu que em 2009 ele se separou e foi morar na casa em que um amigo cedeu à ele, a partir daí começamos a nos envolver, só que em meio a tudo isso ele ainda se envolvia com a ex e ela sabia que eu estava com ele, mas pra mim ele apenas dizia que ela ficava atras dele e eu acreditava que era apenas isso. Mas quando foi em Junho deste mesmo ano, brigamos por causa dela e eu resolvir terminar meu relacionamento com ele, mas ele nao aceitou , detalhe eu frequentava Igreja Evangélica mas ele não, inclusive ele demonstrava interesse nos caminhos do Senhor!, nesse dia ele em que brigamos ele decidiu sair de la, e fomos a casa da mae dele, porque ele iria pedir pra ele ficar la, e ela ficou meio receiosa devido a casa ser do padrasto dele, e acabou que eu decidir que ele fosse morar na minha casa, pois eu ja estava gostando tanto dele a ponto de morarmos juntos, mas foi a partir daí que meus problemas comecaram. Ele ficou apenas 3 meses morando comigo na casa de meus pais, eu o mandei ir embora pq descobrir que ele estava me traindo com a mesma ex dele, morando comigo!. Quando mandei ele embora eu sofri muito, ate minha familia, pois tínhamos se apegado muito à ele. Passou 2 semanas sem eu ter contato com ele, ele me ligou, me pedindo perdão, que eu era a mulher da vida dele, como eu estava sofrendo por ele, acabei aceitando ele de volta em Setembro deste mesmo ano, e nessa volta ele me pediu em casamento, dizendo que queria constituir uma familia comigo, e eu acabei engravidando dele, nesse mesmo tempo ele ainda continuava com ela, como ela nao aceitou ele comigo, e ela ja sabia que eu estava gravida dele, inclusive ela nunca conseguiu engravidar dele, em novembro ela foi embora pro Rio de Janeiro, ele mudou completamente seu comportamento, e acabou que ele me abandonou gravida de 2 meses, e foi pra casa da mae dela, para fazer ela voltar do Rio, e em dezembro ela retornou pra Manaus, e ele me desprezou totalmente, quando foi em Janeiro de 2010, ele se casou com ela na Igreja Evangélica e no Cívil no dia do aniversario dele, eu estava com 3 à 4 meses de gestacao, quando foi em Fevereiro ele me procurou e acabamos voltando novamente, durante toda minha gestacao ele estava ficando com ela, sem eu saber, ela me humilhava pros outros, dizendo que eu nao estava gravida dele, me ofendia de toda maneira, a minha filha nasceu e durante meu resguarde, ele ficava com ela, depois descobrir tudo!! Até hoje estou com ele, mas isso é apenas um resumo por que muitas coisas aconteceu, hoje eu falo com ela, inclusive ela diz estar arrependida de tudo que fez, mas ela em muitas coisas menti pra mim. Eu nao sei o que fazer, pois hoje ate estamos bem aparentemente, nossa filha está com 9 meses, ela é uma benção!!! Ele faz tudo por ela. A minha dúvida é a questão desse casamento deles… Esse mes eu mandei ele ir embora mais ele nao quer, diz que me ama, que se arrependi de tudo que me fez, inclusive a Audiência pra Divórcio vai ser um Junho desse ano! Nao sei o que fazer em relação à tudo isso!!!

    Olha, você precisa ser mais firme com aqujilo que quer.Pare com esta vida de inconstâncias. Você frequenta igreja evangélica, mas se junta com alguém, você se junta com alguém, mas o manda embora, você manda embora e mais busca de volta. Percebe? Tudo o que você é, sua filha será parecida com isso. Seja firme e constante. Quanto ao seu relacionamento, na verdade, começou errado, continua errado. O mesmo acontece com ele, só irrespnsabilidades com a vida das pessoas, pura meninice. Faça o seguinte, o que você decidir , decida mesmo, mude este padrão de vida, traga valores fortes para o seu caráter, se arrependa de todos os erros cometidos, conserta sua vida com Deus e Ele te ajudará no refazimento da vida.

  152. Claudio

    Olá, nao sou evangélico sou católico mas gosto muito de ouvir um casal de amigos meu, que falam muito sobre a Bíblia. Bom…sou casado só no civil há uns 16 anos, eu era feliz com minha esposa, mas sempre a traí porque achava que era normal; mas desde de 2008 me apaixonei e me envolvi com outra mulher, comecei a brigar em casa com todo mundo, a minha mulher descobriu e acabamos nos separando; mas por pouco tempo porque nunca quis me separar dela, sai de casa e voltei varias vezes e ela sempre me aceitou; mas da ultima vez nós brigamos e eu falei na cara dela que gostava da outra e fui embora; mas logo em seguida me arrependi e nao consegui dormir a noite toda, liguei pra minha amiga que é crente e pedi pra ela me ajudar e conversar com minha esposa pra ela me eceitar. Ela me deu varios conselhos e disse que ia me ajudar e ia orar por nós. Antes eu achava que minha era que tinha que me deixar mas hoje eu sei que sou eu tenho que tomar uma decisao e foi o que fiz e gracas a Deus minha mulher me aceitou, comprei uma nova aliança pra gente, mas confesso que ainda penso na outra pessoa, nao entendo o que acontece; Quando estou lá sinto voltade de voltar pra casa, e quando estou em casa sinto vontade de estar lá, quando converso com minha amiga me sinto forte na minha decisao mas depois nao paro de pensar se o que fiz foi a melhor decisao tenho muitas dúvidas. Me ajudem! O que é amor afinal? Como posso gostar das duas?

    RESPOSTA: É possível sim, são amores diferentes, um é eros e o outro pode ser fhileo, por exemplo.Agora, meu amado, você tem noção de pecado, de condenação eterna, sabe que o adultério vai te deixar fora do Reino dos Céus, então , entenda que você precisa mais do que aconselhamento, você precisa de arrependimento. Deixe esta vida dupla e volta para a tua esposa e para com essas confidências amorosas com uma amiga que vai acabar se apaixonando por ela também. Não brinque com fogo, você está lidando com os sentimentos de uma pessoa que lhe é muito importante, e não brinque com Deus também. O livro de Proverbios14:11, diz que a casa do impio será destruida, mas a casa do justo florescerá. Ainda dá tempo de salvar a tua casa e vê-la florescer, pense nisso. E mais, receba verdadeiramente Jesus n o seu coração e mude a sua história.

    Abcs Pr ismael

  153. Mara Cintia

    A paz!! Sou casada há 20 anos. Somos evangélicos, lideres em nossa igreja.
    Amo muito meu esposo!! Ele foi meu primeiro namorado, embora estivemos por três anos separados. Período no qual, namoramos outras pessoas. Voltamos e eu engravidei.Nos casamos, ja com nosso primeiro filho com 2 anos. Ele sempre deu provas de que me ama, com seu carinho, fidelidade, cuidado com a familia. Mas tenho uma crise grande com nosso relacionamento sexual. Embora muito prazeroso, tenho um apetite sexual muito maior que o dele. Ao longo desses anos converssamos muito sobre isso, e ele sempre diz que apenas tenho mas apetite, que esta disponivel para que eu o procure, que sente muito desejo por mim.
    Não tenho nenhum tabu em procura-lo, o problema é que quero me sentir desejada. Se não me queixar ele fica uns dez ou doze dias sem me procurar e sofro muito com isso. As vezes me pergunto se não estou sendo exigente, em outras se ele me deseja de fato!! è possivel amor sem desejo??

    Resposta do Pr Ismael – Mara Cintia, vocês estão com problemas de frequência, tão somente isso. Para efeito de estudos existe um índice de frequencia de relações semanais, que no caso do brasileiro é de 2,14 vezes por semana, isso é uma média, alguns transam mais e outros menos. O fato de ele ter uma frequência diferente da sua não quer dizer que ele não te deseja, agora é bom tomar cuidado com este impulso seu, traga isso sempre sob controle, cuidado com fantasias que elas acabam sendo buscadas. Dê uma olhada via internet mesmo sobre o tema adição sexual ou compulsão sexual para você ver se não é o seu caso, pois 3% das mulheres são viciadas em sexo e os homens 8%. O que caracteriza uma compulsão é o fato de se transar e estar insatisfeita querendo sempre mais. Não quer dizer que transar todos os dias já é um vício, não. Só caminha para o vício quando além de transar todos os dias, as vezes mais de uma vez e ainda continua querendo mais, entendeu? Converse com seu marido, ajuste a frequencia de vocês e sejam felizes.

  154. Amada do pai

    Amados preciso de ajuda.Era muito pequena quando meus pais se separaram, fui criada até os 9 anos por uma familia que muito me ensinaram por pedido meu fui entregue a minha mãe, que vivia de uma forma…aos 11 anos já tinha uma vida sexual ativa nesta fase cheguei engravidar sofrendo um aborto inspontaneo devido a idade, descobrir que minha mãe teve um caso com meu namorado e devido a isso não casamos. Passei por varios relacionamentos até que conheci o amor de Cristo, e mesmo ciente deste amor, não fiquei na igreja, fugir de casa e aos 16 anos já era mãe, voltei para casa da minha mãe, sofrendo muito conheci um homem mais velho do que eu nove anos, ele ainda casado então fomos morar juntos essa união durou 13 anos e tive mais dois filhos, enfrentei a depressão pos parto tentei suicidio, até que muitas coisas se passaram e veio a separação, novos casos até que me casei no papel nada sonhado, era mais dependencia financeira, mais casei e aprendi muito, mais logo fiquei viúva,e hoje tenho uma pensão que dá para meu sustento e dos meus filhos, cadastrada em um site já fiz varias amizades, até me interessei em conhecer um homem que muito me agradou, conheci ele não evangelico embora eu seja frequentadora mas não membra, quiz viver mais esse amor, foi tudo muito rápido, um mes depois de termos nos conhecidos eu trouxe ele para conhecer meus filhos e toda minha familia, meus amigos enfim, falamos em morar juntos, até que o telefone tocou e o mesmo já havia me falado que era separado do segundo casamento onde tinha uma filha de 9 anos, quando o celular tocou disse que tinha que ir ver a filha em cidade a +ou- 300km eu lógico não me impus, so que ele foi e não voltou, eu me sentir encomodada e fui atraz, lá para desgosto meu descobrir que o mesmo ainda era casado, tentei fugir mais ele veio atraz, e me trouxe a mulher para conversar a qual educadamente me falou que sabia de mim, e que ele estava muito envolvido porém ela me afirmou na frente do mesmo eu o amo tanto que o perdoou, ele insistiu disse que não queria continuar casado, que estava envolvido comigo e que queria viver comigo, eu queria morrer, deixei os dois para traz e vim embora, ele veio atraz me pediu uma chance, disse até que me ama, só que o mesmo teve que ir trabalhar e só volta da qui um tempo, estamos nos falando todos os dias, além da internet, no tel, ele diz que me quer como esposa, e ainda afirma que ele não tinha mais casamento e que tudo era aparencia. Quanto a mim que estou envolvida, hoje me encontro dividida, quando meu casamento de 13anos se acabou eu sofrir briguei com muitas, sofrir, porém essa mulher não brigou encarou tudo de rosto limpo, eu não sei o que pensar, estou aflita orando, chorando, sofrendo pois embora ele me fala tudo isso não sei se devo acreditar, eu o gosto, porem fico a temer se ele faltou o respeito com a esposa será que não vai fazer o mesmo comigo, me ajude, atualmente eu tenho 33 anos, trabalho e estudo estética, meus trez filhos moram comigo. E sei que eles estão sentindo minha aflição, embora eu não seja correta, mas nunca pensei em sair com homem casado, pois sempre foi o meu desejo ter uma familia, me ajude o que devo fazer, por favor, logo ele vai voltar e quer uma resposta minha, espero atravéz do Espirito Santo vcs amados sejam usados para me ajudar, agradeço e aguardo.

    RESPOSTA: Olha, eu nao quero magoar voce, mas tá na hora de criar juizo. O seu passado foi difícil, mas conheceu Jesus, ele te purificou de teus pecados. Mas e agora, o que dizer disso que esta acontecendo, voce desejando se casar com um homem casado. O que voce acha que Jesus pensa disso? Voce nao esta precisando de aconselhamento, mas de arrependimento. Voce está num processo de destruiçao de sua vida, será infeliz e fará teus filhos infelizes. Repense e volte atrás enquanto as coisas ainda náo se consumaram.Sinto muito.

  155. elya

    pastor sou uma jovem evangélica, há três meses Deus me abençoou com um emprego que eu tanto busquei, porém neste emprego encontrei uma pessoa que já conhecia de vista mais não tinhamos contato, as coisas aconteceram muito rápido , nos aproximamos e acabamos nos envolvendo, há um mês isto está acontecendo, ele é um jovem de 29 evangélico e também conhece as escrituras, estamos sofrendo porque é um relacionamento que não pode acontecer, pois ele é casado, já não sei o que fazer, não quero ser a causadora da destruição de um lar, nunca fui a favor e nunca aceitei esse tipo de relacionamento e de repente eu não consigo evitar, é algo que mecheu muito com minha vida, me apaixonei por um homem casado e o pior é que ele também estar gostando de mim do mesmo jeito, estamos os dois sofrendo porque sabemos que não podemos ficar juntos porque estariamos contrariando deus , ah eu sofro tanto ao pensar na família dele e ele do mesmo, não entendemos porque esse sentimento chegou assim tão de repente mechendo com toda a nossa vida, precisamos de ajuda, porque a pessoa que eu sempre esperei apareceu na minha vida, mais de uma forma que eu nunca esperei: casado, eu sofro porque eu quero evitar esse sentimento e não consigo, me sinto triste ao saber que Deus não s e agrada disso, Ah pastor porque eu naõ consigo ser forte e evitar se antes, me apareceram situações parecidas, mais nunca aceitei e agora eu me encontro assim, será Deus estar querendo ensinar algo para nós,? porque ele colocaria alguem no meu caminho e que não pudesse ser para mim? Por favor preciso de ajuda meu coração estar muito aflito e o pior é ele esta do mesmo jeito que eu, já não sabe o que fazer, ele não sabe como conseguiu sentir esse mesmo sentimento e estamos os dois em busca de respostas, por favor ajude-nos.

    RESPOSTA DO PASTOR ISMAEL:
    Sinto muito mas a resposta que você precisa você já a tem, “pare com isso, agora, já”. A resposta que você gostaria de ouvir, dos meus lábios, não ouvirás. Eu creio na famíla como um projeto de Deus, e ai daquele que destruir esse projeto, Jesus disse: ” É inevitável que venha os escandalos, mas aí daquele por quem vier o escandalo”
    Você disse certo, “estou apaixonada”, mas saiba que pode não passar disso. Quanto se está apaixonado, que nada mais é do que um desejo sexual intenso, um sentimento prazeroso de ver e estar com outro e com ele ir para a cama e transar, não se consegue mais enxergar o tamanho do erro, suas consequências, o juizo que pode chegar. Mas quando passar esse desejo, quando já não for tão intenso assim, quando começarem as brigas, surgirem os problemas, aí você verá o que fez.E a sua vida estará arruinada. Sabe, eu falo com amor, mas não posso ser condescendente com você.Quando se é do mundo, não se tem conhecimento da Palavra, a coisa rola tranquilo, sem sentimentos de culpa, é só se esconder debaixo do fato que ele já não era feliz com a esposa e tudo bem. Mas eu quero ver você mentir para você mesma, quero ver você mentir para Deus. Com Deus não se brinca, não se zomba, tudo aquilo que você semear você colherá. Tenha vida com ele e logo ele te deixará por uma outra, será a tua colheita. Tenha vida com ele e não conseguirá mais se olhar no espelho de vergonha e a depressão te alcançará. Tenha vida com ele e perderá a família, e as pessoas do mal serão as tuas companhias.Tenha filhos com ele e depois olhe bem nos olhos deles e conte a verdade, que você destruiu a família dele, que você se casou debaixo de adultério. Tenha filhas com ele e elas serão também adúlteras. Tenha vida com ele, e não poderá mais contar com a presença de Deus, e o Diabo destruirá você. Não sou profeta do mal não. Estou falando daquilo que está na Palavra, os ímpios não ficarão sem o juizo.Arrependa-se deste adultério, peça perdão a Deus , ao rapaz e quando possível a esposa dele, para que Deus tenha misericórdia de você e não sejas consumida. Sinto pena de você, vou orar para que caia na real enquanto ainda dá para salvar a família do outro e a tua alma da destruição.

  156. elaine Ferreira

    A paz do Senhor Jesus Esteja com todos,Eu sou casada a 4 anos e o meu casamento esta a beira de um abismo ele ja saiu até de casa o que devo fazer? Quero o de volta mas preciso ver mudança em seu comportamento, pois ele prioriza em sua vida os amigos e deixa a família em último lugar.A última atitude dele ele saiu para casa de praia do amigo e me deixou em casa, disse que precisa de um tempo pra ele.Isso é sinal que ele não gosta mais de mim? Será que estou errada em não gosta dessas atitudes? Ele diz que sou doente ,mais não é ciume apenas queria que ele pensasse em mim e quisesse passar os bons momentos ao meu lado não apena nas horas das dificuldades e das discurssões.Por favor seje usado pelo Espirito Santo e me aconselhe no que devo fazer.Obrigado. Por favor mande uma resposta parao meu e-mail,Obrigado novamente.

    Resposta: Irmã, paz. O seu marido é homem casado querendo viver como solteiro. E quando ele fala em “tempo’ é uma forma de ameaçar você a não reagir diante da situação. Você deve ser mais firme com ele com relação a isso tudo. Estabeleça limites para você mesma e não para ele. Proponha-se a não viver numa relação doentia como essa, como a mendigar um pouquinho de afeto. Penso que se ele for embora é porque já não estava mais contigo.Ele está agindo como um animal que está com balda, sabe o que é isso? É quando o cavalo encontra moleza no cavaleiro e começa a não obedece-lo e a não fazer o que seu dono quer que faça, e quando é assim, é precisoser duro com o animal. O ser humano também é assim.

  157. GCHK

    Olá! Encontro-me perdida, triste, decepcionada com tudo que acontece comigo! Fui criada na igreja e aos 16 anos conheci 1 adolescente com a mesma idade (não crente) e começamos a namorar. Não tivemos um namoro cristão e não sei se Deus está me punindo até hoje (tenho 26 anos) por isso. Desde os 16 anos até meus 23 anos tinhamos um namoro conturbado de muitas brigas, mas tinhamos certeza q nos amávamos. Marcamos o casamento e faltando 1 mês para a cerimonia ele terminou tudo! Assumiu estar envolvido com outra mulher e assumiu diversas infidelidades durante o nosso relacionamento. Passado 4 meses nos reencontramos e faz 1 ano e meio que decidimos morar juntos em outro estado devido a profissão dele. Daí por diante foram só lutas. Muitas brigas. Ele que não era de beber passou a beber e eu frequentando a igreja e ele indo por ir, as vezes, só p/me agradar. Passamos 17 dias longe um do outro visitando nossos familiares e ele voltou dizendo que quer terminar tudo, de novo, q conheceu 1mulher linda e que está balançado…
    Pastor, estou desesperada, tudo que podia fazer por esse homem eu fiz. Eu tenho nível superior e trabalhava numa das maiores empresas na minha área e larguei tudo p/seguir com ele p/outro Estado. Perdoei as traições do passado, perdoei ser largada 1mês antes de casar e agora acontece tudo de novo… Eu tenho orado mt e pedido a Deus força, pois ele é a minha família e tudo que tenho… Não sei como seria voltar agora p/casa dos meus pais… Não sei como agir!!! Não sei se ainda devo batalhar pelo casamento, ou se devo ter amor próprio, não sei como Deus quer que eu aja. Ele tem sido frio comigo. Disse que tem dúvida se quer 1família comigo, diz não saber se ainda ama, diz não terminar logo por saber que sou uma mulher de Deus e que batalho pelo relacionamento gerando dúvida a ele quanto a me abandonar… Pastor me ajuda, como homem de Deus, responda-me nesse momento de aflição. A bíblia diz que a mulher sábia edifica a sua casa. Sinto-me culpada por ser traída, pois acho que errei em muitos momentos… Mas ele também errou e a traição nunca é saída para os problemas conjugais. Por mais que eu tivesse oportunidade nunca o traí. E ele faz isso? Sei que devo ser uma mulher menos estressada, mais serena, porém em meio as brigas é muito difícil… Será que é culpa minha eu ser traída? Será que tudo isso é consequência de não ter tido uma namoro cristão desde o início? Devo realmente abandonar o barco? O que fazer? Tenho orado, jejuado, pedindo a Deus resposta… E como eu posso amar tanto esse homem depois de tudo? Ajuda-me pastor com os conselhos de um homem de Deus! Obrigada.

    RESPOSTA: Irmã, o que parece é que você deve, primeiramente, acertar a sua relação com Deus, como por exemplo obediencia a Palavra, não fugindo dela para atender seus desejos de relacionamento. Faça de Deus a sua maior prioridade, quando você agir assim, muitas coisas ruins deixarão de acontecer. Não é que Deus esteja sendo vingativo com você, mas é a sua semeadura que está contaminada , de forma que os frutos não podem ser diferentes. Quanto ao seu parceiro, penso que você se tornou uma escrava dele, fez dele um “deuzinho” para si, ele te rejeita, tem outras mulheres, e está destruindo sua vida de um modo geral, inclusive profissional. Você precisa é se libertar, sair fora desse relacionamento de vampiro, onde ele vem e suga o seu melhor e vai embora. Quanto ao seu sentimento de culpa é um erro, toda relação doentia tem dois culpados. Alguém disse, “Não reclame daquilo que você mesmo tolera”, então , se há sentimento de culpa de sua parte , deve ser no sentido de não ter saído ainda dessa relação.Abraços.Pr Ismael.

  158. Irmã, paz

    Olha querida, o sobrepeso pode não ser o verdadeiro problema, na verdade não creio que seja. Busque entender o que está se passando entre vocês e descubra a verdade sobre isso. Se fosse essa questão, ele falaria com amor para você, ele te convidaria para fazerem juntos um programa de emagrecimento.
    Mas de qualquer forma, lute, se tem que emagrecer, que é bom para a saúde, então faça e veja o que acontece.
    Tenho visto muitas mulheres que quando estão com o marido, ficam obesas, não se arrumam, mas quando o marido vai embora, depois de um período de choro, se arrumam, emagrecem, ficam lindas e procuram novo amor. Então porque não fazer isso agora? Não é mesmo?
    E por outro lado, deixa-me dizeer o que penso: O cônjuge é alguém especial na nossa vida, porém, não devo ser dependente dele, ser louco, como você coloca. Não, é melhor ser louc0 de amor por Jesus, esse não abandona nunca. Cuidado em não colocar o marido antes de Jesus, que você perde o marido.

    Abcs Pr ismael

  159. cinthia

    a paz do senhor, sou casada a 9 anos estou a bera d euma separaçao pastor eu sou loka pelo meu mariod nao sei mais o que fazer tudo começou quando eu engordei ele nao aceita e sempre falou isso pra mim e infelizmente eu nao deu ouvido e acabei engordando demais . mas que conversei com ele e decidi emagrecer para salvar o meu casamento masi ele contua muito frio comigo sabe nao me dar muita atençao nao estou aguentando essa situaçao estou em tempo de chutar o balde como diz o ditado tenho orado e nao tenho visto resposta pastor me ajude o que fazer

  160. jana

    Olá pastor ,aceitei jesus no ano de 94 quando namorava um rapaz que veio a me falar do amor de Deus , eu me casei com esse rapaz e fiquei casada por 5 anos até que não aguentei mais seu desprezo e fiquei sabendo que ele se comunicava com outras moças em chat… foi uma decepção mt grande e tbm dei lugar ao inimigo e acabei me separando e me envolvi com outro homem mas quando ele soube quis voltar …voltei mas não confiava mais nele e nossa vida virou um inferno,, ai ele voltou a me desprezar e a se comunicar com novas garotas ,,,pra resumi não quis mais e nos divorciamos tenho uma filha com ele..me afastei do evangelho no ano 2003 e acabei me apaixonando por um outro rapaz ,,estou morando junto e hoje tenho uma filha de 3 anos com ele ,,ele se converteu ano passado e se batizou e quer casar ,,,mas carrego essa culpa de ser divorciada,,,eu o amo mt só que tenho duvidas se posso me casar e ser feliz…carrego a culpa do adultério mas quero voltar a me reconciliar com Deus ..e viver uma vida correta…posso? por favor me ajudem…um grande abraço

    RESPOSTA: Irmã, paz. Para arrumar uma casa que está em ruinas em alguns casos é necessário limpar por coompleto o terreno e começar uma obra nova. Veja que a sua vida esteve em uma completa desordem espiritual, com indas e vindas, casos amorosos e adultério. Nós só vamos colher aquilo que semeamos, e a sua semeadura não tem sido muito boa pelo que você relata. Diante disso querida, é pedir perdão a Deus, pedir perdão as pessoas que você feriu com esses relacionamentos, e se comprometer diante de Deus com uma vida centrada na verdade, na Palavra e não nos seus próprios desejos e escolhas. Faça de Deus uma prioridade, quando isso acontecer, com você como nova criatura, então o teu passado não importará mais, serão águas que se passaram e você poderá recomeçar a vida do jeito certo. Com um homem a quem você ama, tirando do coração tudo o que é do passado e olhando para frente e para o alto. Irmã, ainda há tempo de fazer a coisa certa, você tem uma filha, e aquilo que você faz ou deixa de fazer vai refletir em quem será esta criança amanhã, então, pense em /Deus , pense nela também. Abraços. Pr Ismael

  161. Olá Julia champs (fictício),paz.Querida a sua história é muito triste. Se for espiritualizar você está lutando contra um demônio, na verdade você está sendo escrava dele. Porém, como eu creio que Jesus é mais poderoso que todos os demonios juntos, então, eu creio que o problema está em você mesma, é questão de escolha. Considerando que o Espírito de Deus quem nos convence do pecado, oremos para que Ele lhe dê um espírito de arrependimento urgente.Olha, se estiver parecendo duro com você, é por amor, e você precisa entender que não pode mais ficar vivendo do passado, você é nova criatura, tem agora que olhar para frente e esquecer-se do que lhe aconteceu. Olha 3% das mulheres tem compulsão sexual, precisam de sexo todo dia, pensam em sexo mais do em outra coisa. É uma luta.As opções são: oração, escolha pessoal e uma ajuda externa com medicamentos passados por um psiquiatra ( controle da libido). Lendo Mateus 19 você verá que está em adultério, abrindo brechas para outros demônios entrarem em sua vida. Vamos orar, mas faça o seu esforço pessoal. Paulo afirma que “enchei-vos do Espírito e não satisfareis as cobiças da carne”. Por outro lado ficar se martirizando não resolve o problema, o que resolve é oraçao e atitude. O Diabo olha para você e se delícia como que dissesse: “aguenta agora o peso do seu próprio pecado”. Você é uma filha de Deus, vai vencer. Conheça o site evangélico http://www.sexxchurchill.com.br, eles trabalham com viciados em pornografia e masturbaçao. Procure outras fontes de prazer, envolva-se com trabalhos de sua igreja, faça alguma coisa de que goste, empenhe-se em ser útil para o Reino de Deus. Fique com Deus, oraremos por você.

  162. Julya Champs (Fictício)

    São 6:38 da manhã, mas não estou no Brasil, ai deve ser agora 2:38…não consegui dormir direito, meu espírito está abatido eu estou triste me sentindo sufocada pelo pecado eu preciso desabafar, sinto vontade de morrer, queria que o Senhor me levasse só assim posso ver isso tudo ter fim…
    Nem sei ao certo quando tudo começou eu tenho lembranças de mim no berço me masturbando, lembro que eu me deitava de barriga pra baixo e me tocava e sentia algo muito bom e quando minha mãe abria a porta do quarto para me dar mamadeira eu parava de me tocar como se eu soubesse que ninguém podia ver o que eu fazia…
    Minha família é toda de católicos, pecadores, adulteros, promíscuos e idólatras, “boas” pessoas mas todos distantes de Deus…
    Quando eu tinha pouco mais que 6 anos uma vizinha começou a me levar a escola dominical e então eu comecei a ver que ali era o meu lugar…
    O ambiente familiar que eu vivia não era dos mais comuns e nem dos mais agradáveis, eu era exposta a revistas pornográficas e tinha acesso a elas muito facilmente, era só levantar um colchão e ali estavam todas elas a minha disposição…
    Quando eu tinha 7 anos fui a casa de uma irmã da igreja pouco mais velha do que eu, eu tinha 7 ela devia ter uns 15 anos, eu disse a ela: “OLha o que eu aprendi a fazer”(E deitei-me de barriga pra baixo na cama dela e comecei a me masturbar) e ela disse PARE COM ISSO, ISSO É PECADO, SABE COMO ISSO SE CHAMA? e eu disse que não(Realmente nem fazia idéias não tinha coragem de contar aquilo a ninguém) e ela disse MASTURBAÇÃO E ISSO É PECADO!!
    Ali naquela tarde começou a minha luta, na minha igreja sempre que eu podia pedia ajuda, nos retiros nos momentos de apelo e quebrantamento contra o pecado nas orações contra o pecado da masturbação no meio dos adolescentes eu era a única menina a ir ali na frente eu não estava nem ai para o que iriam pensar eu queria era ser liberta…
    Eu pecava, chorava, orava pedindo perdão, pecava, chorava, orava pedindo perdão, até que um dia eu descobri que para pedir perdão eu devia estar arrependida e na maioria das vezes eu não estava arrependida, me sentia culpada mas sabia que fazia porque gostava daquilo, então eu orava dizendo ao Senhor que eu não estava arrependida mas queria que Ele gerasse arrependimento em meu coração…
    A uma certa altura da minha vida eu ja estava muito dependente de sexo, eu era uma criança carente não conheço meu pai e não fui criada pela minha mãe biológica, meu irmão é homossexual(Isso tudo para que possam entender que a herança hereditária é bem marcada na minha história)…
    Com 28 anos eu me casei eu e meu marido temos uma relação de amigos além de tudo e nunca escondi nada dele, ele tenta me ajudar na medida do possível mas ele se converteu quando casamos e algumas coisas para ele não são assim tão prejudiciais há peso mas não de morte, para mim é um peso de morte..
    Isso tudo trouxe algumas consequências à minha vida, por exemplo, como eu descobri o orgasmo através das fantasias que povoavam a minha mente, tive acesso ao sexo de forma errada e sempre só consigo atingir ao orgasmo numa relação se fantasiar outras coisas para além daquele momento que eu esteja tendo e essas fantasias são as mais podres possíveis…
    A masturbação é como uma droga no inicio um beijo de excita é tudo novidade e ainda mais para as mulheres há quem consiga chegar aos orgasmo com a lembrança de um beijo mais ousado, depois aquilo ja não te anima mais então pensa em um casal em publico e por ai vai, quanto mais tempo de vício piores os níveis que se consegue atingir…
    Ja tive épocas de durante o ato sexual com meu marido estar de olhos fechados orando em linguas(Tamanho o meu desespero e luta), ja teve épocas de me entregar totalmente ao pecado…
    Hoje moramos fora do Brasil ja fiz cura interior, libertação e nada disso resolveu…
    Sou estudante de psicologia fora do Brasil onde vivo com meu marido há alguns anos, sei que Deus poderá um dia me usar para ajudar outras pessoas mas vejo os anos se passando e eu continuo acorrentada a isso, ontem antes de dormir fiquei na net assistindo pornografia, quando estou no período pré menstrual isso é muito forte, meu marido está viajando, fui dormir ontem e só sabia repetir a palavra MISERICORDIA…
    Durante a noite relembrei as cenas todas que vi nos filmes, não consegui mais dormir, levantei e só chorava, queria morrer, tenho pensamentos de morte, desejo de morte…
    Há aqueles que escolhem pecar eu não escolhi isso eu me masturbava sem nem nunca ter ouvido o que era isso, é forte demais, são demônios demais eu sei que ninguém poderá fazer nada por mim a não ser eu e Deus mas eu preciso de oração precisava desabafar isso está me matando…
    O máximo que ja consegui ficar limpa disso foram 6 meses e o máximo de fundo que ja fui foi me masturbar 6 vezes no mesmo dia…
    Espero que isso ao menos sirva para que outras pessoas que talvez passem pelo mesmo que eu se sintam menos piores, porque as vezes penso que sou o mais sujo dos seres humanos, sou uma porca suja, muitos ímpios não tem a 10 parte da sujeira que eu tenho entulhada na minha mente…
    Eu amo ao Senhor Jesus, amo o meu marido e hoje tenho medo de ter filhos e eles herdarem meus pecados eu não suportaria isso…
    Um abraço fraterno
    Julya Champs

  163. Irmã em Cristo, paz.

    Tenho como princípio de antes de pensar na manutenção de um casamento, é pensar se ele está trazendo vida para os dois, ou está sendo a morte de um ou do outro.Veja, você não vive com ele debaixo do mesmo teto porque ele ainda não tem condições, me perdoe , onde come um , come dois, e afinal, qual é mais caro, manter duas casas ou uma só. Então o problema começa errado daí.Você na verdade está vivendo como uma amante de luxo para ele, com uma conquência, gerou uma filha. Sabe, entre ele e Deus fique com Deus, Ele sim será o teu marido, cuidará de voce e de sua filhinha. Sabe , entendo, que esta sua relação não agrada Deus desde o começo, é uma coisa sem muito compromisso, vocês não são uma só carne. É momento de escolher , de decidir o seu futuro, com a ajuda de Deus. É hora de refazer sua vida, só você e sua filha, e quando DEUS preparar , com um homem que te ame , ame a sua filha, um homem de Deus.

  164. Elis, faltou te responder quanto ao coito interrompido.As Escrituras Sagradas mencionam o caso de Onã, neto de Jacó, filho de Judá com uma mulher cananéia (Gn 38.1-9). Tendo morrido seu irmão Er, Onã assume o seu lugar junto à viúva, com o objetivo legal de deixar descendência para o irmão Diz o texto “que toda vez que se unia à mulher de seu irmão, derramava o sêmen no chão para dar descendência a seu irmão” (v.9). Realizava ele o que é chamado “coito interrompido”, considerado no texto como um mal. Agora, ele tinha o dever de suscitar filhos naquela mulher e se negava a isto, praticando o coito interrompido. Você já pensou , se fosse assim, quem tem problemas com ejaculação precoce ,onde muitas vezes mal inicia a penetração e já ejaculou, ainda fora da vagina. O coito o interrompido não foi condenado, mas sim, a não observancia do dever que ele tinha de gerar filhos para manter a descendência de seu irmão.

  165. Irmã Elis, é compreensível a sua timidez, porém, não podemos nos envergonhar de falar daquilo que Deus não teve vergonha de criar. Olha, tudo que for bom para os dois, pode ser experimentado pelo casal, com exceção do sexo anal (sodomia). Veja, é salutar para o relacionamento variar quanto a posição, ao lugar, a hora, a coisa feita de surpresa, tudo isto tira o casal da rotina, é bom que não seja todo dia sempre igual. Eu entendo o peso, a carga que deve estar sobre vocês, mas entenda, dê uma olhada no livro de Cantares e você verá que a sulamita era uma mulher ativa sexualmente, provocante para seu marido, que o procurava, na verdade ela o atacava, pode ver lá.Tem um momento em que ela prepara um encontro de amor no campo, um lugar bonito, cheio de flores e frutos e ela diz: “ali te darei o meu amor”, e sabe, irmã, ela preparou até um afrodisíaco,mandrágoras, que é uma raiz com um aspecto de uma mulher nua, considerado como estimulante sexual. Então veja, o prazer do sexo é para ser intensamente vivido pelo casal. Mulheres crentes estão perdendo seus marido por causa da falta de um bom sexo dentro de casa.O leito conjugal só é maculado quando há ali adultério,violencia emocional ou física ou fantasias envolvendo outras pessoas, e ainda, a pornografia. Fique dentro destes limites e desfrute da graça que é o sexo.

  166. ELIS B DO NASCIMENTO

    a paz senti muitas vezes vergonha e nem sei como perguntar, sou uma serva do senhor. pois o q quero saber é muito íntimo.Mais tenho q perguntar por favor me ajudem, a posiçãoes de sexo q um casl cristão não pode executar e o coito interrompido é pecado queria q me respondessem através de algum versículo da biblia.pois o meu marido não entende e diz q pode

  167. Obrigado irmão, Deus seja louvado por tudo.

  168. Ester,paz. Olha você já está em situação de abandono , ainda que emocional, ele te maltrata , não serve a Deus, bebe, e sabe-se lá mais o que, não é mesmo. Então avise ele que você está tomando a decisão de se separar, seja firme e espere para ver o resultado, não fique brigando com ele, discutindo,não vocês não tem mais o que discutir. Espere e veja se acontece algum milagre e ele caia na real. Mas se nada disso acontecer saiba que você está certíssima diante de Deus, a Biblia fala em I Co 7 que o cristão quando é abandonado pelo incrédulo, fica livre. Você está livre, seja feliz.

  169. Irmã, que Deus conceda os desejos do teu coração. Enquanto ele não chega de volta, estude, medite, decida sua vida na área dos relacionamentos. é muito comum isto, crentes pensarem aque estão muito bem com Deus, mas estão muito mal com as pessoas a sua volta. Lute e mude.

  170. Ane Frank A B Almeida

    Amado Pr. Ismael. Sou casada há treze anos, meu marido era obreiro, da Quadran.Sede,ele se afastou, o pior é que devido meu comport. c/ ele (dura, sem paciência, ignorante) ele esperou eu ir pra ig. e saiu de cs, p/ a cs da mãe dele,sem brigas ou traições. Estou sofrendo muito, temos filhos, sentimos a falta dele choro todo dia. Eu fiz até voto de mudança, quero a chance de ser a esposa que eu deveria ter sido.É um anseio tão grd. da alma de mostrar q/ eu o amo,quero fazer a obra de Deus c/ ele.Somos missio. Não poderia eu pregar mais, vivendo esse trauma essa derrota, essa dor.Eu daria td p/ começar denovo, e começar direito. Ele tbm tem defeitos, que hj vj, q/ são nd. Diante de tanto sofrimento q/ estou passando. Me aj pastor,em nome de Jesus, li chorando um de seus aconsel. Ele não quer voltar. Mas isso não é o que Deus disse. Obrigada. Espero breve contar o test. de restauração do meu casamento.Amem.

  171. pastor meu marido não é evangélico casei sabendo disso,sei que é errado o julgo desigual,mesmo porque sou evangélica desde pequena,sou ministra de louvor gosto de estar envolvida com a igreja,mais está sendo difícil porque toda vez que vou ele briga,ele bebe muito e isso está acabando com o nosso casamento não sei mais o que fazer estou pensando em me separar,por favor me ajude se puder o que devo fazer?terei respaudo bíblico para a separação?ou devo continuar orando por ele?obriga desde já. DEUS abençoe vocês este site tem abençoado muito minha vida…

  172. IRMÃ EM CRISTO

    A paz do Senhor Jesus Cristo.
    Peço uma orientação bíblica para a minha vida.
    Conheço o pai da minha filha, há exatos 9 anos, não somos casados oficialmente diante dos homens, nem chegamos a viver juntos sob o mesmo teto por muito tempo.
    O nosso relacionamento foi sempre difícil, pois, ele me maltrata desde o princípio e me tem por um objeto sem valor, pelo jeito que me trata.
    Temos uma filha juntos (5 anos). Ele me humilha demais, me faz ameaças, está afastado da presença do Senhor, e me magoa demais com atitudes grosseiras e estupidas. Não sei o que fazer, pois, ele diz, que vai nos levar para morar com ele, logo que tiver condições necessárias, mas, sempre dá lugar ao diabo e me fere.
    Não quer que eu vá a igreja e me ameaça. Tenho vontade de ir embora para sempre.
    Me ajude por favor.

  173. ester

    pastor estou passando por um problema no meu casamento,meu marido não é crente e eu sou desde que nasci,cantava no louvor,mais tudo me foi tirado pelas brigas que acontecem toda vez que ia para a igreja,ele não vai e não quer que eu vá,bebe muito e não é carinhoso,não me respeita mais temos um filho de 1 ano,oenso em me separar porque não estou aguentando mais tanta humilhação,falta de atenção e carinho,queria um casamento feliz,penso em me separar e tentar ser feliz com outra pssoa,mais tenho medo de estar indo contra a vontade de DEUS,ele diz em me abandonar,mais não faz,com isso sofro muito queria paz pra fazer a obra de DEUS que é o que mais gosto,me dê uma luz,a respeito disso e se possível ore por nós.DEUS abençoe vocês…

  174. pr. jaquim rocha

    seus estudos tem sido de grande preciosidade, pois muitos casais tem foraam abençoados.
    parabens pastor Ismael por esta responsabilidade de restaurar família.

    Em Cristo Jesus
    Pr. Joaqim Rocha.

  175. ELIANE, o melhor é buscar tratamento para o “ronco ” do marido, mas enquanto isto não acontece, faça um meio termo. Vá se deitar na cama do casal e só depois que ele realmente dormir você muda de quarto. Mas veja, é preciso conversar sobre isto. Não vá deixar o diabo se deitar no seu lugar. A vida sexual não pode sofrer alterações, procure não magoar o seu cônjuge.

  176. OLIVIA, paz. Você tem conhecimento do problema e sabe das consequências. Provavelmente seja o caso de ciúme patológico ( doentio), e a cura é dependência de Deus. Como é a sua relação com Deus, quem é mais importante na sua vida, quem é o teu braço forte, você faz de seu namorado um “deus”? E o sentimento de posse da pessoa amada, já pensou que não somos donos de ninguém? A desconfiança é um pecado, pois vive pensando mal da pessoa amada, veja o que diz Tt 1:16. Você precisa querer realmente a libertação e dar passos nessa direção, leia sobre o ciume, pense e decida mudar colocando em oração. Quando bater um ciume, uma desconfiança anote em um papel, e depois confira e verá que aquela desconfiança era infundada, você estava errada de pensar mal de seu amado Vá fazendo isto, orando, tomando decisão de não interferir, de não cobrar do namorado, sofra sozinha, depois de um tempo verá que o nível de ciúme irá voltar para o devido lugar. Seria interessante buscar ajuda médica, há medicação que podem ajudar muito.

  177. Olivia

    A paz do Senhor

    Hoje foi um dia mto dificil..sem saber o que fazer entrei na internet e entrei no google com a frase Cura para ciumes..
    Sofro de ciumes a anos..parece uma besteira mas quase perdi a vida por diversas vezes..e não tenho vida quando namoro..
    Sou convertida e hoje namoro um homem de Deus..
    meu sonho eh casar e ter minha familia..mas por conta desse ciumes quase o perdi, ja estraguei varios relacionamentos e sofro demais com isso.
    Preciso de uma libertação e ajuda..
    Conto com as oraçoes de vocês todos!!
    Não aceito isso pra minha vida..

    Orem por mim..

    Deus abençoe..

  178. eliane medeiros de jesus

    paz do senhor. presado pastor ismael sou evangelica a 31 anos. sou casada a 22 anos e ultimante estou dormindo separada de meu esposo pq ele ronca mto e ñ estava mais consseguindo dormir ja estava com esgotamneto sera q é pecado? ainda ñ converssei com o
    pastor de minha igreja gostaria de um aconselhamento seu .desde ja agradeço se for atendida. q a paz de deus reine em vossos coraçoes

  179. Waldinéia,paz.

    Fico triste por você, mas saiba que o Pai cuidará de você nesse período, e tudo é possível acontecer, mas acontecerá aquilo que for melhor. Esteja preparada para a luta. Seu marido está tempo um comportamento assim como tantos homens, não querem continuar a relação conjugal, mas não querem perder o relacionamento, grande sinal de que tem dúvida e que se necessário for tem uma porta aberta para voltar. Mas de qualquer forma, é sofrível para você mas é melhor que as coisas estejam em paz e no que depender de você , faça tudo para a paz.Quanto ao contato, quando estiver pesado demais escreva neste email i.rcarvalho@ig.com.br, que falarei contigo.Vamos orar por vocês, abraços. Pr Ismael

  180. wal

    Olá pastor!
    Boa tarde!
    conheci seu blog, após a minha separação,  fazem  05 meses que meu marido nos deixou, alegando seu desejo de viver só e que no momento tinha outras prioridades.
    Foi como um golpe, embora nossa relação tivesse problemas, éramos muito amigos, fui pega totalmente de surpresa, ele fez uma mudança radical em sua vida, tem novos amigos, novo endereço, aos quais eu não tenho acesso, porém, ele entra na vida que ele deixou pra trás sempre que ele sente vontade, ou seja, ele nos tirou de sua vida, mas, não sai da nossa.
    Sempre que conversamos ele faz questão de mostrar que eu não passo de uma querida amiga, e isso me fere tanto! Mas, eu sirvo um Deus vivo que torna possível o que é impossível. Por isso peço oração e se possível gostaria de manter contato, pois às vezes não tenho com quem compartilhar e penso que vou enlouquecer.
    Peço ajuda em nome de Jesus!!!

  181. João Maria, depende de sua saúde, se você estiver bem, pode sim. Mas lembro que uma mulher chega ao ápice de sua vida sexual por volta dos 40 anos de idade, então, quando ela estiver no pique sexual voce estará com 72 anos , próximo da média de vida do brasileiro, de qualquer forma, se o amor é verdadeiro e não interesseiro, com ajuda de Deus é possível sim.

  182. Joao Maria

    Olá Pr Ismael, tenho 62 anos de idade e gostaria de saber sua opinião, estou namorando uma moça de 30 anos, será que pode dar certo este romance?

  183. Silvana, não brinca com fogo. Ontem aconselhamos uma mulher nesta situação, que procurou um novo homem, acabou se afastando de Deus, ele levou Aids para ela, tinha um momente de vícios e problemas com a polícia, foi embora e levou tudo que ela tinha em casa.Não estou dizendo que é o teu caso, mas cuidado. Antes de tudo procure saber bem com quem está lidando, ande com ele mais uma milha, coma mais um pouco de sal, não deixe seu coração se apaixonar, tenha controle da emoções para não se arrepender depois.

  184. Cristine, os homens falham nisso mesmo, só dão carinho quando querem sexo, mas dá prá ensinar, agora eu disse, ensinar e não cobrar. Quando ele te fizer algum carinho, diga-lhe o quanto isso é bom para você, estimule ele. Converse sobre a família dele, você vai descobrir que sua origem não foi de muito afeto também, então quem não recebeu não consegue dar.Mas com jeitinho você pode ensinar, tenha paciência. Quanto ao sexo na gravidez, para alguns homens , isso é verdadeiro, tem a ver com a presença da criança, eles perdem o interesse pensando que podem machucar a criança, mas vai passar você vai ver.Converse com ele sobre isto também.

  185. Paulo é melhor se batizar, pois importa mais obedecer a Deus do que aos homens ( no caso sua mulher). Penso que você deve tomar as rédeas da casa por aí, sem você no forró, não dá, não é mesmo? Enquanto você esteve do outro lado era aceitável, mas agora, não tem cabimento. Ore a Deus, peça discernimento para dirigir a sua vida, começa a colocar as coisas no eixo, seja um bom marido, um companheiro, um homem de verdade, que ama, que abraça que cuida e por fim, ela estará com você servindo ao Senhor.

  186. PR.ISMAEL,sou estou frequentando uma igreja evangelica em minha cidade(MONTES CLAROS-MG)eu tenho muita vontade de me batizar porém minha esposa se diz não ter vontade de me seguir,pois ela ainda gosta de algumas coisa do mundo.ex.musicas baianas,dançar forró,show de vários artistas etc.gostaria de saber se eu me batizar e ela ão se isto vai prejudicar nosso casamento.

  187. silvana

    tenho 40 anos sou viúva serva de DEUS supotei o alcoolismo na vida do meu marido por 12 anos até que o senhor jesus o salvou e recolheu. a -parecerão varios rapazes querendo namorar comigo. alguns até dinheiro empretado me pediram, conhecir um outro esse ano faz 3 meses que estamos namorando . ele não conheçe meu filho e nem minha familia frequenta a igreja dele 1 vez pór semana pq estuda e trabalhar . ele e fucionario público e tem formação superior. e uma pessoa esforçada meu pastor não sabe. como saber se DEUS esta nesse namoro. ele diz gosta de mim e faz tudo que peço. não sei ezatamente o tipo de trabalho dele, mais sei que ele anda armado. me ajude em oração pq?? tenho vontade de terminar com ele.

  188. IRACILDA MARQUES

    Olá!!!

    PR.ISMAEL, PRECISO DE UMA AJUDA.
    A 30 ANOS MORO COM UM HOMEM, SOMOS CRISTÃOS, A 5 ANOS, MAIS ELE NÃO DESEJA SE CASAR. POR MIM, REALIZARIA O MAIS RAPIDO POSSÍVEL O CASAMENTO.
    TEMOS FILHOS JÁ ADULTOS.FAÇO PARTE DE UM PROJETO EM UMA IGREJA EVANGÉLICA, ONDE SOU MISSIONÁRIA.
    NÃO SEI MAIS O QUE FALAR PARA O MEU MARIDO QUE É IMPORTANTE NÓS NOS CASAR-MOS, MAS ELE NÃO QUER, DIZENDO QUE JÁ SOMOS CASADO.
    SE NOS CASASSEMOS SÓ NO CIVIL, SERIA LEGAL???
    POIS ELE NÃO QUER FAZER A CERIMÔNIA, POR ESTAR-MOS MUITO TEMPO VIVENDO JUNTO.
    ME ACONSELHE, POR FAVOR!!!

    RESPOSTA: Irmã, ele não quer se expor, é o que imagino. Então faça isto: casem-se na cartório e depois faça uma solenidade íntima, chame os amigos, filhos, pais e o pastor de sua igreja e faça um momento ali pedindo a benção do Pai sobre vocês. Se ainda assim ele não quiser, não sofra por causa disso, vocês devem primar por viver em amor, ser família, porque é isso que Deus espera de vocês. A consusmação do casamento se dá quando o homem e a mujlher decidem viver juntos, construir família, e para tanto , deixam pai e mãe, e se unem sexualmente. Eeu te pergunto , quem foi o cartorário que registrou o casamento de Abraão, de Jacó, ou mesmo de Adão. O casamento como o conhecemos hoje é uma criação da igreja Católica e nós evangélicos seguimos desde então. O casamento no cartório é uma forma do Estado garantir direitos de família. Alguém pode dizer que devemos obedecer a lei dos homens, casando-se no cartório, mas a lei, hoje, equiparou o casamento na igreja com o casamento no cartório, e ademais, a lei reconhece como legal, legítima, a união estável de pessoas, então não se casar no cartório não é crime, não é estar em desobediencia a lei do homem.

    OBRIGADA!!!
    A PAZ

  189. CRISTIANI

    Pr. me separei do meu marido pq ele nao era cristao, depois da nossa separação ele se converteu e me procurou mtas vezes pra gente voltar, mais eu estava magoada e com outras ideias na cabeça. Me relacionei com um rapaz q se dizia “cristao” e meu ex tbem arrumou uma namorada, isso ja tem quase 2 anos q estamos separados, eu terminei meu namoro d 5 meses pq descobri q amo meu marido, mais ele ainda esta namorando. Nossa ultima conv pelo cel, ele disse q me ama e q sente sds, mais q essa moça esteve com ele qdo ele precisou e nao pensa em deixa-la, eu estou sofrendo mto, quero meu casamento d volta, temos 1 filha de 9 anos e sofre com essa situação. Tenho orado, mais estou me desesperando. O q devo fazer?

    Resposta: Não há outra coisa a fazer a não ser orar e esperar em Deus. Ele está numa situação confortável, com duas mulheres a sua disposição, quando ele disse que não quer deixar a outra porque ela esteve com ele quando ele precisou não procede,na verdade , ele está junto com ele porque gosta dela, ela lhe faz bem, caso contrário, já a teria deixado. O que costuma acontecer é isso, o homem de meia idade fica com a amante até adoecer, depois que adoece , está debilitado, volta para a casa da verdadeira esposa.Pense nisso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s